História Rexatron - Outro Mundo - Capítulo 13


Escrita por: ~ e ~Levy957

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Guerra, Império, Opressão, Planetas, Poderes, Shonen, Super Poderes
Visualizações 5
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shounen, Super Power, Survival, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - Trix



Jack olhou para Trix e conseguiu vê-la direito.
Tinha longos cabelos azuis e lisos, sua pele branca como a neve, seus olhos azuis, era bonita de certo modo, ela vestia uma calça jeans cinza rasgada e uma blusa preta e uma espécie de luva azul escura que só cobria sua mão esquerda e deixava os dedos do lado de fora, Jack estranhava que as pessoas de Rexatron se vestiam igual às da Terra, pelo menos os da resistência, já que não conhecia os outros.

A única coisa que vira desde que chegou ao planeta dominado pelo império, foram alguns membros da resistência a qual se aliou, alguns soldados vestindo armaduras estranhas e um gigante. 
Também tinha visto alguns corpos mortos na Cidade Vermelha, mas Jack queria esquecer aquilo, eram cenas fortes demais para sua mente.
Também tinha visto seu pai, como um soldado do império, mas Lauren o explicara que era uma ilusão.
Ainda assim, Jack imaginava se seu pai estava vivo.
— E você quem é? — perguntou Trix
— Jack… meu nome é Jack! — respondeu ainda atordoado pela queda.
— De onde você é? Nunca o vi antes por aqui!
— Na verdade, eu sou da… — Jack olhou para Lauren antes de continuar como se pedisse autorização para contar a verdade.
— Não se preocupe Jack, pode confiar nela. — disse Lauren.
— Ela não é nenhuma outra ilusão ou algo assim?
— Acho que uma ilusão não mataria um gigante — Trix disse apontando para o corpo morto do gigante com o polegar de sua mão a qual calçava uma luva.
— Certo, eu sou da Terra! — disse Jack.
— Terra?
— Sim.
— O que caralhos é Terra?
— É meu planeta, é de lá que eu vim... — disse Jack ainda com certo medo de Trix.

— Seu pé está quebrado! — disse Trix ignorando a informação de que Jack era de outro planeta.
— O que?
— É, olha! — Trix pegou o pé esquerdo quebrado de Jack e o tentou colocar na posição correta.
— Ah! — Jack deu um grito de dor.
— Por favor, nunca mais faça isso! — reclamou Jack.
— Desculpe? — Trix disse como se ela não sentisse muito por isso.
— Lauren, você tem comida? — perguntou Trix.
— Sim, claro. — respondeu enquanto tirava sua mochila das costas e tirava algo lá de dentro.

Entregou um sanduíche de sátiro para Trix e pegou uma garrafa térmica e bebeu o que havia dentro e entregou para Jack que fez o mesmo.
Trix sentou—se ao lado de Jack e começou a comer seu sanduíche.
Jack a encarou assustado como se ele se incomodasse pelo fato de Trix ter sentado se ao seu lado.
— O que foi? — perguntou Trix.
— Nada... — Jack desviou o olhar.
Assim que terminou sua refeição Trix se levantou e disse:

— Agora vamos, precisamos sair daqui.
— Eu gostaria muito de acompanhá — la, mas caso não percebeu eu estou com o pé quebrado — protestou Jack
— Certo, fique aí então! — Trix disse como se deixar Jack para trás não fosse problema.
Jack olhou para Lauren esperando que ela o defendesse.
— Ela está certa, não podemos ficar parados aqui. — Lauren respondeu ao olhar de Jack.
Jack fez uma expressão que dizia “E então vão me deixar aqui e vão seguir caminho?”
— Não se preocupe, eu te ajudo — disse Lauren apoiando o braço de Jack em seu pescoço e o ajudando a se levantar.
Jack teve que caminhar apoiado em Lauren dando pequenos saltos para não cair, pensou que seria bom uma cadeira de rodas ou muleta para não ficar naquela situação embaraçosa.
— Eu preciso ir ao banheiro! — disse Jack após um tempo de caminhada.
— Ir aonde? — disse Lauren como se não conhecesse aquela palavra.
— Ao banheiro, sabe tirar uma água do joelho — disse Jack constrangido.
— Seu joelho tem água? — perguntou Trix confusa
— Não, não é isso!
— Foi o que você disse, precisava tirar a água do seu…
— Eu preciso mijar! — interrompeu Jack.
— O que é isso? — as duas perguntaram.
— Oh merda — resmungou Jack — Lauren apenas me leve a algum canto que eu resolvo sozinho.
Lauren o levou a uma parede escondida ainda apoiado em seu pescoço, Trix os seguiu para esperá-los
Jack retirou seu braço das mãos de Lauren e tentava se equilibrar em um pé
Levou suas mãos a calças enquanto às duas garotas o observavam.
— Vocês poderiam fazer o favor de não olharem? — disse Jack antes de continuar
Às duas se viraram sem entender o motivo, Jack podia ouvir às duas conversando.

— Quanto tempo isso deve demorar? — uma das duas perguntou, Jack não identificou qual.
— Não sei...
— Tá ouvindo um barulho de água?
— Sim
— Será que é a água do joelho de Jack?
— Eu não sei.
— Estranho, o barulho parou.
— Terminei, eu preciso de ajuda aqui! — gritou Jack.
Lauren foi até ele e colocou o braço de Jack em volta de seu pescoço novamente.
Continuaram andando por um tempo até que Trix parou.

— O que foi? — perguntou Lauren preocupada.
— A escada para subir está logo ali.
— Legal, então vamos subir! — comentou Jack
— Eu disse que nós não poderíamos subir. —disse Lauren
— Então, nós ficamos presos aqui?
— Não exatamente! — falou Trix
— Sempre há alguém vigiando as escadas pra que ninguém suba. — explicou Lauren.
— Tipo aqueles soldados? — perguntou Jack
— Não, pior! — disse Lauren — Normalmente mandam monstros ou alguém do império pra vigiá-las. — completou.
— Mas está vazio! Não podemos sei lá ir correndo até la?
— Não se preocupem! Eu já atendo vocês! — disse uma voz misteriosa atrás deles.

Os três se viraram para trás simultaneamente e viram um homem que aparentava já ter os seus quarenta anos, tinha cabelos negros, barba por fazer, se vestia como um homem normal da Terra, sapatos e calças sociais, além de uma camisa com botões.
Segurava algo semelhante a um taco de beisebol que estava sujo de sangue como se o homem estivesse batendo em alguém com aquilo.
E realmente estava! Atrás dele havia um homem sentado em algo que se assemelhava a uma cadeira, o homem estava com suas mãos amarradas nas costas e estava completamente ferido.
Estava com um olho roxo semicerrado, havia sangue e hematomas por todo seu corpo;Estava sem uma perna, Jack demorou para perceber que na verdade o taco de beisebol era própria perna do homem amarrado.
O homem amarrado mexia sua boca como se estivesse dizendo “mate-me”,porém, nenhum som se propagava.

O homem que estava segurando sua perna virou—se pra ele dando as costas a Jack e às duas garotas.
— Então, onde estávamos? — perguntou ao homem amarrado. — Ah sim,me lembrei! — continuou.
Começou a acertá—lo com sua própria perna.
— Por que não me mata de uma vez? — perguntou o homem amarrado.
— E que graça teria? — respondeu e voltou a golpeá-lo.

Jack desviou o olhar, não aguentava ver aquela cena horrível.
O homem que estava apanhando não se mexia mais.
— Que pena! Ele se matou só porquê eu estava me divertindo! — o homem maligno disse jogando sua perna longe.
— Não tem problemas, eu tenho mais alguns que vieram me divertir! — disse virando se para os três.
— Qual é o próximo que esta tentando escapar? — disse o homem.
— Certo Luke! Vamos acabar logo com isso! — disse Trix se aproximando do homem.
Oh,Trix! Quanto tempo! Você cresceu! — disse o tal Luke
Como eles se conhecem? — perguntou Jack a Lauren enquanto eles observavam se distanciando um pouco dos dois
— Longa história! — Lauren respondeu.

Trix olhou para Luke com desprezo, retirou uma faca de seu bolso e o atacou
Luke segurou sua mão antes que Trix o acertasse, e tentou golpeá—la com a outra, mas Trix conseguiu se soltar antes.
Luke conseguiu acertar um soco no rosto de Trix que cambaleou pra trás, mas logo se recuperou e voltou a atacar Luke que bloqueava seus golpes.
— Precisamos ajudá—la! — disse Jack surpreendendo a si mesmo por ficar preocupado com Trix.
— Não, ela sabe o que faz. — disse Lauren.
Luke e Trix trocavam socos e chutes.
Luke agarrou o pescoço de Trix e a arrastou até a parede e desferiu um soco em sua barriga.
Estava prestes a dar—lhe outro soco, mas Trix conseguiu desviar do golpe se abaixando fazendo Luke acertar a parede.
— Isso não foi legal! — Luke falou segurando a mão que acertou a parede.
Trix pegou sua faca e acertou a perna de Luke, enquanto se afastava da parede.
Luke correu até Trix e a atingiu com uma rasteira.
Trix caiu no chão e deixou sua faca escapar de suas mãos
Luke a acertava com chutes e sangue saia da boca de Trix.
Luke estava prestes a pisar em sua barriga, mas Trix segurou seu pé e o torceu.
Luke se desequilibrou e caiu.
Trix se levantou e cuspiu sangue no chão.

— Agora vamos lutar pra valer! — Trix apesar dos ferimentos parecia calma.
— Certo! — disse Luke jogando facas que surgiram de sua manga em direção a Trix.
Trix conseguiu bloquear as facas que caíram no chão aos seus pés que explodiram.
Trix se desequilibrou, mas permaneceu de pé
— O que foi isso? — perguntou Jack.
— Luke consegue invocar diferentes tipos de armas — respondeu Lauren sem desviar o olhar da luta.

Luke sacou uma arma de suas mangas e atirou em Trix.
Trix de algum modo conseguira segurar a bala com seus dedos, mas a bala se transformou em uma fumaça amarela, Trix levou suas mãos a boca tossindo.
Quando a fumaça se desfez, Luke estava em sua frente e atingiu com um golpe que a atingiu a cinco metros de distância.
Trix se levantou e correu na direção de Luke e atingiu em cheio seu rosto com um soco.
Luke enxugou o sangue que escorria em seu rosto mas Trix aparecera atrás dele e segurou o pescoço de Luke atingindo-o no chão.
Luke levantou—se e cuspiu um dente no chão,havia um corte em seu supercílio do qual saia sangue que se espalhava por todo seu rosto.
— Vai se arrepender disso,filha da puta! — disse Luke com raiva.

— Eu acho que não! — replicou Trix enquanto pegava o fuzil que Luke deixava cair no chão acidentalmente.
Começou a disparar continuamente em direção a Luke que fora atingido por vários tiros
Luke permanecia de pé mas agora com várias perfurações de tiro e suas roupas ensanguentadas
Luke partiu pra cima e a atingiu com um soco no queixo seguido de outro soco em seu rosto.
— Eles vão se matar! — Jack disse incrédulo com a situação que só podia assistir.
— Não vão, Trix tem tudo sob controle. — Lauren respondeu
Trix empurrou com os pés Luke que caiu no chão enfraquecido pelos golpes anteriores.
— Vamos acabar logo com isso! — disse Trix se aproximando de Luke
— Luke colou um adesivo branco na parte de trás na blusa de Trix quando ela se aproximou, mas ela não se importou
Tirou a luva a qual usava e Jack pode notar uma cicatriz na palma de sua mão em forma de um X, Trix colocou sua mão cicatrizada na cabeça de Luke e uma onda elétrica azul saiu de sua mão eletrocutando Luke.
Retirou sua mão de Luke e calçou a luva novamente

— Eu não queria fazer isso, mas você me obrigou… — disse enquanto se levantava
— Quei...me — disse Luke com suas últimas forças antes de morrer.
O adesivo que Luke colou em suas costas começaram a incinerar, mas Trix não percebeu.
— Sua blusa está pegando fogo! — avisou Lauren
Sem pensar duas vezes Trix retirou sua blusa e a jogou no chão antes que o fogo se propagasse, a tentativa de Luke de queimá—la viva não funcionou.
— Eu gostava dessa blusa. — lamentou Trix e virou—se pra eles como se nada tivesse acontecido.
Jack notou que apesar das roupas serem semelhantes as da Terra, não existiam roupas íntimas em Rexatron ou pelo menos Trix não as usara.
Jack abaixou sua cabeça olhando para sua calça e disse:
— Não é uma boa hora pra isso...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...