História Rien que l'amour - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Exibições 2
Palavras 1.644
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura lilos, qualquer erro corrijo depois.

Capítulo 3 - Foi só um pesadelo


Fanfic / Fanfiction Rien que l'amour - Capítulo 3 - Foi só um pesadelo

Miami, 14 de julho de 2015 - Camila POV

 

Eu estou correndo na cidade destruída, tem pessoas chorando e feridas por todos os lados, corro aflita até minha casa, procuro minha mãe e meus irmãos mais não os acho, as pessoas na rua gritando que Jesus tinha voltado, e eu comecei a chorar e me debater, não podia acreditar que eu havia ficado, enquanto me debatia e chorava, ouvi bem distante a voz da minha mãe me chamando. Sentei rapidamente na cama eu estava suando, levei a mão até o coração o sentindo acelerado.

- UFA! Foi só um pesadelo. / Falei para mim mesma enquanto limpava a minha testa retirando o suor. / -Mãe já vou descer, só vou tomar um banho e me arrumar. / Disse para minha mãe que quase arrombava a porta do meu quarto aos gritos.

- Kaki que sono pesado é esse, estou te chamando a mais de 20 minutos. Você vai se atrasar para a escola, não fique 1 hora no banheiro. / Revirei os olhos quando escutei "escola".

Levantei rapidamente, tirando as minhas roupas pelo caminho até o banheiro, liguei o chuveiro, fiquei encarando a água que caia, contei até 3 e entrei pulando em baixo d'água, fazia um pouco de frio em Miami, mais eu não abria mão de tomar banho gelado, odiava água quente ou qualquer outra coisa quente, fiquei em baixo do chuveiro por um tempo, sai do banheiro enrolada em uma toalha, caminhei até o closet peguei um vestido rosa, um laço também rosa, calcinha e sutiã, os vesti, peguei minha mochila que estava em cima da mesa de estudos, peguei meu celular, calcei minha sapatilha branca e sai do quarto, desci as escadas e segui para a sala de jantar, sorri ao ver minha mãe, meus irmãos e meu padrasto sentados à mesa.

- Bom dia família! / Disse me sentando e pegando um pouco de saladas de frutas.

- Bom dia Kaki, estávamos a sua espera para orarmos e tomarmos o nosso café / Assenti e assim agradecemos a Deus pelo café / - Comam de pressa crianças já estamos em cima do horário da escola / Meu padrasto Adams, dizia sorrindo, e eu assenti e sorri. Eu amava esse cara. Além um bom marido e padrasto era extremamente engraçado e amigo.

- Por mim eu nem aparecia mais na escola pro resto da minha vida. / Disse me lembrando de tudo o que que sofria na escola.

-Kaki para de graça, qualquer coisa eu estarei lá para você. / Zayn o meu irmão mais velho disse e eu sorri, ele sempre me defendia quando eu precisava. Ele tinha 17 anos e cursa o seu último ano do ensino médio.

Terminamos o café, me despedi da minha mãe e do meu mascote Jacob, Jac tinha somente 2 aninhos e era muito mimado e esperto, após todos se despedirem seguimos para a escola cantando as músicas do coral da igreja. Meu padrasto parou o carro em frente à escola e eu bufei, desci e caminhei ao lado de Zayn para dentro da instituição, me despedi do meu irmão, caminhei até o meu armário peguei meus matérias segui para a sala de aula, me sentei na primeira fileira e aguardei a aula começar.

- Olha se não é a Creuza. / Ela dizia enquanto mexia nos meus cabelos / - E ai santinha fazendo muito sexo com oração? Quer dizer "sexo oral"/ Ela levantou o meu queixo e me fez encara-la, tremi de raiva e meus olhos marejaram, retirei a sua mão do meu queixo

-Perrie, só me deixa em paz por favor. / Abaixei a minha cabeça e senti uma lágrima percorrer o meu rosto.

-Perrie Edwards, pro seu lugar agora ou serei obrigada a te por pra fora da sala. / Ouvi Minerva McGonagall, minha professora de matemática dizer.

Minha vida nessa escola é assim todos os dias, me zoam, levantam os meus vestidos, roubam as minhas coisas e fazem pegadinhas estupidas, até dentro da lixeira já fui parar, raros são os dias que eu tenho paz. O meu inferno é aqui nessa escola, as aulas passaram torturadamente lentas, mais chegou ao fim, já me encontrava do lado de fora da escola ao lado de Zayn. Vi o carro de Austin parando em nossa frente e sorri, gostava muito da companhia dele. O vi saltar do carro com um sorriso de ponta a ponta, Zayn revirou os olhos e se enfiou no banco traseiro do Range Rover Evoque 2015, branco com o teto preto.

-Boa tarde minha princesa / Ele beijou a minha testa e eu sorri

-Boa tarde príncipe Aus, como você está? / Dei um selinho rápido nele e o abracei.

-Eu estou bem, e você? Por que essa carinha triste, heim? / Ele pincelou o meu nariz com o dedo indicador e abriu a porta do carro para mim, entrei rapidamente e passei o cinto pelo meu corpo

-Dia difícil, mais vamos deixar isso para lá! Animado pro ensaio de hoje? / Perguntei assim que ele entrou no carro, ele se ajeitou no banco, após pôs o cinto e deu partida.

-Animado demais, está chegando o grande dia. A estrela está nervosa? / Revirei os olhos e neguei com a cabeça

-Austin Mahone, já disse que eu não sou estrela. / Estreitei os olhos e franzi o cenho / - Sim eu estou nervosa demais, minha família toda estará lá.

-Camila Cabello você é a minha estrela dá para deixar? / Ele pegou a minha mão e depositou um beijo / Sua família toda, tipo a família do seu pai também? / Ele arregalou os olhos e aparentava estar nervoso.

-Aus eu não entendo esse seu medo dos meus pais / Ria do nervosismo do meu namorado.

-Ei casal dá para parar de love, e vamos comer de uma vez por todas? / Zayn disse e nós rimos.

Almoçamos no Mac Donald's e fomos para o ensaio, me sentia muito bem na igreja, aqui eu tinha amigos e digamos que talentosos amigos, Demi Lovato, Selena Gomez, Ariana Grande, Niall Horan, Taylor Swift, Ed Sheeran, Charlie Puth, Meghan Trainor e Martin Garrix, éramos o coral mais premiado de toda Miami, também não querendo me gabar tínhamos um preparo musical forte, a igreja tem os melhores professores de canto, éramos jovens de 14 a 25 anos, mais mesmo com a diferença de idade nos dávamos super bem e ajudávamos uns aos outros. Ensaiamos o dia inteiro e Austin levou eu e meu irmão para casa, Zayn entrou após se despedir do cunhado.

-Tem certeza que não quer entrar para jantar Aus? / Perguntei abraçada ao meu namorado

-Tenho sim estrela, meus pais e eu vamos jantar fora, deixamos para outro dia, tá bem? / Ele acariciava os meus cabelos enquanto dizia

-Tudo bem, então vou indo. Até quinta Aus. / Dei um selinho nele e me virei para entrar

-Calma ai estrela, me dê um beijo direito. / Sorri quando ele me puxou e me virou para ele

Imediatamente levei minhas mãos a sua nuca e ele me puxou pela cintura, o beijo era calma, eu mantinha minhas mãos em sua nuca e brincava com os seus cabelos, ele apertava de leve a minha cintura, nossas línguas estavam conectadas, mordi o seu lábio inferior, ele suspirou fortemente enquanto me apertava em seu corpo. Ouvi um pigarra atrás de nós e dei um pulo para trás, me virei e dei de cara com a minha mãe com uma cara nada boa.

-Cuidado com beijos como esses, conecta em cima e esquenta em baixo e "esquentar em baixo" / ela fez aspas com os dedos eu gargalhei/ é só após o casamento. Boa Noite Austin, Camila vamos entrar.

-Boa noite Dona Sinu / Ele disse coçando a nuca envergonhado, me aproximei rapidamente dele e selei os nossos lábios e corri para dentro de casa.

Fui direto para o meu quarto e corri para o banho, me sentia exausta, tomei um banho bastante demorado e relaxante, vesti um pijama e desci para jantar com a minha família, falávamos sobre a festa beneficente da igreja que será neste sábado, eu iria cantar e estava muito feliz que a minha família estaria presente. Assim que o jantar acabou, ajudei a minha mãe com a louça após terminar peguei meu irmãozinho no colo que dormia lindamente no sofá, subi as escadas com ele em meus braços, entrei em seu quarto e a deitei em sua cama, fiquei um tempo acariciando os seus cabelos e tentando entender esse amor incomum que eu sinto por essa menina, beijei sua testa, liguei o abajur, desliguei a luz do seu quarto e caminhei até o meu quarto. Liguei o ar, desliguei a luz, me joguei na cama e fiquei fitando o teto escuro por um tempo.

As pessoas pensam que sou "Santa", mais na verdade acho que sou uma menina normal, sou cheia de hormônios, beijava os primos, primas e os coleguinhas nas brincadeiras quando era criança, provoco o meu namorado e sai correndo e descubro o meu corpo com uma masturbação, É eu sou uma menina de 14 anos normal. Tenho sonhos e desejos como todas as outras adolescentes da minha idade, o maior deles é ser uma grande artista, porém sonhos nem sempre se realizam certo? Minha mãe diz que o mundo artístico é pura prostituição, apesar de não concordar eu acabado acatando tudo o que ela me diz, eu não poderia ir contra a mulher que sempre me criou, eu supria meu desejo de ser artista cantando no coral da igreja, mais não me sentia completa, me faltava algo mesmo que eu negasse.

Não sei em que momento me perdi com os meus pensamentos, acabei me deixando levar pelo sono. Meu corpo estava pesado, me sentia exausta e amanhã teria que enfrentar a escola outra vez.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...