História Retorno de Saturno - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Baekyeol, Byun Baekhyun, Chanbaek, Exo, Park Chanyeol, Sunbin Kim
Exibições 30
Palavras 1.853
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Os melhores sorrisos


Assim que cheguei vi Baekhyun sentado no sofá conversando com Luhan que já estava ali presente, eu cumprimentei os dois e fui para o banheiro, logo me despindo e iniciando meu banho. Eu estava um pouco atordoado ainda, Shyuk era uma gracinha, e eu ainda não tinha total entendimento de como Sunbin engravidara. Eu estava decidido a visita-los amanhã, eu só teria que procurar as fichas dis modelos na minha pasta.

Sai do banho e já fui resolver isso, procurei as fichas e logo encontrei a de Sunbin, fotografei a mesma e guardei tudo.

- Channie, o Lu já foi embora - Baekhyun veio me abraçando.

- É mesmo? - eu sou muito idiota admito.

-Sim... Que tal aproveitarmos um pouco? -Baekhyun disse malicioso. E meus amigos, me esbaldei pelo resto da noite.

---

Shyuk brincava com alguns mobiles na sala, enquanto Sunbin e a senhora Kim conversavam na cozinha.

- Você viu o jeito que Shyuk? - Sunbin dizia sorrindo.

- O Park leva jeito com crianças - a senhora Kim disse sorridente.

- Omma, eu realmente preciso ir, está ficando tarde e eu trabalho amanhã - Sunbin disse.

- Tá bom, meu filho, tome cuidado e fale sobre aquele assunto apenas se vier a tona - a senhora Kim disse e o filho assentiu.

Sunbin foi na sala e ajeitou as coisas de Shyuk na malinha e o pegou no colo e foi se despedir de sua mãe.

- Dá tchau para a vovó, bebê - Sunbin disse para o filho.

- Tchau vovó - Shyuk disse sorrindo e a senhora Kim abraçou os dois.

- Tchau meus ursinhos - ela disse.

- Tchau omma até outro dia - Sunbin disse e saiu pela porta. 

Ajeitara melhor a mochila e Shyuk em seu colo, estava acostumado a lidar com Shyuk sozinho, no começo era bem mais complicado, ser pai solteiro e de primeira viagem era uma tarefa e tanto, mas com a ajuda de sua mãe conseguiu arcar com tudo.

Shyuk estava quietinho, Sunbin sabia que o filho não estava dormindo então apenas abraçou o corpinho do mesmo. Sinalizou para um táxi e deu o endereço para o taxista, assim que chegou pagou a corrida e adentrou sua casa.

Shyuk acabou dormindo na viagem mas Sunbin ainda precisava dar banho e fazer a jantinha do pequeno. O deixou dormindo no sofá e foi ajeitar a janta tanto dele quanto a do pequenino. Fez a sopinha de Shyuk e um copo de suco e para si um pouco de salada já que estava sem muita fome.

Pegou Shyuk no colo e subiu as escadas já acordando o garotinho. 

- Shyuk vamos acordar bebê - disse terno para o filho. O bebê apenas se remexeu mas logo levantou o rostinho e coçou os olhinhos.

Sunbin riu e entrou no banheiro, sentou Shyuk na bancada da pia e começou a tirar as roupinhas as colocando no cesto. O garotinho ficava cutucando o umbigo e dava risada, Sunbin não aguentava e ria junto do filho. Encheu a banheira atento a temperatura e colocou Shyuk lá de toquinha para não molhar os cabelos.

O garotinho adorava água e isso sempre lembrava Sunbin de ChanYeol, seu filho realmente parecia muito com ChanYeol na maioria das coisas que ele fazia. Sunbin logo tratou de esquecer tais pensamentos.

Assim que terminou o banho de Shyuk, enrolou o mesmo na toalha e o levou para o quarto separando uma roupinha para o mesmo. Secou bem o pequeno e colocou o pijama e as meias.  Pegou o bebê no colo e desceu para a cozinha para jantarem.

Comeram em silêncio já que Shyuk já estava dormindo em pé, terminaram de comer e Sunbin foi escovar os dentes do filho e o colocar para dormir, ainda eram oito horas da noite quando Shyuk dormiu. Sunbin foi tomar banho e dormir porque o pequeno Shyuk tomava boa parte de sua energia.

-

ChanYeol se remexeu na cama e logo levantou coçando os olhos, o cabelo estava apontado para todos os lados olhou no relógio e viu que estava na hora de levantar. Foi tomou seu banho e se trocou, tomaria café na empresa se despediu de um Baek que estava dormindo e foi trabalhar.

-

Eu estava chegando na empresa, eu planejava conseguir sair mais cedo para poder fazer uma visita a Sunbin. Cumprimentei alguns funcionários e fui para minha sala, não tinha muita coisa a ser feita. Fui fazendo oque tinha pendente quando ouvi meu secretário bater na porta o mandei entrar.

- Senhor Park o senhor tem visi-... - Xiumin quase foi enviado longe quando um pequeno Shyuk passou pelas suas pernas e atrás vinha Sunbin repreendendo o filho.

-Veja só o quê temos aqui - eu peguei Shyuk no colo e ele começou a dar risada seu chapéuzinho caiu revelando as orelhas abertas. - E olha o fujão é um dumbo como eu.

Shyuk parou e olhou minhas orelhas.

- Omma o Chanchan também é orelhudo - Shyuk disse para Sunbin que ria ao fundo. Ele estava sentado no sofá e eu fui sentar ao seu lado.

- Desculpe trazer ele sem avisar, ele estava eufórico querendo ver você e eu não consegui negar - Sunbin disse.

- Tudo bem e eu ia visitar vocês depois daqui - eu disse e Sunbin sorriu de leve.

- Eu tenho uma sessão de fotos daqui a pouco, você poderia... -eu logo o cortei.

- Eu fico com ele, e depois passo na sua casa para deixar ele - eu disse e Sunbin sorriu se levantando.

- Aqui está a mochila dele - Sunbin disse me entregando a bolsa - Tem tudo que ele precisa, lanche, mamadeira e uma troca de roupa.

- Tá bom, acho que eu consigo cuidar dele - eu disse sorrindo.

- Então eu vou indo e eu vou fazer a janta - ele disse e eu assenti -Tchau bebê.

Shyuk deu tchauzinho para Sunbin e logo ficou apenas eu e o bebê na minha sala.

- Shyuk você quer sair um pouco? - eu disse e ele assentiu.

- Chanchan vai levar Shyuk pra onde? - Shyuk disse concentrado em mexer nos enfeites que haviam na mesinha de centro.

- Primeiro a gente vai ir ver o Tio Fanfan e depois shopping - eu disse e Shyuk ficou todo animado. Peguei a mochila dele e o peguei no colo. E chamei o elevador.

- Chanchan é alto e orelhudo - Shyuk dizia rindo e ria junto fazendo piadinhas quando chegamos no andar do Kris todos os funcionarios nos olharam as mulheres elogiavam o pequeno Shyuk, que já bebê era estiloso e eu agradecia Sunbin por vestir o filho tão bem.

Shyuk fazia charminho mandava beijinhos e tchauzinhos para todo mundo e todo mundo ficava "Senhor Park, seu filho é uma graça" e eu claro fazia graça e nem me dava o trabalho de dizer que Shyuk não era meu filho, eu fazia charme junto do pequeno.

Quando chegamos na sala de Kris eu bati na porta e ouvi que podia entrar.

- Shyuk esse é o Fanfan - eu disse e o pequeno desceu do meu colo.

- Oi Fanfan, você é amigo do ChanChan? 

Kris deu risada e já pegou Shyuk no colo.

- Ele é filho de quem? - Kris perguntou.

- Do Sunbin, eu estou cuidando dele hoje - eu disse sorrindo - Ele é lindo né?

- Não, porque ele é a sua cara - Kris disse rindo - Brinco, ele realmente é uma graça.

- Vou levar ele ao shopping e encher ele de presentes - eu disse sorrindo para o pequeno que estava entre minhas pernas abraçando uma delas. Eu peguei ele no colo e o abracei fazendo carinho nas costinhas.

- Você vai ser um pai babão - Kris disse rindo com a cena - Pode ir, pegue hoje como uma folga.

- Obrigado! Dá tchau para o tio Fanfan, bebê - Shyuk pulou do meu colo e foi abraçar Kris.

Os dois se despediram com Kris promentendo um presente para Shyuk por ele ser tão fofo. Eu peguei Shyuk e fomos para o ponto de táxi sorrindo enquanto brincava com o pequeno.

Quando chegamos no shopping fomos logo para a fila do mc donalds, Shyuk estava louco para comer um mc lanche feliz e eu tinha que fazer as vontades do pequeno. Assim que pegamos os lanches, em segurava a bandeja e Shyuk ia na frente apontando para uma mesa de duas cadeiras na praça de alimentação.

Fomos para ela, eu coloquei a bandeja sobre a mesa e mochila embaixo da mesa. Sentei Shyuk direitinho e me sentei também abrindo o lanche do pequeno e ajeitando para ele comer sozinho. Ele comia animado, eu peguei meu celular e tirei várias fotos dele. Guardei meu celular e fui comer também.

Assim que terminamos tive que limpar Shyuk que estava todo lambuzado e consegui realizar com sucesso. Fomos ao banheiro a pedido do mesmo e ajudei o mesmo a fazer pipi.

Fomos em algumas lojas, comprei duas camisetas e um par de tênis em uma loja e depois a gerente da loja pediu meu número para entrar em contato porque segundo ela "seu filho precisa ser nosso modelo da próxima coleção." E eu estava adorando isso, eu e Shyuk faziamos charme juntos e eu adorava que pensassem que ele era meu filho.

No final eu procurei a foto da ficha de Sunbin e anotei o telefone, salvei o contato na agenda e mandei uma mensagem perguntando se ele estaria em casa e recebi um sim logo peguei Shyuk e fomos para a sua casa.

Cheguei lá e apertei a campainha enquanto Shyuk estava animado para mostrar as roupas novas. Sunbin abriu a porta sorrindo.

- Oi, entra.

Eu adentrei a casa junto de Shyuk no meu colo.

- Omma, ChanChan me comprou roupas mostra pra ele Chanchan - eu ri e entreguei para Sunbin a sacolas. Eu soltei Shyuk no chão e fui para o sofá sentar. Sunbin sentou ao meu lado com Shyuk no seu colo mostrando as roupas.

Depois Shyuk foi brincar com seus brinquedos.

- Obrigado de verdade - Sunbin disse.

- Não precisa agradecer - eu disse sorrindo - Ele é um amor e eu já o amo como se fosse meu filho.

- Geralmente é minha mãe que cuida dele mas ele gostou tanto de você que confiei deixar ele contigo - Sunbin diase olhando para o filho - Ele se comportou?

- Sim, todo mundo nos elogiava segundo eles Shyuk é tão bonito quanto o pai - eu me gabei claro.

- Ele deve ter feito charminho né? - eu assenti - Shyuk é um metidinho ele adora ser elogiado.

- Eu quero que ele seja meu filho -eu disse e Sunbin engasgou com a saliva.

 - OQUE? 

- Isso mesmo, eu quero registrar Shyuk no meu nome - eu disse sério.

- Para de graça, ChanYeol, ele nem é seu filho - Sunbin disse.

- Mas pai não é aquele que cria? - eu disse.

- Eu não sei. - Sunbin disse - Ele não pode ser seu filho.

- Porque?

- Porque ele é meu filho - Sunbin disse rindo.

- Vamos lá, Sunbinnie, além que Park Shyuk é bem melhor que Kim Shyuk. - eu disse.

- Vamos parar tá bom.

- Eu vou ensinar ele a me tratar como appa - eu disse - Mesmo você querendo ou não, Shyuk vai ser meu filho também.

Sunbin deu de ombros e eu ri vitorioso. Agora só faltava contar tudo para Baekhyun.



CONTINUA







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...