História Right arm of Justin Bieber- 2 Temporada - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 386
Palavras 812
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente que capítulo e esse?????
Muitas vão querer mata o JB, ou talvez todas.
Boa leitura.
.
.
.
.
.
.
.

JB porqueeeeee ???😭😭😭😱😱😱😭😭😭

Capítulo 21 - Depressão.



    Acordei meio tarde, queria que tudo aquilo fosse um pesadelo, e que eu acordasse logo.
   Vi que tudo aquilo fazia parte da minha vida, e não era um pesadelo como eu queria que fosse. Eu preciso dela aqui!.
   Não queria levantar da cama. Olhar pro lado e ver que a minha Tifanny não está aqui e nem na casa do pai dela.
   5 minutos depois que acordei, resolvi levantar. Fui até o banheiro é fiz minhas higiene matinal. Desci as escadas e fui pra cozinha. Chaz tava lá tomando café.

    - Bom dia cara.- falou me olhou.
    - Oi.- sentei na cadeira, mas não comi nada.
    - Você precisa comer.
    - Tô afim não.- falei me levantado e voltando pro quarto. Quem sequestrou a Tifanny. Fui até meu notebook e contratei o melhor detetive particular que existia no meu país. Não iria hesitar no custo do dinheiro. Pagarei quanto for preciso. Ele disse que iria começar amanhã mesmo. E iria começar indo até a casa da Tifanny.

     2 dias depois do acontecimento.
 
        Tifanny on.

    Será que vou ficar aqui por muito tempo?.Que vou ter meu bebê nesse lugar?. Que o Justin nunca mas vai me ver e irá arrumar outra pessoa para ficar do seu lado?. Era perguntas que eu não sabia as respostas. A única coisa que eu queria era que meu bebê ficasse bem.

      - Bom dia querida.- Bea falou sentando na cama em minha frente. Eu continuava amarrada. Só quando o Luan estava sozinho comigo, eu ficava solta.- então eu ainda não decidir oque fazer com esse...bebê.- ela deu uma pequena pausa antes de falar bebê.
     - Por favor Beatrice. Não vai cometer erros.
     - Fica quieta, eu não te aguento mas...- falou em um tom baixo. Ela parecia triste. Mas o ódio parecia mas alto.
     - Deixe-me ir embora. Eu já estou esgotada.
     - Oque lê passa? Acha mesmo que eu vou te soltar?? EM?!
     - Sei que não. Mas se você ama mesmo o JB. Não vai querer ver ele sofrendo. Né?.- perguntei e a mesma ficou calada por um tempo.
     - Sei que ele vai sofre, mas isso o tempo pode melhorar.- parou e olhou pro nada.- sabe que tal agente abortar? Você é muito nova.- falou rindo.
     - Sabe Beatrice.- o Luan falou e a mesma levou seus olhos até o mesmo.
     - Fale. Oque pensa?.
     - Tem países que gastam fortunas, por recém nascido.
     - Sempre tendo boas idéias. Vou ter que volta pra minha casa. Eles podem desconfiar.
     - Achei que poderia confiar em você!.- aumentei o tom de voz.
     - Só quero ganhar tempo pra te tirar daqui com essa criança no ventre.- pode sentir sinceridade nos seus olhos.

    Eu não dormia a dias. Dormi eu dormia, mas não 8 horas por dia, e sim duas no máximo. Eu não aguentava mais. Isso que só se passaram dois dias.

         1 mês depois.

    Eu não sai mais do meu quarto. Minha vida era naquele quarto depois do que aconteceu.
   Hoje minha mãe iria vir aqui em casa. O Chaz tentava me animar, mais nada fazia com que eu saísse desde quarto.

    - Querido. Olha pra você. Está tão magro.- minha mãe sentou do meu lado.
    - Oi mãe.- sorri e a mesma fez um carinho em meu rosto.. 
    - Não teve notícias dela?
    - Não. Amanhã ela vai fazer 5 meses. Quanto mas o tempo passa eu fico aqui pensando se realmente vamos encontra-lá.
     - Ei aquela garota e forte. Ela deve está bem. Vamos achar ela sim. Ok.

    22:48 PM.

   Minha mãe tinha ido embora. O Chaz tinha saído e eu estava sozinho como nos últimos dias, meses e estou com medo que vire anos. Anos sem ela, sem a pessoa que me distraia, sem a pessoa que eu amo, sem nosso filho.
    Desci pra sala, pra assistir algo. Mas a campainha me atrapalhou. Fui abri e dei de cara com a Beatrice. Que diabos ela tá fazendo aqui a essa hora?.

    - Fiquei sabendo que você estava muito mal... então resolvi vir ter ver.- falou entrando em casa.
     - Já viu como estou agora pode ir embora.- falei olhando pra fora de casa.
     - Meu amor, esqueci já se passaram 1 mês, e nada.- falou passando a mão pelo meu peitoral.
     - Vai embora.- falei pegando o braço da mesma com força.
     - Não negue algo que eu vejo que você quer.- ri do que ela falou.
     - Você é muito sínica.
     - Eu sei. Meu amor.- falou beijando meu pescoço, e depois selou nossos labios. A mesma fechou a porta, e foi me empurrando, até que eu caí no sofá, a mesma veio por cima de mim. E novamente selou nossos labios, pegou minha mão e colocou em sua bunda.Eu NÃO queria aquilo...mas eu não a repreendi, eu não a impedir de tal ato. Eu não parei oque ela começou..........
   


Notas Finais


Então.....nada pra falar sobre capítulo.... E vocês? Comentem ai...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...