História Resident Evil - Organizações em Guerra (INTERATIVA) - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~DriRevil

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Albert Wesker, HUNK, Lupo, Personagens Originais, VECTOR
Tags Interativa, Resident Evil
Exibições 21
Palavras 973
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora! Mas agora vamos começar nossa aventura...
Aqui é @DriRevil (coautora e responsável por este capítulo) e espero que divirtam-se com a FIC!!!

ATENÇÃO: No decorrer da história mandarei MP com opções para vocês escolherem qual caminho seu personagem irá seguir, como no jogo Resident Evil 3 (cada uma terá uma consequência diferente. Faça sua escolha e assuma as consequências).

Capítulo 2 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Resident Evil - Organizações em Guerra (INTERATIVA) - Capítulo 2 - Prólogo

PRÓLOGO

 

Após a queda da Umbrella e da Tricell, organizações bioterroristas foram criadas ao redor do mundo com a única finalidade de espalhar o terror e o caos através de guerras bioterroristas em escala mundial.

Tais organizações negociavam a venda de vírus para facções criminosas e terroristas ao redor do mundo. Eram mercenários em busca de dinheiro e poder.

A bomba atômica havia ficado no passado. Agora, o perigo habitava em pequenos microorganismos unicelulares capazes de dizimar populações inteiras do planeta: Vírus!!!

Os vírus mortais desenvolvidos pela agora extinta Umbrella ainda eram distribuídos pelo mercado negro e utilizados por rebeldes e terroristas em várias regiões do planeta.

A BSAA lutava contra esses ataques cada vez mais frequentes. Em uma de suas missões, descobriram a existência de um novo e iminente perigo: o Z-Vírus.

O Z-Vírus é a fusão de dois dos mais perigosos vírus, o T-Vírus e o Uroboros, além de outros agentes ainda desconhecidos pelos pesquisadores. Tal vírus, era capaz de tornar os infectados extremamente violentos e com tamanha vitalidade, deixando-os praticamente imbatíveis em combate.

O mais devastador neste novo tipo de vírus era sua capacidade de auto regeneração. Se este novo vírus cair em mãos erradas poderá ser o fim da humanidade!

 Após a descoberta da existência dessa “arma de guerra”, três das principais e mais poderosas organizações bioterroristas colocaram seus melhores agentes em campo para uma verdadeira corrida contra o tempo.

Todos buscam uma amostra do Z-Vírus.

Além das organizações, uma poderosa empresa chinesa possui grande interesse neste novo vírus. Ela financiou grande parte das pesquisas que resultaram no descobrimento do Z.

A Kazuzu Corp enviou um batalhão de seus melhores homens para proteger o local onde o vírus está guardado.

 

2017

ILHA DESCONHECIDA NO PACÍFICO - 21h45min

 

Uma forte tempestade assolava a enorme ilha. Naquela região este tipo de tempestade era muito comum, fortes ventos, grande volume de chuva, raios e o mar agitado.

 A ilha possuía uma vasta floresta tropical e uma parte montanhosa, o lugar era praticamente inabitável, salvo a existência de alguns poucos vilarejos em meio às praias e floresta.

O que poucos ali sabiam, era da existência de um laboratório chinês em meio à ilha. O local era no subsolo e interligava toda a ilha. Os pesquisadores e seguranças tinham acesso pela praia, onde desembarcavam em navios fretados escoltados por helicópteros chineses.

--- Os geradores não vão aguentar muito tempo!! – Um homem de jaleco gritava por todo o laboratório.

--- Rápido! Travem as portas e cessem a ventilação!! – Outro rapaz corria pelos corredores avisando.

Aquela tempestade não parecia ter fim.

Uma mulher com longos cabelos lisos e olhos puxados utilizava seu cartão para ter acesso a uma área restrita.

Ela carregava consigo uma maleta.

Seu caminhar era calmo, diferente das demais pessoas naquele local que corriam desesperadas para que os geradores não entrassem em pane, apertando botões nos painéis de controle ou desligando sistemas sem comprometer as atividades do laboratório.

Ela caminhava tranquilamente seguindo rumo aos elevadores.

A porta do elevador se abre e ela entra.

A mulher olha para o relógio.

--- Só mais alguns minutos!!! – Ela fala consigo enquanto aguarda o elevador chegar à superfície.

Um forte raio cai na principal torre de energia da ilha, causando um apagão geral.

O elevador para.

O laboratório fica sem energia.

Luzes apagadas. Apenas pequenas luzes de emergência ainda estavam acesas.

--- Droga!! Estou tão perto... Preciso chegar ao ponto de encontro até ás 23h. Caso contrário... – A mulher falava desesperada enquanto batia na parede no elevador.

 

WARNING ALERT!

 

WARNING ALERT!

 

WARNING ALERT!

 

Luzes vermelhas começaram a piscar por todo o lugar e o sistema começou a entrar em colapso.

Todas as portas de imediato se fecharam, o sistema de ventilação foi ligado e a área restrita estava desbloqueada.

--- O que está acontecendo? – Um homem velho de jaleco gritava.

 --- Vamos morrer aqui!!! – Uma mulher de branco chorava.

--- Não era para estarmos presos aqui dessa forma...  – O homem velho continuava a gritar.

Um gás de tom azul começa a circular pelos dutos de ventilação. Há fumaça azul por todos os lados. As pessoas que estavam presas no laboratório começam a inalar aquele gás. Todos começam a tossir e aos poucos vão caindo desacordados no chão.

 

RECOVERED SYSTEM.

 

RECOVERED SYSTEM.

 

RECOVERED SYSTEM.

 

Após alguns minutos, a energia retorna e as portas são desbloqueadas e o gás é totalmente dissipado pelos corredores.

 

PRAIA AO SUL DA ILHA – 23h08min

 

A tempestade já havia acabado. Alguns coqueiros estavam caídos pela praia.

Ancorado na praia havia um pequeno barco militar.

--- Parece que seu contato não é muito pontual! – Um rapaz de olhos azuis e cabelos castanhos claro com um pequeno topete falava após soltar a fumaça de seu cigarro.

--- Essa tempestade não estava prevista nos meus planos. – O homem de cabelos negros e com uma cicatriz na sobrancelha falava nervoso olhando para o relógio.

--- Vamos, Trent!! – O rapaz da cicatriz dá a ordem.

--- Já? Não vamos ficar aqui esperando no ponto de encontro? – Trent questionava a ordem dada pelo líder.

Luke era estrategista e calculista. Ele detestava quando seus planos não terminavam do jeito que imaginava. Mas, detestava ainda mais quando suas ordens eram questionada.

--- Faça o que digo! – Luke coloca os óculos de visão noturna e sai do barco e indo em direção à praia.

Trent joga o cigarro para fora da janela do barco e segue Luke.

--- Algo de muito grave deve ter acontecido para meu contato não ter vindo na hora marcada. – Luke falava enquanto ia adentrando na ilha.

--- Vamos fazer logo nosso serviço e dar o fora desse lugar! Não trouxe protetor solar... – Trent falava em tom irônico. Ele era muito brincalhão e engraçado.

Luke revira os olhos com aquela piadinha do colega e continua seu caminho atento e furtivo.

Afinal, o que havia acontecido com aquele lugar?


Notas Finais


CONTINUA...

Esta foi apenas uma pequena introdução da história.
Nos próximos capítulos, outros personagens darão as caras por aqui.

Lembrem-se: fiquem atentos às MP.

Abraços e até o próximo capítulo, @DriRevil


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...