História Revelações - Capítulo 153


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Liga da Justiça, Mulher Maravilha
Personagens Alfred Pennyworth, Arthur Curry (Aquaman), Bruce Wayne (Batman), Canário Negro, Clark Kent (Superman), Coringa (Jack Napier), Diana Prince (Mulher Maravilha), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), John Stewart, J'onn J'onzz "John Jones" (Caçador de Marte), Kara Zor-El (Supergirl), Oliver Queen (Arqueiro Verde), Personagens Originais, Rainha Hipólita, Selina Kyle (Mulher-Gato), Shiera Hall (Mulher-Gavião), Wally West (Kid Flash)
Tags Amor, Batman, Bruce, Clark, Diana, Liga, Mulher Maravilha
Exibições 132
Palavras 3.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores!

E eis que trago a terceira parte do capítulo que, creio eu, trás alguns esclarecimentos, em relação ao capítulo anterior.

Boa leitura e enjoy❣

Capítulo 153 - Troca - Parte III


Sentindo-se emocionalmente cansada, Diana vai direto para o quarto que divide com Bruce na Torre da Liga, e, é seguida por Shayera que, em um momento como este, não irá deixar sua amiga sozinha.

As duas adentram o quarto e, a Thanagariana não perde tempo e tranca a porta, para então se sentar ao lado de sua amiga na cama.

― Como você está se sentindo, Diana? – pergunta Shayera, sem esconder o tom de preocupação em sua voz.

― Para ser bem sincera, Shayera, eu não sei. – responde a Princesa das Amazonas, sua voz mostrando o quanto ela está cansada.

― Sei que é difícil para você, minha amiga, mas, agora que estamos sozinhas, acho que você já pode me contar, pois sei que há coisas que não disse na frente dos outros, principalmente por conta do Batman dos Lordes da Justiça.

― Pode parecer estranho, Shayera, mas, naquele momento eu senti, de alguma forma, que ele falava a verdade.

― Você sabe que tem uma forma bem simples de descobrir, não sabe?

― Sei. E, realmente, seria bem mais fácil para todos nós se, naquele momento, eu tivesse usado o Laço da Verdade.

― E eu imagino que, se você não usou, é porque há um motivo muito forte para isso, Diana.

― Realmente, e, mesmo que pareça estranho ou absurdo para você, garanto que o que eu senti é real.

― Conte-me.

Ante o pedido da Thanagariana, Diana suspira pausadamente, a fim de procurar as palavras certas, pois, para ela, é um pouco complicado falar sobre este assunto, sobre os sentimentos conflitantes que tomam conta de seu coração, desde o momento em que soube que sua filha fora sequestrada. A única pessoa que conseguia entende-la era Bruce, que ela sabe que partilha de sentimentos parecidos com os seus.

Mas, Bruce não está aqui e, Shayera espera por respostas, que, ela precisa dar, caso contrário, a amiga nunca entenderá os motivos que a levaram a confiar no Batman dos Lordes da Justiça.

―Vou tentar ordenar meus pensamentos da melhor forma possível. – Diana volta a falar – Mas, se sentir necessidade, você pode me interromper a qualquer momento para perguntar o que quiser, ou pedir que eu especifique algo.

― Tudo bem. – concorda Shayera – Apenas me conte.

― No momento em que eu percebi que aquele homem não era o nosso Batman, a fúria tomou conta de mim e, eu não conseguia pensar em mais nada, a não ser em acabar com ele. E, quando ele começou a contar sua história, no começo eu não acreditei, e, obviamente, pensei em usar o laço da verdade. Mas então, senti algo em meu coração, como se Bruce estivesse falando comigo, me dizendo para confiar nele, e que ele iria encontrar uma forma de trazer nossa filha de volta. E foi naquele momento que eu percebi que não precisava do laço da verdade. E, antes que você me pergunte, eu não acredito piamente nas palavras deste Batman, mas, acredito em meu Bruce, e, se estes dois Batman de alguma forma se aliaram, eu vou confiar.

Shayera se surpreende ao ouvir as palavras de Diana, sempre soubera que o laço que a une a Batman é forte, mas não a este ponto. E, a certeza que ouviu nas palavras da amiga é tanta que, ela simplesmente não deixa de acreditar em suas palavras.

― Diana, o que está me dizendo é simplesmente impressionante. – Shayera não consegue deixar de dizer.

― Vou entender se não quiser dar créditos as minhas palavras, Shayera.

― Muito pelo contrário, minha amiga. Pode ter certeza de que eu acredito em cada uma delas.

Ao ouvir as palavras de Shayera, Diana sorri, sentindo-se grata pela amiga acreditar em suas palavras, sem maiores explicações.

― Diana. – a voz de Shayera tira a princesa das amazonas de seus pensamentos – Vamos começar a analisar a situação levando em conta que este Batman está nos dizendo a verdade.

― Bruce está correndo um grande risco nos domínios do inimigo. Sei que ele saberá fingir ser o outro Batman, mas, há algo que me preocupa.

― O que?

― Coringa e Selina Kyle. Estes dois conhecem Bruce bem demais e, penso que saberiam reconhece-los. E, ainda tem a Dara.

― Acha que ela seria capaz de reconhecer o pai? – a voz de Shayera é preocupada.

― Tenho certeza que sim. – Diana responde automaticamente – E é exatamente esta uma de minhas maiores preocupações, pois, o plano de Bruce der certo e ele conseguir chegar até a nossa filha, ela, mesmo sem querer, colocará os dois em um grande perigo e, eu não poderei fazer nada por eles!

Shayera sente, nas últimas palavras ditas por sua amiga, uma grande frustração e, ao mesmo tempo, o desejo de poder estar ao lado de Batman neste momento, e, infelizmente, ela sabe que, neste momento, nada que ela diga será capaz de acalmar o coração de mãe de Diana.

― Diana. – Shayera, mesmo sabendo que é difícil, tenta encontrar palavras para dizer a sua amiga neste momento – Sei que, nada do que eu disser irá confortar o seu coração neste momento tão delicado, minha amiga, mas, mesmo assim, eu quero que você saiba que pode contar comigo. Eu não sou exatamente boa com as palavras, mas, como costuma dizer por aí, um gesto vale mais do que mil palavras, e, você sabe que estou com você. Não apenas eu, mas John, Super Man, Flash, todos estamos com você.

― Eu sei. – Diana se força a sorrir – E, agradeço muito por isso, Shayera.

― Não há o que agradecer. E, tente pensar positivo, pois, se tudo der certo, muito em breve você terá sua filha em seus braços novamente.

― É o que eu mais quero, Shayera.

― Eu imagino o quanto.

Ali, junto a sua amiga, Diana tenta concentrar a sua mente, e, não pensar no pior. Tenta pensar que, seja o que for que seu Bruce esteja passando no covil dos inimigos, que ele irá conseguir se sair bem de tudo isso, afinal de contas, ele é o Batman, e, jamais falha em uma missão.

 

 

*****

 

 

Sabendo que Questão está de olho no Batman dos Lordes da Justiça e, não irá perder os seus movimentos de vista, Super Man, Lanterna Verde, J’onn J’onzz e Flash resolvem permanecer mais um tempo trancados na sala de Reuniões, a fim de que, com suas cabeças um pouco mais frias, eles possam discutir o problema melhor.

― O que vocês acham de tudo isso, rapazes? – pergunta Flash, dando voz a pergunta que vem martelando em sua mente desde o momento em que Diana descobriu sobre a troca.

― Inicialmente, confesso que perdi a cabeça. – a voz de Super Man se faz ouvir – Mas, agora, parando para analisar a situação longe daquele Batman começo a ver as coisas por outro ângulo.

― E que ângulo seria esse? – o homem mais rápido do mundo volta a perguntar.

― Pense bem, Wally. – continua o Kriptoniano – Sabemos que os Lordes da Justiça são versões de nós mesmos em outro multiverso e, que, a morte do Flash deles é que ocasionou a mudança de personalidade. Mas, mesmo assim, eles pensam basicamente da mesma forma que nós. Anos atrás, o nosso Bruce conseguiu convencer este Batman a os ajudar, e, só vencemos por conta da ajuda dele. Então, se levarmos em conta que, uma vez este Batman esteve do nosso lado, talvez desta vez ele esteja falando a verdade.

― Outra coisa. – o Caçador de Marte toma a palavra – Em dado momento, senti Diana hesitando contra o Batman que está aqui. Como se ela tivesse descoberto alguma razão para começar a acreditar no Batman dos Lordes da Justiça.

― Você leu a mente dela, J’onn? – pergunta Flash.

― Não. – responde J’onn J’onzz – E nem preciso, porque eu sei que, quando se sentir pronta, ela irá nos dizer tudo o que seu coração mandar.

― Neste momento, a Shayera está com ela. – fala o Lanterna Verde – E, tenho certeza de que as duas estão conversando. E, como as duas são muito amigas, acho que Diana contará a ela o que for, e, quando ela se sentir pronta, acabará por nos contar também.

― Tenho certeza que sim. – concorda o Caçador de Marte.

― Enquanto isso, acho que devemos começar a pensar em um plano de emergência. – Super Man volta a falar – Porque, seja o que for que nosso Batman esteja passando em meio a nossos amigos, em algum momento ele precisará de nossa ajuda, e, devemos estar preparados.

Todos concordam com as palavras de Super Man, ainda mais que, ninguém ali deixa de ter consciência que o amigo está correndo um grande risco, se expondo sozinho em meio aos inimigos. Nenhum deles desconfia das habilidades de Batman, mas, eles sabem que o amigo está se arriscando e, que não conseguirá fazer tudo sozinho, que, em algum momento, precisara entrar em contato com eles e, quando este momento chegar, eles sabem que devem estar mais do que preparados e, é exatamente isso que eles pretendem fazer.

As atenções dos heróis se voltam para a porta da sala que se abre e, Shayera e Diana adentram o local. Super Man, Lanterna Verde e J’onn J’onzz não deixam de notar a expressão no rosto da Princesa das Amazonas e, isto os faz ter certeza de que, a semideusa está um pouco mais controlada do que quando estiveram reunidos, um pouco antes.

As duas mulheres tomam os seus lugares, e, Diana não deixa de notar as atenções de seus amigos sobre si.

― Acabei de entrar em contato com Lúcios Fox. – a voz da Princesa das Amazonas se faz ouvir – E, como o nosso Batman está entre inimigos, pedi que ele me informasse qualquer novidade, a respeito do satélite.

― Foi sensato, Diana. – Super Man toma a palavra – Ainda mais se levarmos em consideração quanto tempo o nosso Batman ficará em meio aos inimigos.

― E é exatamente isso o que me preocupa. – a Mulher Maravilha volta a falar – Principalmente porque, ele está sozinho em meio a um exército de vilões. E ainda tem Dara...

― Nós temos que confiar no Morcegão! – é a vez de Flash falar – É claro que está todo mundo preocupado com ele, eu também estou, mas, mesmo assim, nós temos que confiar que dará tudo certo afinal de contas, ele é o Batman!

― Todos sabemos disso. – fala o Lanterna Verde – Mas, mesmo ele sendo o Batman, é um fato que ele está se arriscando em meio aos inimigos.

― Com certeza. – diz Shayera – E, por isso mesmo é que devemos estar preparados para o momento em que ele entrar em contato conosco. Imagino que, enquanto Diana e eu estivemos ausentes, vocês conversaram sobre isto.

― Sim. – responde Super Man – Estávamos justamente falando que, devemos ter algum plano em mente, para quando Batman entrar em contato conosco.

― E conseguiram pensar em alguma coisa? – pergunta Diana, sem conseguir conter o leve tom de ansiedade em sua voz.

― Por enquanto, nada. – responde o Caçador de Marte – Mas, vocês chegaram no exato momento em que colocamos o assunto em pauta, então, como pode ver, não tivemos muito tempo para pensar.

― Mas, no momento certo, teremos algo em mente. – fala Super Man – E, se tem algo do qual eu não tenho a menor sombra de dúvidas, é de que, no momento em que o nosso Batman entrar em contato conosco, estaremos prontos para ajudar no que for preciso.

― Sei que sim. – Diana volta a dizer – Sei que minha filha não é importante apenas para Bruce e para mim, mas, para vocês também, que sempre estiveram conosco, desde o momento em que soubemos que ela estava sedo gerada.

― E pode ter certeza de que muito em breve e Bebê Maravilha estará novamente conosco, Princesa! – a voz de Flash é otimista – E vamos mostrar para Lex Luthor e os amiguinhos dele que, com a Liga da Justiça não se brinca!

― E, agora que o Batman dos Lordes da Justiça está longe daqui, na companhia de Questão. – o Caçador de Marte volta a falar – Há uma descoberta que fizemos Diana, e, que, seria pertinente você saber sobre ela, Diana.

 

 

*****

 

 

O Batman dos Lordes da Justiça, sendo seguido bem de perto por Questão, que simplesmente não tira os olhos do homem, acaba de chegar ao refeitório, onde se serve de um copo de café, e, procura uma mesa o mais afastado possível das outras, para que ele possa se sentar.

E, assim que o faz, o Homem da Máscara sem rosto senta-se bem de frente para ele.

― Até quando pretende ficar de olho em mim? – pergunta o Batman dos Lordes da Justiça, com indiferença em sua voz.

― Até o momento em que o nosso Batman retornar e cada um tomar de volta o seu respectivo lugar. – responde Questão, dando de ombros – Por que quer saber? Acaso o fato de estar sendo vigiado de perto o desagrada?

― Vejo tudo isto com uma grande indiferença. E, só para que fique ciente, se eu estivesse aqui para espioná-los, daria um jeito de fazê-lo mesmo com sua vigilância.

― E não duvido disso. Mas, mesmo assim, sinto que o meu papel, nisto tudo, é ficar de olho em seus movimentos.

― A vontade. – o Batman dos Lordes da Justiça volta a falar, ainda com uma grande indiferença em sua voz.

E, após dizer estas palavras, o Cavaleiro das Trevas dos Lordes da Justiça se concentra em seu copo de café, bebendo-o em poucos minutos. Ignora completamente o homem à sua frente, que não perde um único movimento seu de vista, bem como também ignora o grande movimento de heróis naquela Torre que, é tão diferente de seu mundo, em que a mesma Torre, muito mais equipada e com um sistema de defesa sem igual, é habitada por seis membros apenas.

Tão iguais e, ao mesmo tempo, tão diferentes. Os anos que passaram sem notícias modificaram bastante esta realidade, enquanto a sua, continua tão igual há nãos antes, quando seus dois mundos colidiram pela primeira vez.

E, a maior mudança, para ele, foi saber que sua contraparte tivera uma filha com a Mulher Maravilha. Quando Lex Luthor chegou em seu mundo com esta informação, ele inicialmente não acreditou, pois, ele nunca ousou pensar em algo assim. Mas, chegar a este mundo e descobrir que as palavras do líder da Lex Corp eram verdadeiras acabaram por fazer com que questionasse as escolhas do outro Batman.

Nunca poderia imaginar que alguém como ele, que pensa como ele, fosse se deixar envolver por uma mulher e, ter um filho com ela. Não que ele não se envolva, não tenha suas aventuras, mas, faz questão de que seja tudo apenas carnal, e, mais importante, previne-se, para que não tenha surpresas mais do que desagradáveis no futuro.

Aquele tolo, deveria saber melhor do que ninguém que, no momento em que um filho dele viesse ao mundo, seria alvo de toda a sorte de vilões. Mas, o que ficou bem claro foi que ele esquece-se deste detalhe crucial e, agora está pagando um alto preço por sua irresponsabilidade.

E está pagando um preço que, seria muito mais alto, se não tivesse sido bom o suficiente para oferecer esta troca, dando-lhe uma oportunidade única para salvar a filha. E, como os dois pensam da mesma forma, sabe que sua contraparte encontrará uma forma de chegar perto da criança que ele gerou, sem que os inimigos desconfiem.

E, enquanto isso, deve ser paciente e aguardar neste lugar, repleto de pessoas. Para ele, quanto mais afastado conseguir se manter delas melhor e, por isso mesmo é que espera com certa ansiedade o momento que o outro Batman irá entrar em contato.

Tem que admitir para si mesmo que está curioso em saber como o outro Batman está se saindo, pois sabe que, ao contrário dele, que, em nenhum momento quis fingir ser o outro, ele sim deve estar se esforçando para ser descoberto.

E, como disse no momento do acordo, nunca se importou com o fato da Liga da Justiça, ou melhor, que a Mulher Maravilha, viesse a descobrir a verdade, até porque, para ele, não faz diferença alguma, mas, ele sabe que, para a sua contraparte, a história é outra.

Para o outro Batman, não ser descoberto é praticamente uma questão de sobrevivência e, por isso mesmo, ele terá de se esforçar, não em se tratando de Lex Luthor ou dos Membros do Lordes da Justiça, mas sim com relação a duas pessoas que, o conhecem bem até demais.

E, é justamente com estes dois que ele se preocupa, e espera que o tolo do outro Batman consiga mesmo enganá-los por tempo suficiente para que, ao menos formule um plano de resgate para a criança.

Voltando seus pensamentos para o momento atual, volta a olhar Questão, que não tira os olhos de si.

― Espero que esteja se divertindo. – ironiza do Batman dos Lordes da Justiça.

― Mais do que você imagina. – o Homem de Máscara sem Rosto devolve a provocação.

― Imagino o quanto. – a voz do Batman dos Lordes da Justiça continua carregada de uma grande ironia – Já que, como pode perceber, estou muito interessado em tudo o que está acontecendo neste lugar.

― O que posso perceber o fato de não estar suportando estar aqui, e, aposto que iria preferir estar sozinho.

― Não nego que a solidão me agrada. Mas, se o preço que tenho de pagar para permanecer neste lugar é ser vigiado por você, o pagarei, mesmo que isto signifique ter uma pessoa feito você atrás de mim como um cachorrinho que não deixa o dono.

Questão bem poderia responder a provocação, mas, decide ficar quieto. E, se ele acha que suas provocações farão com que deixe de segui-lo irá adorar mostrar o quanto ele está enganado. E, por baixo de sua máscara, Questão não consegue deixar de sorrir.

As atenções dos dois detetives se voltam para a princesa das amazonas que, senta-se em uma cadeira, de frente para os dois.

― Parece-me, Mulher Maravilha, que há algo que você quer me dizer. – fala o Batman dos Lordes da Justiça, sem deixar de encarar a Princesa das Amazonas.


Notas Finais


CONTINUA...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...