História Revenge - Imagine Min Yoongi - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens BamBam, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Suga, V, Yugyeom
Tags Ação, Assassinato, Bts, Imagine, Min Yoongi, Revenge, Vingança
Visualizações 41
Palavras 993
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Visual Novel
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiii! Voltei com mais um capítulo que explica um pouco da mente do Yoongi mais TENSÃO no final hadkjsdjkskd
Amo vcs e desculpem pela demora, essa fic quero que seja especial, então eu preciso pensar em algo bom, e tenho muitas idéias anotadas agora hehehe

Capítulo 3 - Grafite


Fanfic / Fanfiction Revenge - Imagine Min Yoongi - Capítulo 3 - Grafite

POV's Min Yoongi

Eu vejo a S/N sair por aquela porta e sumir de minha vista, aquilo me deixa irritado por não ter conseguido nenhuma informação. Eu chuto um armário qualquer que tem no corredor e todos olham, mas eu finjo que não fui eu e volto a andar normalmente, ignorando olhares e saindo do colégio. Eu não mais a via, ela tinha ido embora. Agora eu só conseguiria agir outra hora. Droga...

Chegando em casa eu esquento a comida da geladeira que minha "mãe" preparou. Não sei como meus pais adotivos ainda não desistiram de mim, mas eu só não consigo aceitar até hoje isso tudo, eu não quero que eles sejam substituídos só por causa de suas mortes, não é assim que a vida funciona, um produto falsificado sempre é pior que o original. Ainda pensativo eu coloco aquele prato de macarrão no microondas e quando escuto os três beeps significando que a comida tinha esquentado, eu retiro o prato, o posicionando na bancada e comendo meu macarrão em seguida. Eu acabo e vou para meu quarto. Realmente quero me divertir um pouco.

Pego minha mochila do colégio, a abrindo e a sacudindo de ponta cabeça, assim derrubando tudo o que tinha dentro dela no chão. Eu abro a gaveta pegando alguns grafites e colocando dentro dela, avistando minha preciosa arma no fundo da gaveta.

Não vou te usar hoje

Eu coloco algumas roupas qualquer encima da mesma e fecho a gaveta, saindo de meu quarto e avistando a Bohee, eu, como mencionei antes, não a considero o suficiente para me chamar de mãe

– Aonde vai, filho? – Fala com sua expressão preocupada de sempre

– Aish, primeiro, é Min Yoongi, segundo, pra quê você quer saber se não te interessa? – Cruzo os braços um pouco irritado

– É mesmo, não é? – Ela ri um pouco triste – Não sou sua mãe mesmo, mas cuidado, Yoongi – Ela suspira. 

– Certo. – Eu dou as costas e saio de casa, vagando pela rua até chegar na casa do Hoseok. Eu toco a campainha e o pai do mesmo atende a porta

– Ah! Olá, Yoongi sshi! – Fala com seu sorriso costumeiro

– Olá, ajeosshi – Falo um pouco tímido. Eu realmente gosto dos pais do Hoseok, me sinto bem perto deles, e de todo jeito foram eles quem mais me acolheram depois daquilo, eu mudo completamente meu jeito perto deles, quero muito que eles não saibam quem eu verdadeiramente sou... – O Hoseok está?

– Sim, junto de mais alguns amigos dele, pode entrar, venha! – Ele dá passagem para eu entrar na casa, eu assinto com a cabeça agradecendo e andando rápido até o quarto dele, ouvindo barulho de vozes e entrando sem bater. Todos se calam assustados achando que era o pai dele, eu dou uma pequena risada e eles voltam a falar normalmente ao ver que era só eu.

– Eu trouxe todas as cores hoje – Falo fechando a porta e jogando a mochila no chão. Eles abrem e sorriem

– Boa, Yoongi! – Jeon fala

– De noite saímos – Namjoon fala e assentimos.

Ficamos algum tempo conversando até que a porta se abre e eu vejo ela, a irmã de Hoseok com uma bandeja com café e algumas coisas para comer. Ela sempre vem nos dar agrados como esse, e eu realmente gosto. Eu tenho uma queda pela irmã dele, e todos sabem disso. Eu me levanto e pego a bandeja de sua mão sorrindo

– Eu vim porque vocês devem estar com fome... – Fala meio tímida e cabisbaixa

– Obrigado, Jiwoo – Falo calmo e ela olha para mim, dando um sorriso largo e fazendo uma pequena reverência com a cabeça, saindo do quarto e fechando a porta em seguida. Eu coloco aquilo no chão e todos pegam um copo. Eu suspiro

– Yoongi realmente age diferente aqui – Jungkook fala

– Ah, cala a boca – Reclamo estalando a língua em seguida

(...)

Eu acordo com o pessoal me chamando. Eu tinha dormido no chão do quarto do Hoseok. Acordo meio deslocado, bocejando em resposta e me sentando

– Vamos – Fala Namjoon – Já anoiteceu

– Mas já? Então vamos, né? – Me levanto pegando minha mochila e saindo do quarto com todos. Saímos da casa do Hoseok sem ninguém ver, não que isso seja um problema, já que todos de lá sabem de nossas fugas noturnas e nunca enchem o saco perguntando onde vamos ou algo do tipo. – Naquele mesmo lugar não é? – Todos assentem e depois de breves minutos chegamos lá naquele beco já um pouco colorido com nossos desenhos.

Coloco minha mochila no chão e todos pegam as cores que querem. Eles fazem pichações muito boas, enquanto eu gosto de escrever Swag em algumas que eles fizeram, não uma coisa desorganizada, mas que se encaixa no contexto, já que eles sempre deixam um espacinho para o meu Swag.

Vejo que Jeon desenha uma chama de fogueira e escreve Fire no meio da mesma

– Que fire o que, Jeon. – Ele me olha confuso e eu o empurro de leve, pegando meu grafite preto e riscando seu Fire – Aqui é Bultaoreune, tá achando o que? – Escrevo isso encima, ele ri junto a mim e eu me sento no chão, vendo eles fazerem suas artes até que eu ouço barulho de passos perto dali, logo sabendo o que era pela luz da lanterna cegando nossas vistas

– Não corram que vai ser pior! – O policial ordena se aproximando, eu me levanto rapidamente – Vocês de novo? – Quando eu me toco que olho para trás, todos já estavam correndo. Eu arregalo os olhos e vou correr junto a eles, mas algo frio antes disso aperta meu pulso, algemas. Eu tento revidar para bater no policial, mas ele segura meu soco girando minha mão para trás com grosseria, a algemando também. Aquilo doía pra caramba

– AISH, ME SOLTA – Grito. Os outros policiais correm atrás dos outros, que já tinham desaparecidos de minha vista

– Vamos para a delegacia – Fala me puxando contra minha vontade, mas quanto mais eu tentava me soltar mais aquela algema feria meu pulso. Droga


Notas Finais


E aí? Alguma teoria?
Yoongi também tem seu lado fofinho, vêem? ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...