História Resident Evil - Organizações em Guerra (INTERATIVA) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~DriRevil

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Albert Wesker, HUNK, Lupo, Personagens Originais, VECTOR
Tags Interativa, Resident Evil
Exibições 26
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha eu de novo aqui!!!! @DriRevil na área...
Postando mais um capítulo para apresentar os demais personagens!!

Pessoal, o próximo capítulo ficará por conta do @Motherfacker !!!

Divirtam-se com a leitura...

Capítulo 3 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction Resident Evil - Organizações em Guerra (INTERATIVA) - Capítulo 3 - Capítulo 2

NORTE DA ILHA – 23h25min

 

Um helicóptero militar sobrevoa o local. A aeronave escolhe um ponto de fácil acesso ao norte da ilha, em meio à um campo aberto próximo á floresta.

--- Autorizadas!! Podem descer. – O piloto autorizava.

Dois cabos são jogados para fora do helicóptero.

--- Vamos Mell!! – Um bela morena de olhos claros falava animada com um sorriso escancarado na cara.

Ela se prende a um gancho no cabo de aço e descendo em segurança.

--- Apressada! – A loira retruca enquanto prendia-se ao outro cabo.

Quando as duas chegam ao solo em segurança e se soltam dos cabos, o helicóptero parte dali, desaparecendo no céu em meio à escuridão.

A loira pega seu GPS marcando uma coordenada para seguirem.

--- O laboratório fica no centro da ilha, em meio à floresta! – Mellody fala apontando a direção para sua parceira.

Samira ajeita suas granadas e pega sua arma, ascendendo a pequena lanterna no seu equipamento e colocando-se em posição.

Mellody olhava para o local vendo se aquele seria o caminho mais seguro para seguir. Ela era uma jovem inteligente, séria e muito calculista.

--- Vou na frente!! Você se preocupa demais... – Samira fala impaciente. Corajosa e impulsiva do jeito que era, a morena seguiu na frente sem hesitar.

A loirinha respirou fundo e seguiu a parceira pela mata.

O lugar estava úmido e havia muito barro entre as árvores. Depois da tempestade que passou pela ilha, o rio estava cheio e com uma correnteza muito forte.

Elas seguiam o caminho indicado pelo GPS.

--- Droga!! Esse barro todo sujando minha bota... será que eles não podiam fabricar esse tal Z-vírus em um lugar mais... habitável e limpo!! – Samira reclamava no decorrer do caminho.

Mellody escuta um barulho suspeito entre algumas árvores.

--- Quieta! Temos companhia... – Ele avisa a morena.

Samira se esconde atrás de um tronco, pronta para acertar um tiro na cabeça de quem quer que fosse, a morena era implacável.

Mell se aproximava de onde o barulho estava vindo. Com sua arma na mão, ela colocou-se em posição e ficou aguardando qualquer movimento estranho.

Silêncio.

Samira estranhou o silêncio repentino tomar conta daquela área. Isso não era comum. Era suspeito e só podia significar uma coisa: Armadilha!

Quando a morena ia se preparando para sair de onde estava escondida, foi jogada com força no chão por um empurrão.

-- Ah! – gritou ao chocar-se com o chão.

Mellody rapidamente começou a descarregar sua munição na criatura que estava prestes a atacar sua parceira.

Cada tiro certeiro apenas servia para incomodar o caminhar daquele homem desfigurado de quase 2 metros de altura, com garras enormes e dentes afiados.

Samira retira de seu equipamento uma granada e joga na direção da criatura. A morena corre dali em seguida, indo em direção à loira que também se afastava enquanto atirava.

Em segundos, a explosão deixou a criatura em pedacinhos espalhados por todos os cantos.

--- O QUE ERA AQUILO? – Samira questionava furiosa e curiosa.

--- Droga!! O lugar está infectado! Nossa missão será mais difícil do que imaginamos... – Mellody sabia muito bem que aquilo era fruto das experiências com vírus.

Antes de se juntar à Organização BT (BioTerrorism), a loira era estudante de medicina e conhecia muito bem os efeitos colaterais do vírus no organismo humano.

Infelizmente, ela sabia que aquela criatura não era a única pois o lugar possivelmente estaria repleto de BOW e outras pessoas infectadas.

--- Claro!! Adoramos missões difíceis... Vou pedir um aumento quando voltarmos!! – Samira falava de forma irritada e irônica.

Mell recarrega sua arma e volta a seguir o caminho indicado pelo GPS.

--- Vamos ficar atentas! Esse aqui foi só o primeiro... – A loira falava de forma fria.

A morena se limpava do jeito que podia e seguia a parceira.

Elas seguiam o rio acima, provavelmente chegariam ao centro na ilha em duas ou três horas de caminhada.

É claro que eles dificultariam o acesso ao laboratório central onde o Z-Vírus era fabricado.

O terreno era de difícil acesso. O chão molhado pela forte chuva só atrapalhava e atrasava ainda mais a caminhada das mulheres.

Samira para de caminhar. Algo estava a incomodando. Um pequeno ruído.

--- Mell!! – Ela sussurra.

A loira olha para trás e observa a parceira parada apontando para uma direção.

Elas empunham as armas e vão investigar.

A cada novo passo, os ruídos aumentavam. Samira tinha um sorriso de satisfação nos lábios. Ela já tinha explodido uma criatura nojenta. Não via a hora de explodir outras.

Pegas de surpresa, uma criatura que se assemelhava à um réptil pula na direção da morena.

Samira era muito ágil, conseguindo se desviar das grandes garras daquele Hunter sem dificuldades. Ela atira na direção da criatura e acerta alguns tiros. O Hunter era rápido e pulava por todos os lados.

Mellody foi atacada por outro Hunter e com alguns tiros, conseguiu deixá-lo mais lerdo. A loira taca uma de suas granadas nele enquanto se afasta da área, escondendo-se atrás de uma das árvores. O Hunter acaba explodindo pela granada.

Com o barulho daquela explosão, o outro monstro se irrita e por um momento de distração, ele pula na direção de Samira, fazendo-a perder o equilíbrio ao se esquivar e cair no rio.

--- SAMIRA!!! – Mellody grita e corre tentando socorrer a parceira, mas já era tarde.

A correnteza estava forte e havia levado a morena rio abaixo. A loira não conseguiu fazer nada para evitar.

O Hunter responsável por derrubar Samira no rio ainda estava ali, afoito por atacar Mellody.

 

CAIS NO LADO LESTE DA ILHA – 23h17min

 

Passos apressados. Eles corriam por todo o cais. Eram rápidos e certeiros em seus golpes e tiros.

Cada tiro acertava com precisão a cabeça de seguranças espalhados pelo lugar. O rapaz golpeava com força e quebrava o pescoço dos homens mais próximos.

--- Vamos rápido com isso!! – Matthew, um homem alto, forte, com cabelos negros e levemente bagunçados, avisava a parceira.

A ruiva que estava com uma trança embutida no cabelo e uma cor de batom escuro nos lábios sorri ao terminar de golpear um dos homens que faziam a segurança do local.

--- Estou me divertindo e também estou sendo rápida! Não corta meu barato... – Juliet avisa o parceiro e em seguida faz uma bola com o chiclete que estava mascando.

O rapaz respira fundo. Juliet era uma típica bad girl, que se divertia ao matar. Ela era uma jovem fria e má que detestava ser protegida e vista como frágil.

Pelo menos o plano de Matthew havia funcionado, eles conseguiram se infiltrar no navio chinês e agora já estavam na ilha para roubar uma amostra do Z-Vírus.

--- Vamos para a floresta! O laboratório fica na região central...– Ele avisa a garota que terminava de matar o último segurança do cais.

Ela o seguia já que ele era o mais experiente e tinha seu plano de acesso estrategicamente traçado.

Mas a ilha era um lugar imprevisível.

Ninguém poderia ser capaz de prever o que estava prestes a acontecer...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...