História Right arm of Justin Bieber- 2 Temporada - Capítulo 67


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber
Tags Justin Bieber
Exibições 232
Palavras 1.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 67 - Outra vez no hospital....


 Estão tão lindos que eu fico pensando que eu e o JB fizemos um bom trabalho no sexo.....Haha.

Voltei pro quarto e me joguei na cama acordando o JB que dormia.

- Desculpa amor.- falei dando um selinho no mesmo. Que não falou nada e voltou a dormi.

Não estava conseguindo dormi, fiquei lá mexendo no celular à noite toda.

Mensagem on.

Taylor - Estamos bem e você?

Tifanny - Também estou bem. Quando vocês voltam pra cá?

Taylor - Não sei, a Becca gostou muito daqui, então..quem sabe nós podemos ter visitar.

Tifanny - Uma visitar já tá bom né? Fazer oque.

Taylor - Como estão os bebês?

Tifanny - Estão bem. Estão enormes e espertos.

Taylor - Parece com você ou com o Justin?

Tifanny - Eu não sei Haha, acho que com o JB.

Taylor - Então são lindos, porque você é feia. Fanny tenho que dormi, vou acordar cedo amanhã.

Tifanny - Tudo bem, boa noite.

Mensagem off.

- Com quem tanto conversa?.- JB perguntou indo ao banheiro.

- Com um velho amigo.

- Hm.

- Podíamos aproveitar que os bebês estão dormindo né?.- perguntei com cara de safada.

- Tô com muito sono. Hoje não.- falou se jogando na cama.

- Ok. Fechou a tampa da privada?.- perguntei.

- Sim.

Pov's off Tifanny.

Pov's on Justin.

Estava tudo preparado pra irmos viajar, mas o Arthur ficou novamente doente e então fomos pro hospital e eu pedir pra Kamila adiar a viagem pra mês que vem.

Nesse exato momento eu estou com minha mãe indo em um "encontro" com as amigas dela.

- Porque eu tenho que ir junto?.- perguntou sem paciência.

- Porque você é meu filho.

- Tem o Jaxon.

- Querido o Jaxon está estudando.

- E meu filho está no hospital.

- Não se preocupe. Vamos fica lá apenas dois minutos.

- Dois minutos são 2 horas pra você. Vou te deixa lá e ir pro hospital.

Chegamos no tal lugar, desce com ela e entrei no local. Tinha várias senhoras com suas filhas e filhos sentandos em uma enorme mesa com uma toalha branca.

- Bom dia senhoras.- minha mãe fala sentando na cadeira que eu puxei para que a mesma sentasse.

- Bom dia.- falo.

- Como seu filho está lindo.- uma das senhoras fala me olhando.

- Obrigado.- falo educadamente.- Não vou poder continuar com as senhoritas. Me desculpem.- falo e me retiro.

- Porque ele não vai ficar?.- ouço uma pergunta.

- Meu filho já é pai. E o bebê está no hospital.

- Ah sim. Espero que melhore.

Saiu do local e entro no carro, partindo pro hospital.

A Tifanny vai me matar quando eu chegar lá.

Flashback on.

- Vai em casa e busca umas roupinhas pra ele.- falou sem tira o olho do Arthur.

- Tudo bem, já volto.- falo saindo do hospital.

Flashback off.

Depois de uma hora que volto pro hospital.

Minha mãe me pegou em casa e então me pediu pra leva-lá no lugar lá, e ficou enrolando pra se arrumar.

Entrei no elevador e quando o mesmo se abriu fui pro quarto onde o Arthur estava.

- Me desculpe, minha mãe ficou...- parei de falar na mesma hora que vi Katryna perto do berço onde o Arthur estava, olhei em volta do quarto e nada da Tifanny.- Oque você está fazendo aqui?

- Vim vizinha meu sobrinho.- falou vindo até mim.

- Você é louca. Cadê a Tifanny?.- perguntei me afastando.

- Não sei. Cheguei aqui e ele estava sozinho com a enfermeira. Ela disse : seu bebê e muito lindo.- falou sorrindo pra mim.

- É? Mas ele não é seu. Vaza daqui, antes que a Tifanny apareça aqui é...- não terminei de falar e a mesma apareceu na porta.

- A Tifanny apareceu aqui é oque JB?.- pergunta com os braços cruzados.

- Nada não Tifanny.

- Eu já estava indo mesmo.- falou indo até a porta.- Ele está lindo igual ao pai.

- Sim. Tão lindo igual e pai.- Tifanny fala nervosa.- Oque ela veio fazer aqui?.- pergunta assim que a Katryna sai.

- Não sei. Cheguei aqui e ela já estava.

- Demorou muito.- falou indo até o Arthur.

- Minha mãe.

- Ela te machucou meu amor.- falou pegando o Arthur no colo.

- Ela não é capaz disso Tifanny.- falo indo até a mesma e abraçando a mesma pro trás.

- Não sei, e melhor não confia.- fala colocando o Arthur no berço e se virando pra mim.- Tô preocupada com essa alergia dele.- fala me olhando com os olhos lacrimejados.

- Ei não chora, o médico falou que isso já e dele é que é só evita poeira e outras coisas. Ele vai fica bem.- falo selando nossos labios num beijo calmo e demorado.

- Eu sei mas.

- Shiu. Já disse que ele vai ficar bem.- falo firme a abraçando.- Tô morrendo de fome. Vamos comer algo?.- perguntei. Ela acenou a cabeça positivamente.

Falamos com a enfermeira que iríamos na praça de alimentação para que ela ficasse de olho no Arthur.

Sentamos em uma mesa bem distantes das outras, a Tifanny achava melhor pra mim. Fizemos nossos pedidos e ficamos esperando.

- Esqueceu dá nossa viagem né?.- perguntou e a mesma me olha supresa.

- Nossa me perdoa, eu esqueci completamente.- falou passando as mãos nos cabelos.

- Eu sei.

- Me desculpe.

- Não tem problema. Estou pensando de fazer isso mês que vem.

- Boa ideia. Mas vê se me lembrar ou vai ir sozinho no dia.- fala rindo fraco.

- Tudo bem. Era por isso que eu mexia tanto no celular.

- Aí seu coiso. E eu achando outra coisa.- falou sem graça.

- Como sempre né?.- falo sem pensar.

- Me desculpe tá legal.- fala nervosa.

- Licença.- a garçonete entrega os pedidos.- Oh meu Deus....Eu sou muito sua fã.... Ah meu Deus!

- Você que uma foto?.- a Tifanny pergunta é a mesma balança a cabeça várias vezes.

- Me desculpe eu não deveria ter atrapalhado a sua privacidade...- falou sem graça.

- Ah tudo bem, eu adoro isso.- a Tifanny disse sorrindo.- Ele vai tira uma foto com você. Me dê seu celular.- a mesma da o celular pra Tifanny, levanto e a Tifanny bati a foto. A garçonete me agradece e agradece a Tifanny e sai toda boba. Olho feio pra Tifanny e a mesma ri..

- Adoro quando elas vem falar com você, e pedi autografado ou uma selfi...mas você e chato. Então é porque isso que eu faço isso. Entendeu?.- falou se levantando.

- Entendi. Nem comemos.- reclamei.

- Você que está com fome...Não eu.

- Não vai fica aqui comigo..- resmungo.

- Não.- falou indo pro elevador.

1 mês depois.

- Anda Tifanny!.- grito do cômodo de baixo pra mesma que está no quarto.

- Aí amor espera.- fala descendo as escadas com a mamãe canguru amarrada nela e o Arthur dentro do negócio do canguru, na outra mão a coleira do Fred amarrada nele e na outra uma bolsa.

- Vai derrubar o bebê.- falou indo pega o Arthur, que estava todo amarrado nela.

Alguns minutos depois na carro.

- Pra onde vamos?.- perguntou curiosa.

- Vamos pro Hawaii....


Notas Finais


Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...