História Reviravoltas da vida - Capítulo 34


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 15
Palavras 2.987
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 34 - Dia corrido


Fanfic / Fanfiction Reviravoltas da vida - Capítulo 34 - Dia corrido

Acordei primeiro que Camila o que já era algo normal, essa foi a quarta noite que passamos juntas e eu sinto como se nós estivessemos juntas a anos. A minha noite com ela foi perfeita, nunca havia feito amor/sexo naquela forma, Camila me levou a loucura. Bom, me dei conta que estou em sua casa, ainda não tenho intimidade para ir fazer nosso café da manhã, então preferir acordá-la, eram 08:03h da manhã.
- Amor, acorda... Por favor, neném. -- Eu disse beijando suas costas, Camila e eu estávamos completamente nuas, desci o beijo até sua bunda.
- Que forma mais deliciosa de ser acordada, amor... Bom dia!! -- Camila disse se sentando na cama e me puxando para um beijo apaixonado.
- Bom dia, minha sweet child. Desculpa te acordar, mas eu ainda não tenho liberdade por aqui, as meninas podem estar acordadas, não me sinto a vontade pra ir na czoinha fazer nosso café -- Eu expliquei fazendo carinho em sua bochecha.
- Tudo bem, amor... Hoje quem vai cuidar de você sou. Vou fazer um café da manhã delicioso pra você, depois da noite de ontem a Srta merece ser muito paparicada. -- Ela disse e me deu outro beijo.
- Que tal nós duas irmos tomar banho juntas, hein? Seria muito bom tê-la com meu café da manhã, Cabello. Nada seria mais gostoso do que você. -- Eu disse beijando seu pescoço.
- Nada disso, mocinha... se comporte. Você já já tem que ir trabalhar e nós duas precisamos conversar, então eu vou tomar banho primeiro e desço para fazer nosso café, depois você me encontra lá embaixo. -- Ela disse se levantando da cama e indo em direção ao banheiro.
Eu estava esperando a Camila sair do banheiro, quando meu telefone toca. Era o semente do mal, já sabia que ele iria reclamar, eu esqueci de falar a ele que eu estava namorando a Camila, provavelmente ele viu na mídia.
Ligação ON
- Oi, gordo, bom dia!! -- Eu disse animada, mas sabia que ele estava com raiva.
- Bom dia porra nenhuma, Ana. Como você começa a namorar com a Camila Cabello e eu sou praticamente o último a saber? Que porra é essa? Eu ainda sou teu melhor amigo e não moro mais no Brasil, estou morando aqui, bem perto de você. -- Ele realmente estava com raiva.
- Calma aí, semente do mal. Tudo aconteceu muito rápido, eu e Camila saímos juntas na sexta, no sábado pedi ela em namoro, no domingo ela conheceu as crianças e ontem eu fizer uma cirurgia que durou 8 horas, só deu tempo de vir vê-la, acabei dormindo aqui na casa dela. Me desculpa por não ter falado a você antes. -- Eu disse tentando explicar.
- Ok. Mas ainda estou puto, você poderia ao menos ter me ligado, mas enfim, não quero brigar. Só quero saber quando vou conhecê-la pessoalmente? -- Ele perguntou.
- Não sei ao certo, mas vou conversar com ela pra saber se por acaso ela tem algum tempo livre ainda essa semana, eu prometo. Agora precisa desligar, tenho que me arrumar, vou gravar já já. Beijo. -- Eu disse.
Ligação OFF
Assim que desliguei o telefone, vi a Camila sair do banheiro, ela fica muito linda com o cabelo molhado. Dei um beijo nela e fui pro banho, quando saí do banheiro ela já havia descido para a cozinha. Então fui trocar de roupa, coloquei uma calça jeans azul cheia de ragões, uma blusa branca acima do meu umbigo e uma bota preta com um salto pequeno, coloquei minha toca preta com meu sobremone escrito e um batom vermelho. Desci as escadas e pude ouvir uma gritaria vindo da cozinha, assim que chego na mesma, dou bom.
- Bom dia, meninas. Dormiram bem? -- Eu indo até a Camila e lhe dou um selinho.
- Se nós dormimos bem? Deixa de ser cinica, eu não sei o que você estava fazendo, mas eu nunca ouvi Camila gritar tanto transando como eu ouvir essa madrugada inteira. Tive que segurar a Dinah a noite inteira, ela pensou que você ia matar a Camila. -- Mani disse e Camila enfiou o rosto no meu pescoço, morta de vergonha.
- Desculpem, meninas... Eu não tinha como controlar a Camila e eu também não queria fazer isso. -- Eu disse sorrindo toda desconfiada.
- Mas é uma puta mesmo, eu só não te bato agora por causa da Camila, minha vontade é cortar teus dedos, mas pela gritaria dessa madrugada faria muita falta a minha Chancho. Eu não ouvi ela gemer naquele jeito, parecia uma vadia. -- A Dinah disse e eu dei uma gargalhada.
- Mas essa era a intenção, minha puta. Fazer com que Camila gemesse igual uma vadia, pra mim, só pra mim, né amor? -- Eu disse e Camila me deu um tapa.
- Puta que pariu, Camila. Que mulher é essa? Além de ser linda, milionária, gostosa, médica, ainda manda bem no sexo... Você tem muita sorte. -- A Mani disse e eu quase fico com vergonha.
- Ela não manda bem no sexo, Mani. Ela é extraordinária, maravilhosa... Enfim, ela é minha, nada de muito elogios. E Cheeche, eu realmente iria sentir a falta dos dedos dela, mas nada se compara a falta que a boca e a língua dela me fariam. Puta que pariu, ela é foda -- 'Camila disse me deu um selinho.
- Ok, chancho. Eu não precisava saber disso... Não precisa dizer que o orgasmo que você teve essa noite foi com a boca dela, por favor. -- Dinah disse e todas rimos.
- Na verdade, foram dois orgasmos. -- Eu disse e Camila ficou roxa de vergonha.
- PORRA!! Aprende Dinah, dois numa noite só. Ela é realmente foda. -- Mani disse e ganhou um tapa da Dinah, eu não poderia deixar de provocá-la.
- O que é isso, Hansen... Não está comparecendo? Cadê aquela pose de ativona? -- Eu perguntei e a mesma quase voa no meu pescoço.
- Vai te foder, Ana. Eu me garanto. A Mani só quer me estressar. Você fala como se fosse sempre a ativa, né? -- A Dinah e ganhou um beijinho da Mani.
- Mas eu sou, Dinah. -- Eu disse e Camila me deu um tapa.
- Ela é a ativa na maior parte do tempo, mas quando eu quero era vira uma passiva perfeita, totalmente obdiente e escandolasa. -- Camila disse e todo mundo deu uma gargalhada.
- Ela está certa. Ser passiva pela Camila Cabello não é esforço algum, é só prazer, literalmente. -- Eu disse e lhe dei um selinho.
- Ok, já chega de falar sobre nossa vida sexual e vamos tomar café. Fiz uma vitamina de açai com banana pra você, amor. Assei três pães com manteiga, do jeito que você gosta. Coma tudo, denguinho. -- Camila disse e eu a puxei para um beijo cheio de carinho, agradeci pelo café.
- Quem diria, Camila Cabello acordando cedo e fazendo café da manhã para a namorada... Isso se chama o efeito Ferraz. -- Mani disse fazendo todas rirem.
Desde o momento que eu cheguei na cozinha, a Lauren também estava lá, tivemos toda aquela conversa e a mesma não tirava a cara do celular. Terminei meu café da manhã e Camila me chamou para o escritório, ela queria conversar comigo algo aparentemente sério.
- Fala logo, amor. Você está me deixando preocupada. -- Eu disse e Camila segurou minhas maõs.
- Calma, amor. Não precisa se preocupar. Bom, você lembra que eu e as meninas acabamos de lançar um CD novo, né? Então, ontem foi avisado que vamos entrar em turnê, sexta-feira e ela durará um mês. -- Camila disse apertando minhas mãos.
- Ok, amor. Eu entendi. Um mês é muito tempo, vou morrer de saudades... Mas quando você voltar eu estarei aqui, te esperando. Esse é o seu trabalho e eu te apoio completamente, você e as meninas estão no auge da carreira, devem aproveitar cada momento disso. -- Eu disse e lhe um beijo.
- Eu também vou morrer de saudades, amor... Não sei como vou passar um mês longe de você, do seu beijo, do seu corpo, do seu cheiro, vai ser torturante. -- Ela disse quase chorando.
- Amor, eu estarei aqui... Trabalhando também, fazendo o que eu amo, ok? Nós vamos aguentar, vamos nos falar todos os dias e sempre que pudermos. Antes que eu esqueça, meu melhor quer sair pra jantar com a gente, ele quer te conhecer. -- Eu disse alisando seu rosto.
- Nós vamos superar essa distância juntas. Podemos ir hoje, se ele puder, é claro. Amanhã tem uma premiação, e nós vamos cantar lá. Na quinta eu já viajo. -- Ela disse calma.
- Por mim poder ser hoje também, então vou ligar pra ele e combinar, te ligo dando a resposta, ok? Eu vou pra essa premiação também amor, o filme que eu fiz com a Dulce está concorrendo como melhor filme e eu estou concorrendo como melhor atriz. Você aceita ir comigo? -- Eu disse e a mesma deu um gargalhada linda.
- Eu vou me sentir a mulher mais importante do mundo... Estarei ao lado na mulher mais cobiçada da noite. É claro que quero você ao meu lado, ainda bem que você e o Will são amigos, ele vai deixar eu ficar com você. -- Ela disse sorrindo.
- Mas vamos ficar perto das meninas também, afinal de contas, é o seu grupo. -- Eu disse e lhe dei um selinho.
Já estava na hora de eu ir embora, estou a caminho da saída, mas paro no meio da sala quando meu telefone toca, todas as meninas estavam reunidas lá.
Ligação ON
- Doutora Ferraz. -- Eu disse, mas eu já sabia quem era, era a Dulce, eu tinha o número dela salvo na minha agenda, mas Camila estava ao meu lado, não poderia dizer ''Oi Dul''
- Oi, Ana. É a Dulce, você pode falar?
- Ah, oi Dulce. Posso falar sim, algum problema? -- A Camila estava me fuzilando com os olhos.
- Não, problema nenhum. Só quero conversar com você... será poderíamos almoçar juntas hoje?
- Bom, Dulce, eu estou indo gravar agora, não posso sair do set de gravação pra ir almoçar longe, teria que ser lá por dentro mesmo. Mas o que você quer falar? -- Camila continuava me olhando e as meninas mantinham um silêncio assustador.
- Preferia falar pessoalmente. Não me importo que seja no set, te encontro lá de que horas?
- Bom, deixa eu ver aqui se a Camila pode ir também, e já te confirmo por mensagem, ok? Tchau Dulce. -- Desliguei logo o telefone sem dar a chance dela responder.
Ligação OFF
Assim que eu desliguei o telefone, percebi Camila quase voando em cima de mim.
- Amor, era a Dulce. Ela perguntou se eu poderia ir almoçar com ela, mas como eu disse que estaria no set de gravação, ela se ofereceu pra ir até lá. Será que você poderia ir também almoçar com a gente? -- Eu perguntei com o maior cuidado do mundo.
- Eu ouvi quem era Ana Maria e também ouvi que ela estava te chamando pra almoçar. Infelizmente eu não vou poder ir, tenho um compromisso com minha mãe hoje a tarde. Mas você pode ir almoçar com ela, tudo bem. Eu não gosto da idéia, mas eu confio em você. Assim que você terminar a porra desse almoço, vai me ligar e contar o que ela queria com você, estamos entendidas? -- Ela disse bem firme, Camila fica linda brava.
- Estamos, amor. E pode confiar em mim, é só um almoço. Bom, agora eu preciso ir embora, não quero me atrasar. Obrigada pela noite maravilhosa que você me proporcionou, obrigada por existir e por sem minha, apenas minha. Eu te amo, my sweet child. -- Eu disse e puxei Camila para um beijo apaixonado.
- Eu que tenho que te agradecer por me fazer tão feliz, e fazer com que eu sinta tudo isso. Você faz eu me sentir amada, desejada, protegida e muito, muito sua. Eu te amo muito, denguinho. -- Ela disse e eu puxei ela pra outro beijo apaixonado, mas fomos interrompidas, se você pensou em Dinah Jane, acertou.
- Oh, sua puta... Já chega de colocar sua língua dentro da boca da minha chancho. Já não bastou a noite inteira, não? Puta que pariu, hein!! -- Ela disse e puxou Camila dos meus braços.
- Vai te foder, Dinah. Vai ficar com tua mulher vai, e deixa eu com minha mulher em paz. Você está precisando comparecer, Dinah Jane, a Normani estava reclamando. -- Eu disse isso e puxei a Camila pra mim, a mesma me abraçou forte.
- Para com isso, Cheeche. Deixa eu me despedir direito do meu denguinho. Você passa o dia todo com a Mani, não sabe o que é sentir saudades. -- Camila disse e beijou.
- Bom, agora eu realmente preciso ir, amor. Se cuida, tá? Qualquer coisa me liga, se eu não atender na hora, retorno assim que puder. Te pego às 19:00h pra o jantar, tá? Ah, as crianças vão ter que ir com a gente, hoje é meu dia de ficar com elas. -- Eu disse e dei um beijo em sua testa.
- Tá certo, amor. Estou morrendo de saudade das crianças. Se cuida, e eu vou estar aqui te esperando ansiosamente. -- Eu sorri e lhe dei um selinho demorado.
- Tchau, minha puta. Bom trabalho e cuidado com a Dulce, vai que ela queira fazer um doce com você. Eu te amo!! -- A Dinah disse, ela queria me ferrar com a Camila, só pode.
- Vai te foder, Dinah. Para de colocar merda na cabeça da minha mulher. Eu também te amo, minha puta. -- Eu disse e lhe dei um abraço.
Sai da casa das meninas voando, não queria me atrasar. Cheguei ao set de gravação às 09:40h e agradeci aos deuses, gravei minha primeira cena e vi que já era hora do almoço, no caminho eu havia a Dulce que poderia almoçar com ela e já tinha combinado com jantar com o semente do mal.
- Olá, Dulce. Tudo bem?
- Tudo bem, Ana.  E contigo? Achei que a Camila viria junto com você.
- Estou ótima. Ela já tinha um compromisso. Mas o que você tem pra falar de tão importante comigo?
- Então, primeiramente quero me desculpar por ter atrapalhado vocês duas no outro dia. Eu não deveria ter ido sem ter conseguido falar contigo primeiro, mas não tinha como eu saber que você estaria lá, ainda mais acompanhada.
- Tudo bem, não precisa se desculpar. Você não tinha como saber, e outra, aquela apartamento também é seu.
- Bom, eu voltei pra Nova York pra tentar te reconquistar, eu estava disposta a esperar seu tempo, esperar você ficar pronta para contruir uma família comigo, alías, eu ainda estou disposta. Mas você já assumiu o namoro com a Camila pro mundo todo e vejo que você está feliz. Mas ainda assim, eu preciso ouvir da sua boca que você não pode me dar uam chance.
- Então, Dulce. Como você mesma disse, eu estou muito feliz com a Camila. Eu a amo, ela é o amor da minha vida. Infelizmente pra você, eu não posso te dar uma outra chance e não é só pela Camila não, é por que eu realmente não quero. Eu nunca sentir amor por você, eu gostei do tempo que ficamos juntas, fui feliz, mas nada a ponto de querer construir alguma coisa mais sólida, tanto que nem te apresentei para os meus filhos. Eu sinto muito estar te magoando agora, mas eu sou uma pessoa muito sincera, você sabe disso.
- Entendi. Eu precisava ouvir isso de você, pra seguir em frente. E de verdade, Ana, eu desejo toda felicidade do mundo pra você e pra Camila. Ela parece te amar muito e eu vejo em seus olhos o quanto você a ama, nunca deixe que nada atrapalhe vocês duas.
- Obrigada por entender, Dulce. E eu vou fazer de tudo pra nunca perder minha Camila.
Eu e a Dulce ficamos conversando durante um tempo e depois ela foi embora, liguei pra Camila e contei tudo que havíamos conversado, ela ficou brava com a Dul a príncipio, mas depois se acalmou. Fui buscar meus filhotes na escola e os levei para casa, quando contei que íamos jantar fora, eles ficaram animados. Peguei meu MayBach 57 e fui em direção a casa de Camila, as crianças ficaram felizes por vê-la e ela também ficou felizes ao ver meus pequenos. Seguimos pro restaurate que eu era dona, junto com minha amiga e tivemos um jantar agradável, o semente do mal e a Camila se deram super bem, ele contou as nossas bagunças de quando éramos mais jovens e ela se deliciava por me conhecer mais um pouco. Fomos pra minha casa, convenci Camila de dormir comigo, logo minha mulher pegou no sono e as crianças também. Acordei primeiro que a Camila, desci até a cozinha pra fazer o café da manhã e dou de cara com Mariah, ela disse que agora vai vir mais cedo, quer cuidar de mim e das crianças, então voltei pro meu quarto e acordei a 'Camila, antes fui no quarto das crianças e as ajudei a se trocar. Eu e Camila tivemos um sexo matinal delicioso, o dia já começou maravilhosamente bem. Deixei as crianças na escola e a Camila em casa, ela teria que ensaiar para o evento a noite, e eu fui provar meu vestido, depois segui para minha casa e passei o resto do dia trabalhando no meu livro. Chegou a hora de me arrumar, e o pessoal que me ajuda já tinham chegado, eu queria estar linda, aquela noite promete.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...