História Remember me - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Divergente
Personagens Albert (Al), Andrew Prior, Beatrice "Tris" Prior, Caleb Prior, Christina, Ezekiel "Zeke" Pedrad, Marcus Eaton, Natalie Prior, Personagens Originais, Tobias "Quatro" Eaton, Uriah, Will
Tags Divergente, Eaton, Four, Prior, Romance, Tobias, Tris
Exibições 87
Palavras 926
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Adivinha quem estava com o computador quebrado???? EUUUUUUUUUU
Me perdoem pf, meu computador não queria ligar por nada, não sei nem como ele ligou agr!!Mais to escrevendo a mil aqui pra ir logo com essa historia.Me perdoem de vdd

Capítulo 22 - Capitulo 22


 Tobias.

 

 -O que estão fazendo aqui?-Pergunto já consumido pelo ódio

 -Calma filho-Disse minha mãe-Só queremos conversar.

 -Eu não quero conversar com vocês!

 -Tobias?-Tris me chama-Quem é...

Ela nem termina a frase assim que vê sua mãe na sua frente, Tris segura minha mão e se esconde atrás de meu corpo.

 -Tris, filha-Começou Natalie-Por favor, fale comigo.

 -Eu não quero falar com você.

 -Por favor-Minha mãe implorou-Não viemos para brigar Tobias, só queremos conversar.

 Respiro fundo e deixo elas entrarem.Tris segurava minha mão com força, eu sei que ela não queria ver a sua mãe tão cedo principalmente depois do que aconteceu, mas querendo ou não ela ainda é mãe da Beatrice e eu não posso afastar elas porque eu sei o quanto é ruim crescer sem uma família.

 -Nós sabemos que fizemos muitas coisas erradas nessa vida-Começou minha mãe-A mais ou menos uma semana nós nos encontramos em uma cafeteria e começamos a conversar sobre vocês.Tanto eu quanto a Natalie sentimos falta dos nossos filhos, nós erramos muitos eu sei mais eu quero concertar isso, nós queremos!Quando a ficha caiu que o Peter podia ter te matado Tobias eu fiquei triste e com raiva de mim mesma, por não ter aceitado o namoro de vocês.Eu nem imagino o quanto deve ser difícil esta união de vocês, com todos dizendo para ficarem longe um do outro, com varias pessoas tentando separar vocês.

 -Nós lamentamos por não ter apoiado-Disse Natalie olhando para Tris-Só agora eu vi o quanto vocês se amam, isso não parece ser uma paixão adolescente ate porque o Tobias não é nenhum adolescente-Ela sorriu-Vocês realmente se amam e isso é lindo, muito lindo.Foi um relacionamento assim que eu sonhei pra você filha, eu sei que não fui uma boa mãe e que eu deveria ter ficado com você mais eu estou aqui te pedindo perdão.

 Olho para Tris que ainda estava encolhida atrás de mim e vejo que uma lagrima cai de seu olho, ela quer a mãe.Quer estar com a mãe, poder conversar com ela, se abrir com ela, porem mesmo com que acabou de ouvir ela ainda esta grudada a mim segurando a minha mão com força.

 Me viro para ela, coloco minha outra mão em seu rosto e sussurro:

 -Sei que quer falar com ela então eu vou para o quarto com a minha mãe e você conversa com a sua tudo bem?

 -Okay.

 Dou um beijo demorado em sua testa e caminho para o meu quarto ouvindo os passos de minha mãe logo atrás de mim.

 

 Tris.

 

 O silencio toma conta da sala o que deixa a situação ainda mais constrangedora, me sento na frente da minha mãe e ficamos nos encarando por um tempo que parecia mais uma eternidade.

 -Você realmente o ama não é?

 -Sim.

 -Você já se lembrou de tudo?

 -Não.

 E o silencio volta mais uma vez.

 -Será que...-Ela começa-Podemos ter uma conversa normal pelo menos?Não uma só com respostas curtas.

 -Tudo bem-Sorrio

 -O que ele te deu de aniversario?

 -Um vestido lindo e um jantar maravilhoso, mas eu...Quase fui embora de madrugada, eu meio que ia fugir pra casa da sua irmã.

 -Tris!-Disse em tom de reprovação-O rapaz ama você ate fez um jantar pra você e você ia terminar com ele?Onde estava com a cabeça?

 Não acredito que estou falando do Tobias para a minha mãe sem que ela queira me matar e matar ele, chega a ser engraçado e apavorante.

 -Eu pensei que seria melhor assim, achei que não trouxe felicidade pra ele apenas desgraça, eu planejei ir de madrugada mais ele acabou acordando e me falou um monte de coisa que logo me fez mudar de idéia mais...Ainda não sei se eu deveria ficar com ele, ele é lindo deve ter um monte de garota atrás dele e ele esta perdendo o tempo dele comigo.

 -Filha, da pra ver que o garoto te ama, ele não esta perdendo tempo com você acho que pra ele é como se o tempo nem passasse quando ele esta ao seu lado e sim como se por um momento ele parasse.Deixar isso escapar, ele escapar, seria a coisa mais idiota que você poderia fazer em toda sua vida, nunca imaginei que iria dizer isso mais é a verdade.

 Bem, nem eu iria imaginar ouvir isso.

 

 Tobias.

 

 -...Ta agora deixa eu te perguntar-Disse minha mãe sorrindo-Vocês já...

 -Já o que?-Pergunto rindo

 Ela nada diz apenas levanta uma sobrancelha e me encara, não ela não me perguntou isso.

 -Mãe!

 Sua risada foi um pouco alta demais, sinto meu rosto queimar e provavelmente estou vermelho, com toda certeza estou vermelho,

 -Já!Você não precisa nem falar, a sua cara te entrega.

 Ficamos rindo por um longo tempo e conversando sobre coisas aleatórias, nunca pensei que teria uma conversa assim com a minha mãe principalmente falando da minha namorada.O tempo foi passando e quando notamos já estava de noite, quando era umas nove horas elas foram embora me deixando sozinho com Tris que tinha um sorriso lindo no rosto.

 Me jogo na cama e logo em seguida Tris se deita ao meu lado ainda sorrindo.

 -Foi boa a sua conversa?-Pergunto a ela

 -Foi sim e a sua?

 -Otima tirando algumas perguntas pessoais que minha mãe fez mais tudo bem.

 Tris sorriu e me deu um selinho.

 -Minha mãe não fez nenhuma pergunta pessoal ou constrangedora graças a Deus.

 O sorrio de Tris some e ela me encara preocupada o que me deixa assustado, muito assustado.

 -O que houve?

 -Ela me chamou para voltar a morar com ela e com o meu pai.


Notas Finais


Mais uma vez me perdoem de vdd, espero que tenham gostado.Amo vcs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...