História Revenge - Beward - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saga Crepúsculo
Personagens Alice Cullen, Bella Swan, Edward Cullen
Tags Bella, Beward, Edward, Saga Crepúsculo
Exibições 24
Palavras 1.363
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, como estão?
Espero que gostem do capítulo.
Bora ler?

Capítulo 5 - O Sequestro


Isabella conversa com suas amigas pelo whatsapp e comenta o quanto havia achado Edward fofo e tal. A menina estava encantada pelo rapaz. Ele era lindo e muito cavalheiro, um verdadeiro príncipe, na opinião dela. Mas, esse príncipe logo se transformaria em sapo e ela iria se arrepender de achar ele um cavalheiro. O que lhe esperava nos próximos dias, iria fazê-la pensar duas vezes antes de confiar em um desconhecido.

As amigas de Bella acreditavam que ela estava gostando do garoto, mas a menina nega e diz que amava Jacob. Claro, que no fundo, ela estava muito balançada por causa de Edward. Nunca havia conhecido alguém tão cavalheiro e tão carinhoso. Nem Jake era assim e isso a estava fazendo duvidar de uma coisa: Estava ou não apaixonada por Jacob? E Edward? Mal o conhecia e já começava a sentir algo por ele.

Charlie começa a pensar em Edward e no sobrenome do rapaz. Ele se assusta com seus próprios pensamentos. O pai de Isabella se dá conta de que Edward era filho de Carlisle. O amigo havia comentado com ele um dia que tinha um filho chamado Edward. Claro, com certeza o garoto havia se aproximado de sua filha para chegar até ele. Era isso. Edward Cullen queria vingança pela morte dos pais. O empresário fica apreensivo e decide ir falar com Isabella. Ele entra no quarto da menina e nem se importa de bater na porta.

- O que é isso, pai? Ficou louco?

- Isabella, desde quando você conhece aquele rapaz?

- Que rapaz?

- Edward Cullen.

- Nos conhecemos hoje, na hora do almoço. Eu e as meninas fomos almoçar com ele e com dois amigos dele.

- Isabella? Você enlouqueceu? Minha filha, como é que você sai para almoçar com três estranhos? Ainda por cima são bem mais velhos que você.

- Pai, eles me pareceram serem muito confiáveis. O Edward me tratou super bem. Não precisa ficar assim.

- Claro que precisa. Bella, vou te falar uma coisa e quero que dessa vez, você me ouça. Fica longe desse garoto.

- O que? Porque?

- Porque eu estou mandando. Você vai se afastar desse garoto e ponto final.

- Tudo bem, pai. Eu... Eu me afasto dele, sim. Pode ficar tranquilo. A menina mente. Ela cruza os dedos atrás de si como uma promessa que não seria cumprida. Charlie agradece a filha e a abraça.

Depois que o pai sai do quarto, Bella começa a pensar no que ele havia falado. A menina não havia entendido nada. Alguma coisa estava errada. Seu pai era protetor demais e devia ser por isso que ele tinha falado tudo aquilo. Ela sabia que pra ele, era muito custoso aceitar o seu namoro com Jacob, já que o garoto era um pouco mais velho, mas daí a mandar ela se afastar de Edward? Isso já era demais. Ela sentia que podia confiar nele. Não podia negar, estava sentindo algo especial pelo garoto e isso poderia colocar em risco seu namoro com Jake. Garoto. Edward passava bem longe disso. Já era um homem feito, com mais de vinte e cinco anos. Sinceramente? A menina estava até disposta a se aventurar em uma relação com um homem mais velho. Mas, nem imaginava que esse homem poderia ser seu pior pesadelo.

No dia seguinte, Isabella vai para a escola ao lado de Jacob. Lá, ela conversa com suas amigas e abraça cada uma delas, até mesmo Tânia. Ninguém entende nada, pois parecia que era uma despedida. Bella havia acordado mal e triste naquele dia, não sabia porque, mas tinha vontade de abraçar seus amigos e até mesmo seus inimigos.

Na hora do intervalo, a garota sente vontade de chorar e acaba chorando nos braços de Jacob. O garoto não entendia o porque dela estar daquele jeito. Isabella sentia um aperto muito forte no peito e queria aproveitar o máximo os momentos com seus amigos e com seu namorado. Depois de estar mais calma, Jake lhe conta que havia feito as pazes com o pai e a deixa muito feliz.

Charlie estava em seu escritório e também sente um aperto no peito. Ele estava sentindo que algo iria acontecer, mas não sabia o que. Isabella era o seu bem mais precioso e seria capaz de dar a vida por ela. A amava demais, mesmo que não demonstrasse do jeito certo. Com seu jeito torto, ele dava amor e carinho para a única filha. Após a morte de sua esposa, Renné... Charlie se tornou sozinho e viveu exclusivamente para o trabalho . Talvez, tenha errado no jeito de criar sua filha, mas a amava acima de tudo.

Desde a morte de sua esposa, Charlie não tinha se envolvido com mais ninguém, a não ser a mulher de Carlisle. Mas, aquilo foi passageiro e só Deus sabe o quanto ele se arrepende, pois foi por causa disso que seu melhor amigo morreu. E agora, Edward provavelmente estava querendo vingança. Mas, será que ele teria coragem de fazer algo contra Isabella? Não, claro que não. Nervoso e apreensivo, o homem manda Phil ir buscar a garota na escola, mas... O homem chegaria tarde demais.

Edward e seus amigos já estavam com seus disfarces. Os três estavam usando toucas ninjas e roupas pretas. Desse jeito, não seriam reconhecidos por ninguém. Depois de prontos, os três entram no carro do loiro e saem em direção à escola. Iriam esperar Isabella bem na frente da mesma. A polícia não os pegaria, pois quase nem passava por lá. Disso ele tinha certeza absoluta.

Emmett e Jasper, amigos de Edward... Não concordavam com o que ele iria fazer, mas não podiam fazer nada para impedir. Os dois tinham segredos e Edward os ameaçava. Se eles não o ajudassem, seus segredos seriam revelados e eles poderiam se dar muito mal. Jasper havia simpatizado com Bella e sentia pena do que a garota iria sofrer nas mãos do amigo. Ele via a mudança de Edward e sabia que o homem seria implacável com a garota. Iria machuca-la de todas as formas possíveis e isso o deixava apreensivo. Tinha medo de que o amigo se desse mal ou acabasse se arrependendo depois e aí não teria mais volta.

Isabella ainda estava triste, mas na companhia de seus amigos, ela mudava de humor. Jacob e os outros fizeram de tudo para animá-la pelo menos um pouco e realmente havia funcionado. Agora, na saída da escola, ela já se sentia mais feliz. Estava rindo com seus amigos na porta da escola, quando sente alguém a puxando. Bella fica sem entender nada e acaba desmaiando, pois Edward coloca em seu nariz um pano com algo para fazê-la dormir.

Alice, Rosalie e Jacob tentam puxar a menina de volta, mas Edward e os outros dois os empurram. Rapidamente, eles entram no carro e saem cantando pneus. Todos na frente da escola ficam desesperados. Jacob grita pelo nome da namorada, mas claro que não obtém resposta. Chorando, as meninas correm até Phil e o mesmo lhes pergunta o que havia acontecido. Jake que estava mais calmo, consegue explicar tudo e Phil fica chocado. O homem liga para Charlie que fica desesperado para saber do paradeiro da filha.

Minutos depois, Edward chega em uma casa abandonada. O rapaz pega a menina no colo e a leva para um quarto escuro. Ele a joga na cama com certa brutalidade e a acorda com um copo de água em seu rosto. A menina acorda assustada e começa a olhar para todos os lados. – Quem são vocês? Porque fizeram isso comigo? O que querem?

- Pensei que você fosse mais esperta, Isabella Marie Swan. Mas, já vi que é muito tolinha. Edward fala e a menina se surpreende.

- Pera aí, eu estou reconhecendo essa voz. Ed... Edward? É você?

- Acertou. Merece uma balinha. O garoto fala e joga uma bala para a garota. Ela pega a mesma e vê que estava só a embalagem do doce. – Ops, acho que comi. O homem fala e dá uma gargalhada. Ele tira a touca e a olha.

- Porque fez isso comigo? E aí, qual será a resposta que o rapaz dará para a garota?


Notas Finais


Gostaram? Odiaram?
Mereço comentários?
Bom, nesse capítulo aconteceu o sequestro de Bella. O que será que ela irá pensar quando ver Edward em sua frente?
Logo tem mais, aguardem...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...