História Rest Of My Life - Capítulo 38


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bruno Mars
Tags Bruno Mars, Ficscool, Rest Of My Life
Exibições 24
Palavras 776
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 38 - Você é inacreditável.


Rest Of My Life - Capítulo 38

  A emergência demorava pra chegar, e eu passava a mão pela barriga de Bruno toda ensanguentada, aaah, meu coração doía tanto. Passou se uns 2,5 minutos, e ele foi socorrido. O moço olhou pra mim e disse:
 -Vai ser responsável por ele? Ou ele tem algum agente?
 -Sou a namorada dele, vou sim com vocês.
 Bruno era rico, então fomos ao hospital em que ele sempre ía.
 ~~~~~~~
Ahhh como demorava, Bruno havia entrado á duas horas, eu estava com fome e com sono, e preocupada ainda chorando. O doutor saiu e perguntou
 -Quem é responsável pelo Sr. Peter?
 -Sou eu, e-ele ta bem??? Me di-diga que ele ta bem - disse entre choro e soluções.
 -Bom, ele ficará bem, o corte não foi muito grande, mas foi profundo, machucou um pouco de sua ligação com a bexiga. Mas, nossos cirurgiões já tomaram conta disso, e fechamos o corte. Passarei alguns remédios, e ele precisará ficar de repouso, não foi uma cirurgia muito fácil. Fazendo isso, ele ficará bem.
 -O-obrigado Doutor. E-eu posso vê-lo???
 -As visitas não são permitidas, mas ele parece querer alguém. Permitirei dessa vez.
 -Muito obrigada doutor.
 Nesse momento corri para sala que Bruno estava, me aproximei devagar, e vi Bruno deitado ali, ah, como meu coração estava apertado. Sentei ao seu lado e peguei em sua mão, ele dormia como um bebê, cheguei perto dele e lhe dei um beijo, o que acabou o acordando.
 -Oi meu amor, *disse ainda chorando*, desculpa acorda-lo.
 -Oi Amor, pare de chorar, estou bem.
 - Eu sei, estou feliz que esteja bem, mas a culpa é minha e do meu passado.
 - Pare de se culpar. Por favor.
 -Tudo bem.
 -Já comeu? -Bruno perguntou arregalando o olho.
 -Não 
 -Amor, vá comer.
 -Eu ficarei aqui com você.
 -Por favor, vá Pietra, estou bem aqui. Tem refeitório aqui, é bem la embaixo, vá e coma, depois volte, ok?
 -Ta bom - disse e lhe dei um selinho.

~~~~~~~
Depois que eu almocei, voltei para la, e Bruno estava sentado na maca, eu olhei, e perguntei:
 -O que faz sentado?
 -Eu já posso sair.
 -Mas já?????
 -Sim, eu posso tudo.
 -kkkkk tudo bem.
 
 Arrumamos as coisas, e fomos.
Chegamos em casa e eu deitei Bruno no sofá, e eu comecei a passar a mão em seus cabelos. E fui fazer uma sopa. Enquanto eu cortava uns legumes, Bruno me abraçou por trás, e começou a beijar meu pescoço e apertar a minha bunda.
- Bruno ah, pare com isto.. Você precisava descansar.
 -Errado amor, não estou cansado, para descansar, preciso gastar minhas energias.
 -Peter Gene Hernandez! Eu disse não.
 -Como você é chata amor- disse ele fazendo bico e voltando pro sofá.
~~~~
Assim que eu terminei, levei para ele, e sentei nos sofá com ele, e deixei a sopa esfriando na mesinha a frente, Bruno novamente veio para cima me beijando, e mexendo em meus cabelos.
-Bruno, você não cansa?
-Não
 Assim que ele terminou de me responder, me pegou pela cintura e me sentou em seu colo, eu podia sentir seu membro implorando ora sair.
-Ah Pietra, olha como você me deixa.
 Então selamos nossos lábios novamente. Bruno arrancou minha blusa numa força inexplicável. Ele apertou os meus seios com força e começou a chupa-los, chupava os meus peitos enquanto trabalhava com sua mão lá embaixo, aah, como era bom senti-lo, eu arranquei a blusa de Bruno e vi a cicatriz com os pontos, ele me olhou uma face insegura, e eu disse baixinho: "não se preocupe", arranquei sua calça, e vi sua maravilhosa box, eu a retirei, e vi seu membro totalmente ereto, peguei e comecei a lamber sua glande, e lambia toda a  extensão de seu membro, e eu ouvia ele gemer:
-Pi-pietra -n-não para, ma-mais rapi-do.
 No momento que ele disse, eu parei e vi sua cara de negação, então eu ri com sua reação, e continuei, como ele pediu, mais rápido, senti Bruno chegando em seu ápice, então eu o beijei, e disse "eu o quero dentro de mim"
 Bruno arrancou meu shorts, e assim como pedi, colocou seu membro dentro de mim, aaaah, como era bom sentir ele dentro de mim, eu rebolava encima de seu membro e gemia seu nome alto, não demorou muito para Bruno chegar em seu ápice e gozar dentro de mim. Ele retirou seu membro, me olhou e me beijou e disse:
 -Agora sim posso descansar
 Eu ri, e fui tomar um banho. Quando voltei Bruno estava dormindo, mal tinha começado a comer a sopa, e já estava dormindo, eu o cobri, deitei ao seu lado, e dormimos como estávamos.

 


Notas Finais


Favoritem e comentem o que estão achando❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...