História Remember Me? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Visualizações 87
Palavras 1.010
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi amoras, tudo bom? Espero que sim.

Como prometi, aqui está a fanfic sendo reescrita. Espero que gostem das mudanças, prometo que irão amar essa fanfic tanto quanto amaram a primeira vez que tentei escrever ela. Dessa vez estou mais criativa e com mais tempo para escrever, estou me esforçando então conto com o apoio de vocês!

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Remember Me? - Capítulo 1 - Capítulo 1

Narração Camila

Segunda-feira 

7:00hrs 

O sol invandiu meu quarto, fazendo com que eu acordasse de meus sonhos, sinto o peso de alguém sobre meu braço esquerdo e me viro para o lado, sorrio encarando Lauren adormecida. Seus cabelos estavam desgrenhados e alguns fios grudados na testa, sua boca entre-aberta e sua respiração leve a deixa mais bonita ainda. Acaricio seus cabelos levemente 

- Amor... - a chamo 

Lauren, resmunga algo se remexendo e eu sorrio com sua ação 

- Precisa acordar, amor - falo 

- Já? 

Murmurou me abraçando em seguida, sorrio e acaricio seu rosto 

- Sim, tem reunião hoje, lembra? 

- Tudo bem

Suspirou e se afastou sentando na cama, olho suas costas nuas com alguns arranhões e lembro da noite passada, sorrio quando Lauren joga o cabelo para o lado deixando a mostra os chupões em seu pescoço. 

- Amor, acho melhor você usar uma base nesse pescoço hoje - rio 

- O que? - Se virou para mim - Por que? 

- Acho que deixei muitas marcas - coro e escuto sua risada 

- Bom, que já vão saber que tenho dono - se aproximou - Certo? 

Sorrio assentindo e lhe dou um selinho demorado 

- Agora levanta antes que se atrase, vou acordar a Alícia 

Lauren, assentiu indo em direção ao banheiro, visto um blusão de Lauren que se encontrava jogado no chão e saio do quarto. Adentro no quarto de Alicia e o cheiro doce de perfume infantil invade minhas narinas, em aproximo da cama de minha filha e ajoelho ao seu lado 

- Licia - lhe chamo 

Minha filha se remexe na cama de um jeitinho bem parecido com o de Lauren, sorrio 

- Meu amor, você precisa levantar - insisto 

- Mama... Eu quero dormir mais um pouquinho - resmungou 

- Ok - levanto - Vou me arrumar e quanro terminar venho te chamar, pode ser?

- Uhum... 

Abraçou seu travesseiro adormecendo novamente, sorrio e saio quarto, volto para meu quarto e vejo Lauren apenas de cueca no closet, a abraço por trás e beijo sua nuca

- Ei... Está me deixando meio excitada aí atrás - falou

Rio e me afasto indo em direção ao banheiro, me despi e adentrei no box, deixo a água quente relaxar meu corpo e saio do box, visto uma saia rodada rosa e uma blusinha branca, prendo meus cabelos em um coque e saio do quarto. 

Lauren, está vestindo uma calça jeans e uma blusa social branca, seus cabelos estão soltos e seus lábios avermelhados a deixando... Sexy? 

- Uau! - falo sorridente - Está linda, amor 

- Obrigado - sorriu se aproximando - Você também meu anjo 

Lhe dou um selinho e vou até o quarto de Alicia, lhe dou um banho rápido e a visto com seu uniforme, descemos para sala e tomamos um café descontraído entre trocas de sorrisos e brincadeiras. 

- Te vejo mais tarde, amor - Lauren falou beijando a testa de Alicia e depois me dando um selinho 

- Ok, te amo! 

- Eu amo você! 

Ela falou indo para seu carro, adentro em meu carro depois de colocar Alícia na cadeirinha, arranco em direção a sua escola.

Desço do carro e levo Alícia até o portão, me abaixo em sua altura

- Venho te buscar hoje Ok? Vamos comprar um sorvete enorme na saída - sorrio 

- Ok, mama! - Falou sorridente - Até mais tarde, amo você 

Saiu correndo junto com suas amigas 

- Também te amo meu amor! 

Grito e rio negando com a cabeça, volto para meu carro e decido comprar algo para Lauren em uma floricultura não muito longe daqui. Ligo o rádio e uma música começa a tocar, não conheço a música mas gostei muito, acho que se chama Who Ar you 

Pego as flores e compro um cordão com pingente de uma linda família diferente de todas pois havia duas mães, Lauren, irá adorar. 

A música ainda tocava no rádio ou estava se repetindo em outro rádio, tanto faz gostei dela. Começo a cantarolar a música em um assobio, a lembrança da noite passada com Lauren invade minha mente e um sorriso se forma em meus lábios. 

Ainda podia sentir seus toques, suas carícias e as palavras sussurradas na noite passada. Amar Lauren nunca foi fácil, passamos por muitas coisas sabe? Mas o amor sempre foi mais forte nos impedindo de terminar ou algo do tipo. E eu sempre lutarei pelo amor dessa mulher... Ela foi a primeira mulher que eu gostei na minha vida, foi graças a ela que me decidi que na verdade queria passar o resto de minha vida com uma mulher. Fomos atacados por outras pessoas graças a sua "doença", graças a nossa decisão de ficarmos juntas e graças a nos amarmos tanto. Nunfa liguei peli fato de Lauren se Intersexual, isso a completa demais, amo esse detalhe nela e lutarei contra todos os preconceitos sob nós pois a amo. 

Afasto meus pensamentos e desvio o olhar para o buquê no banco detrás, sorrio pensando em como seria a reação de Lauren com isso tudo. Sorridente volto meu olhar para pista, meu sorriso se desfaz no mesmo instante se tornando uma feição de preocupação

Um caminhão estava em vindo em minha direção e meu corpo se recusava a fazer qualquer movimento para mudar aquilo, eu era inútil naquele momento, não conseguirei me salvar... Salvar minha família ou até mesmo as rosas no banco detrás. 

Sinto a dor insuportável invadir meu corpo junto com o sangue escorrendo por meu rosto, por que está doendo tanto? Por que não consigo me mexer? 

Droga de corpo inútil! Se mexe por favor! Eu preciso sair daqui... Eu preciso buscar ajuda e voltar para minha família. Consigo virar de vagar e vejo que estava no asfalto da rua, como vim parar aqui? 

As cosias começam a multiplicar e as pessoas ficam turvas na minha visão, está escurecendo e eu não consigo mudar isso. Eu quero mudar isso

Eu estou morrendo? 

Não! Eu não posso morrer sem dizer antes... O quanto eu amo minha esposa e minha filha

E por fim minha visão escureceu


Notas Finais


Gostaram!? Espero que sim!
Acho que postarei outro hoje então fiquem ligadas, desculpem qualquer erro e comentem o que estão achando Ok? Amo vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...