História Resident Evil - Organizações em Guerra (INTERATIVA) - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~DriRevil

Postado
Categorias Resident Evil
Personagens Albert Wesker, HUNK, Lupo, Personagens Originais, VECTOR
Tags Interativa, Resident Evil
Exibições 16
Palavras 948
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Adultério, Álcool, Canibalismo, Drogas, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~-^ Oiiiiii! @Motherfacker de novo nessa bagaça!
Desculpem os erros no último capítulo, é que não tinha visto mesmo.
Mais agora o capítulo tá certinho, tá rocheda o capítulo!

Sem mais delongas...

Capítulo 5 - Capítulo 3


ALGUM LUGAR DA ILHA - 9H56MIN

Trent e seu parceiro Luke andavam um busca do laboratório. Eles já estavam andando a horas e nada de laboratório. Luke logo fica cansado e da um pausa embaixo  de uma árvore.

– Hei! Já cansou? – Trent dá um leve sorriso ao ver Luke totalmente cansado. 

– Claro, três horas e meia andando é foda não acha? – Luke retruca.

Após o Luke terminar de descansar, os dois saem ao seu objetivo central. Caminhando mais um pouco Trent escuta barulhos de alguém correndo na vegetação próxima. E logo fica mais atento.

– Tá ouvindo isso? Esse barulho de algo correndo. – Trent para de caminhar e começa a presta mais atenção nos barulhos.

– Deve ser algum animal. –  Luke não dá muita atenção e  logo começa a caminhar de novo.

Trent sabia que aquilo não era um animal, e logo em seguida pega sua pistola e volta a caminhar mais atento. 

– Ahh! –  Trent grita desesperadamente como se algo tivesse pegado ele. Luke olha para trás mais não vê seu amigo, logo pega suas duas Colts 1911. 

– Sabia que essa hora ia chegar. – O mesmo fala para si mesmo e sente uma presença atrás dele. Luke se vira preparado para atirar, após se virar ficou surpreso no que viu.

Um zumbi, mas não tinha aquela aparência de gente morta, ele não tinha um braço normal, parece que foi cortado e agora tem algo negro substituindo seu braço. Na região da cabeça e da testa, tem vários fungos e em seu olho tem algo se movendo de cor negra também, também podia ser notar vários olhos em seu corpo. O zumbi andava normalmente como uma pessoa saudável em direção de Luke.

– Mais que merda é essa! –  Luke não pensa duas vezes e atirá várias vezes em sua cabeça, fazendo perde metade da cabeça e estourando um dos seus olhos. Logo vários tentáculos surgem na região gravemente ferida e começa a reconstruir  a área perdida pelos tiros. Fazendo ter metade de sua cabeça ser negra igual ao seu braço. 

O zumbi avança para cima de Luke, mas consegue esquivar. O mesmo tenta dar vários arranhões em Luke, também sem sucesso. Até que o zumbi dá um pulo na direção do rapaz, o agarrando. O zumbi tenta dá várias mordidas mo mesmo quando de repente leva um tiro na cabeça, explodindo-a e em seguida em seu peito e caindo morto no chão.

– Onde já se viu zumbir andar direito. Tá bem? –  Luke escuta uma voz familiar, olha para trás, vê Trent com uma Sniper em sua mãos sorrindo.

– Mais ou menos. –  Luke senta no chão ofegante.

– Onde tava? – O mesmo pergunta para seu amigo que chegava próximo a ele.

– Uma dessas porcarias me pegou. Esse B.O.W é muito frágil. Dei simplesmente uma facada no rosto dele que toda a cabeça dele explodiu, e depois se regenerou. – Trent explica o que aconteceu para Luke sentado ao seu lado.

– E como conseguiu matar ele? – Mike pergunta.

– Um facada no peito. Não por que, mas é no peito. – Trent se levanta estendendo a mão para levantar Luke. 

Mais algumas horas andando eles finalmente encontram uma entrada para o laboratório.

– Uh! Finalmente chegamos – Luke vai todo feliz para a entrada do laboratório.

– O que é isso? – Trent ignora totalmente a entrada e pega um pedaço de cabelos negros.

OUTRO LADO DA ILHA - 9H30min DO MESMO DIA

 – Cara a gente vai ganhar um grana muito boa quando a gente terminar essa missão. Vai fazer o que com o dinheiro? Carl pegunta para seu irmão Mike. 

 

– Sei lá! Comprar meu terceiro jato? Não, vou gastar 500 dólares com putas! O resto eu ainda vou pensar no que fazer. – Mike responde seu irmão.

 

–  Ei o que é aquela mina ali? – Carl vê uma garota jogada desmaiada e toda molhada(não pensem besteiras) Carl e Mike se aproxima da garota jogada no chão. 

 

– Olha nos bolsos. – Carl ordena Mike olhar nos bolsos da garota. Os bolsos ficavam na região do bumbum e Mike aproveitou o momento passando um pouco as mãos.

 

– Idiota é pra vasculhar os bolsos não pegar na bunda dela! – Carl logo fica com raiva por causa da ação de Mike.

 

– Tá tá. Olha o que temos aqui. Samira é seu nome então. – Mike encontra um documento nos bolsos de Samira.

 

Samira se levanta com tudo empurrando Mike para longe. Mike puxa uma 9mm do seu cinto mas Samira dá um mortal fazendo que a arma salte da mão do mesmo e Samira pega no ar. Mike puxa um faca e parte pra cima da garota e ela faz o mesmo. Os dois param frente a frente com a faca na garganta de Samira e a arma na testa de Mike(referência a cena do Resident Evil 4, do Leon e a Ada).

– Facas são melhores do que armas sabia? –  Mike responde dando um beijo na testa de Samira.

 

– E pistolas são perfeitas para matar pessoas do seu tipo! – Apos Mike dar um beijo na testa de Samira, a mesma retruca com uma cabeçada. 

 

– Gostei do show ai. Mas agente tem que matar ela sabia Mike? – Carl estava sentado o tempo todo vendo essa maravilhosa batalha.

 

– Deixa que eu resolvo. – Carl puxa uma escopeta, prepara a .12 para atirar mas não atira. Foi o suficiente para botar medo na garota e faze-la sair correndo. Mike conseguiu corta um pouco do seu cabelo.

 

– Ei não era para mata-la? – Mike fica bravo por não ter matado Samira.

 

– Sim era, mas você não ia mata-la, ia estrupa-la! E eu não gosto dessas coisas. – Carl retruca dando uma lapada com muita força na cabeça de seu irmão.

 

– Mais o bom é que estamos na entrada do laboratório. – Carl vai em direção ao laborátorio.

 

 

 


Notas Finais


Cara eu não sei se o capítulo vai ser com umas letras pequenas e outras grandes e com a formatação totalmente bugada, mais como estou apressado para fazer algo muito importante não vou poder ajeita-lo.

Desculpem a galera que achou que seus personagens iam aparecer, apareceu alguns mais não foi todos, prometo que o próximo capítulo que posta eu vou traze-lo todos. TODOS MESMO. @DriRevil eu vou faer o próximo capítulo beleza?

(SPOILER)Um mini spoiler (TÁ AVISADO). Vai rolar tiroteio entre eles.

Falow


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...