História Remember Me... - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Instrumentos Mortais
Personagens Abbadon, Alexander "Alec" Lightwood, Asmodeus, Catarina Loss, Church, Clary Fairchild (Clary Fray), Emma Carstaris, Isabelle Lightwood, Jace Herondale (Jace Wayland), Jeremiah, Jocelyn Fairchild, Jonathan Christopher Morgenstern, Luke Graymark, Magnus Bane, Maia Roberts, Meliorn, Rainha Seelie, Raziel, Simon Lewis, Tessa Gray, Valentim Morgenstern
Tags Clace, Shadowhunters, Tmi
Visualizações 166
Palavras 3.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OPA QUERIDAAAA, EU ACHO QUE ALGUÉM ATRASOU MTO NÃO É MESMO ?!
Será que ainda tem gente te aqui ?
Enfim, sei que desculpas eu peço sempre, mas novamente, Desculpa....
Espero que gostem 😘

Capítulo 8 - Hurts..


Fanfic / Fanfiction Remember Me... - Capítulo 8 - Hurts..

Pov. Clary

Clary, você estava maravilhosa — Eram meus amigos chegando perto.

— AMIGAAAAA, você se superou — Falou Filipa me abraçando.

— Digna de uma festa da Maddie — Se gabou maddie.

— Ruivinhaaaa, eu gravei tudinho ! — Falou Lucas animado.

— Então você vai apagar tudinho ! — digo com a mesma animação.

— Lucas, se você apagar isso eu esfrego a sua cara na parede — Ameaçou Sofie.

— Larga de ser bruta, Sofie — falou Josh.

— Agora ta na hora do discurso !!! — Falou Maddie batendo palmas animada.

— Que discurso ? — Perguntou Filipa.

— Filipa !! — Sofie repreendeu e então eu parei de prestar atenção, Jace, Alec, izzy, Simon e Magnus tinham se afastado e conversavam entre si dava para perceber que estavam felizes.

— Vai, Clary — Sai dos meus devaneios com Josh me empurrando.

— Ahn ? — Pedi.

— Eu falei que ela tava boiando — Disse Lucas.

— É você quem vai começar o discurso — Esclareceu Filipa.

— Ahhh não vou não — Falei dando meia volta, Josh me segurou.

— É por ordem alfabética — Falou ele e me empurrou para o palco, mas eu consegui dar meia volta.

— Pq não vai você ? — Perguntei e ele revirou os olhos.

— Se não for por bem, vai por mal — Josh me levantou e me colocou em seus ombros.

— JOSH VOCÊ É LOUCO ?!— Gritei me debatendo.

— Aieee, calma — Ele me largou no palco e me entregou um microfone, vi que os caçadores de sombras estavam me olhando estranho e confusos, respirei fundo e comecei a falar.

— Maddie, meu amor, se lembra de como nos conhecemos ? — Perguntei e ela assentiu, eu sabia que tudo o que eu tinha vivido com eles era mentira e isso doía pq eu realmente os amava — Dês daquele dia eu e você vivemos muitas aventuras, fingimos ser garçonetes de um restaurante, brincamos de escolher o namorado uma da outra, o que dava muita merda pq você é péssima nisso — Todos riram — Trabalhávamos de babás juntas, o que também foi horrível pq você só dormiu e me deixou com aquelas pestes, — Ela riu — Me lembro de corrermos pelo central park com o guardinha atrás de nós, de ir na Sephora só pra se maquiar e não comprar nada, enfim, muitas coisas. — Que eu queria que fossem verdade, eu estava chorando e ela também — Eu...eu queria agradecer por você ser essa amiga incrível, que quando eu mais preciso você está do meu lado, me animando, me dando broncas e fingindo ser a minha mãe. Obrigada por tudo, por cada momento, cada lágrima, cada sorriso, risada, encrenca e aventura. Te amo, amiga. — Quando terminei ela subiu no palco e nos abraçamos, eu estava chorando e ela sorrindo.

— Amiga, o que foi ? — Seu sorriso desmanchou eu me ver ainda chorando, tentei forçar um sorriso, mas acho que não deu muito certo. — Vem, vamos descer e você me conta o que aconteceu. — Descemos do palco e passamos reto por TODOS os meus amigos, Jace me olhou preocupado, mas eu murmurei um " ta tudo bem" ao passar por ele. Maddie me levou até o banheiro e limpou minha maquiagem borrada.

— Desembucha, ruiva — Falou ela e eu suspirei.

— Não foi nada, só muita emoção — Respondi.

— Clary, você estava chorando com dor e não por emoção, eu te conheço, não mente pra mim — Ela me olhava nos olhos e eu desviei, não conseguia mentir na cara dela.

— Maddie, eu não to mentindo — Falei fitando o chão, ela puxou meu queixo e me fez olhar para ela.

— Ok, quando quiser desabafar, você sabe que eu estou aqui — Ela disse e me puxou para um abraço, onde eu deixei mais algumas lágrimas caírem. A porta foi aberta e eu limpei as lágrimas rapidamente, me afastando de Maddie. Era Izzy.

— Aí, desculpa quebrar o clima, mas seus amigos estão te chamando para mais um discurso — Disse para Maddie, Maddie virou e olhou para mim.

— Você está bem ? — Assenti — Vou lá ser amada mais um pouco e já volto — Eu ri e ela saiu do banheiro.

— Clary, o que houve ? — Pediu Izzy chegando mais perto.

— Izzy, nada não, foi só um momento — Falei dando um sorrisinho — Vamos ?

— Vamos, Alec teve que agarrar o Jace lá fora pra ele não entrar aqui — Disse Izzy e rimos.

— Ele tá muito preocupado ? — Pedi.

— Você sabe como ele é — Ela respondeu.

— Vixi, então é melhor eu ir logo — Assentimos e entrelaçamos os braços saindo do banheiro, Jace estava na porta sendo segurando por Alec.

— Clary, o que houve ? — Falou se desprendendo de Alec e segurando meu rosto.

— Nada demais — Falei dando de ombros e ele me lançou o olhar: "Depois você me conta", assenti e ele me deu um beijo na testa. — Então.... Quando posso ver os meus pais ? — Pedi.

— Hoje, agora — Falou Magnus e eu me animei.

— Então vamos — Falei puxando Jace que riu, quando estavamos chegando a porta Filipa e Lucas nos param.

— Onde a senhorita pensa que vai ? — Pediu Filipa.

— Ah, eu já to cansada e amanhã eu tenho curso​, tem como você avisar a sofie ? —Ela suspirou e assentiu, Lucas me olhava estranho, mas eu ignorei.

— Aviso sim — Falou ela e me deu um beijo na testa.

— Ah, e da um beijo na Maddie — disse e dei um beijo na bochecha de Lucas antes de sair ouvindo um " Se cuida, ruiva" antes de sair.

— Portal ? — Perguntou Simon.

— A menos que você queira pegar um táxi a essas horas da noite — Falou Jace.

— Clary ? — Perguntou Magnus.

— Faz você, ainda não me lembro de onde moro — Falei e ele assentiu, um portal apareceu e eu fui a primeira a entrar, paramos em frente a uma porta, eu não me lembrava se era onde eu morava, mas mesmo assim toquei a campainha. Jace chegou e segurou minha mão, ele sabia que aquele meu choro não foi por causa do discurso e que tinha alguma coisa errada. A porta se abriu e dela apareceu uma ruiva de olhos verdes, minha mãe.

— Clary... — Ela arregalou os olhos — LUKE VENHA AQUI — Gritou e alguns segundos depois Luke aparece e também arregala os olhos.

— Clary, você... — Luke começou, mas se interrompeu quando me joguei no colo dos dois, eu sentia tanta falta do abraço deles.

— Filha, aí meu Deus — Dizia a minha mãe passando as mãos por meus cabelos — Você se lembra de nós ? — Ela se afastou um pouco para me olhar.

— Sim, mãe — Falei e ela sorriu mais ainda me dando mais um abraço. — Vocês devem estar congelando — Ela disse me abraçando de lado — Entrem, estamos fazendo chocolate quente.

— Desculpe, mas eu preciso ver o presidente miau — Falou Magnus — É o terceiro dia que o deixo sozinho.

— Você vem Alec ? — Alec assentiu e demos tchau a eles, entramos na casa e eu começei a olhar envolta, eu me lembro de correr por esse local gritando por Luke, de mim e Simon brincando de pique-esconde, da minha mãe sentada ao lado de Luke conversando.... Essa é a casa de Luke.

— Então ? — Pediu Luke — Se lembra daqui ?

— Como eu poderia esquecer de onde eu quebrei o braço pela primeira vez — Apontei para a escada — Ou de onde eu aprendi a fazer lasanha — Apontei para a cozinha — De onde eu e Simon liamos nossas revistas nerd — Apontei para a sala onde tinha um sofá — Resumindo, me lembro de tudo...— Minha mãe sorriu com água nos olhos e me deu um abraço apertado.

— Jace, me desculpe por descontar minhas frustrações em você — Ela falou ainda me abraçando.

— Eu me esqueci ou você não abraçava o Jace ? — Disse, como assim o Jace e minha mãe se dando bem ?!

— As coisas mudaram — Minha mãe falou sorrindo pra ele — Não o vejo como antes.

— Uou, calma aí — falei — Eu tô começando a ter ciúmes da minha mãe com o meu namorado — Todos fizeram uma careta — Eca !

— Eca Clary, ela é sua mãe — Falou Jace se aproximando de mim enquanto minha mãe ria com Luke. Meu celular começou a tocar e o peguei rapidamente, era Maddie.

— Alô.

Clarissa, onde você está ? — Opa, ela estava nervosa. — Eu to te procurando em todo lugar !!

— Maddie, eu tive que ir embora, desculpa, achei que a Filipa e o Lucas tivessem te avisado.

Não avisaram, aliás, eu nem os vi.

— Hmmmm, será que..??

Claro, nosso shipp, finalmente.

Aleluia ! Calma que a Sofie ta enchendo o saco pra falar com você. — Silêncio e então a voz de Sofie — Clary, o que houve ? Vai dormir em casa ? Esta bem ? Encontrou seus pais ? Aí meu Deus, se lembra de mim ? Você ta viva ? Pq não tá falando nada ?

— Sofie, calma ! — Disse rindo e todos me olhavam curiosos — Eu estou na casa dos meus pais, não sei onde vou dormir, eu to bem, encontrei, Sim, me lembro de você, eu to viva e eu não falei nada pq você me encheu de perguntas !

Ah bom, Claryta, se cuida e se não for dormir em casa me avisa.

— Ta bom.

Ei, espero que com o que descobriu eu e você não nos afastemos... — Eu também pensei.

— Preciso ir, beijos — Desliguei.

— Clary, o que foi isso ? —. Falou Simon.

— Isso, foi eu não querendo mentir para minha amiga — Falei me jogando no sofá, não tinha percebido que estava tão cansada.

— Já já ela te liga de novo — Disse Izzy se jogando ao meu lado — Essa Sofie é grudenta.

— Na verdade, ela só tem eu — Falei suspirando — E eu só tinha ela, por isso ela é tão "grudenta" — Fiz aspas com a mão.

— Trouxe chocolate quente pra todo mundo — Disse minha mãe com xícaras na mão e com Luke a ajudando logo atrás.

— Eu não sei vocês, mas eu tô cansado — Disse Simon se sentando no chão, já que todas os lugares estavam ocupados.

— Eu também — Falei.

— Aliás, onde você vai dormir ? — Izzy me perguntou — É como se você tivesse três casas.

— Três ? — Pedi confusa.

— Aqui, a sua com a Sofie e o instituto — Esclareceu Jace.

— Instituto... — Falei confusa e então eu lembrei, a igrejona velha — Ahhhh, a igreja velha ?

— Sim — Disse Jace rindo — A igreja velha. Aliás, a gente precisa que você vá ao instituto, só hoje.

— Pq ? — Pedi.

— Pq assim podemos comprovar que você se lembrou e que não precisamos ir mais a escola — Esclareceu Simon.

— Que encerramos a missão de te encontrar — Corrigiu Izzy.

— Ok — Falei.

— Nada disso — Falou minha mãe — Acabei de era minha filha devolta e vocês vão fazer ela sair daqui de novo ?!

— Mãe, relaxa, eu volto amanhã de manhã — Falei — Ou a tarde, sei la.

— Prometa.

— Eu prometo — Disse revirando os olhos.

— Tudo bem, é melhor vocês irem, já está tarde e congelando. — Ela me deu um abraço e em Jace, Izzy e Simon.

— Vocês querem carona ou a Clary faz um portal ? — Falou Luke e todos olharam pra mim.

— A não ser que vocês queiram parar do outro lado do mundo eu sugiro que irmos de carro — Falei e Luke assentiu, saímos de casa e entramos na sua velha caminhonete, o caminho todo eu pensava em como eu iria fazer.

Não queria deixar Sofie, mas também não posso me afastar de Jace, no mundo dos caçadores de sombras não se pode ter contato com mundanos... Aliás, eu nem sei se quero ser uma caçadora, não levo jeito, só trago problemas e sou praticamente um peso morto. Luta, demônios, esconder meus sentimentos em uma missão, tudo isso era muito difícil pra mim, sei que a Clave vai fazer um escândalo se eu falar isso por causa do meu poder com as runas, mas eu não ligo, não posso agradar a todos.

Sinto algo quente pegar a minha mão e percebo que é Jace, percebi que ele fez aquilo inconscientemente, já que ele não me olhava e prestava atenção na conversa do carro.

Jace é tão lindo, tão perfeito, não sei se conseguirei largar minha vida de caçadora sabendo que eu o deixaria, que ele ficaria longe de mim. Isso é tão injusto, ou eu me afasto dos meus amigos ou do meu namorado e quem eu sou, mesmo eu não gostando do que eu sou, não posso negar que meu sangue é de caçadora, mas meu coração é mundano.

— Clary... — Jace me chamou baixinho — Pq está me encarando com essa cara ?

— Só estou pensando — Falei e deitei minha cabeça em seu ombro.

— No mundo da lua como sempre — disse rindo e eu lhe dei um tapinha na perna.

— Eu não fico só no mundo da lua — Falei do fingindo estar ofendida e ele me olhou — Só um pouquinho — Adimiti e ele continuou me encarando — Ah, eu não tenho nada mais a falar — Falei e ele abriu um sorriso — Ta bom, 75 % do tempo eu estou pensando, satisfeito ?

— Talvez — Falou sorrindo vitorioso, o carro parou e vi que paramos em frente a tal igreja. — Pisque. — Não entendi, mas pisquei e a igreja virou um castelo gigante.

— Que loucura — Falei saindo do carro com os outros.

— Clary — Era Luke ainda dentro do carro, fui até ele e ele me deu beijo na testa — Qualquer coisa me ligue, amanhã se precisar eu venho lhe buscar.

— Ok, obrigada — Falei me afastando e ele só assentiu ligando o carro e indo embora.

— Vamos ? — Pediu Jace e eu assenti, ele segurou minha mão andamos até a porta, ele abriu e nem deu tempo de eu olhar o instituto, Isabelle me arrastou pelos corredores com jace e Simon em nosso encalço.

— Izzy, calmaaaa — Digo tentando para-la e como resultado Simon vai em cima de mim — Aí, Simon você é cego ?

— Desculpa, vocês pararam do nada — Ele me ajudou a levantar e dei de cara com uma mulher morena, alta e bem parecida com Izzy, ela me encarava com os olhos arregalados.

— Espero que ela tenha se lembrado ou estarão em grandes problemas — Falou a Jace, Izzy e Simon.

— Ela se lembra — Disse Izzy sorrindo pra mim — Não de tudo.

— Bom, o quanto você se lembra ? — Ela diz vindo ao meu encontro — Que tal irmos ao meu escritório ? Lá você pode me contar melhor — Olhei para Jace e ele assentiu me passando confiança.

— Ela não se lembra de você — Diz Izzy.

— Oh, que bobagem a minha — Falou a mulher estendendo a mão graciosamente — Sou Maryse Lightwood, chefe do instituto. — Lightwood... Será que ela é parente de Izzy e Alec ?

— Sim, ela é mãe da Izzy e do Alec — Jace falou em meu ouvido. — Não, você não falou isso alto, eu é que. Te conheço muito bem.

— Bom, podemos ? — Maryse perguntou e eu assenti.

— Vou esperar aqui, ok ? — Disse jace eu assenti, segui Maryse pelos corredores quando ela para em uma porta, a abre e vejo que é um escritório, ela se senta e me indica para sentar em sua frente.

— Então, o quanto você se lembra ?

— Me lembro de descobrir ser uma caçadora, de treinar todo dia com jace e mais algumas pessoas que eu não reconheço, de quando minha mãe acordou, do ataque de Valentim ao submundanos, de Alec, Jace, Izzy, Magnus e meus pais.

—Algo sobre seus poderes ou sobre... — Ela se interrompe ao ver minha cara de confusa.

— Sobre...

— Bom eu acho melhor você ir dormir e amanhã conversamos direito, ok ? — Assenti, ela fugiu do assunto. Maryse me guiou até onde Jace estava e de lá ele me levou até um quarto, que eu logo percebi ser o dele.

— Não que eu não tenha gostado dessa roupa em você, mas é melhor você tomar um banho. — Falou ele apontando para o banheiro.

— Ata, to indo — Falei e fui tomar um banho, me despi e liguei o chuveiro e então me olhei no espelho e quase cai, eu estava cheia de marcas, marcas que eu conhecia, runas, bom, isso significa que eu estou lembrando. Tomei um banho quente e relaxante e quando fui trocar de roupa percebi que não tinha outra, então percebi que tinha uma roupa em cima do Vaso, será que o Jace tinha a deixado lá e eu não tinha visto ?

Coro com meus pensamentos e vejo que a roupa é meu sutiã, uma calcinha nova que eu reconheci como minha e uma blusa dele, me troquei e sai do banheiro, Jace estava jogado na cama quase dormindo, quando me viu abriu um sorriso.

— Você fica linda com esse look — Falou e eu me deitei ao seu lado.

— E você fica gostoso com o seu — Falei, Jace estava sem a camisa e com uma calça de moletom, seu famoso pijama.

— Eu SOU gostoso — Falou depois de uma risada, revirei os olhos — Clary — Seu rosto não estava mais como antes, estava sério — posso te perguntar uma coisa ? — Assenti — Pq você estava chorando ? E nem adianta falar que foi por causa da emoção pq eu te conheço — Suspirei e me senti derrotada.

— Percebi que tudo o que eu tenho de lembranças com meus amigos, são mentira — Falei sentindo lágrimas chegarem aos meus olhos — Cada momento que eu passei com eles não se passa de uma mentira criada por um demônio, e o pior é que eu não me vejo sem eles, sei que é mentira, mas eu os amo, sempre estivemos lá um para o outro, cuidavamos, ajudavamos... Qualquer coisa — Lágrimas já saiam de meus olhos descontroladamente e Jace as limpava delicadamente — e pensar que tudo isso não aconteceu me dói. — Jace me abraçou e eu chorei em seu ombro.

— Eu... — Ele suspirou — Eu não sei o que fazer, o que falar, mas tudo vai ficar bem, agora você está aqui, sabe a verdade e vamos dar um jeito nisso — Eu não acreditava r sei que ele não, mas fiquei quieta e a noite se passou assim, uma hora eu acabei dormindo em seus braços e tendo lembranças horríveis de uma vida em que eu estava em uma guerra. 


Notas Finais


E então ? Gostaram ??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...