História Rin: Com o Senhor Sesshoumaru Para Sempre - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Rin, Sesshoumaru
Tags Inuyasha, Novela Romance, Rin, Sesshoumaru
Exibições 275
Palavras 1.273
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


por causa e uma pessoa que estar me pressionado ai esta seu capitulo
kkkk brincadeira espero que goste prometo por o sétimo logo

Capítulo 6 - A Descoberta


......No capitulo anterior.....

Ele estava a sua espera, ao avista-la seu coração bateu mais rápido. Rin não se conteve correu em direção ao seu príncipe e o abraçou, dando-lhe um beijo na boca. Deixando o youkai sem reação, que logo tratou de se afastar da menina. 

**********************************************************************

A Descoberta

Jaken ficou parado olhando e logo começou a falar:

Jaken: Menina insolente como pode beijar Sesshoumaru-Sama assim!

             Que falta de respeito menina.

Sesshoumaru: Jaken cale a boca ou eu te mato. '" Falou lançando um olhar mortal para ele".

Rin: Desculpe Senhor Sesshoumaru. “Falou ficando corada”.

Sesshoumaru nada disse a ela, somente falou vamos. Ao se virar de costas, com a voz fria. O grupo pôs-se a caminhar em direção as terras do oeste.

Sesshoumaru ficou perdido em seus pensamentos... “Beijou-me, não é indiferente aos meus sentimentos, também compartilha algo por este Sesshoumaru, Seu beijo continha saudade, desejo e esperança. Ela me passava calma, me trazia paz. Eu me senti livre neste momento, como se não tivesse problema nenhum me rodeando. Este Sesshoumaru se separou por causa da situação.

Continuaram a caminhar ate o cair da noite. Logo procuram um lugar para montar acampamento próximo a um rio.

Sesshoumaru observava a lua enquanto tudo era preparado, com seus pensamentos na bela mulher que Rin havia se tornado. “Brigando com seus sentimentos a sua mente fala que ama-la era sua fraqueza e seu orgulho se sobre saltava, sobre seus sentimentos e pensava ela é uma humana, não cometeria o mesmo erro de seu pai e do idiota do Inuyasha será que todos os machos de sua família erram amaldiçoados por se envolverem com as fêmeas humanas, esta raça inferior”. Foi tirado de seus pensamentos, quando uma voz doce e suave lhe chamou.

Rin: Sesshoumaru-Sama.

        Posso ir até o rio me banhar?

Sesshoumaru: Faça como desejar.

                         Jaken vá buscar alimentos. “Falou Friamente”.

Jaken: Sssim Sesshoumaru-Sama. “Saindo correndo atrais de alimentos”.

Rin olhava para todos os lados. Ao chegar ao rio viu que estava sozinha, então se aproximou do rio e colocou uma sacola e sua katana bem próximos de uma pedra, depositou no mesmo lugar. Não observou que tinha companhia, que de longe um ser a observava nas sombras da escuridão da noite. Ela colocou a pontinha do dedo na água sentido a temperatura. Sentiu que estava agradável, foi tirando a sua veste delicadamente deixando seu belo e fraco corpo amostra. Sesshoumaru estava a observando para sua proteção caso alguém ou youkai se aproxima.

“Splait, splait”. Deu um mergulho e foi nadando sobre a margem chegando lá pegou algumas ervas que trouce consigo e esfregou no corpo.

Sesshoumaru admirava o belo corpo da menina e seus pensamentos fluíam, “ela é somente minha não permitirei que outro a toque”.  Pensava, mais o seu orgulho falava que aquilo que ele queria era sua fraqueza, mais a queria não a deixaria para outro.

Rin terminará seu banho e voltou ao acampamento encontrando Jaken e Ah-um dormindo e Sesshoumaru encostado em uma árvore de olhos fechado. Ela sabia que ele nunca dormia somente descansava os olhos.  Deu passos em direção aonde se encontrava o youkai ficando de pé na frente dele o admirando.

Sesshoumaru: Esta querendo algo Rin? “falou sem abri os olhos”.

Rin: Não.

Sesshoumaru: Então vá dormi.

                         Amanhã sairemos cedo.

Rin: Eu queria conversar com o senhor!

Sesshoumaru: Rin terremos muito tempo apenas durma.

Sesshoumaru em seus pensamentos. “Eu a quero para mim, ela pertence a este  Sesshoumaru, somente minha. Este desejo de ter ela em meus braços para sempre, beijar sua boca, possuir seu corpo, esta fêmea será somente minha”.

.....No dia seguinte.....

Após o desejum o grupo voltou a sua caminhada em direção ao seu destino.

Rin começou a cantar as musicas que fazia quando criança, depois a falar das cosas que aprenderá com  à senhora Kaede, as ervas, como fazer partos e os treinamento para ser uma Miko, o que Kagome a ensinou, a ler e a escrever e o uso do arco, Sango, Kohaku as artes maciais, Miroku  a lutar e Inuyasha o uso da katana.

Era muito grata a eles por ter vivido com eles e ter a oportunidade de aprender bastante coisas no tempo em que ela lá esteve.

Ao a noitecer Sesshoumaru sai deixando o acampamento. Eles descansaram e Sesshoumaru não retornou naquela noite. Logo pela manhã Rin acordou cedo e foi direto para o lago somente comunicou seu paradeiro a Jaken.

Rin: Senhor Jaken.

       preciso tomar um banho, não me siga.

Se foi .....

Jaken e Ah-um ficaram no acampamento tomando se  desejum. O príncipe retorna e sem ser notado viu que sua protegida não se encontrava no  local se foi na direção de onde vinha seu cheiro. Foi até o lago e a viu ela  sentada o cheiro que  exalava de sua pupila o deixo excitado. Rin o avistou e ficou corada.

Rin: Senhor Sesshoumaru.

         Oque faz aqui?

Ele nada respondeu virou-se e caminhou na direção do acampamento, quando ela chegou ao local logo foi avisada.

Sesshoumaru: Rin tome seu desejum que iremos parti.

Rin: Sim!

Sesshoumaru-Sama. “ Falou baixinho e ficando corada”.

Quando eles voltaram à caminhada rumo ao seu destino. O guerreiro ficou se lembrando daquela  cena com divertimento. “A jovem tinha o rosto muito corado e estava visivelmente constrangida com o aparecimento dele diante dela naquele momento”. Ele retornou de manhã e não a encontrou no acampamento e  não a viu  tomando seu desejum juntamente com os outros. Havia um cheiro de sangue dela no ar, claro que ele sabia oque era... Depois de três dias em que Rin esteve no cio ela sangrou. O Lord Sesshoumaru encontrou a garota na margem do lago lavando suas yukata que usava por baixo de seu kimono e pequenos  retângulos de panos.

Ela estava chateada e havia uma pequena fragrância de medo no ar. Ela levou um susto quando o viu, a jovem estava chorando. Havia um efeito que ela causava nele à vela chorando.  Era vontade de protegê-la mais se manteve longe com o mesmo olhar frio de sempre.

O grupo rumava rumo ao Castelo das Terras do Oeste , quando pararam para descansar, Rin se aproximou e falou.

Rin: Sesshoumaru- Sama preciso falar com o senhor a sós.

Sesshoumaru: Jaken?

Jaken: Sim Senhor Sesshoumaru. “falou fazendo uma reverencia”.

Sesshoumaru: Va na frente e encontre um lugar.

                         Para ficarmos esta noite monte acampamento providencie o jantar antes de chegarmos la.

Jaken: Sim Sesshoumaru-Sama. “Logo foi fazer oque foi mandado deixando os dois sozinhos”.

Sesshoumaru: Rin?

Rin: Sim Senhor Sesshoumaru.

Sesshoumaru: Diga-me oque, queria falar com este Sesshoumaru?

Ela corada começou a explicar oque havia acontecido come ela estava de cabeça baixa meio constrangida. O Lord ficou surpreso com a descoberta que as fêmeas humanas entravam no cio uma vez por mês. E sangravam sangrava  uma vez por mês, diferente das fêmeas youkais , isso acontecer somente  uma vez por ano “ por causa de sua vida curta”. O nobre ponderou. Ah sim! O aroma de sangue novo era tão atraente quanto o perfume do cio. E o despertara da mesma maneira. Todavia, o cheiro de sangue continuava o fresco de uma fêmea pronta para acasalar e gera seus filhotes. “Era tão sedutor para ele”.

Continuaram a caminhada e logo encontraram o acampamento montado por Jaken. “Ele teve certeza que Rin era fêmea ideal para ter seus herdeiros”. Bem tem o fato dele quer ela somente para ele e achar que ele tem este direito  sobre ela. “Minha protegida, todo este tempo esperei por você. Os sentimentos que carrego dentro de meu ser são somente para você MINHA RIN como senti sua falta, nunca mas te afastarei deste Sesshoumaru”. 


Notas Finais


ficou um pouco longo mas espero que gostem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...