História Retorno de Saturno - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekyeol, Byun Baekhyun, Chanbaek, Exo, Park Chanyeol, Sunbin Kim
Exibições 61
Palavras 1.071
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem!

Capítulo 1 - Contos de outono


Eu sentia os raios do sol adentrarem meu quarto embora fosse outono, havia ainda resquícios dos mesmo durante o início dessa estação. Eu estava tranquilo, estava de folga e isso era realmente e com certeza teria um dia regado de sexo com meu namorao, Byun Baekhyun que a propósito está enroscado a mim neste momento.

Mas deixe eu me apresentar, sou Park ChanYeol atual empresário e chefe de uma das maiores empresas de imporrtações de Seul. Tenho 24 anos, namorando um cara incrível e até que se prove o contrário, sem filhos; BaekHyun não fora meu primeiro namorado, digamos que o segundo, eu nunca fui um cara de relacionamentos e   antes dele eu namorei com um cara por dois anos foi dos meus 18 anos aos 20 anos e depois nunca mais mantive contato com o mesmo. Estou com BaekHyun desde meus vinte e dois e acredito fielmente que isso dará casamento. Minha omma e minha sogra apreciam tal ideia já que o querem é um neto de nossa parte.

Baekhyun se remexeu ao meu lado e se espreguiçou me abraçando ainda mais, sonolento abriu os olhos.

- Bom dia, Channie - ele disse manhoso.

- Bom dia, amor - eu lhe dei um selinho.

- Amor não era para você estar numa reunião? - Baek perguntou

- Que reunião? - eu não me lembrava de nenhuma reunião.

- Com os novos sócios oras - ele disse e eu parei para pensar.

- Ah é mesmo, como eu pude esquecer disso - eu disse saltando da cama para o banheiro. Tomei um banho mais rápido que a velocidade da luz e sai de lá tão rápido quanto. 

Coloquei uma roupa social qualquer e eu simplesmente não conseguia dar um nó na gravata então logo Baekhyun brotou fazendo isso por mim, eu simplesmente amava ele, e realmente não discartava a ideia de ter um filho dele, eu sou louco para ser pai.

Me despedi dele e sai correndo para a empresa, nunca corri tanto e por odin o táxi não atrasara. De meu apartamento eram cerca de 10 minutos do trabalho, mas nem isso conseguia tirar minha tristeza por não conseguir ter a minha já rotineira folga de segunda.

Mas eu precisave resolver a questão da mais nova propaganda publicitária promissora e o contrato que eu iria fechar nesta manhã era com uma das mais bem conceituadas empresas de publicidade de Seul, eu tinha em mente mostrar aos concorrentes um pontapé ainda mais forte que o do bimestre passado.

-

Ao chegar na empresa eu mal entrei e Kris já veio puxando minha orelha, Kris era meu melhor amigo e sócio e comandava toda a Makrte junto s mim.

- Porra ChanYeol, se esqueceu que tínhamos essa reunião hoje? - Kris disse já me puxando para o elevador.

- Sinceramente a única reunião que eu esperava era entre mim e o Baek - eu disse frustrado.

- Eu entendo mas agora vamos focar nesse fechamento de contrato e em escolher os modelos dessa nova campanha - Kris disse.

- Você parece mais animado com essa campanha - eu sorri para Kris.

- Mas é claro nós também iremos posar para ela - Kris sempre teve o sonho de se tornar modelo mas acabou seguindo outro caminho.

- Eu já lhe disse que eu arrumo algumas campanhas para você modelar, sabe que tenho contatos renomados - eu disse.

- Talvez mais pra frente, agora vamos tratar outro assuntos - ele disse ao chegarmos ao andar.

Eu adentrei a sala de reuniões com Kris atrás de mim. Os publicitários nos cumprimentaram e seguimos com a oarte chata que era discutir toda a campanha e fomos para a parte mais interessante que era escolher os modelos, ver vários rostinhos bonitos nunca era ruim.

Eles chamaram os modelos na sala, eram realmente um mais bonito que o outro, mas um me despertara a atenção, eu o conhecia.

- Me diga o nome daquele rapaz -eu indiquei o garoto.

- Kim Sunbin, 23 anos, é um grande modelo já fez campanhas para grandes grifes como Dior, Coco Channel entre outras tão renomadas. 

- Eu quero ele nessa campanha - eu disse, Sunbin era meu ex-namorado, eu nunca esqueceria do meu primeiro amor, claro que hoje eu amava BaekHyun, mas eu e Sunbin tivemos uma história e eu apenas gostava das memórias.

- Senhor Park, iremos selecionar seis modelos tem mais alguma escolha?

- Não, deixo tudo por conta do Wu - eu disse me sentando e olhando para Sunbin. O mesmo pediu licença para atender um telefonema e eu curioso fui bisbilhotar.

- ... por favor omma - ele dizia choroso - Você sabe que eu tenho que trabalhar de contrário não vou poder dar uma vida melhor para Shyuk.

Devia ser a mãe dele.

- Omma eu nunca vou permitir que fale de Shyuk assim, ele é apenas uma criança e logo ele fará quatro aninhos, eu tenho que finalizar essa campanha para poder estar mais presente para ele - era a mãe dele mesmo. - Obrigado omma, e não se esqueça de dar a vitaminas dele! 

Eu não esperava que ao retornar para sala ele trombasse comigo bem no corredor e quase caísse eu o segurei e ele sorriu envergonhado.

- Mil perdões senhor Park - ele estava fingindo não me conhecer.

- Não me trate com formalidades, nos conhecemos bem Sunbin - eu disse e ele sorriu envergonhado e assentiu - Como vão as coisas?

- Estão muito bem e contigo e seu namorado?

- Estão indo muito bem - eu disse sorridente - Vejo que realizou seu sonho de ser modelo, estou feliz por você.

- Obrigado, depois de tudo eu acabei seguindo meu coração e veja só até que estou bem.

- Será que você não aceitaria tomar um café? - eu não podia deixar passar em branco né

- Eu não sei, ChanYeol, eu estou aterefado - ele disse um pouco sem graça. Sem tirar aquele sorriso que não mostrava os dentes de seu rosto.

- Vamos lá, temos conversas de anos para acertar - eu disse rindo.

- Tá, desde que não demore muito - ele disse sorrindo finalmente mostrando os dentes e o aparelho? Ué, ele não usava aparelho quando namorávamos. Eu com certeza perguntaria por aquilo.

- Fico feliz, depois dessa reunião me espere no estacionamento. - e eu retornei a sala de reuniões sem esperar uma resposta.

 

 

 

 

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...