História Roni's - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Henry Mills, Regina Mills, Reginamills, Roni, Roni's
Visualizações 567
Palavras 3.838
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cá estou eu em mais uma loucura, espero que gostem realmente. Irei continuar minhas outras fics normalmente, mais achei interessante demais esse assunto. Apaixonada por essa 7 temporada e por essa Lana linda. Espero que vocês viagem comigo. Me sigam no insta @kokernakju.

Capítulo 1 - 1


Henry estava com Lucy ao seu lado, a garota parecia não querer soltar o livro de conto de fadas por nada nesse mundo, Henry se lembrou de quando a sua vida melhorou. O livro que andava para cima e para baixo que Mary tinha dado.

- Eu falo com ela ou você? - Lucy perguntou segurando a mão do pai se sentia tão feliz por esta ao lado do pai que nem imaginava uma vida com ele ao seu lado todos os dias.

Henry teve a sensação de que Lucy era parecida com ele quando pequeno, ela precisava acreditar.

- Eu falo - Henry falou sorrindo- Já estou acostumado com isso, o mesmo de sempre. 

Lucy sorriu e Henry fez uma grande careta para ela.

- Seu nome é Emma Swan? - Henry falou tentando fingir uma voz final- Meu nome é Henry e eu sou seu filho.

- Acho que é mais uma frase decorada - Lucy falou rindo, ela tinha o mesmo humor que ele tinha quando pequeno.

- Sim- Henry falou se abaixando- As coisas aqui pode não sair como planejamos Lucy, Emma pode bater a porta na nossa cara e nos mandar embora, bom Roni ou Regina pode ser um pouco complicado.

- Eu sei, mas daremos um jeito - Lucy falou abraçando Henry, naquele momento ele sentiu o que Emma sentiu quando ficou muito tempo sem se ver e um garotinho louco falando que era seu filho e a queria de volta na vida.

Henry se levantou sorrindo e batendo na porta de Emma em Seattle, nunca imaginou que iria procura-la ali.

Em alguns minutos a porta foi aberta por Emma, Henry sentia saudades daquele sorriso e os olhos claros.

- Isso pode parecer estranho, mas meu nome é...

- Henry - Emma falou abraçando o filho- Céus você está gigante, um homem. Onde está sua mãe?

- Você se lembra - Henry perguntou sorrindo e abraçando a mãe sentindo o cheiro família dela.

- Garoto, algumas maldições são pior quando você se lembra, o chapeleiro maluco tinha razão - Emma falou acariciando o cabelo de Henry- Não me impressiona ele ter esse nome.

- Acho que não entro mais no requisito de garoto - Henry falou sorrindo.

- Não queria interromper esse momento, mas meu nome é Lucy e eu sou sua neta - Lucy falou sorrindo, Emma se lembra de quando Henry bateu em sua porta.

- Okay, por essa eu não esperava - Emma falou encarando a menina.

- Podemos entrar estou com cede- Lucy falou passando por Emma deixando Henry com os olhos arregalados.

- Ela tomou meu suco em casa à primeira vez que esteve por lá - Henry falou rindo seguindo sua mãe para dentro.

- Garoto se eu tivesse dúvida sobre Lucy ser sua filha, elas passariam agora - Emma falou sorrindo e Henry não pode negar que ela estava certa, Lucy tinha sua personalidade.

Os dois foram de encontro com Lucy na cozinha, ela estava sentada somando suco de laranja, a cena era um tanto quanto cômica.

- Espero que você não seja criado por Regina, ela perderia a cabeça com outro desse na vida dela - Emma falou colocando os ombros no mármore e encarando Lucy que sorriu com a resposta.

- Posso dizer que minha mãe não é nada parecida com a Regina – Lucy falou dando de ombro.

- Eu diria que ela tem mais personalidade que a mamãe – Henry falou fazendo Emma revirar os olhos.

- Como me acharam? – Emma perguntou encarando eles- Procurei vocês por todos os lugares, tentei voltar para a cidade e não achei nada, eu sinto muito ter perdido vocês dois e boa parte da sua nova vida Henry. Nunca deveria ter deixado você partir, deveria ter ouvido Regina.

- Esta é uma frase que eu achei que não escutaria tão cedo- Henry falou rindo- Olha esta tudo bem, a culpa não foi sua, foi da madrasta da mãe da Lucy.

- Como assim? – Emma perguntou encarando Henry.

- Lucy acha que a madrasta da mãe dela é quem soltou a maldição para me separar, digamos que ela é a cinderela de outra realidade – Henry falou fazendo Emma abrir a boca.

- Imagino que deve ser difícil, as coisas com Ella nunca foi fácil – Emma falou abraçando Henry novamente- Eu estava perdida sem você, sem Regina e sem o Killian. Eu me mudei para cá faz apenas uma semana, consegui achar algo relacionado ao Gold, mas era falso, mas tudo indicava que vocês estavam por aqui então eu vim.

- Porque você é a salvadora – Henry falou beijando o rosto da mãe de volta- Você não tem culpa de nada.

- Acho que você é o salvador – Lucy falou interrompendo os dois.

- Lucy eu sinto muito – Henry falou se sentando- Eu sei que você não acredita em mim, mas não sou o salvador disto tudo, mas estávamos com a pessoa certa, se não for Emma será minha mãe Regina.

- Você sabe onde ela esta? – Emma perguntou com um sorriso no rosto, tinha procurado Regina por todos os lugares, nunca imaginou o que ela poderia esta fazendo no mundo real. Ela era prefeita da cidade que ela criou então não sabia quais requisitos ela tinha para trabalhar em um bom lugar.

A ideia de Regina esta em perigo assustava Emma. No fundo ela sabia que Killian daria um jeito, mas Regina não, ela não merecia menos que ser prefeita.

- Não – Henry falou olhando para Lucy que sorriu.

- Eu sei onde esta Regina e Killian- Lucy falou animada.

- Então vamos atrás deles – Emma falou procurando a chave do seu fusca e logo achando.

- Atrás de quem iremos primeiro? – Lucy perguntou encarando Emma e Henry.

- Regina – Emma falou tomando a frente de Henry- Ela saberá o que fazer.

- Certo, mas acho que precisamos trocar de roupa – Lucy falou olhando para o pijama que Emma ainda vestia.

- Certo, não saiam daqui – Emma falou indo para o quarto.

Nunca achou roupas e se vestiu com tanta rapidez, precisava ir atrás de Regina e dizer tudo, dizer que tinha a procurado por todos os lugares e que só ela poderia ajuda-la achar David e Mary. Precisava recuperar todos de sua família, sentia falta do seu marido e de como as coisas estavam ótimas antes de serem atingidos pela maldição.

Ao voltar para sala Henry estava lendo o livro da Lucy, algumas coisas faziam sentidos para ele agora.

- Primeiro livro que estou nele – Henry falou animado- Quando tinha dez anos era tudo que eu queria, agora só quero salvar minha família.

- Você precisa acreditar – Lucy falou pegando a mão de Henry como gesto de carinho- Você é o único que pode salvar todos, estávamos dando um jeito.

- Lucy, quando tinha sua idade eu tinha todas as forças do mundo para pode acreditar que tudo ficaria bem e agora a única certeza que tenho é que Emma esta viva e logo terei certeza que Regina esta viva e isso para mim é suficiente, esta com Emma, Regina e Killian, essa é minha família Lucy e quero que você fique satisfeita com suas avos – Henry falou olhando para Lucy, nesse momento a única coisa que se passava na cabeça de Emma era quando a magia tinha morrido dentro de Henry.

Ele tinha salvado quase todos, sempre buscando os finais felizes com Emma para todos, sempre acreditando em tudo, Pan o queria por esse motivo e agora ele não acreditava mais em nada a não ser que precisava das mães e do Killian ao seu lado. Emma se sentiu culpada, talvez se ela não tivesse o deixado ir, talvez se tivesse desgrudado um pouco de Killian para curtir a vida ao lado do filho. Tudo teria sido diferente.

- Henry não fale isso para ela – Emma entrou na sala mostrando que tinha que escutado toda a conversa- Lucy iremos salvar todos e liberta-los dessa maldição, quer o garoto ali queira o não, agora vamos atrás da Regina.

- Você parece ansiosa – Lucy falou estreitando os olhos para Emma a fazendo corar com aquela afirmação.

- Sim, irei encontra Killian – Emma falou sorrindo, nunca tinha saído tão bem de uma enrascada como essa.

- Mãe – Henry falou se aproximando dela- Eu sei quando as pessoas estão mentindo.

- Garoto temos algo em comum – Emma falou beijando a testa dele- Agora vamos atrás da sua mãe porque se deixamos ela por ultimo é capaz dela lançar outra maldição.

Lucy sorriu pela forma descrita que Emma tinha feito da avo, ela tinha conhecido Regina e poderia dizer aos dois que ela não era nada parecido com o que eles estavam falando, mas deixaria eles descobrirem sozinhos.

-Irei no banco da frente – Lucy falou seguindo Emma em direção ao fusca.

- Nem pensar – Henry falou cruzando o braço.

Henry poderia esta com 3 metros de altura ou até mesmo cinco, mas ele ainda era uma criança, a sua criança.

- Henry ela vai na frente – Emma falou fazendo Henry bufar- Ela é a única que sabe onde esta Regina então ela irá mostrar o caminho, qual o nome da sua mãe?- Emma perguntou curiosa para Lucy.

- Jancida – Lucy falou se sentando no banco da frente, antes de começar a guiar o caminho para Emma.

O caminho que Lucy guiou foi até que perto para Emma, ela conhecia pouco da cidade, mas esse seria um lugar que ela iria ir mais cedo ou mais tarde quando estivesse atrás de todos da sua família, mas nunca imaginaria que Regina estaria por ali.

Emma tinha batido a porta do fusca com força, precisava procurar Regina o mais rápido o possível.

- Onde ela esta? – Emma falou olhando para todos os lados da rua imaginando onde acharia Regina.

- Ela esta aqui – Lucy apontou para o bar com nome de Roni’s, a placa redonda com a escrita verde e um x em vermelho estava brilhante naquele final de tarde, indicando que o bar já estava aberto.

- Okay – Henry falou dando de ombro enquanto Emma olhava assustada para aquilo.

- Bom todos nos sabemos que Regina sempre gostou de tomar algumas bebidas às vezes, talvez ela também se lembre de tudo e esta achando uma forma de afogar as magoas – Emma falou aquilo e Lucy sorriu, ela sabia a verdade, mas deixaria os dois descobrirem sozinho.

- Talvez encontramos Killian aqui também, será que tem rum? – Henry falou sorrindo sendo o primeiro a entrar.

 Lucy foi logo em seguida deixando Emma para trás, algo naquela placa a achava bastante a atenção, aquelas cores eram de Zelena e da Regina, vermelho e verde. Ela deveria ter cuidado de Henry para não se meter nessa sozinha, deveria ter cuidado melhor de sua família.

Emma entrou no bar que estava tocando um rock não muito pesado, pensou se Regina realmente adoraria frequentar esse lugar e a única resposta que tinha em sua cabeça era o não. Regina era uma rainha e todos sabiam disso, nem mesmo o homem do mato a fez mudar tanto assim, quem fez a maldição tinha pegado pesado e com toda certeza iria pagar caro, pois Regina não iria deixar barato. Emma foi em direção a onde Lucy estava sentada e Henry estava ao seu lado.

- Acho que ela não deveria esta aqui – Emma falou olhando para Lucy, alguns caras ficaram olhando para ela quando entrou e Emma tinha percebido isso muito bem.

- Esta tudo bem, ninguém ira mexer comigo – Lucy sorriu animada, Emma e Henry não entendeu, mas deixou quieto.

Uma coisa que Emma tinha aprendido com Henry era não perguntar algumas coisas, tudo poderia ficar mais complicado.

- Okay – Henry falou encarando Lucy – Onde esta minha mãe?

Emma olhou para todos os lugares, mas não achou Regina.

- Esperem um minuto – Lucy sorriu- Logo alguém ira nos servi.

- Se você pedir um rum eu irei ficar nada surpresa – Emma falou dando de ombro e tirando a jaqueta, o local ali não era tão frio.

Os dedos de Lucy batucaram de forma nervosa na mesa, ela já tinha avistado Regina e ela estava vindo servi, agora tinha que rezar para tudo dar certo e conseguir a converse.

- Lucy, eu avisei que você não pode entrar aqui – A voz fez Emma paralisar.

Henry só conseguia encarar a mulher em sua frente incrédulo, aquela era sua mãe.

- Esse é meu pai Henry – Lucy falou apontando par Henry.

Emma agora estava olhando para uma pessoa que mal conhecia aquela não era Regina, se alguém falasse que os cabelos da rainha má eram enrolados, curto e sexy ela não acreditaria, ela estava vestindo jeans e aquilo pegou os dois com surpresa.

Roni teve a impressão que já conhecia a loira, sorriu envergonhada por esta sendo encarada pela mulher com tanta vontade, não pode deixar de reparar enquanto seus olhos eram tão familiares e também naqueles braços fortes.

- Não gosto de julgar as pessoas, mas digamos que vocês tem sido meio irresponsável com Lucy – Regina falou sorrindo para a menina e passando a mão nos cabelos dela- A ultima vez  que ela estava aqui eu fiquei duas horas sendo chamada de rainha má e sendo acusada de lançar maldições.

- Desculpe – Henry falou olhando para a mesa.

Henry não sabia como reagir, ele queria abraçar aquela mulher, queria tanto sentir o cheiro e o carinho dela. Precisava de concelhos que só ela poderia falar.

- Tudo bem – Regina falou sorrindo- Qual o nome de vocês?

- Emma e Henry – Lucy falou sorrindo.

Emma estava tão impressionada com a beleza que Regina tinha que mal conseguia falar, aquela era uma pessoa que Emma nunca tinha conhecido, Regina ficaria furiosa em saber que frequentava esse tipo de bar.

- Meu nome é Roni – Regina falou sorrindo.

-Ow – Emma falou caindo à ficha- Seu nome é Roni como o do bar?

- Sim, esse é meu bar – Regina falou sorrindo corada, tinha algo em Emma que a fazia se sentir tão segura, tinha a impressão que a conhecia há tempos- Você e seu marido vão querer o que? Lucy vai tomar agua.

- Você ainda não tem Milk Shake? – Lucy perguntou abrindo um sorriso.

- Regina você tem um bar? – Emma perguntou incrédula – Henry é meu filho, nosso filho na verdade.

- Okay, eu não tenho filhos e muito menos uma neta – Regina falou sorrindo- E me chame de Roni, posso ser muito parecida com essa tal de Regina, mas tenho certeza que não arranco corações ou crio cidades e não gosto de loiras.

Emma corou violentamente, Regina tinha entendi errado ou Roni.

- Okay, o que minha mãe esta querendo dizer é que você deveria escutar nos – Henry falou de forma calma tentando tranquilizar as coisas.

- Você parece ser tão nova para ter um filho deste tamanho – Regina falou encarando Emma, não sabia o porquê tinha falado isso, só tinha saído.

- Ela me teve jovem enquanto estava na prisão e você me adotou – Henry falou sorrindo, não seria a primeira vez que tinha que contar para Regina que ele era seu filho e que ela tinha que acreditar que ele não era uma pessoa louca.

- Ow – Roni falo sorrindo- Os rapazes ali vai adorar saber que você já foi presa ou prefere meninas?

-Okay, acho que nunca me imaginei tendo esse tipo de conversa com você – Emma falou passando a mão nos cabelos loiros.

- Tem certeza? Porque posso me lembra do garoto ali me dizendo que somos mãe dele – Regina falou ironicamente- Vocês vão beber algo? Eu realmente preciso ajudar as meninas com o bar, hoje o dia será cheio e eu tenho um compromisso daqui a pouco.

O sorriso de Regina denunciou que era com alguém que ela gostava e aquilo fez Emma ficar brava.

- Não somos um casal – Emma falou brava – Somos amigas, somos uma família.

- Olha eu sinto muito, espero que vocês encontre essa Regina, ela parece ser uma pessoa de sorte com uma amiga como você e um filho e ate com uma neta como Lucy – Regina falou suspirando demonstrando que ainda faltava algo ali dentro de si- Lucy é melhor você só voltar aqui quando tiver 17 anos.

- Ainda é ilegal – Henry falou bravo olhando para Regina indignando, ela nunca falaria algo do tipo- Lucy você só voltará aqui quando for grande o suficiente para estar casada.

- Sei que é ilegal a bebida, mas ela pode vim com vocês, mas ela precisa sair daqui agora, não quero problemas com os policias daqui – Regina falou encarando todos- Olha irei dar um bebida grátis para cada um, Lucy claro beberá agua e vocês?

- Nos dois queremos um uísque – Emma falou por Henry que arregalou os olhos pelo pedido.

Roni logo se retirou dali andando em direção ao bar, ela queria muito acreditar neles, mas não podia ser verdade, ela tinha Roni’s há muito tempo e gostava de trabalhar com isso.

- Okay – Lucy falou sorrindo- Ela é legal né?

Emma começou rir de nervoso, Regina ficaria tão furiosa quando quebrasse a maldição que mal saberia como, ela precisava tirar fotos. Ao pegar o celular Emma teve uma ideia.

Roni voltou rápido com a agua para Lucy e a bebida para os dois, Henry ficou quieto triste queria falar para mãe que a amava muito e que sentiu muito a falta dela, que ela tinha razão quando disse para ele ficar ali e fazer uma faculdade, talvez tinha salvado todos da maldição caso obedecesse ela.

- Roni – Emma falou fazendo Roni a encarar esperando o que Emma falaria, aquele gesto tinha sido de Regina, ela sabia que no fundo tinha razão em dizer para ela e fazer o que iria fazer- Sei que paremos loucos, mas essa é a nossa Regina, a rainha má e a prefeita da nossa cidade, ninguém governa com ela. Eu não poderia ter sido uma mãe melhor para nosso filho do que ela.

Emma pegou o celular e procurou uma foto, a foto que todos estavam na mesa do jantar juntos no Granny’s comemorando os finais felizes, talvez Roni reconhecesse alguém. Roni ficou completamente paralisada com aquela foto.

-Nunca alisaria meu cabelo – Roni falou passando a mão nele.

- Regina falaria mesma coisa se visse a foto do seu cabelo – Emma falou sorrindo para logo foi encarada por um olhar morta de Roni e teve certeza que Regina estava ali dentro.

- Olha agora eu entendo o porquê essa neurose comigo – Roni falou ignorando Emma como Regina faria.

- Sim – Emma passou a foto para uma onde estava ela e Killian ao lado de Regina, aquela foto tinha sido tirada na festa do seu casamento.

- Eu o conheço – Regina falou apontando para Killian – O nome dele é Roger, ele vem aqui encher o saco às vezes, é um policial, talvez ajude a achar essa Regina, por favor, a traga aqui para tomar uma bebida comigo.

- Pode deixar – Emma falou rindo.

Roni sorriu de volta para Emma, tinha realmente gostado dessa mulher estranha que dizia ser mãe do filho que ela nunca teve. Megan acharia isso tudo uma loucura. Ao pensar em Megan se lembrou de que estava super atrasada e que provavelmente ela já estaria ali a procurando.

Quando viu Megan não pode deixar de sorrir, não sabia como iria explicar para ela o grande atraso, mas com toda certeza ela faria alguns piadas sobre essa Regina caso visse a foto. Megan se aproximou de Roni e beijou seus lábios em um selinho animado e um abraço bastante apertado.

- Para não perder o costume esta super atrasada – Megan falou beijando o rosto de Roni que sorriu envergonhada.

Henry engasgou com a bebida, não sabia se era por ser tão forte ou pela cena que estava vendo. Lucy tinha um sorriso no rosto, claro que ela já sabia sobre a Megan.

- Vejo o porquê do atraso – Megan sorriu para Lucy feliz- A baixinha voltou.

- Sim – Lucy falou sorrindo- Roni não começou a vender Milk Shake para mim.

- Oh querida eu já falei para ela que isso daria muito dinheiro ao Roni’s – Megan falou sorrindo.

- A madrasta da cinderela esta tão fodida na mão de Regina – Emma falou baixo tentando não rir da situação.

- Eu te conheço de algum lugar – Megan falou encarando Emma que sorriu.

- Que bom você se lembra, Ruby eu sinto sua falta e aposto que a Dorothy também-Henry falou animada sendo cutucado por Emma.

- Desculpa? – Megan falou encarando Henry- Meu nome é Megan e eu volto depois Roni.

Ruby se virou de forma rápida, ela estava de bom humor e do nada não estava mais.

- Me desculpem por isso, Megan é uma pessoa que acompanha a fase das luas – Roni falou sorrindo para todos de forma doce, depois iria recompensar Megan pela dor de cabeça e fazer seu humor melhorar.

- Você não faz ideia de como ela realmente segue as fases da lua – Henry falou ironicamente.

- Claro, segundo a Lucy ela é a lobo mal da historia da chapeuzinho vermelho – Roni falou rindo, estava li dando com um bando de loucos.

 - Tecnicamente ela é a chapeuzinho vermelho e o lobo – Henry falou encarando a mãe.

- Eu diria que ela devora muitas coisas nessa nova realidade – Emma falou levando o uísque até a boca.

Roni tinha ouvido, mas achou melhor ignorar, queria tanto saber se Megan estava bem que pouco se importava com esse grupo louco que estava ali.

- Eu tenho que ir ver Megan – Roni falou beijando Lucy na testa- Fique longe do meu bar, todos vocês – Ela falou de uma forma simpática, mal dava para levar a serio o que ela estava falando- E boa sorte com a Regina.

- Boa sorte com a Megan – Henry falou de forma divertida fazendo Emma revirar os olhos.

- Obrigado, vou precisa, é nosso aniversario de namoro – Roni falou dando as costas para os três.

A mesa ficou quieta por alguns minutos, Lucy ficou encarando Emma que parecia bastante nervosa com aquela nova realidade.

- Eu tirei uma foto dela pelo menos – Henry falou mostrando o celular para a mãe.

- Ela vai te matar garoto – Emma falou rindo- Você poderia me mandar?

Lucy riu dos dois, era uma sensação boa esta com a sua nova família, mesmo que incompleta.

- Acho que devemos ir atrás do Roger – Henry falou olhando para Emma.

NO fundo ele sabia que ela estava bastante triste pelo que estava acontecendo entre Regina e Ruby.

- Ela esta namorando a Ruby – Emma falou virando o copo de uísque.

- Isso e irado – Henry falou rindo e Lucy fez que sim com a cabeça.

- É – Emma respondeu não muito verdadeira.

Agora tinham que ir atrás de Roger e achar uma maneira de fazer Roni descobrir a verdade sobre quem era e que com toda certeza não gostava de namorar Ruby. A imagem de Ruby beijando os lábios de Regina fez Emma sentir o estomago revirar.


Notas Finais


Espero que gostem de tudo que essa Roni tem para nos surpreender ainda.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...