História Revealing feelings. - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Iris, Kentin, Leigh, Lynn, Lysandre, Nathaniel, Rosalya
Tags Amor Doce, Kentin, Romance
Exibições 57
Palavras 1.676
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Aqui estou eu novamente \o/
Yeeeeeeh
To bastante animada com essa fanfic ♥ Mais do que o normal >u<
Acho que deve ser por causa dos comentários fofos que eu recebo em todo capitulo <3 Você são tão fofos <3
Mas chega de enrolações e fiquem com o capitulo.

Boa leitura! <3

Capítulo 23 - Irmãos?


Então finalmente as últimas páginas foram imprimidas.  Eu já estava me sentindo a maior stalker do mundo e, enquanto isso, tentava juntar o resto da coragem que eu tinha para partir. O único problema era que eu nem ao menos tinha um plano. Suspirei e fui para o lado de fora de minha casa, com todas as folhas impressas em minha mão, e então me sentei na varanda olhando para elas. 

 

"Será que Debrah está bem...?" - Me perguntava constantemente. Era  frustrante eu ser a única que sabia o que havia acontecido com ela e não ter feito nada ainda.

 

Apoiei minha cabeça em minhas mãos dando outro longo suspiro, até que minha atenção voltou-se para o portão da frente de casa, onde Charles estava parado me encarando.

 

- Charles? - Falei alto o bastante para que ele escutasse.

 

- M-Me desculpe aparecer aqui tão tarde, m-mas... - Ele parou de falar e abaixou a cabeça. Provavelmente estava pensando no que dizer. Então eu fui até lá e abri o portão, dando passagem para ele.

 

- Aconteceu alguma coisa? - Perguntei com calma.

 

- Não, é só que... Eu queria falar com você sobre o trabalho que faremos juntos. - Ele disse enquanto mexia as mãos demonstrando desconforto.

 

- Ah, entendo.  - Falei forçando um sorriso. Naquele momento a última coisa que eu me importava era o trabalho, mas Charles não fazia a mínima ideia disso.

 

"Como ele sabe onde eu moro?!" - Me perguntei perplexa. 

 

- Eu estava pensando em pedir ajuda para o meu irmão. Ele é cantor, então ele poderia nos ajudar. - Ele sorriu de canto e então seu olhar se voltou para os papéis em minha mão. - Espera, por que você está segurando uma foto do meu irmão? 

 

- S-Seu irmão? Jesse é seu irmão? - Arregalei meus olhos o máximo que eu conseguia.

 

- Sim. B-Bom agora que você sabe, teria como você não contar para ninguém? Seria um problema se as pessoas soubessem que eu sou o irmão mais novo dele... M-Mayumi?

 

Eu estava tão chocada com o que tinha ouvido que ainda continuava sem dizer nada, paralisada no mesmo lugar. 

 

- S-Sim, claro. 

 

- Você parece estar bem surpresa. Eu não te culpo. Eu e ele não somos nada parecidos, fisicamente falando. - Ele deu um sorriso bobo. - Mas e você?

 

- O que que tem eu? 

 

- Por que você está com isso? - Ele apontou para os papeis em minha mão. - Por acaso você também é uma fã dele? 

 

- E-Eu... É, é isso mesmo! E-Eu amo as músicas dele! - Assenti rapidamente com a cabeça. Provavelmente se Charles não fosse tão inocente perceberia que eu estava mentindo. 

 

- Entendi. Meu irmão é incrível mesmo! - Então vi seu sorriso se alargar. Ele parecia gostar muito de falar sobre seu irmão. - Mas e então?

 

- O-O que? 

 

- O que aconteceu? Você parece estar assustada e não para de gaguejar. Normalmente sou eu quem fico assim quando estamos conversando... 

 

- N-Não é nada, é só que eu ainda estou um pouco surpresa por saber que vocês são irmãos. E sobre o trabalho? - Tentei mudar de assunto.

 

- Meu irmão vai estar em casa amanhã, você poderia ir lá se não tiver nenhum compromisso. 

 

Por um momento uma lampada imaginaria acendeu em minha cabeça. Isso seria perfeito! Era justamente lá que eu precisava ir, e Charles ter me convidado já seria uma ótima desculpa para aparecer por lá sem ser suspeita de estar planejando algo. 

 

- Claro! Eu posso ir lá sim! - Sorri abertamente animada. 

 

- Legal! Amanhã depois da aula nós podemos ir juntos diretamente para lá. - Ele sorriu.

 

- Certo! 

 

Então Charles se despediu de mim e foi embora. Após isso entrei em casa novamente e corri para o meu quarto. Preparei minha roupa para o dia seguinte e minha mochila, colocando nela tudo que eu achava que seria útil (além dos livros, cadernos, estojo...) e fui dormir extremamente ansiosa.

 

~*~

 

Após a aula fui rapidamente ao encontro de Charles, respirando fundo. Já estava prestes a segui-lo quando senti uma mão segurar meu braço. Era Kentin, Kentin com uma face extremamente irritada.

 

- Onde você vai? - Perguntou sem mais delongas, me fazendo cruzar os braços e erguer uma sobrancelha. 

 

- Vou na casa do Charles, vamos fazer o trabalho lá. 

 

- E por que tem que ser lá?

 

- Como assim ''por que tem que ser lá''? Você também vai fazer o trabalho na casa do Armin e eu não estou reclamando, estou?

 

- Porque isso é diferente! Nós dois somos garotos! 

 

- Não é diferente. - Suspirei. - Olha, nós só vamos fazer o trabalho, nada mais. Vamos fazer ele lá porque o irmão do Charles é... Ele vai nos ajudar. Você tem que parar de sentir ciúmes de todo garoto que se aproxima de mim.

 

- E-Eu... Eu sei disso, mas mesmo assim... - Ele coçou a nuca desviando seu olhar de meus olhos.

 

Me aproximei dele, depositando um beijo em seus lábios e então ele deu um sorriso fraco retribuindo. O abracei por fim e então voltei até o garoto que me esperava, mostrando estar um pouco desconfortável - provavelmente por conta do que acabara de presenciar - e que hora ou outra olhava para a rua.

 

- Pronto, podemos ir. - Sorri um pouco corada. 

 

Andamos um pouco até chegarmos a um carro preto que estava estacionado a alguns quilômetros da escola. Suspirei aliviada ao perceber que aquele não era o mesmo carro que eu havia visto no dia anterior. Ao entra pude ver no banco do motorista um homem que trajava uma espécie de uniforme preto e que usava óculos escuros nos cumprimentar. Acenei com a cabeça e forcei um sorriso. 

 

Charles me disse que demoraria um pouco para chegarmos em sua casa, pois ela ficava bastante distante da escola. Então a cada segundo que passava eu sentia um calafrio. Saber que eu estava prestes a ir na casa do homem que eu vi espancar uma garota em um beco, com toda aquela frieza, não era nada agradável. 

 

- Por que seus pais decidiram te colocar em uma escola que fica tão longe de sua casa? - Perguntei tentando me distrair um pouco.

 

- Meus pais? - Ele meio que se perguntou isso e depois riu. - Não foram meus pais, foi meu irmão. 

 

- Seu irmão? 

 

- Sim. Eu não moro com meus pais, meu irmão cuida de mim desde que eu tinha cinco anos de idade. - Ele sorriu.

 

- E-Entendo. Sinto muito por isso. 

 

- Por que? 

 

- O-Ora, seus pais... eles... eles estão... 

 

- Mortos? Não. - Ele começou a rir novamente. - É uma longa história, mas basicamente eles não estavam nem ai para mim, então quando meu irmão saiu de casa ele me levou junto. Eles nem tentaram impedir nem nada, mas eu também nem me importo com isso. Eu era bem pequeno e não me lembro de muita coisa, além de que eu gosto muito de morar com meu irmão. Ele é muito gentil e sempre fez de tudo por mim. - ''Gentil'', essa palavra ecoava em minha cabeça. O modo que ele falava sobre o irmão parecia que ele estava se referindo a outra pessoa. 

 

- E-Entendi. 

 

~*~

Quando finalmente chegamos, dei de cara com o que mais parecia uma mansão. Não pude evitar de abrir a boca em contemplação. Charles me chamou para entrar e antes de fazer isso respirei fundo, juntando toda minha coragem. 

 

- Jesse! Cheguei! - Ele gritou olhando em volta.

 

- Já estou descendo. - A voz grave anunciou em um tom de voz calmo. Era a mesma voz que eu ouvira na noite passada, mas ao mesmo tempo era diferente de alguma forma. E então vi um homem descendo as escadas.

 

Era Jesse! Sem duvida alguma! Era o mesmo homem das fotos que eu vi na internet. Ele certamente era mais bonito do que naquelas fotos. Seu cabelo era castanho, num tom um pouco mais claro que o de Charles, jogado para o lado, um pouco acima a altura dos ombros. Seus olhos eram verdes escuros e ele era incrivelmente mais alto do que eu havia imaginado. Engoli a seco ao ver um sorriso gentil surgir em seu rosto e um cumprimento direcionado a mim. Ainda que meu corpo não quisesse se mover eu forcei ao máximo um sorriso e o cumprimentei de volta.

 

- Me desculpem pela demora. Mayumi, certo? - Assenti rapidamente com a cabeça. - Prazer em conhecê-la. Sou Jesse. 

 

- O prazer é todo meu. - Cerrei meus olhos. - Muito obrigado por se dispor para nos ajudar hoje.

 

- Não foi nada. Tudo que envolve música é de meu interesse. - Ele riu. - Mas antes de tudo eu...

 

- Jeeess? - Então um grito ecoou pela sala antes que a porta fosse abruptamente aberta. Dei um pulo para frente com aquele baque. - Jess, você não vai acreditar no que aconteceu comigo! Eu tava lá andando de boa, como eu sempre faço, na rua, ai uma senhorinha me confundiu com o neto dela, da pra acredit... 

 
- Jin... - Jesse suspirou balançando a cabeça em negação. - Ninguém liga para suas histórias, seu idiota.


Só podia ser brincadeira. De todas as pessoas no mundo, por que justamente ELE tinha que aparecer naquele momento? Era o homem que havia me visto ontem quando eles estavam indo embora.

 

- Ora, ora, o que temos aqui? - O homem loiro me olhou e logo um sorriso malvado surgiu em seu rosto.

 

É. Agora sim, esse vai ser meu fim.

             Continua.


Notas Finais


Hmmm... O que será que Jin vai fazer?
E o que vocês acharam sobre o Charles ser irmão do Jesse?
Alguma velinha já confundiu vocês com algum neto(a) dela? Pois eu já kaposkoapksopakpsokas
Digam o que quiserem nos comentários >.O
Nos vemos no próximo capitulo <3

~Kitsune-Chan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...