História Romeo and Cinderella - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Haku Yowane, Kaito, Len Kagamine, Luka Megurine, Meiko, Miku Hatsune, Rin Kagamine
Tags Kaitoxmeiko, Mikuxkaito, Romance, Romeoecinderella, Romeuejulieta
Exibições 14
Palavras 1.103
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Quero fugir, sou Julieta
Mas não me chame por esse nome
É isso, estamos ligados pelo destino
Do contrário não seria divertido

Ei, você vai vir junto comigo?

~Romeo e Cinderella~

Capítulo 3 - Amor perdido


Fanfic / Fanfiction Romeo and Cinderella - Capítulo 3 - Amor perdido

Meiko estava nervosa, iria fugir com Hiyama Kiyoteru, seu amado, a garota não parava de andar de um lado para o outro de seu grande quarto

- Senhorita, acalme-se – Disse Haku, sua criada

- Eu não consigo Haku, estou desesperada – Meiko parou e olhou com os olhos quase marejados para sua criada – E se ele não vir? – Desesperou-se, nesse mesmo momento ela ouviu seu nome ser chamado em um tom levemente baixo pelo fato de que todo castelo estava a dormir, Meiko apressadamente se dirigiu à sua varanda e pode avistar seu tão amado Kiyoteru.

O jovem rapaz, apenas alguns anos mais velho que a pequena Meiko, fez um gesto para que ela descesse, Meiko apenas o pediu para esperar, ela virou-se para dentro de seu quarto e abraçou fortemente Haku

- Obrigada por me ajudar esse tempo todo Haku – Meiko dizia em prantos com a cabeça escondida no ombro da criada

- Eu nunca vou querer vê-la infeliz senhorita Meiko – Haku diz abraçando a pequena garota

- Você vai ficar bem? - Meiko pergunta

- Não se preocupe comigo, agora vá e seja feliz com quem realmente te ama – Haku diz com lágrimas nos olhos, Meiko sorri e finalmente desce pela corrente de lençóis que havia feito.

O casal corria alegremente pelo jardim do castelo, estavam finalmente  realizando o sonho de ficarem juntos, mas essa alegria durou pouco. Assim que chegaram no limite do reino, Meiko e Kiyoteru foram parados pelas tropas reais, dois soldados os seguraram firmemente para que nenhum dos dois fugissem, o rei, pai de Meiko chegara no local em seu cavalo com Haku em suas mãos toda ensanguentada, a moça com dificuldade levantou a cabeça e encontrou os olhos de Meiko "Me perdoe"  foi o que ela gesticulou com a boca antes de desmaiar,  a pequena Meiko deixou escorrer uma lágrima de seus olhos, sabia que não era culpa de Haku, o rei apenas a jogou no chão e desceu de seu cavalo, ao ver a que a filha iria fugir com aquele garoto, o garoto que ele mais odiava em todo o reino, ele sacou uma espada de um soldado ao seu lado e enfiou no coração de Kiyoteru.

- NÃAAAAOOOOOO ... - Gritou a pequena Meiko

 

- NÃAAAAOOOOOO  - Grita Meiko acordando de seu terrível sonho.

- Senhorita Meiko, está tudo bem? – Gumi , criada de Meiko, aparece na porta de seu quarto

- Água... me traga água Gumi – Meiko diz perplexa, a criada adentra em seu quarto e vai até uma cômoda e volta com um copo com água

- Aqui senhorita – Gumi a entrega o copo, Meiko pega o mesmo com rapidez e toma com um certo desespero

- Está tudo bem senhorita? – A criada pergunta pegando novamente o copo, dessa vez vazio, Meiko mesmo tremendo, apenas assente

- Me deixe sozinha Gumi – Ela pede com voz trêmula, a criada, mesmo preocupada, apenas assente e sai

Meiko respira fundo e se joga na cama novamente com os fechados, derrepente um lágrima sai de seus olhos, e ela começa a chorar. Depois de alguns poucos minutos chorando, Gumi adentra novamente em seu quarto

- Senhorita, a rainha exige sua presença no café da manhã – Ela diz, Meiko a olha com os olhos vermelhos e rosto inchado de tanto chorar, a criada a olha ainda mais preocupada que antes – Quer que eu lhe ajude a se arrumar, senhorita? – Gumi pergunta, Meiko apenas assente e volta a cabeça ao travesseiro.

Depois de ajudar Meiko a se arrumar e esconder que estava em prantos em seu quarto, Gumi sai, Meiko fica apenas se fitando no espelho, com um olhar meio triste, não queria sair do quarto depois do que acabara de ocorrer, mas logo sai de seu transe e estampa o sorriso animado e gentil de sempre. Após tomarem café, Meiko e a rainha foram resolver alguns problemas de seu vestido de noiva

- Algum problema querida? – Pergunta a rainha à Meiko se olhando meio triste no espelho da loja – Você me parece triste – Conclui. A garota percebe a rainha e põe um sorriso no rosto

- Não senhora, estou apenas preocupada com Romeo, em como ele deve estar  - Ela mente com um sorriso gentil

- Oh, tem razão, tenho certeza de que ele está bem, Kait sabe se cuidar – ( NOTA: Kait é o apelido dado ao príncipe Kaito pela mãe, a rainha) Diz a rainha com um sorriso irradiante estampado no rosto.

 

 

Kaito sentado na beira da fonte viu a garota esverdeada do outro dia e foi em sua direção, por algum motivo ele não tirara ela de sua cabeça desde que se encontraram por acaso

- Oi, você não é a garota de ontem? – Kaito perguntou se aproximando dela, a mesma abaixou a cabeça envergonhada após se lembrar da cena

- Sim – Ela diz baixo, mas Kaito pôde ouvir

- Posso saber seu nome?  - O garoto pergunta curioso, a pequena garota levanta o olhar para o príncipe e cora

- C-Cinderella, Miku Cinderella – Ela responde abaixando a cabeça tímida novamente

- Prazer, eu sou Romeo, Kaito Romeo. Cinderella, é um nome bem bonito sabia? – Kaito diz meio sem jeito

- O-Obrigada, Romeo – Ela o responde ainda meio sem graça

- Por favor, me chame de Kaito – O príncipe diz – Eu não gosto muito de Romeo – Dessa vez quem fica sem graça é ele

- Sim...Kaito – Miku responde – Então, me chame só de Miku, por favor – Ela sorri para ele

- Certo... Miku – O príncipe diz

Fora um longo dia para Kaito, após aquela estranha conversa, Miku pediu para mostrar a cidade à ele, era certo que o príncipe já viera aqui antes, mas realmente não conhecia esse reino tão bem quanto conhecia o seu, os dois foram conversando e  se conhecendo melhor, por mais estranho que parecesse para o príncipe, Kaito se sentia bem, como nunca se sentira antes perto de uma garota.

Kaito deita em sua cama na pousada suspirando, olhando para o teto ele dá um sorriso bobo “O que você fez comigo Miku Cinderella?” ele se pergunta e adormece pensando na garota de cabelos esverdeados

 

 

Miku estava cansada, havia encontrado o garoto que vira no outro dia, estava estranhamente feliz, uma felicidade que não sentia desde que seu pai viera a falecer, deixando-a sozinha, ela entrou em casa com um sorriso bobo no rosto, não parava de pensar no garoto dos olhos azuis, queria estar perto dele o tempo todo, queria abraçá-lo e nunca mais soltá-lo, Miku se dirigiu ao seu quarto e tomou um banho gelado, após sair do banho se deitou em sua cama e viera à adormecer.


Notas Finais


Vou tentar postar o próximo cap. amanhã, mas se eu não puder, só sexta-feira
bejuss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...