História Resistir - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Walking Dead
Personagens Abraham Ford, Carl Grimes, Daryl Dixon, Enid, Glenn Rhee, Maggie Greene, Michonne, Personagens Originais, Rick Grimes, Rosita Espinosa, Sasha, Tara Chambler
Tags Carl Grimes, The Walking Dead
Exibições 29
Palavras 1.570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Científica, Mistério, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem!!! 😍😘😘

Capítulo 6 - Jake!?


- Não divia contar sempre com a sorte, uma hora ela acaba - diz Carl e assim que ele diz me viro para ele 

-Não é sorte Carl, é saber sobreviver - digo olhando para ele indignada, ele acha mesmo que eu sobrevivi até agora por sorte?

-Você gostou? - pergunta Maggie nos cortando da possível discussão que começaria ali, mas faço uma cara como se não entendesse do que ela estava falando, o que não era mentira, pois realmente não fazia ideia - do caderno para você compôr que deixei aqui, você não gostou?-ela continua ao perceber que eu não havia entendido

- Não, eu gostei só não achei que tivesse sido você - digo começando a comer o que estava na bandeja 

-achou que tinha sido quem? -Maggie pergunta com o seu sorriso meigo

- Ah, não sei, só não imaginei que você sabia que eu tocava- falo terminando de mastigar a garfada que tinha posto na boca

-Michonne e Glenn me disseram - ela diz e eu reviro os olhos mas acho que ela nem percebeu porque eu me curvei para por mais uma garfada em minha boca, e meu cabelo que estava em minha orelha foi para minha cara tampando um pouco a minha visão.

- Rick e Darly já chegaram? - pergunto olhando para Glenn que estava do meu lado 

-ainda não, mas já devem estar voltando... É porque você não toca alguma coisa para destrair - diz Glenn trocando de assunto, provavelmente por causa de Carl 

-Bom... Eu estava escrevendo uma...- começo a falar mas sou cortada por Maggie que me entrega o violão pelo jeito não queriam mesmo falar do Rick e do Darly, não falei nada apenas peguei o violão e comecei a tocar as notas da música que estava escrevendo.


Não quero ser mais cego hoje

Não quero escapar assim

Não quero sem um tonto a mais

Não quero viver sem sonhar 

Não quero me deixar enganar 

Não quero minhas asas cortar

Não quero perder minha liberdade


Eu cantava sem olhar para eles apenas olhava para minha mão que tocava as notas e para o violão que segurava.


Tão triste

Tão sozinho, com medo de tudo

Tão frágil

Tão sozinho, tão longe de todos

Hoje é tempo de violência

De selvagem de rebeldia 

Hoje o mundo esta sangrando 

Ninguém curas suas feridas

Hoje me dói não te encontrar 

Ser seu caminho sua guia

Hoje você está do outro lado, vestido com a mentira


Terminei de tocar e olhei para Maggie que sorria como se fosse uma garotinha pedindo um saquinho de doces para sua mãe 

- Que foi? - perguntei da uma leve risada

-Nada..., você tem uma voz linda - ela diz por fim sorrindo 

Não respondo nada apenas faço menção de me levantar 

-Aonde pensa que vai? - Carl pergunta 

-Sei lá, dar uma volta

-A Denise disse que você precisa de descanso -diz Carl tentando me impedir de levantar 

-É verdade Azul você precisa de descanso - diz Maggie agora

-Ok, mas eu já descansei o suficiente, e não vou ficar nessa cama - digo me levantando 

- E a sua perna?- Glenn pergunta 

-Ela já está boa, não está mais doendo - digo sem olhar para eles e saio do quarto, minha perna ainda doía um pouquinho mas nada de mais.

Percebo que kabu veio comigo mas continuo andando até sair da casa, fico sentada no banco que tem na varanda e kabu se senta a minha frente, no chão, e começa a da uns latidos baixo como se reclamasse comigo, o que era bem comum de acontecer.

Apenas passo a mão em sua cabeça e dou um pequeno sorriso, era engraçado, pois eu realmente o entendia e ele sempre estava lá para tentar me aconselhar e reclamar comigo por geralmente agir sem antes pensar, o que acontecia praticamente sempre.

-Azul, posso falar com você? - alguém pergunta e quando olhei para ver quem era, vi que era Enid

-Fala - digo seca e sem ânimo 

-eu... Queria me desculpar, não... Devia ter falado aquilo para você, eu... não sei pelo que você passou e nem sei como você se sente com tudo isso..., então me desculpa..., e me desculpa se você ficou brava ou triste comigo, eu não... deveria ter falado tudo aquilo que disse - ela diz e senta ao meu lado 

-Eu não estou triste ou brava com você..., Eu estou assim comigo mesma- digo e me levanto

-Não, espera- ela diz segurando o meu braço -Amigas?- ela perguntou mas eu não respondi nada apenas puxeu meu braço, chamei Kabu é sai de lá.

Não posso dizer que seremos amigas, principalmente agora, e isso só o tempo dirá, nao eu.

Fui em direção a uma das torres se vigia, nao ia ficar na minha cama, mas também nao ficaria atoa 

Assim que subi vi que Rosita estava de vigia

-Oi, se importa em ter uma companhia?- perguntei assim que terminei de subir 

-Não, pode ficar -ela diz voltando sua atenção para mim

Ninguém falava nada e ja estava ficando algo chato e irritante, até que ela acaba com o silêncio irritante

- Porque você tinha saído? 

-Eu não ia fugir se é isso que você estava pensando, só queria mostrar para o Rick e Darly do que eu sou capaz - digo e volto meu olhar para ela.

-Todos ficaram preocupados - ela diz 

-Não imaginei que ficariam

-nós, nos preocupamos com você, agora você faz parte do grupo - ela diz e eu levanto meu olhar para ela -Querendo ou não você já faz parte -continua 

Ela falando assim até faz parecer a minha atitude um pouco egoista, talvez ela tenha sido um pouc.o, mas só um pouquinho, eu não tinha pensado em ninguém quando sai, apenas em provar para o Rick e Darly que sou capaz de bem mais

-Azul, você as vezes é uma caixinha de surpresas- ela diz e olho para ela, não sei porque ela disse isso, e ela parece ter percebido que fiquei confusa - Eu vi você cantando para Judith, e vi o que aconteceu entre você, Rick e Darly, eu só não entendo como uma hora você é essa pessoa cheia de esperança, e na outra você é essa que tem medo de confiar, e vive desconfiada -Continua

-Não é que eu seja desconfiada..., é só que tenho medo de que as coisas se repitam, que eu volte a estar sozinha e esse medo nao me deixa confiar, e quando não sabe em quem confiar, sabe de quem desconfiar: de todos -digo sem a encarar - Eu com o tempo armei uma prisão em minha mente, nada entra e nada sai - completo 

Rosita nao falou nada nem eu só ficávamos de vigia, e já estava ficando um silêncio chato

Já está passando muito tempo que ninguém falava nada e isso era irritante 

-O que é aquilo ali!? - pergunto um pouco surpresa quando vejo que perto das árvores tem uma movimentação 

-Deve ser o Rick e o Darly - ela diz pegando sua arma - vem vamos descer - ela diz já descendo e eu sigo ela 

-  e se não for? - pergunto terminando de descer

- se não for, teremos que nos preparar para enfrentar o que seja - ela diz pegando sua arma 

Coloco à minha mão no meu bolso procurando por uma arma, mas nao encontrei nada, devem ter tirado do meu bolso quando cheguei, e só agora que percebo que estava sem nada, Rosita percebe que estou sem nada e me da uma uma pistola de calibre 22

-SÃO ELES, ABREM OS PORTÃOS - diz Abraham que estava na outra torre e Rosita correu para abrir os portãos

Assim que conseguiram abrir os portãos, Rosita, Abraham que tinha acabado de descer da torre e michonne foram matar os errantes que se aproximavam.

Percebo que tem mais alguém com eles mas não consigo ver quem é, graças a distância

Me aproximo um pouco mais e eles também, era um garoto que aparentava ter minha idade, não consigo fazer nada além de o encarar, ele parecia familiar, mas ainda não tinha conseguido olhar para seu rosto, já que ele estava de lado e o sol atrapalhava um pouco

-Jake!? -digo dando um passo para frente e vejo que ele se vira ate mim, abre um sorriso enorme e ven correndo até mim

-N-nao pode s-ser- digo baixo 

-Azul... Nao acredito é-é você! - diz ele assim que chega a minha frente com a voz de choro me abraçando, eu não retribui o abraço ainda estava em choque, ele estava lá, era realmente ele, depois de tanto tempo, ele finalmente estava lá, comigo

-senti tanto a sua falta Azul - diz ele finalizando o abraço- tive tanto medo de te perder - continua e vejo seus olhos marejados ja ficando vermelhos 

Eu não podia acreditar ele finalmente estava lá, ele tinha voltado, depois de tanto tempo sem o ver, eu finalmente o estava vendo.

-P-por quê?, porque me a-abandonou?, você tinha prometido, v-você prometeu nunca me abandonar, e não c-compriu, por que?,.    p-porque me deixou sozinha?-  digo ja chorando e olhando em seus olhos, eu estava feliz que ele estava aqui, mas isso era uma dúvida que eu me perguntava todas as noites: Por que ele me abandonou?

-Azul... Me desculpa, eu nunca quis te abandonar, cada dia que passava longe de você, era uma dor a mais, que nunca deixava de doer, me d-desculpa - diz olhando em meus olhos 

- s-se você não queria por que sumiu? Por que? Porque Jake? Por que me abandonou? - pergunto olhando em seus olhos que ja estavam vermelhos por cuasa do choro.







Notas Finais


Gente desculpa pela demora, mas eu fiquei sem tempo e provavelmente na próxima semana não irei postar mais a partir do dia 2 devo estar postar um cap novo mas se eu conseguir terminar de escrever antes, vou postar antes ♥

O que acharam do Jake?? ♥
Espero que tenham gostado, e um beijo enorme para quem quiser e até a próxima😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...