História Reverse falls the other side - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Dipcifica, Mistério, Reverse Falls, Romance
Visualizações 24
Palavras 1.298
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Hello pessoas,
Boa leitura

Capítulo 5 - O sobrenome


Pov Pacifica

Estava voltando para a cabana do mistério, ainda pensando naquele garoto que eu tinha encontrado mais cedo. Será que ele era humano? Pelo menos na minha cidade humanos não conseguiam usar magia. Da próxima vez que o encontrar posso perguntar! Mas acho que ele não vai responder. Mas não custa tentar! Mas eu vou mesmo encontra-lo novamente?

Só voltei para a realidade quando acabei batendo a cabeça em um dos troncos de alguma árvore da floresta e por consequência cai de bunda no chão, derrubando a espada que estava segurando.Foi então que me lembrei da espada que o garoto tinha me dado.

Eu peguei e fiquei a encarando por um tempinho ainda sentada e me lembrei do minotauro. Meu corpo todo se arrepiou só de lembrar dele

- Sera que vou encontrar mais monstros assim?- acabei falando em voz alta. Serio, porque tenho essa mania de falar em voz alta?

 Finalmente me levantei e senti uma dor no corpo todo. Foi então que finalmente caiu minha ficha que eu estava toda suja e arranhada, com uns cortezinhos aqui e ali. Acho melhor tomar um banho e trocar de roupa logo quando chegar na casa... ah não, é mesmo! Eu ia perguntar ao Gideon se ele sabe sobre esses monstros. Mas se ele sabe porque não me avisou ou disse alguma coisa coisa? Só vou saber quando for perguntar para ele de qualquer jeito.

Continuei minha caminhada de volta a cabana, dessa vez prestando atenção em tudo, tudo mesmo, até na formiga que passou na minha frente, e logo atrás dela tinha um formigueiro, que tentei evitar ao máximo. Eu olhei para o sol e parecia estar de tarde, umas 4 horas 

Wow, eu sai de casa mais ou menos 2 horas da tarde, eu já estou na floresta a 2 horas! 

Gideon deve estar preocupado... deveria apertar meu passo para chegar em casa. Acho que eu estou demorando tanto para voltar é por que estou andando super devagar para olhar a floresta, bem bonita por sinal, com árvores grandes e folhas verdes, uma brisa suave... 

Acabei parando para apreciar a floresta, de novo

- Parei de novo!- disse brigando comigo mesma, batendo na minha testa- desse jeito nunca vou chegar em casa!

Comecei a andar, mais para correr de novo

- Se eu fico perdida em pensamentos, eu tropeço ou bate em algum lugar, se eu tomo cuidado, eu acabo gastando muito tempo prestando atenção no lugar...- eu fiquei resmungando para mim mesma

Foi então que no meio do caminho, eu vi a minha frente, um bando de gnomos. Sim, gnomos. Já estava meio tensa, apertando a espada com mais força, quando vi que eles só estavam caminhado. Mesmo assim, me escondi atrás de uma árvore para não ser notada por eles e pude ouvir um pouco da conversa deles, sobre uma taberna dos gnomos ou algo assim. Uma taberna dos gnomos? Agora fiquei curiosa, mas acho melhor só procurar o tal lugar outro dia.

Quando já estavam fora de minha visão, sai de onde estava pra continuar minha caminhada que parecia demorar séculos para terminar. 

- Acho que se eu andar pela floresta, coisas assim vão acontecer frequentemente- falei para mim mesma

Depois de mais um tempinho, finalmente avistei a cabana. Quase chorei de tanta felicidade. Finalmente!

Corri para entrar na casa e logo na sala, fui recebida por Gideon, que estava brincando com Hannah. O menino estava prestes a me cumprimentar quando viu todos os meus arranhões e ficou assustado.

-Pacifica!- disse o garoto correndo até mim- oque aconteceu na cidade? Por que você esta assim?

Gideon começou a fazer várias perguntas, nem me dando tempo de responder

-Calma!- gritei para chamar sua atenção- eu não fui para a tenda

-Oque?- O mesmo se acalmou e me deixou explicar tudo depois de ouvir isso.

Eu não deixei de falar nada para ele, que escutava bem atentamente. Então quando eu acabei, finalmente o perguntei sobre os montros

-Então primo, você já sabia da existência desses monstros?

- Na verdade não. Por isso não sei se acredito em você! Desculpe...

-Como assim?- falei muito indignada- olha, tem tudo nesse livro sobre eles- falo pegando o livro para mostrar a ele- se não acredita e quiser checar você mesmo, pode ir, mas eu não recomendo- falo dando o livro a ele

Depois pego minha espada e mostro a ele 

- Onde você acha que eu consegui essa espada?- falo botando a espada na cara dele- sei que é estranho você não saber de nada, mas tudo que eu falei é verdade!

- Ta bom, ta bom- fala o garoto se rendendo- eu acredito em você, você não é do tipo que mente mesmo.

Ele folheia as páginas do livro, mas quando chega em uma para, checa alguma coisa e olha para mim, logo depois falando 

- Ei, essas palavras riscadas não parecem Gleeful?- Então ele pega uma caneta que estava jogada no chão e coloca as letras que faltam em cima e me mostra

Eu olho, e tenho que concordar, da certinho! Mas então, qual a ligação deles com quem escreveu esse livro? Mas... QUEM escreveu esse livro?

Foi então que eu ouvi uma barrica roncando. Quando olhei para frente, vi que era Gideon. Só ele mesmo

-Eu estou com fome...- fala ele

-Tem alguma coisa para comer aqui?- falo totalmente tirada de meus pensamentos

- Não- fala triste, mas logo depois levanta a cabeça com brilho nos olhos- vamos para a soverteria!

- A sorveteria? Mas já escurece! 

-Por favor!- fala fazendo cara de cachorrinho- você também esta com fome que eu sei!

Realmente, não como nada desde meio dia

-Ok- falo suspirando 

Logo Gideon da um pulo de felicidade

-Pai, nós vamos sair!- gritou o menino

Já tinha me esquecido do pai dele. Ele tinha chegado de manhã hoje

- Tudo bem, mas voltem logo!- ele gritou em resposta

Estavamos prestes a sair, quando percebi que ainda estava toda suja. Acabei ignorando isso e fui embora

***

Entramos na sorveteria, que fez um barulho de sininho quando a porta foi aberta. Ela não estava nem tão cheia, nem tão lotada. Sentamos em uma mesinha encostada na parede do lado de uma janela. Gideon foi pedir os sorvetes e eu fiquei observando a cidade pela janela. Foi então que vi um tipo de sombra passando por um beco, oque me deixou curiosa para saber oque era.

- Sorvetes chegando!

Vejo Gideon chegar animado com nossos sorvetes, colocando o meu na minha frente e se sentando na cadeira a minha frente para comer o dele. Eu foquei toda minha concentração em comer o sorvete, mas Gideon comia e falava comigo ao mesmo tempo e ele não parou mesmo eu não respondendo.

Quando finalmente acabei, me levantei e falei que ia dar uma rápida saída e que ia voltar já. Ele ficou curioso sobre oque era mas só concordou com a cabeça. 

Sai da sorveteria e fui ao beco investigar. Me lembrei do ditado "a curiosidade matou o gato" e pensei se ia realmente acontecer algo ruim. Se fosse algum monstro, eu não teria a espada nem o diário para me defender. 

Estava pronta para voltar para a segurança da cafeteria quando senti um saco sendo colocado na minha cabeça por alguém.

Tentei com todas as minhas forças me libertar, mas era em vão. Então consegui sentir o pé da pessoa e pisei com todas as minhas forças, a fazendo me soltar. Logo tirei o saco da cabeça e vi que não era só uma pessoa e sim duas, usando duas capas idênticas vermelhas e em cima da capa tinha um olho com um x no meio. Eles olharam para mim e depois foram embora.

Quem eram eles? 

Não sei agora, mas aconteça oque acontecer, eu vou descobrir 


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Avisem se preciso melhorar em qualquer coisa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...