História Rin: Com o Senhor Sesshoumaru Para Sempre - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Inuyasha, Novela Romance
Exibições 80
Palavras 759
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu pedi minha filha para digita só para não deixar vocês esperando por muito tempo com ja tinha dito tem cerca de 12 capítulos prontos só tenho que passa para o word e formata-lo
estou corrigindo provas

Capítulo 4 - Em Busca de resposta II


Em Busca de resposta parte II

**** De volta ao Castelo de Sesshoumaru****

 

Sesshoumaru  pensava como ela cresceu já não é mis  aquela menina que o seguia para todo os lados, tenho medo de me aproximar dela agora, quanto mas  estou perto,  menos quero ficar  longe, eu não posso sentir isso, ela é uma fêmea humana deveria sentir repulsa.

Toda vez que vou visita-la tenho me sentido atraído por ela existe algo nesta humana que não permite que a deixe. As vezes que foi um erro ter  salvado ela, mais não sei como seria minha vida agora sem ela. Vivi tanto tempo sozinho, porque agora não consigo me imaginar sem sua presença, ela é como uma faixa de luz na escuridão de meu coração.

Sesshoumaru: Por quê?

                          Por que preciso tanto dela? “ele pensava em quanto fala em voz alta para si própria”.

                      Que sentimentos são este? Que eu sinto?

A necessidade de ter ela do meu lado

Em quando estava olhando alua de uma enorme janela de seu castelo, e seus  pensamentos o respondia: “ Você têm medo de perde-la”.

Sesshoumaru: Mais por que este Sesshoumaru tem medo?

... O dia amanhece no Oeste....

Em uma residência simples e afastada do castelo um casal trocava juras de amor.

Naomi: Eu te amo.

Daishi: Amor é coisa de humano.

Naomi: Pode ser mais mesmo assim te amo.

Daishi: Acredita em palavras vazia que o venta leva.

             As ações são mais importantes!!!

            Quero faze-la minha Naomi!

Naomi: Não serei sua concubina.

Daishi: deixe o castelo e viveremos juntos.

Eu cuidarei de você.

Naomi: E vai me manter escondida?

             Viverei como um animal!

             Não! Mesmo. “falou em um tom elevado”.

Daishi: Sabes que não posso te assumir!

              Mas sabes o quanto preciso de você minha Naomi. “Falou sussurrando no ouvido dela”.

Naomi: Se me entregar a você seu cheiro ficará em mim.

             E todos saberão.

Daishi: Assim poderia mantê-la somente para mim aqui.

Naomi: Por mais que te ame.

             Jamais serei sua prisioneira!!! “falou em um tom triste”.

Daishi é a único jeito de ficarmos juntos. “ Falou em um tom quase de suplica em seu ouvido”.

Com beijos caliente o casal selava seu amor às escondidas. Daishi não queria que ninguém soube-se de seu amor pela humana, pois achava que isto era ser fraco.

Seus planos era mantê-la com ele, tirando-a do castelo e fazendo-a somente sua. Entre beijos o pensamento que o preocupava era manter Naomi longe de qualquer outro macho seja homem ou youkai, ela é somente sua até o fim de sua frágil vida.

Era muito difícil para ele saber que sua fêmea podia deixa-lo, tinha que ficar de olho nela e nos outros youkais que cobiçavam sua pureza.

...No castelo...

Sesshoumaru chama seu fiel servo.

Sesshoumaru: Jaken?

Logo o youkai aparece correndo e reverenciando seu mestre.

Jaken: Sssim ssssenhor ssssesshoumaru. “falando exageradamente”.

Sesshoumaru:  Peça aos generais que venha falar. “Falou com um tom frio, caminhado em direção ao escritório, sem olhar para trais”.

Sesshoumaru se encontrava na frente de uma enorme janela de sala de reunião quando ouve batida na porta.  E os generais entram.

Os generais: Sesshoumaru-Sama. “falaram em um uni-sonoro fazendo uma reverencia ao mesmo”.

Sesshoumaru: Ryoga quero que reforcem a segurança do castelo.

                         Durante ao período que eu estiver fora.

                         Não quero ter surpresa no meu retorno ao castelo.

Ryoga: Sim Senhor Sesshoumaru!

Sesshoumaru: Eu em breve trarei alguém para este castelo.

                        E espero não ter problemas com a segurança.

Daishi: Mais quem será.

             O meu senhor quer trazer. “Falou ironicamente”.

Sesshoumaru: Não lhe devo satisfação. “Com um olhar fulminante em direção a Daishi”.

Hitoshi: Acha que o castelo corre algum risco de um ataque  meu Lord?

Sesshoumaru: Tomei uma decisão.

                         Trarei minha protegida para o castelo.

                         E sei que serei alvo de retaliações de outros youkais nobres.

                         Ainda que não faça na minha frente, pois saberão a força deste Sesshoumaru.

Mas tenho certeza que tentaram.

Masato: Sesshoumaru-Sama creio que é muito impudente tentarem ataque contra o senhor.

                Pois todos sabem qual grande é o seu pode. 

Sesshoumaru: creio que muitos youkais vão achar que eu fiquei fraco como meu pai.

                           Eu matarei todos que ousarem tentar. “ caminhou em direção a porta sem olhar para trais”.

Segundo direto para seu aposento, sendo seguido por Jaken. Que falava sem para sobre a vinda de Rin para o castelo e como havia providenciado a arrumação do quarto da menina e a serva humana para acompanhá-la todo o tempo. Claro que Sesshoumaru não ouviu nada, pois estava perdido em seus pensamentos voltados para a jovem. 


Notas Finais


Espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...