História Rin: Com o Senhor Sesshoumaru Para Sempre - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Inuyasha, Novela Romance
Exibições 78
Palavras 729
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


O bom dia espero que tenha valido a espera

Capítulo 11 - A Solidão


A Solidão

....No capitulo anterior....

Rin correu em direção ao salão ainda a tempo de ver Sesshoumaru através dos grandes portões com sua tropa.

............................................................................................................................................

Naomi: Venha senhorita não pode ficar aqui.

             Vamos entrar.

Rin apenas observava de joelhos a partida de seu amado. Sem saber quando ele voltaria, ficou triste, pois ele novamente a deixava para trais.

Rin: Não posso crer ele fez de novo. “Falou chorando”.

Naomi: Senhorita o Lord logo estará de volta.

Rin: Ele me prometeu.

        Não me deixar para trais novamente. “Falou chorando ainda mais”.

Sendo guiada ate seus aposentos pela criada, Rin chorava compulsivamente deitou-se na grande cama e chorou ate acabar dormindo. Sendo amparada por Naomi.

....Rumo a fronteira do norte....

Um daiyoukai muito furioso, embora não transparecesse, Pois queria dar fim ao culpado por ter afastado ele de sua Rin, deixando-a sozinha, o privando de sua companhia.

Ao chegar, no lugar do conflito juntamente com o general Ryoga, foram informados pelo general Hitoshi que os inimigos estavam atacando em duas frentes e o general Masato estava na outra parte do território em combate.

Hitoshi: Senhor.

              O inimigo e muito forte e difícil de matar Senhor.

              Parece que eles já estão mortos.

Sesshoumaru: Como assim?

                         Parece que estão mortos. “Arqueando umas das sobrancelhas”.

Hitoshi: Não conseguimos mata-los.

               E a cada soldado nosso que morre logo volta à vida no exercito inimigo.

Sesshoumaru: Vamos acabar logo com isso. “Falou sacando a Tenseiga e foi para a luta”.

Ryoga: Estou louco para enfrentar uma boa luta. “Falou seguindo os outros dois generais”.

....De volta ao castelo do Oeste....

Rin estava triste com a viagem de seu Lord, e Naomi a chamou para passear pelo belo jardim do castelo. Meio contra gosto ela foi. Ao chega-la pode deslumbrar a beleza do local.

Naomi: Senhorita!

             Deve ficar tranquila ele logo voltará.

Rin: E que..

        Eu pensei que ele não me deixaria novamente.

Naomi: A senhorita tem sorte.

              Pois ainda pode ficar perto dele. “Já eu... Pensou”.

Rin: Pare de me chamar de senhorita. “Falou um pouco irritada”.

Naomi: Não posso o senhor Sesshoumaru me mataria.

Rin: Claro que eu não deixaria.

Naomi: Então vou chama-la somente de Rin.

             Só quando o senhor não estiver por perto.

Rin: Ok!

        Assim é melhor, e você vai ser minha melhor amiga.

Naomi sorriu, e as duas continuaram a caminhar pelo belíssimo jardim. Ao avistar Daishi a jovem Naomi não conseguiu disfarçar, não tirava o olhos dele.

Rin: Pude perceber um brilho no seu olhar. “Falou sorrindo”.

Naomi ficou corada e começou a falar.

Naomi: Ele e lindo.

             Pena que não goste de humanos. “Falou com o olhar triste”.

Rin: Você gosta dele? “Falou com um sorriso”.

Naomi: Não!

             Só o acho bonito.

Rin: Realmente, Mais.

        O Senhor Sesshoumaru é mais.

Naomi: Só para você.

As duas começaram a rir chamando a atenção de Daishi que não tinha notado as duas, ou melhor, fingiu que não sentiu a presença delas.

Ele também tinha seus pensamentos tomados pelo desejo, pela bela Naomi. Mais era orgulhoso demais para admitir isso. Foi tirado de seus pensamentos, quando um soldado se aproximou e lhe entregou um pergaminho.

Soldado: General. “O chamou fazendo uma breve reverencia”.

Daishi: O que deseja? “Falou com um tom frio”.

Soldado: Tenho uma mensagem do Lord Sesshoumaru para você.

Daishi: Dei-me aqui.

             Ele espera resposta?

Soldado: Sim!

                Senhor.

Pegou o pergaminho e leu, dirigindo-se a sua sala e respondeu as perguntas de Sesshoumaru.

.....BILHETE.....

“Daishi devo demorar mais do que eu esperava, então quero que proteja o castelo, e tudo o que me é mais caro. Não deixe que Rin deixe o castelo sozinha”.

Daishi com um sorriso irônico no rosto fala.

Daishi: Pensa que eu devo proteger a humana dele.

            Acha que seu animal de estimação corre perigo.

.....RESPOSTA.....

“Meu Lord, tudo aqui estar bem e farei como o Senhor me ordenou”.                   

Daishi.

Selando o pergaminho, e indo em direção ao soldado o entregando. Falando para que o entrega-se o mais rápido possível.

Os dias foram passando, que viraram semanas e depois meses.

....5 meses depois....

Sesshoumaru ainda não havia retornado e Rin agora muito mais triste por ter sido deixada para trais novamente recebe uma visita.

Naomi: Rin você tem uma visita!

Rin: Uma visita!

        Quem é?

Naomi: É melhor que você vá ver quem é.

A menina saiu correndo em direção ao salão chegando, tem uma surpresa.


Notas Finais


acho que ficou bom
aguardo comentário
bons ou ruim ate mesmo criticas
para que possa melhoras meu trabalho


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...