História RockStory - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Bisca Connell, Cana Alberona, Charlie, Erza Scarlet, Evergreen, Gajeel Redfox, Gray Fullbuster, Happy, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laki Olietta, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Mavis Vermilion, Minerva Orland, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe, Virgo, Wendy Marvell, Zeref
Tags Gavy, Graylu, Gruvia, Jerza, Musical, Nalu, Stincy
Exibições 174
Palavras 3.622
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Esporte, Festa, Harem, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


AN AN CHEGUEI
Td bem com vcs?^^
Eu to levando kkkkk

Gente eu sei que ultimamente as capas e os títulos da fic tem estado bem ruizinhos, mas é pq ta difícil amchar fanart boa e uma palavra q se encaixe com o cap sabe...aiii complica
Então desculpem ta♥
AGRADECIMENTOS AAAAA:
~piradinha22
~nathy0
~tatanisa
~RebecaScarlet
~Lucyscarlet100
~KimAndressa
~MrNalu
~Akashi-san
~amandaemy
~Lu-Kyun
~Barbie_Crazy
~jackeline-cha
~biaa_gasai

Mt obg pelos ♡ vcs são demais♥♥♥♥seus lindos

Bem é so isso, boa leitura ^^

(Porque eu havia excluido o cap antes:eu ia refazer, não achei que estava bom o suficiente pra vcs, quando a fic começou a dar certo fiquei com medo de falhar...mas ai percebi que não daria tempo de fzr outro,então to repostando o cap pra vcs n ficarem sem a história)

Capítulo 5 - Luce...


Fanfic / Fanfiction RockStory - Capítulo 5 - Luce...

Natsu.pVs



- oque você ta fazendo aqui...? -pergunta entre os dentes ainda com a mão no cabo da faca.



engulo seco e me perco em uma indecisão, não sabia se olhava para faca ou para ela.



- e-eu só vim trazer a-a l-louça -uma garota me fez gaguejar?...porra é essa?.



- bom...-ela retira a lamina do balcão fazendo o som da lamina ecoar pela cozinha toda- agora já pode ir -diz seca.



ta bem, agora eu tenho certeza que normal ela não é...nenhuma garota nunca foi tão seca comigo.



olho no fundo de seus olhos, é, ela realmente estava com raiva...



- eu só queria saber seu nome -digo mais calmo.



- pra que? -ela se vira e volta a cortar a carne.



- porque...olha vai parecer loucura mas eu já sonhei com você -eu cuspo as palavras e ela ri.



- ai ai...você não conhecia uma melhor não? -ela debocha.



reviro os olhos e bufo já irritado, essa garpta consegue me tirar do sério...



- ok...não quer acreditar, não faz mal... -falo mas ainda não desisti- mas que mal faz me dizer seu nome?.



ela bufa e para de cortar a carne.



- você venceu, meu nome é L--alguém a imterrompe.



ambos nos viramos para ver quem é e Ultear estava parada em frente a porta nos fitando com uma cara nada boa.



- porque a demora...nat? -me pergunta porém ela encarava a loira, que mantinha uma expressão fria.



ok...quê que ta pegando ?.



todos ficamos em silêncio e meu olhar fica indeciso entre a loira e Ultear,Então decido parar a gerra por olhar delas antes que acontecesse coisa pior.



- é que eu tava conversando com ela, elogiando a comida...tava muito boa -sorri.



- quem fez a comida foi Virgo -diz a morena.



a loira apenas permanece calada e volta a fazer oque fazia desde que eu cheguei aqui.



- Então, vamos para sala, nat? -Ultear me chama.



eu acenti andando até ela, ela enrosca contra minha vontade seu braço ao meu me puchando, antes de eu sair dalí dou uma última olhada para trás e vejo que a loira nos olhava de canto com uma expressão meio triste...que de alguma forma conseguiu me entristecer também. 



ok ta legal, eu não tô me reconhecendo...



Ultear me pucha até a sala e nos sentamos junto a Lyon e evergreen que conversavam animadamente sobre um assunto qualquer.



ao nos sentarmos, Ultear permanece com o braço enroscado no meu, bufo irritado e o pucho bruscamente, logo vendo um olhar de reprovação vindo de Evergreen e Lyon prendendo a risada.



- Ultear...porque não vai com Natsu passear no jardim? -sugere Evergreen mandando uma piscadela para filha. 



revirei meus olhos.



- boa ideia mãe, vamos nat? -me chama, a encaro e dou de ombros.



Lyon balança a cabeça de um lado pro outro rindo, eu e Ultear começamos a andar até a parte da frente da casa, onde ela para diante mim sorrindo e segura minhas mãos, eu não as puchei porque não tava afim de aguentar mimimi de madame...então prefiri apenas a ouvir.



- nat, sabe...desde a primeira vez que eu te vi, eu senti algo diferente...eu não sei explicar -ela olha pra baixo fingindo nervosismo.



aaah minha querida...na escola de malandragem que você se formou eu fui expulso.



- deicha eu adivinhar, e você está completamente apaixonada por mim-falo a última parte com deboche.



- s-sim... -diz tentando me convencer- você tem que acreditar...porfavor.



ela me abraça mas eu não correspondo e ela mesmo insistente, lentamente se afasta. 



- quer ficar comigo..? -pergunta sorrindo.



ta, eu esperava um"eu desisto" mas já que não é o caso, terei que usar minha melhor características, a arrogância. ..



- Ultear,eu não quero ficar com você -me afasto dela e a dou as costas andando um pouco sem ouvir nenhum tipo de manifestação vinda de trás de mim.



aos poucos começo a escutar passos em minha direção e sinto meu ombro ser puchado bruscamente me virando para trás, me deparo com a imagem de uma morena irritada.



- como assim não quer ficar comigo? -ela estava indignada.



soltei uma risada pelo nariz e dou o sorriso mais debochado que eu tinha.



essa garota é burra ou oque?!...



- não quero te pegar, simples -dou de ombros.



- m-m-m-mas porque??? -continua com a mesma impressão. 



lambi meus lábios e os mordi prendendo mais uma risada que vinha por ai, e olho para ela com um sorriso de canto que até eu teria raiva.



- desde quando eu fico com animal? -não aguentei e soltei mais uma risada debochada.



ela me olha furiosa e vejo seu maxilar trincar, ela ergue sua mão e dispele um tapa forte em meu rosto fazendo uma tatuagem perfeita com seus dedos e deichando meu rosto com uma sensação de ardência.



sinto meu sangue ferver e uma enorme vontade de dar um soco que ia fazer esse nariz impinado afundar na cara dela, lentamente giro meu rosto em direção a ela a olhando, ela tinha uma pose séria de valente mas ao mesmo tempo tinha arrependimento, é...ela não tem ideia da merda que fez.



- oque está acontecendo aqui? -Evergreen surge na porta , Lyon estava a seu lado olhando tudo sem entender nada.



- m-mamãe -ela olha pra mim nervosa e volta a olhar pra mãe- o Natsu tentou me agarrar! -ela corre e se abraça a mãe que me olha com raiva.



filha da puta putinha é...



serrei meu olhos para a mesma e Lyon me olhava em reprovação. 



- senhor Lyon, acho que já está na hora de você e seu convidado irem para casa -diz seca como se nos expulsasse.



- concordo senhorita Evergreen, de qualquer forma muito obrigada por sua ospitalidade e...perdão pelo meu hóspede -ele diz em seguida descendo as escadas e parando a meu lado- vamos Natsu... -diz seco.



lanço um olhar mal encarado a Ultear que mantinha seu olhar de raiva e sigo Lyon. 



não quero ver essa garota de novo nem mergulhada na nutella...



entramos no carro e logo saímos do território das cobras.



- pode me explicar oque foi aquilo? -Lyon fala olhando a estrada, mas tinha uma expressão desacreditada.



- aquela garota é atirada e maluca...ficou se atirando pra cima de mim e como levou um pé na bunda, me bateu -digo lembrando da ardência do tapa.



ele riu.



- isso é bem a cara da Ultear... -fala sorrinod irônico- bem que aquilo tava estranho...afinal Laki e Sherry são bem mais bonitas que ela e você nunca tentou nada com nenhuma -ele ri.



- é...não curto garotas como ela -falo suspirando.



- entendo -ele ri- oque vai fazer amanhã? -fala como quem não quer nada.



passo a olhar o movimento lá fora pela janela.



- nem sei... -mentira, eu já sei muito bem oque eu quero- ei Lyon. 



- oi...-diz ainda com a atenção na estrada.



- qual o nome daquela garota loira? a que serviu o jantar -pergunto curioso e Lyon ri.



ele ta muito risonho hoje pro meu gosto...



- está interessado nela? -pergunta sorrindo de canto.



- não...mas eu e ela já nos vimos, porém não tive tempo de conversar com ela,nem perguntar seu nome -digo ainda olhando a janela.



- é Lucy, pobre garota...-diz e o olho, ele tinha uma expressão de compaixão no rosto.



- Luce...-sussurrei- ela é bonita...-comento e volto a olhar janela.



- bonita?...-ele ri- olha,até eu que sou gay, reconheco que a Lucy é linda...linda demais, e por isso é invejada por maioria das garotas daqui.



- inclusive Ultear? -falo e ele acente.



- principalmente Ultear, tadinha da pequena Lucy...sempre sofrendo na mão de sua madrasta e da nojenta da filha dela.



o olho confuso.



madrasta....?



- madrasta? -falo curioso.



- sim...Evergreen é viúva do falecido Jude Heartphilia, desde que o pai morreu a pobre garota vem aguentando o abuso de Evergreen e da sua fã , a Ultear -diz lamentando.



caramba...



- e olha, apesar disso a garota sempre aguentou tudo sem se queixar viu... adimiro a força dela -fala e suspira.



caramba, por essa eu não esperava...



 Luce...



*




*




*




mas uma vez sou despertado de forma bruca e estressante, mas por uma boa causa ...eu decidi que aquela loira vai ter que me engolir por bem, ou por mal...



algo sério? haha...claro que não, mas sem dúvidas ela vai me servir enquanto eu estiver preso nesse fim de mundo...



me sento na cama e passo a mão em meu rosto esperando a coragem para levantar-me, vou para o banheiro, fasso minhas higienes matinais e me visto, desco para tomar café junto a Lyon que já me aguardava sentado a mesa.



- bom dia -falo puchando uma cadeira e sentando-me frente a frente com o mesmo.



-bom dia Natsu, Lisanna ligou para ter notícias suas ...-disse eu ri.



- e você disse oque?.



- ele está ótimo, mas morto de saudades sua -diz rindo.



- e ela engolio?! você mente bem... -ele ri ainda mais.



- ela também perguntou sobre as suas peguetes,falei que por aqui você não tem nenhuma...menti nessa parte também? -pergunta me fitando.



- mais ou menos...



- explique ...-fala confuso. 



- não tenho nenhuma ainda -falo dando enfaze no"ainda"e ele ergue as sombrancelhas- mas tenho uma pretendente...



- já até imagino quem seja...a Lucy, acertei? -pergunta e eu acenti, ele muda sua expressão radicalmente para uma séria- Natsu...se for brincar com ela melhor deicha-la quieta, ela passou por coisas demais na vida mesmo sendo jovem...viu a mãe ser morta em sua frente e o pai morto aos poucos pelas pessoas que ele confiava, a maguar seria como matar o pouco de fé que ainda a restou -ele fala e eu fiz cara de santo.



- ah Lyon, claro que eu não brincaria com alguém assim...-ele me olha tranquilo e eu sorri internamente.



eu não vou estar aqui quando ela se fuder mesmo....



o resto do café da manhã foi em um silêncio confortável, eu logo me estava pronto para ir ver minha querida loira...



você será minha, Luce...



*




*




*


Lucy.pVs



- LUUUUUUUCYYYYYY -a voz irritada de Ultear me chama.



me desencosto da parede onde tentava relaxar um pouco e corro até a mesma.



- sim senhorita -falo entrando no quarto da mesma.



- ora sua... -ela vem até mim furiosa e segura meus longos cabelos me puchando com ela para frente do espelho- oque é isso aqui? -pergunta apontando para um botão do vestido dela que estava quase explodindo.



- a-ah...-eu não sabia oque dizer.



- você lavou demais e agora o vestido encolheu, sua porca burra -ela grita comigo.



- mas ele foi lavado a semanas atrás, pode não ter sido ele que encolheu...-falo me defendendo.



- ta me chamando de gorda? -seus olhos tinham fúria- você não tem amor a si mesma né porca... -me olha com ar superior.



mamãe...dai-me paciência para não rodar minha mão na cara dessa garota.



conto até 10 internamente me segurando com todas as forças para não acabar com a raça de Ultear alí e agora.



- oque eu posso fazer, senhorita Ultear? -pergunto calma.



- saia daqui,não aguento mais olhar pra essa sua cara de porca irritante -fala apontando para a porta.



abaixo minha cabeça e ao passar pela porta do quarto, sai correndo dalí...



não aguento mais isso, preciso de ar...



e eu já sei onde ir...



pego um dos cavalos da chácara e vou galopando por uma pequena trilha cortada pela floresta até meu lugar predileto no mundo inteiro...



o lago das pedras...



é um lago lindo, ele tem pedras grandes e pedras pequenas, de todos tamanhos e cores...parece até de conto de fadas, naquela casa...apenas eu e virgo sabemos da existência desse lugar, por isso é meu refúgio das horas difíceis, e onde posso cantar sem ser repreendida...



eu amo cantar...amo demais, mamãe parecia um anjo cantando e todos dizem que puchei a voz dela...alias...puchei tudo dela ...mas... desde que papai morreu, Evergreen me proibio de cantar naquela casa...



- finalmente...-desco do cavalo e suspiro sentindo a brisa com o aroma dos orvalhos soprar fazendo meus cabelos voarem e acariciando minha pele.



como eu amo essa sensação...aqui é o único lugar onde sinto que estou protegida de todas as coisas ruins que podem me atingir...não é atoa que papai sempre me trazia aqui...



vou para a pedra maior e lentamente começo a me despir, logo ficando completamente nua, me posiciono sobre a rocha e então salto, logo sentindo meu corpo ser mergulhado em frescor e relaxar cada músculo me fazendo boiar nas águas verde cristalina.



...eu me preparava para cantar quando escuto barulho de folhas secas sendo amassadas, como passos...



rapidamente me encolho e olho para todas as partes daquele lugar preocurando qualquer coisa que pudesse me mostrar que eu estava sendo observada, cubro meus seios com os braços e continuo a preocurar.



- oe Luce -uma voz irritantemente familiar soa vindo de cima da pedra de onde eu havia saltado.




ele não...



suspiro e lentamente me viro para olha-lo, lá estava ele...sentado na pedra com as pernas balançando ao vento e seus cabelos estranhamete rosa arrepiados, seus olhos ônix me olhavam intensamente e seu sorriso deichava seus caninos muito bem afiados a mostra.



porra garoto...assim não da pra te odiar.



- oque você ta fazendo aqui? -pergunto deichando bem claro o quão indesejado ele era, mas ele parecia não perceber, ou ignorava...



- vim só dar uns mergulhos -ele fica de pé dando a visão do seu corpo atlético. 



nem tão bombado nem tão franzino,um corpo muito bem definido com traços desenhados cobertos de tatuagens,usava um short folgado mas que ainda assim era marcado nas partes certas o dando um ar sexy.



espera Lucy oque você ta pensando?!!



corei levemente e desviei o olhar a seu rosto, mas era tarde pois ele havia percebido meus olhares, provavelmente nada descretos...



- hum...e meu nome é Lucy, com "y" -o corrigi ainda sem geito. 



ele solta uma risada nasal.



- Luce é muito mais legal -fala e eu emburro a cara fazendo ele rir.



ficamos em silêncio por um tempo, sem expressões...apenas nos encaravamos sem ter oque dizer.



- melhor chegar pra lá -fala quebrando o silêncio. 



- pera!! não!! você não pode!!! eu to nua!!!! -falo e ele sorri de lado.



- por isso que eu quero entrar -ele ri e eu involuntariamente corei.



- não! ! -falo firme.



- qual é garota, eu já vi muitas mulheres assim, o corpo de uma criança não vai me impressionar ok -ele se prepara e salta.


C-Criança...?


Ah porque me importo com oque esse ciclete mastigado fala...



vejo sua silhueta nadando abaixo d'água e me afasto, ele sobe a superfície puchando o ar para seus pulmões e sorri de olhos fechados.



- a água ta gostoza... -continua sorrindo.



eu apenas continuei de cara fechada e bufei, ele me olha confuso.



- Luce, você não gosta mesmo de mim né? ... -ele parecia meio triste.



acha mesmo que vou cair nessa cara?...



- não, nem um pouco -serro o olhar e ele suspira.



- ok... -ele mergulha na água novamente se afastando pra longe.



- rum...não vou cair nessa denovo... -falo lembrando da minha desagradável experiência com meu ex namorado, Loke...



ele me conquistou da mesma forma, com sorrisos...carinhas tristes...e eu tomei no cu.



continuo boiando ignorando a presença do mesmo, como me sinto tão a vontade nua com ele perto? ele já me viu assim antes...então pra quê enchame né.



durante nenhum momento ele me encomodou, fiquei boiando, boiando, boiando...quando me dou conta mais de uma hora já se passou.



- preciso voltar pra casa! -digo a mim mesma.



saio correndo do lago sem conferir ou não se a ameba rosa ainda estava presente, corro para a grande pedra e preocuro minhas roupas mais não as encontro.



- fudeu!!! -levo as mãos a cabeça desnorteada olhando em torno.



- preocurando isso? -me viro rapidamente cobrindo meus seios com um braço e a minha parte intima com uma mão. 



ao me virar me deparo com aquela cabeleira rosa que tem sido o motivo de meu estress desde a primeira vez que a vi, a ameba rosa tinha um sorriso"simpático"no rosto e minha roupas em sua mão. 



Filho da puta...



- me da minhas roupas agora -falo já irritada.



do geito que eu tô hoje pra pular no pescoço de um não custa nada.



- vem pegar... -diz dando um passo para trás. 



ah desgraçado...



trinco meu maxilar enraivada.



- ameba rosa,eu não tenho a vida toda, me da minha roupa -exijo mesmo sabendo que seria inútil,o vejo soltar uma risada nasal debochada.



- vem pegar, L-U-C-E -deu pra mim!!.



pego impulso e corro até o mesmo pulando em seu pescoço, ignoro totalmente o fato de eu estar nua, caimos juntos e acabamos rolando pelas folhas até chegar a margem de areia branca do rio e parar bem na beira da água comigo encima dele.



seu quadril estava entre minhas pernas e meus seios totalmente espremidos contra seu peito, suas mãos estava em minha cintura.



- ah...-gemi com um pouco de dor e então percebo como estavamos, corando imediatamente.



pego minhas roupas em uma de suas mãos e me levanto, me visto e quando volto a olhar o mesmo já estava de pé me encarando com um sorriso nos lábios, ele me olha de cima a baixo e então lambe um dos caninos me fazendo sentir arrepios...de medo!



- você é afobadinha né Luce -bufo irritada.



- É Lucy! L-u-c-y, com y seu idiota -falo irritada.



ele ri se divertindo com a cena, suspiro tentando me acalmar e volto a olha-lo.



- ok ok, Luce -ele fica sério- olha, eu não quero te fazer mal, afinal se fosse isso já teria te estrupado a muito tempo -nisso ele ta certo...- eu só vim aqui pra te fazer um convite...



convite?...



- eu quero que saia comigo, gostaria de te conhecer melhor... -diz com cara de quem não quer nada.



- hahahahaha -ri forçado- ta viajando demais viu cara -debochei.



- apenas um passeio entre dois amigos, que mal faria...? -pergunta e eu suspiro.



- primeiro:não somos amigos, segundo:a filha de minha madrasta é doida por você, porque não chama ela? -pergunto abaixando um pouco a guarda.



- primeiro:mas podemos ser bons amigos, segundo:porque aquela garota me irrita,agora...me diga...porque não sai comigo? -ri novamente já impaciente com a insistência dele.



- porque eu não quero, e nem se quisesse poderia... -falo entristecendo um pouco o tom.



- porque? -pergunta curioso.



- minha madrasta nunca--paro de falar ao perceber oque estava fazendo- não é de sua conta!!.



passo pelo mesmo irritada e sinto meu pulso ser puchado me impedindo de prosseguir.



- olhe, não me responda agora, mas posso te ajudar a fugir de lá por uma noite...basta você querer, eu e você saimos pra nos divertir como bons amigos e você volta sã e salva -fala e eu ia rir novamente mas paro pra analisar sua prosposta.



- oque te faz pensar que eu aceitaria uma coisa dessas? -arqueei a sombrancelha.



- o simples fato de você odiar aquela casa, e de odiar sua madrasta e a Ultear tanto quanto eu -fala convicto.



- como sabe que as odeio? -ele ri.



- da pra notar na forma que fala delas -fala e eu me surpreendo.



- eu não quero sair com vo--ele me imterrompe.



- não responda agora, pense bem...te darei o tempo que for pra pensar -suspiro.



pelo visto ele vai ficar me enchendo o saco...



- ok, vou pensar -menti- agora me deiche ir -falo olhando a mão do mesmo que mesmo sem precisar segurava meu pulso. 



- ah sim...-sorri me soltando- até breve...Luce -pega minha mão depositando um beijo nas costas da mesma mas logo a pucho.



nojento...



dou as costas e pego meu cavalo...





não sei porque, mas sinto que esse cara não vai desistir assim tão fácil...


*



*



*



Natsu.pVs



bons amigos Luce...bons amigos...



ela ta se fazendo de difícil, mas até hoje não vi uma garota resistir ao grande Dragneel, e ela não vai ser a primeira...


Lucy Lucy...você ainda vai se entregar a mim...pode acreditar nisso...



eu não vou desistir fácil dessa garota, quero ela em minha lista...e a melhor parte é que ela se faz de difícil, então vai ser mais divertido ainda te-la pra mim...mas é claro, não quero nada sério com uma empregadinha...alias, nunca ia querer nada sério com nenhuma garota mesmo.



escuto batidas na porta me tirando de meus devaneios dou permição para que entrasse, porém levo um susto ao ver quem é. 



- oi nat...-oque ela ta fazendo aqui?!



- Ultear? -a mesma abre um sorriso ainda maior quando pronuncio seu nome.



oque esse projeto de puta ta fazendo aqui?...



- oque você quer comigo? -pergunto frio e vejo seu sorriso sumir.



- ai nat...eu vim me desculpar por ontem -ela começa a andar lentamente até a cama.



- fale de la mesmo -falo fazendo sinal para ela recoar mas ela apenas para de andar.



- eu vim me desculpar, pelo acontecido do outro dia.



me lembro do tapa que a mesma deu em meu rosto, ri com deboche.



- já se desculpou, agora pode ir...-falo a expulsando.



- eu vim te fazer um convinte -fala ignorando meu pedido- eu quero sair com você,gostaria de te conhecer melhor...



porque essa frase não me é estranha...?



- ah, vai da não... -falo seco.



- mas--antes dela terminar bufo irritado.



- vaza daqui -falo frio.



ela serra o olhar e sai do quarto, suspiro mais calmo.



garota chata da porra...



*




*




*


autora.pVs



uma semana se passou, durante toda a semana, todos os dias no mesmo horário, Natsu ia encher a paciência da loira que ele tanto amava assucrinar, os dois realmente não conseguiam se dar bem...Lucy não dava a resposta ao mesmo oque estava o deichando impaciente, ela não queria sair com ele, mas sabia que ele não desistiria fácil dela...Então apenas aceitou o fato de que ele encheria a paciência dela por um booom tempo...e Natsu, mesmo nem percebia que estava cada dia mais obsecado pela loira, cada dia mais pensava nela e mais precisava te-la, mas o fato dela rejeita-lo estava o intrigando, afinal...ele é irresistível, ele é simplesmente Natsu Dragneel. 



...



Lucy.pVs



aqui estou mais um dia, sobre o olhar sanguinário do vijia....só que não.



aqui estou mais um dia com essa ameba rosa me enchendo o saco, mas hoje isso tudo acaba...



- Então, mudando o assunto....eu já tomei minha decisão sobre sair com você -falo e ele me olha como se dissesse"finalmente".



- sério? ...iae oque decidio? -me olha esperançoso. 



eu tenho certeza que vou me arrepender do que vou falar agora, mas vamos lá...



nos últimos dias, mesmo eu o deichando sem resposta, ele continua me preocurando...preocurando notícias de mim, sempre me pergunta como eu to...como se fossemos amigos...talvez sejamos, mas ainda não gosto dele...algo nele me atrai, mas algo nele diz pra eu tomar cuidado...ele me deicha tão perdida.



- eu aceito sair com você... -falo de uma vez.




                 FIM DO CAPÍTULO



 (leiam as notas finais)








Notas Finais


Gente eu consegui postar hoje, mas foi por pura sorte, eu não vou postar por uma ou duas semanas, estou com alguns problemas então pra quem ler minha outra fic"ELA MUDOU" kkkkk desculpem ai ta^^

Espero q tenham gostado,bjsss no kore e até mais♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...