História Romantizar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor Próprio, Drama, Romance
Visualizações 7
Palavras 366
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Um draminha básico, mas necessário.

Boa leitura!

Capítulo 1 - Amor causa cegueira?


Quando eu te conheci e você irradiava felicidade, espiritualismo, confiança e uma porção de coisas que eu achava que eu mesmo não tinha nem metade, foi admiração à primeira vista. Não digo paixão, nem amor, porque isso eu construí com o tempo e construí sozinho. Foi admiração. Você representava tudo aquilo que eu achava lindo e vivo, como eu queria ser, como mostravam que uma pessoa legal de conviver era. E eu queria conviver com você. Queria me aproximar e dizer pelo menos um oi. Queria que você me notasse, no meio de tanta rebeldia juvenil e amigos que não te conheciam de verdade.  

E chegou o momento. Eu fui conversar contigo, sim eu fui. Você lembra? Acho que eu nunca gaguejei tanto na minha vida. E você achou graça do meu constrangimento, você sorriu e eu sorri de volta parando de tentar falar alguma coisa compreensível. Conversávamos, você me falava das músicas que curtia, eu te mostrava minhas páginas rabiscadas com alguma poesia. Andávamos juntos e você notava minha admiração, que nesse ponto já podíamos considerar paixão. Eu disse, verbalizei, desengasguei meus sentimentos. Você gostou do que ouviu mas acho que você só gosta que gostem de você. 

Saiamos juntos, conversávamos, nos beijávamos. Era tudo tão bom. Eu te endeusava, te achava o máximo. Definitivamente, o momento alto da minha juventude. Mas você era indiferente não era? Você não ligava muito. Sua falta de reciprocidade me machucava sim, eu achava que podia ser alguma coisa que eu tinha feito, mas não era. No fundo da minha dor eu sabia que não era. 

Chega uma hora que cansa. Se envolver tanto cansa. Deixar-se ser usado cansa. Eu percebi que naquela romantização que eu criei de você, no ser maravilhoso que eu achava que você era, era eu que estava ali. Era eu quem sentia tudo com intensidade, que via a alegria nos momentos, que te amava. Era eu que nutria o amor numa relação supostamente bilateral. Os seus lados positivos, o que as pessoas admiravam em você, era só eu mesmo. Eu te afastei e em vez de superar essa relação que desgastava meu amor, meu bem-estar e minha felicidade, eu fui cultivar o amor próprio.


Notas Finais


espero que tenham gostado, obrigada <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...