História Romances do Ensino Médio - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 58
Palavras 2.095
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Como prometido...
Boa Leitura!

Capítulo 15 - Investigando...


Fanfic / Fanfiction Romances do Ensino Médio - Capítulo 15 - Investigando...

- Não acredito que isso está acontecendo, quem será essa menina? E porque logo a Marisol?

Vick: Para com isso menina, parece até que você é a namorada dela

Bia: Se bem, que você vai descobrir rapidinho... nunca foi difícil para você descobrir coisas que ninguém sabe

Luuh: Verdade! Já pensou em entrar para o FBI? Usa suas táticas de micro expressões nas pessoas, seria bem legal..

Bia: Tem hora que você me dá medo com essas coisas, você investiga demais e descobre coisas muito ocultas

Vick: Se a escola tivesse um jornal de fofoca a Viih seria a presidente

Luuh: Que nada, ela não abre o bico para ninguém, o que ela nos fala não é nem metade do que ela sabe.

- Você está certa, guardo muitos segredos de várias pessoas... mas essa menina ai ainda não me conhece, não sabe com quem se meteu

Naquele mesmo momento eu saio da sala e fui falar com a Marisol, aproveitei que ela estava na sala dos professores e puxei ela de canto

- Você soube da novidade?

- Que novidade?

- Tem uma aluna que gosta de você, e não sou eu!

- Eu fiquei sabendo...

- E não me contou?

- Não, você tem essa mania de investigar, as vezes parece psicopata... fiquei com medo. Além do mais, eu fiquei sabendo hoje de manhã. Quem te falou? Aposto que foram suas amigas

- Psicopata não, eu apenas te protejo... e isso não vem ao caso, o que realmente importa é que você me conhece ao ponto de saber que eu vou investigar até descobrir quem é. Você dá aula para todos os terceiros né? Me passa o nome de todas as suas alunas que estão fazendo o tcc com você, além das alunas que brincam com você e as alunas que tentam um contato com você fora da escola.

- Não, não vou fazer isso... não me interessa quem é essa menina... eu não quero nem saber quem foi... não vou te passar essas informações.

- Marisol, por favor...

- Chega ta! Para, você está ficando doida? O que você vai fazer quando encontrar essa menina?

- Nada demais ué, está com medo? Apenas curiosidade...

- Victoria, eu não vou te passar nada. Se quiser descobrir vai ter que ser sem minha ajuda

- Tudo bem... depois a gente se fala

 

Naquele momento eu fiquei furiosa pela atitude dela, mas fui logo ver a escala de apresentações do tcc... tinha o nome dos alunos, o tema do trabalho e o professor coordenador desse trabalho... logo vi 4 grupos com o nome da Marisol, um tinha apenas meninos então descartei, no outro era mesclado, mas eu sabia que as meninas daquele grupo namoravam... sobraram apenas dois, um grupo de 5 meninas e o outro com 2 meninas e 4 meninos.... Então resolvi investigar.

Fui primeiro no grupo que possuía meninos, conhecia todos daquele grupo... conversa vai, conversa vem e eu começo a falar da Marisol... as meninas fizeram uma expressão de desprezo, logo percebi que elas precisavam de nota e se juntaram aos nerds, que adoram matemática... as meninas estão infiltradas apenas para uma boa pontuação.

O segundo grupo eu conhecia apenas duas das cinco meninas, descartei as duas por elas já me conhecerem e por estarem enroladas em alguns meninos, já as outras três eu me apresentei e comecei a puxar assunto, quando entrei na matéria de matemática senti que elas gostavam da matéria, mas logo em seguida começaram a falar mal da forma de ensino da Marisol, mesmo se elas tivessem disfarçando teria como perceber pelo olhar, mas o jeito que elas falavam demostravam um pouco de raiva sobre ela....

Mas quem será a menina? Pelo jeito não é ninguém do TCC, ao total a Marisol da aula para 6 terceiros anos, cada sala tem aproximadamente 35 alunos. Maioria são meninas que torna ainda mais difícil a investigação, descarte todas as meninas do tcc... então como eu conheço no mínimo uma pessoa em cada sala, resolvi perguntar para meus conhecidos se já notaram algum comportamento estranho perante a Marisol, todos disseram que não... disseram apenas que ela fala muito bem de mim em todas as salas, como se eu fosse o exemplo da escola... então resolvi pegar pesado, me aproveitei dessa situação e coloquei uma câmera escondida no jaleco da Marisol sem ela perceber...

Ainda não havia falado com a Marisol, então chegando na minha casa eu resolvo ver as filmagens da mini câmera que ainda está escondida na roupa dela...

“ Então sala, sei que alguns aqui conhecem a Victoria do 3G mas quem não conhece eu gostaria que a pegassem como exemplo. Uma menina muito esforçada, que está sempre tentando aprender mais mesmo com as dificuldades dela. Ela está de DP em três matérias, pois o ano passado ela não levava o ensino médio a sério, inclusive uma das DP’s dela é matemática que é matéria que ela odeia. Ela é a única que me entrega as DP’s nas datas certas e a única que tem notas boas em uma matéria que ela não gosta. Além de fazer três trabalhos bimestrais a mais que vocês, ela trabalha, faz cursos e ainda arruma tempo para fazer suas atividades extras. Todos da direção da escola a conhecem, ela é super elogiada pela diretora, coordenadora e até mesmo pelos professores. Vocês deviam ser iguais a ela, ela sim é o tipo de aluna que faz uma escola ser tão bem falada. Aprendam com ela, pois com todo esse esforço ela sempre mantem um sorriso no rosto. Vocês reclamam demais. ”

Ela praticamente repetiu todo esse discurso para as suas seis salas, no vídeo não vi nenhum tipo de aproximação de alguma menina com intenções iguais a minha, teve algumas brincadeiras, mas era algo normal entre aluna e professora, aparentemente não havia nada de errado. Até que eu resolvo dar uma segunda olhada, estou analisando as expressões agora, cada rostinho bonito olhando em direção a minha amada... observando até que encontro um rosto retraído de desprezo quando ela pronuncia meu nome, enquanto ela fala a menina está com raiva no rosto. Logo que a Marisol terminou de falar, seu rosto voltou ao normal como se tudo aquilo que ela falou a estivesse incomodando. Ela foi tirar uma dúvida, ela é quieta, meio solitária, aquele tipo de menina que fica na dela e ninguém lembra que ela existe porque ela não abre a boca para nada. Seus olhos brilham ao se aproximar, ela até tropeça nas palavras de tão nervosa que ela está. Deve ser ela!

No outro dia fui direto para a sala da menina, não a conhecia, mas pela sua feição acho que ela já deve ter me visto

- Oi tudo bem, prazer Victoria.

- Oi, sou a Mariana, prazer.

- E ai Mariana, sei que nunca nos falamos. Mas eu gosto de ser uma pessoa bem social, tanto é que conheço bastante gente aqui da escola

- Você é do 3G?

- Sou, porque? Já falaram de mim para você? – No mesmo momento sua cara saiu de timidez para desprezo

- Já sim, Marisol fala muito bem de você.

- Já me falaram isso, mas sabe o que é interessante? Você não me conhece né?

- Não pessoalmente, é a primeira vez que falo com você

- Eu sei, mas então porque você me despreza?

- Eu não te desprezo

- Despreza, se bem que seu rosto saiu de desprezo e foi para o medo... – Quando disse isso ela ficou brava – E agora está com raiva?

- Fala logo, o que você quer? Você está me irritando, deve estar querendo apanhar né?

- Ah eu estou de irritando? Me desculpe, mas pense bem... tenho o dobro do seu tamanho além de saber lutar. Você não iria querer me bater e eu não gosto de brigas, vamos ser civilizadas. Eu quero que você me responda a quatro questões

- Fala logo

- Você gosta da Marisol, não é? Não como professora, mas como algo a mais...

- Aff, esse povo fofoca demais. Se até você está sabendo, ela também... mas sim eu gosto.

- Fica tranquila que eu sou a única que sei que é você, e não pretendo contar para ninguém, sei guardar segredos... Você é lésbica?

- Bom, nunca fiquei com uma mulher mais velha que eu... mas assim, eu queria ficar com a Marisol só pra ver se eu tinha alguma vantagem na minha nota, não gosto de matemática, não entendo e eu estou no último ano, não posso repetir.

- Sei bem como é, quase repeti ano passado... você deixa muito na cara dela que você está afim?

- Deixo sim, na verdade tentei contato com ela fora da escola, mas ela é uma pessoa difícil de entrar em contato... ela não passa o WhatsApp para aluno, não tem facebook e não fala nem aonde mora. Aí complica

- Ela é bem assim mesmo – logo pensei “Sorte que ela não foi assim comigo” – Mas então, você acha que ela percebeu seu interesse ou você já percebeu se ela também está interessada?

- Bom, se ela percebeu ela foi bem discreta. Mas eu não teria chance, ela é muito profissional e reservada, e ela me vê como uma aluna e apenas isso. Mas porque tanta pergunta?

- Curiosidade, se quiser eu posso te ajudar em relação a matéria. E até ela mesmo pode te ajudar, de segunda, quarta e quinta ela chega mais cedo na escola para auxiliar alguns alunos com dificuldades, eu mesmo já vim várias vezes... ou se preferir eu te ajudo na matéria, não sou expert em matemática, mas eu consigo me virar...

- Tudo bem se for com você? Ela pode ser uma ótima professora, mas a forma que ela explica me confunde toda... preferia que alguém da minha idade me explicasse, mas essa sala só tem pessoas chatas...

- Sem problemas, se nesses mesmos dias você poder comparecer mais cedo, eu te ajudo!

Então me despeço da menina e vou para minha sala, as meninas já estão me esperando e falta apenas 5 minutos para começar a aula da Marisol

Vick: Que cara feliz é essa? Você deu?

- Me respeita né, não to feliz. Estou satisfeita.

Luuh: Deixa eu adivinhar, você encontrou a menina que ta afim da Marisol...

- Ta assim não, estava afim, agora não esta mais...

Bia: AI MEU DEUS! VOCÊ MATOU ELA?

- Osh bia, ta doida?? Eu posso ser doida, mas não ao ponto de matar alguém

Bia: Ufa, já ia te xingar

Vick: Mas e ai, como vc descobriu? E o que você fez com a menina?

- Foi difícil, mas quando eu a encontrei conversamos um pouco e ela me disse que seu real interesse era a nota que teria se pegasse a Marisol

Luuh: Nossa, que bosta... e depois?

- Conversamos um pouco e eu vi que a Marisol é reservada demais para esse tipo de coisa...

Vick: Por isso que nem você conseguiu ficar com ela né kkkk

Bia: Quem é a menina?

- Besta kkkk não vou falar quem é, nunca falei... mas eu estou feliz pela reação dela.

Então a Marisol chegou, parecia um pouco nervosa até que me viu sentada no meu lugar e se aliviou ao me ver, quando estávamos finalizando a sua aula ela me chamou de canto

- Porque não me ligou?

- Estava ocupada descobrindo quem era sua admiradora

- Eu prefiro não comentar sobre isso, você sabe que eu não gosto. Mas e ai, o que você descobriu?

- Nada demais, apenas uma menina que faria de tudo para passar de ano com notas boas. Mas eu já resolvi isso..

- Ai meu Deus, não me diga que você bateu na menina?

- Porque vocês acham que eu sou tão agressiva? Credo hein, não bati em ninguém não. Apenas conversamos

- Nossa, que susto. Mas quem é?

- Não vou falar, esse tipo de coisa eu guardo comigo. Mas eu estou feliz por você!

- Porque?

- Ela me disse que você é profissional e que não daria chance para ela, que você é reservada. Isso é ótimo, não preciso me preocupar com traição.

- Porque eu te trairia? Se bem que a gente não namora...

- Já disse que temos que ser discreta, mas na hora certa conversamos com mais calma.

- Tudo bem, te vejo em casa hoje? Tenho algo especial para você.

- Com certeza, huum... não fala isso, você sabe que me deixa doida!

- Eu sei sim, te espero em casa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...