História Right arm of Justin Bieber- 2 Temporada - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 404
Palavras 1.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooiii como estão??
Boa leitura.

Capítulo 20 - Paixão do passado...


      Olhei pra ela e alguém me agarrou por trás e colocou um pano no meu rosto, depois eu não sei oque aconteceu. Eu apaguei.
     Depois de horas eu acordei meio tonta. Olhei meus olhos lentamente, eu estava em um quarto sem vida.

     - Acordou.- um homem falou atrás de mim.
     - Onde estou?!.- eu estava amarrada.
     - Não se preocupe. A Beatrice já vai chegar.- o homem sentou de frente pra mim.
     - Oque? Não acredito que essa...-o homem me interrompeu.
     - Sim. Ela planejou tudo, desde o começo.
     - Onde estou?.
     - Preciso sair agora. Mas o Luan vai fica de olho em você.- aquele nome era conhecido pro mim. O homem sai e depois de alguns minutos outro entrou. Olhei pra ele e algo me diz que eu conhecia o mesmo, de algum lugar mais não sei de onde.
     - Cadê aquela...
     - Oi Tifanny. Quanto tempo.- falou se aproximando.
     - De onde me conhece?
     - Não se lembra. Lembra na ensino médio, o garoto que você era afim. Então aqui está ele.- claro o Luan, foi o meu primeiro amor. Mas eu não tive a chance de estar com ele, o mesmo me desprezava.
      - Porque? Oque está fazendo aqui?.- perguntei sem olha-lo.
      - Estou precisando de dinheiro. Então essa foi a única oportunidade. E o número desculpa que mantinha contato com você...
     - Era você?.- perguntei já ficando desesperada.
     - Sim. Não se preocupe. Não vou deixa ela te machucar.- falou saindo do quarto. Foi uma queda pra mim, ver o meu primeiro amor não correspondido depois de anos.

         Justin on.

    Eu estava em meu camarim, sem fazer nada. Peguei meu celular é tinha várias ligações da Tifanny. Tentei retornar a ligação, mas dava ocupado.

     - Justin 2 minutos.- só tinha mas dois minutos antes de entra no palco. Deixei uma mensagem pra mesma e entrei.

    Depois de 2 horas cantando, meu empresário entrou no meio do show e veio me dá uma notícia.

     - Justin temos que para o show.- sussurrou no meu ouvido por conta da música alta.
     - Oque aconteceu?.- perguntei e o mesmo demorou pra responder.
     - E a Tifanny.
     - Oque tem ela? Oque aconteceu? Fala!
     - Não sabemos direito, mas parece que ela foi sequestrada.- Oque? Como assim... Sai do palco e as pessoas ficaram sem entender. Meu empresário comunicou pra elas que eu tinha que sair com urgência. Peguei meu celular e liguei pro Richard.
     - Vamos pra casa do Richard.- falei pro motorista. Não demorou muito e já estávamos lá. Sai do carro e entrei correndo.
     - Calma Justin. Não temos certeza ainda. Só que os vizinhos viram uma movimentação estranha hoje à tarde. Já chamamos a polícia.
     - O Fred também sumiu.- a Renata apareceu com a coleira dele. O Tifanny nunca sai com o Fred sem a coleira. Tentei ligar outras vezes pra ela, mais só dava caixa postal.
     - DROGA!.- falei jogando meu celular no chão. Tifanny tinha sido sequestrada e não sabíamos, várias hipóteses passavam pela minha cabeça. Tifanny não pode passar nervoso. Preciso dela aqui do meu lado.

      00:39 AM.

   Já era tarde e nada de notícias da Tifanny, e pra piorar tudo a Beatrice também tava desaparecida. Talvez a mesma foi sequestrada junto? Ou não, talvez ela que planejou isso tudo.
    A Tifanny e esperta deveria ter algo aqui. Como uma pista.

     - Puta que pariu cara. VOCÊ NÃO VÃO FAZER NADA?!.- acabei explodindo de raiva e gritei com os policiais.
     - Acalme-se precisamos que eles entrem em contato.

        Tifanny on.

    Já estava morrendo de sono a Beatrice chegou e fez a cena dramática dela.

            Flashback on.

     - Sabe eu não queria fazer isso com você... irmanzinha...mas você me obrigou.- falou chorando.
     - Eu te obriguei?!.- gritei e a mesma não gostou nada.
     - CALA A BOCA!!! SÓ EU FALO AQUI...!.- deu um tapa estalado no meu rosto.- você roubou meu amor. E agora tá esperando um verme. Eu tenho ódio de você e desse seu filho, que talvez nem nasça. Talvez vocês saiam do meu caminho.
     - VOCÊ NÃO VAI TOCAR NO MEU BEBÊ. Não posso fazer nada se ele preferiu a mim.- ela veio pra cima de mim pra mim bater mas o Luan a segurou-o.
     - E melhor você ir embora. Vai descansar eu cuido daqui.- Luan falou a tirando do quarto.
     - Ok. Mate aquele cachorro vira-lata!. MATE O FRED!.- ela gritou pois sabia que eu ia escuta, e que eu gosto muito do Fred.

         Flashback off.

    O Luan voltou e sorriu pra mim. Se abaixou na minha frente e me olhou.

    - Você está tão linda com essa barriga.- falou e se levantou. Me desamarrou. Olhei pras minhas mãos e estavam roxas.
    - Por favor. Não mate o cachorro.
    - Não se preocupe. Vou leva-ló pra minha casa. Quer ver ele?
    - Sim.

   Ele trouxe o Fred que estava sujo. Não podia ficar com ele por muito tempo pois ia me sujar e a Biscate ia perceber.

    - Vem temos que ir Fred.- ele pegou o Fred e foi embora. Depois de alguns minutos ele voltou com uma marmitex.
    - Você é louco. Por está me ajudando.- falei é ele me entregou uma marmita.
    - Você já me ajudou bastante.

         Flashback on. 5 anos atrás.

     - Tifanny se você gosta dele, porque não vai lá.- uma amiga minha falou olhando o celular.
     - Não posso.
     - Vai logo.- acabei indo.
     - Oi Luan...E eu...faz um tempo que eu comecei a gostar de você.- falei cabisbaixa.
     - Amor vamos logo.- a namorada dele chegou o tirando de perto de mim.

           Flashback off.

    - Não foi nada. Só te ajudei com a diretora.- falei e o mesmo riu.
    - Já sabe o nome do bebê?.
    - Não.- falei rindo.

      Justin on.

    02:36 AM.

    Já estava ficando esgotado. Cheguei de outra cidade e até agora não dormi nada. Nem sai da casa do pai da Tifanny.

    - Cara vamos pra casa. Qualquer coisa o pai dela te ligar.- pelo menos o Chaz estava comigo
    - Ok.

   Fomos pra casa e eu subi pro quarto pra ir dormi. Entrei no box e tomei um banho frio pra relaxar. Voltei pro quarto, coloquei um samba canção e deitei. Olhei no celular e as beliebers estavam subindo tag pra saber oque aconteceu, pois eu saí do palco sem da explicação. Deixei o celular de lado e fui tentar dormir.

     12:00 PM.

    Acordei meio tarde, queria que tudo aquilo fosse um pesadelo, e que eu acordasse logo.
   
   
     
    


Notas Finais


Então é isso, acho que é só esse capítulo que vou postar hoje.
Bjs e até mas


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...