História Romeu e Julieta. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescência, Amor, Drama, Família, Ficção Adolescente, Julieta, Romance, Romeu, Suícidio, Willian Shakespeare
Visualizações 12
Palavras 832
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Capítulo 2

Lívia On*

Como aquele idiota estava perto da porta da biblioteca, eu teria que passar perto do mesmo. Estava andando cautelosamente, mas foi em vão.

Damon: Tomar banho de roupa e ainda no meio da rua não da né Livinha. -Ele fala rindo com seus amiguinhos.

Lívia: Querido, pra você é Lívia. -Digo lhe lançando um olhar mortífero. Ignoro-os e entro na biblioteca pegando um livro qualquer, só queria que o tempo passasse rápido para poder ir pra minha sala.

Assim bate o sinal avisando a todos que já poderíamos ir para nossas devidas salas. Mas antes fui encher minha garrafinha. Ela já estava quase cheia, e adivinha quem apareceu? Isso mesmo Damon, Damon pega minha garrafinha a levando até sua boca e bebendo metade da água que eu tinha colocado.

Clay: Cuidado Damon, pode ter veneno. -Diz Clay, um de seus melhores amigos. Sabe aquele dedo do meio? Pois é ele esta levantado para Clay nesse momento, Damon e aquele idiota riem.

Lívia: Me devolve!-Falo tentando pegar minha garrafinha, sabendo que meus pulos seriam inúteis, já que Damon é uma espécie de poste e eu uma formiga. Eles gargalham.

Damon: Que foi? Lhe falta tamanho?-Diz ainda com suas gargalhadas.

Lívia: Você não sabe com quem esta falando!-Digo lhe lançando mais um olhar mortífero e com minha voz alterada.

Damon: Sei sim. -Ele olha pro Clay sorrindo e logo volta pra mim. – Estou falando com um meio metro. -Eles caem na gargalhada novamente.

Lívia: ME DEVOLVE!-Quase que grito. E novamente com meus pulos inúteis. Começo a dar tapas em seus braços e em seu peito, e Damon e aquele idiota riam ainda mais.

Xxxx: Opa pode ir parando. -Diz uma mulher que aparece me separando de Damon.

Lívia: Foi ele quem começou!-Digo apontando o dedo para Damon.

Damon: Eu que comecei? Foi você!-Ele diz indignado.

Xxxx: Vamos parando aí, pelo o que eu sei já esta no horário de irem para suas salas não é?-Diz cruzando seus braços. – Devolve pra ela. -Ela diz olhando para Damon. E assim Damon faz, ele entrega minha garrafinha, a pego bruscamente e emburrada olhando para Damon. – Agora todos pra sala.

Não protestamos e fomos direto para nossas devidas salas. Me sentei em meu lugar e Damon fez o mesmo. Sorte minha é que Clay estuda na sala à direita, assim só preciso aturar Damon. Depois de um tempo aquela mulher que tinha nos separados aparece na sala.

Ângela: Olá turma. -Todos respondemos. – Meu nome é Ângela e como vocês devem saber vocês terão uma professora de teatro, e adivinha quem vai ser? Isso mesmo, eu. -Todos deram um gritinho.
– Eu estou montando um projeto que eu espero que dê certo. Vocês conhecem Willian Shakespeare?-Todos responderam, um sorriso escapou de meus lábios. – E conhecem Romeu e Julieta?-Novamente respondemos – meio impossível não conhecer – Então pessoal, eu estou querendo fazer um teatro sobre essa peça.

Lívia: Isso!-Digo com um tom um pouco alto e todos ouviram.

Ângela: Ora, ora você gosta de Romeu e Julieta?-Pergunta sorrindo.

Lívia: Amo. -Digo sorrindo.

Ângela: Que bom, pois é essa peça que vamos fazer. Temos até o final do ano onde será o baile. Antes de começar o baile, iremos apresentar a peça. -Ela fala ainda com aquele sorriso simpático.

Eu nem acredito, a minha peça favorita, eu vou ter a chance de fazer a peça que mais amo nessa vida. Eu vou fazer de tudo para poder ter o papel principal.

Ângela: Amanhã iremos começar a audição, para ver quem vai fazer o papel de quem. -Ela fala pegando uns papeis de sua pasta. – Eu irei deixar várias falas da peça aqui na mesa, vocês calmamente irão vir até minha mesa e falar que papel vocês querem fazer. -Fui até ela, fizemos uma fila, eu fui uma das primeiras a estar lá. Damon estava atrás de mim, mas acho que ele nem percebeu que eu estava ali. – Que papel senhorita?-Ela diz perguntando a mim.

Lívia: Julieta. -Digo sorrindo, a mesma me entrega retribuindo o sorriso. Vire-me e dei de cara com Damon.

Damon: Olha por onde anda meio metro. -Diz me olhando sério. Meu sangue começou a ferver.

Lívia: Meio metro vai ser o papel que você vai ganhar. -Digo sorrindo.

Ângela: Ódio pode virar amor, sabiam?-Diz sorrindo com suas sobrancelhas arqueadas. Ela quis dizer que eu e Damon...NÃO! De maneira alguma eu sentiria amor por esse...Galinha! Só encarei Ângela e voltei para meu lugar incrédula no que acabará de ouvir.

Damon On*

Eu e Lívia? Lívia e eu? Eu? Lívia? Juntos? Ângela deve estar louca!

Ângela: Que papel?-Diz sorrindo sem mostrar seus dentes.

Damon: Obvio que eu vou querer Romeu. -Ela abre um sorriso, dessa vez mostrando seus dentes, e me entrega o papel. Não entendi o porquê do sorriso alegre. Com certeza Lívia escolheu o papel mais fácil, já que ela não tem uma memória das boas, pelo menos eu acho. Não me importa que papel ela vá fazer. Sentei em meu lugar lendo aquelas falas do roteiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...