História Rony e Hermione um amor que fica para sempre. - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~luzenilda

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Angelina Johnson, Arthur Weasley, Bellatrix Lestrange, Carlinhos Weasley, Dolores Umbridge, Draco Malfoy, Duda Dursley, Fred Weasley, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Jorge Weasley, Lilá Brown, Lílian Evans, Lord Voldemort, Luna Lovegood, Molly Weasley, Neville Longbottom, Percy Weasley, Petunia Dursley, Remo Lupin, Rita Skeeter, Ronald Weasley, Severo Snape, Sirius Black, Tiago Potter
Tags Harry Potter, Magia, Novela, Romance
Visualizações 15
Palavras 3.104
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Vamos lá então, antes de tudo gostaria de me desculpar pela demora em postar o capítulo, isso é resultado do capitalismo, trabalho demais. Então sem mais delongas vamos lá.

Capítulo 9 - Ataque de ciúmes


Fanfic / Fanfiction Rony e Hermione um amor que fica para sempre. - Capítulo 9 - Ataque de ciúmes

O dia amanheceu tranquilo e lindo como Rony e Hermione jamais haviam esperado, as ruas estavam brancas de neve e um friozinho gostoso tomava conta do quarto, Rony abraçou Hermione com força que devolveu o Abraço com um sorriso imenso no rosto.

Ron: O que acha de nós tomarmos um banho? Ainda é muito cedo e creio que todos ainda estão dormindo, ontem a festa rolou até tarde.

Hermione: Eu sei, você foi o único apressado aqui.

Ron: Só eu? Acho que você também queria ou não fui eu que te obriguei...

Hermione o olha bem nos olhos lhe oferece um sorriso caloroso e o beija.

Hermione: Claro que não me obrigou, eu quis cada Abraço, cada Beijo, cada toque.

Hermione sobe sobre Rony, ambos aprofundam o beijo e sentem o desejo já família os invadindo, Rony leva as mãos o bumbum de sua amada, ambos ainda nus da noite anterior, Rony leva seus dedos até a intimidade de sua amada e a sente ainda úmida, Hermione por sua vez conduz o membro de seu noivo até sua intimidade e o introduz lentamente, Rony a sente quente e apertada, ele fecha os olhos e geme com o contato, aquele momento era ímpar para ele, pois demonstrava o quanto ela o amava e seu desejo por ele. Hermione se movimenta lentamente sobre seu Rony, suas penas nas laterais de Rony impossibilitando seus movimentos à deixando totalmente sobre controle, Rony ainda tenta tomar o controle porém sem sucesso, aquela era a vez dela e ela não parecia querer deixa lo tomar a dianteira, Hermione se movimenta lentamente, porém em uma constância suas mãos firmes nos cabelos ruivos de seu amor, seus braços apoiados nos ombros de Rony, ele levar a mão até sua cintura e se entrega aqueles movimentos sensuais e excitantes, aquilo lhe parecia uma tortura maravilhosa, ele fechou os olhos e se sentiu no alto e cada vez subindo mais e mais e os movimentos continuavam e ele continuava subindo, subindo, subindo...  E do nada caiu, foi algo intenso, Rony se treme inteiro, Hermione o sente se derramar dentro dela, aquela sensação de um pequeno choque em seu ventre e aquele calor gostoso ao qual ela já se acostumara, Rony a puxa para seus braços e a aperta.

Ron: Você é muito gostosa, quero ficar aqui para sempre com você, minha afrodite, te amo Mione, minha Mione!!!

Hermione se afasta um pouco e o olha nos olhos, aquela foi a frase mais possessiva que Rony havia lhe direcionado até aquele momento e mesmo o amando mais que tudo aquilo lhe deu um frio na barriga.

Ela tira Ron de si e silenciosamente caminha até o banheiro, Rony a segue.

Ron: O que foi Mione?  Depois de tirar minha consciência desse jeito você não me fala nada, só me vira o rosto.

Hermione sorrir se aproxima de Rony e o beija. 

Hermione: Eu vim preparar a água para tomarmos banho ou você acha que que eu já acabei?

Hermione caminha até Rony, pega em sua mão e o puxa até sua banheira que já estava quase cheia, Rony a observa enquanto ela despeja sais de banho e experimenta a textura da água, ela olha para Rony e sorrir.

Hermione: Está muito gostosa.

Hermione solta a mão do seu amor e entra na banheira, ela lava o rosto, os braços e pescoço, ela se levanta um pouco deixando os seios à mostra, fora da espuma, Hermione olha para Rony e lhe estende a mão que ele pega imediatamente.

Hermione: Vem aqui!

Rony caminha até a beira da banheira, Hermione se ajoelha ficando na altura de sua cintura, ela pega uma toalha molhada com água morna e passa no membro de seu amor, ela o toca com vontade, lhe acaricia, Hermione enxagua sua intimidade e subitamente lhe põe na boca, Rony geme e fecha os olhos ele acaricia seu rosto e seus cabelos, Hermione continua ela lambe e suga todo o seu membro, acaricia o com a boca por toda sua região íntima, Rony retira seu membro de sua boca e bate delicadamente em seu rosto.

Ron: É isso que você quer?

Rony indica seu membro para ela, Hermione o olha nos olhos e indica que sim com a cabeça, Rony se aproxima novamente levando seu membro até a boca de sua amada, que o recebe feliz, ela o suga novamente e continuou o acariciando, Rony pega os cabelos de dela  prende em suas mãos e começa a se movimenta de verdade indo fundo em sua boca, ela apóia as mãos nas pernas de Rony e o deixa a vontade, ele entra e sai várias vezes em sua boca, ela o sente engrossar, Rony se retira de sua boca e Hermione o ver liberta toda sua masculinidade, ele relaxa caminha até sua amada e a beija, explorando toda sua boca, Rony puxa seu cabelo para trás deixando seu pescoço a mostra e Rony o morde, Hermione o puxa para dentro da banheira, ambos sorriem, eles se beijam apaixonadamente,  ele se senta na banheira e puxa Hermione para si lhe penetrando subitamente, Hermione o sentiu a invadir possuindo a por inteiro, ela joga a cabeça para trás e apóia no ombro de Rony, ele morde no lóbulo de sua orelha a fazendo se arrepiar, ela geme alto, Ron à segura pela cintura levanta um pouco e a penetra com força, Hermione leva a mão a seus cabelos e puxa com força, Rony por sua vez morde seu ombro deixando uma manchinha vermelha, porém inocente e mais uma vez eles sentem o prazer tomar posse, Hermione ergue o corpo pra frente empinado seu bumbum para Ron que o aperta com força, ambos relaxam e ficam ali na banheira por um bom tempo.

Um cheiro muito gostoso sobe as escadas e um barulho de uma conversa animada também, Rony e Hermione descem as escadas curiosos e encontram nada, mais nada menos que Harry, Percy, Gui, Arthur, George e Angelina que já estava namorando com ele a algum tempo, todos na mesa.

Ron: O que fazem aqui? Até parece que vocês não tem casa!

George se levanta da cadeira e vai até o irmão apertando seu braço.

George: Digo o mesmo que você irmaozinho, não tem vergonha de sumir no meio da festa e só me descer agora?

Rony fica vermelho como um tomate e puxa o braço da mão do irmão.

Ron: O que querem?

Gui: Oras Rony, você se esqueceu? Hoje é o jogo de quadribol da nossa irmã.

Ron: Sim é mesmo hoje as Harpias de Holyhead vão jogar contra as irlandesas.

Harry: É isso aí, Gina arranjou ingressos para todos nós e vinhemos busca los.

Hermione: Ótimo então vou me arrumar, volto logo.

Hermione corre pega uma torrada da um beijo em Rony e sobe as escadas correndo. 

Rony a observa enquanto ela desaparece nas escadas e respira profundamente, ele olha para frente e ver todos o observando.

Ron: O que foi?

Todos respondem em uma só vez.

Todos: Nada.

Hermione desce rápido eles usam uma lata como chave de portal e aparecem nas proximidades do campo, ainda era muito cedo por isso caminharam pelas barracas e compraram alguns souvenirs, seguiram então para as arquibancadas. 

O jogo se inicia favorável as irlandesas, porém Gina parte para o ataque e logo de cara vira o jogo, levando a torcida a loucura, Gina pega a goles, desvia de um balaço que foi jogado para derruba la, gira desviando de um dos batedores e do goleiro pontiando novamente, Rony, Harry e Hermione gritam a plenos pumões e Gina acena, todos da arquibancada gritam e mandam beijos.

Ron: Ai Harry, você não se incomoda dessa fama toda da Gina?

Harry: Não Ron, eu confio muito nela e se você não percebeu todos nós somos famosos.

Hermione: Infelizmente é verdade Ron.

Ron: Infelizmente, porque infelizmente?

Hermione: A Ron eu não gosto da fama, sou perseguida por um monte de gente que me odeia e me ama só porque eu fiz o que achava certo, sem falar nos autógrafos e fotos que tenho que tirar sempre. 

Harry: É verdade isso também me irrita um pouco.

Ron: É não é.

George: Olha ela tá atrás do pomo.

Todos vêem a apanhadora irlandesa mergulhar atrás do pomo, neste instante a apanhadora do Harpias também mergulha atrás da irlandesa e da de frente com um balaço atirado por uma irlandesa mal encarada que gargalha ao ver que atingirá o Alvo,  o balaço atinge em cheio o estômago lhe tirando a conciencia de imediato, o jogo para e os médicos do Sr . mungos entram entram campo a apanhadora do Harpias sai na maca, a treinadora pede tempo e chama suas jogadoras, após dois minutos de conversa foi decidido duas alterações, Carla Merkenm uma garota parruda fica como artilheira e Gina Weasley como apanhadora, toda a arquibancada entra em êxtase, o jogo reinicia e Gina se posiciona no alto do campo, agora nem Harry, nem mais nenhum dos torcedores gritam mais o nome de Gina e mesmo se gritasse ela não ouviria precisa de toda a sua atenção para pegar o pomo, o tempo passa e o jogo segue tenso, quando de repente... Gina mergulha ao mesmo tempo que a apanhadora da Irlanda, ambas lado a lado a apanhadora irlandesa bate forte com o braço no nariz de Gina que quebra no ato, Gina gira a vasoura faz um movimento estranho com as mãos e põe o nariz no lugar, ela sobre voa a outra apanhadora como uma águia  enquanto ela ainda persegue o pomo incansavelmente e como se fosse um bote ela cai sobre a apanhadora irlandesa indo ambas ao chão, Gina por cima da irlandesa, todos observam em silêncio as meninas se levantarem, Gina com o nariz e a boca sangrando e a apanhadora irlandesa com o braço quebrado e muito sangue na boca aparentemente perderá um ou dois dentes, o silêncio impera entre os jogadores e a torcida que aguarda uma reação de alguém e nesse momento Gina olha pra seus irmãos e amigos e ergue a mão, todos gritam em comemoração.

Hermione: Ela pegou, pegou o pomo.

Rony abraça Hermione e a tira do chão, toda a torcida grita e dá vivas.

Torcida: Harpias, Harpias, Harpias, hey.... Harpias, Harpias, Harpias, hey...

Após o jogo todos descem felizes e comemorando a vitória, Rony e Harry seguem até a porta do vestiário para esperarem Gina, Hermione por sua vez vai até uma barraca pegar alguns doces pra Rony e umas ervas para fazer uma porção para Gina, com toda certeza depois daquele jogo ela iria precisar.

Hermione se encontrava pagando suas compras quando ouviu aquela voz já conhecida com um sutaque forte.

Viktor: Her-mione? É  você? 

Hermione se vira subtamete, olha ao redor em busca de alguém que pudesse gerar problemas.

Hermione: Ou é... Olá Viktor. 

Viktor: Eu  te vir nas ar-qui-banca-das mas co-mo eu sou o trei-nador da Ir-landa não pude.

Hermione: Nossa mesmo, você que é o treinador, que legal. 

Viktor: Sim! Her-mione eu sou-be que vo-cê vai ser casar com o We-asley é  ver-dar-de?

Hermione: É sim Viktor.

Viktor: No Her-mione, vo-cê no po-der, eu te amo Her-mione, vo-cê  nun-ca me deu uma char-ce, o Ron-nard no sa-ber-ria te fazer feliz, eu sim, pen-se bem Her-mione.

Hermione: Olha Viktor eu não tenho nada pra pensar, eu gosto muito de você, mas como amigo.

Viktor: O Ron-nard não te deir-xar mas me escre-ver?

Hermione: Não Viktor eu deixei de te escrever porque quis, o Ron não teve nada haver com isso.

Viktor se aproximou dela e tocou seu braço.

Viktor: Her-mione você é tão bonita.

Hermione: Viktor não me toque.

Viktor Abraça Hermione e a encosta na barraca e a beija  a força na boca, Hermione tenta afasta lo, porém sem sucesso, Viktor a aperta contra seu corpo a deixando sem fôlego.

Em um estalar de dedos, tudo mudou Rony estava lá ele pega Viktor pelo pescoço e o joga no chão, ele estava cego de ódio, Rony saca sua varinha e é desarmado por Harry enquanto Viktor se levanta do chão com as mãos erguidas, Rony não para pra avaliar a situação, pula sobre Viktor e lhe acerta um soco no rosto, foi muito rápido Hermione em choque apenas fica paralisada ao lado de Angelina e Gina que tem um braço em seu ombro, depois de muitas tentativas Harry, George, Gui e Arthur conseguiram separar a briga.

Arthur: Calma Ronald, calma filho.

Ron: Eu vou te matar seu filho da puta.

Harry: Você não vai matar ninguém, Viktor vai embora! Vai!

Viktor que estava com a boca cheia de sangue não fez nada mais se soltou de Gui que o segurava e se virou para Hermione.

Viktor: Her-mione eu sin-to muito, per-di o con-tro-le, eu só que-ria que vo-cê visse o que está per-dendo.

Rony tenta se soltar de George e de seu pai, Percy apenas observa de longe, ele  caminha até o irmão.

Percy: É melhor você sair daqui com ela, ela tá assustada Rony.

Rony olha para Hermione que o observa trêmula.

Ron: Está bem então, Harry devolve minha varinha.

Harry: Não mesmo, só quando você esfriar a cabeça.

Hermione se recupera do choque olha para o Viktor que ainda os olhava e fala com a voz fria e trêmula.

Hermione: Eu não perco nada não Viktor, porque um homem que agarra uma mulher a força não tem nada para oferecer.

Viktor baixa a cabeça e sai.

Gina: Nossa para ser o nosso primeiro programa em família a coisa ficou muito animada.

Gina olha para o irmão que está sério ao lado do pai, com a  boca machucada e o olho já ficando roxo.

George: É mas acho que  o  Rony  não gostou muito.

Rony não falou nada caminhou até Hermione pegou em seu braço e saiu caminhando com ela, mas a frente eles aparatam.

Eles desaparatam na casa de Hermione, Rony olha para os lados e percebe que estão sozinhos, pois os pais de Hermione haviam ido trabalhar, ele se vira para ela com um olhar furioso.

Hermione: Só me falta você dizer que foi minha culpa por...

Rony a interrompe com um beijo, porém não era um beijo doce como ele costumava fazer, ele ergue Hermione do chão e a senta  sobre a mesa.

Hermione: Ron para, o que você tá fazendo.

Ron: Você é minha Mione, eu te amo e não aceito que outro te toque, te beijar.

Rony  beija novamente Hermione e rasga sua blusa que o olha ao mesmo tempo assustada e excitada, Rony sobe a sua saia e tenta tirar sua calcinha.

Hermione: Rony calma espera, aqui não se alguém entrar... Vamos pro quarto.

Ron: Eu preciso tanto de você, agora, aqui.

Rony rasga sua peça íntima  com uma das mão e abre a calça jeans com a outra e a penetra, Hermione o abraça com força e o  puxa pala camisa.

Hermione: Tudo bem, já que estamos aqui.

Rony deita Hermione sobre a mesa e aumenta sua velocidade, ele leva sua mão até a região mais sensível dela e acaricia, fazendo a se contorce sobre a mesa, Hermione passa as pernas na cintura de Rony e o deixa se perder nela, como ele tanto queria, pois afinal não era só ele que precisava fazer amor com ela ali, ela também o queria, com toda a sua alma ela o amava.

Rony cai sobre ela satisfeito e bem menos tenso.

Hermione: Pronto? Você tá mais tranquilo?

Ron: Sim, eu precisava ter certeza que você me quer, que você me pertence.

Hermione: Então só era conversar comigo Ron, claro que eu não tô reclamando do seu jeito de fazer as coisas, eu adorei cada minuto, mas podemos conversar agora.

Rony não fala apenas faz o sinal de positivo com a cabeça, Hermione o abraça com força e beija seu ombro.

Hermione: Eu amo esse seu jeito estourado, principalmente quando me dá tanta satisfação.

Os dois sorriem, Hermione continua.

Hermione: Mas acho melhor sairmos da mesa de jantar dos meus pais.

Ron: Ha é mesmo, desculpa é que eu tava tão satisfeito que nem me toquei que estamos na sala de jantar de seus pais... kkkkkkkkkkk

Hermione: É eu percebo.

Ron: Vamos Mione, agora acho que agente precisa conversar mesmo.

Hermione: Certo.

Rony e ela subiram até o quarto, logo após eles juntarem o que havia sobrado de suas roupas.

Hermione: Rony posso te pedir um favor? 

Ron: Claro amor.

Hermione: Da próxima vez, me peça para tirar a roupa eu prometo ser o mais rápida possível mas por favor não rasgue mais minhas roupas, como vou explicar isso a mamãe. 

Ron: Tá bom amor,  desculpa. Agora vamos ao assunto que me deixou com esse olho roxo.

Hermione: Tá mas me deixa vestir uma roupa. 

Ron: Não, não, fica assim, me deixa calmo.

Hermione: Ron! Quer parar?

Ron: Por favor Mione, tô falando sério.

Hermione: Tá bom,  então vamos ao que importa.

Ron: Como aquele trasgo acabou com aquela fossa colada na sua boca e você apregada na parede da barraca?

Hermione: Sei lá, ele veio me comprimenta e quando dei por mim ele já tinha me agarrado. 

Ron: Droga Mione, porque você só arrumar homens possessivos, que acham que você os pertence.

Hermione sorrir e  olha para Rony com um semblante especulativo.

Ron: O que foi?

Hermione: Você se inclui aí não é? 

Ron: Sim, acho que sou o pior de todos.

Hermione caminha até onde Rony está encostado e o beija, um beijo delicado mas tão cheio de promessas que fez com que Rony enchesse os olhos de lágrimas. Hermione olhou para ele e acariciou seu rosto.

Hermione: Amor tem um olho nessa lágrima.

Rony sorri e a beija novamente deixando que a lágrima escape.

Ron: É  só uma lágrima amor, eu tô feliz, você é minha e logo, logo vai ser minha esposa.

E mais uma vez se beijam, Rony  puxa Hermione para a cama e se deitam.

Naquela mesma noite Hermione e Rony seguiram para a toca, lá Hermione comentou da proposta do ministro.

Hermione: Ele me disse que o senhor saberia me instruir sobre o que ele estava me propondo.

Arthur: Então acredito que ele quer que  eu a convensa, se for esse o caso então esse é o primeiro sinal de que ele não a conhece bem querida e de que você não deve fazer o que ele quer, um emprego como aprendiz ao lado do ministro é uma certeza de futuro garantido, mas não acho que essa seja sua vontade, porque se não, você não teria esperado pelo Rony tanto tempo.

Ron: Como assim papai.

Arthur: O que estou dizendo filho é que o Sr. Mclaggen e muito rico e bem sucedido, cara que te quebrou a cara hoje também além de ser famoso também, estou tentando dizer filho e  Hermione, que você não é uma garota ambiciosa e todos nós sabemos que vc tem futuro, porém tudo tem seu tempo.

Hermione: Entendi Sr.Weasley.

Ron: Eu ainda não! 

Gina: Ele pediu pra ela seguir o coração seu bobo.

Ron: Ha mais eu já tinha dito isso. 

Todos riram, o resto do jantar seguiu normalmente, logo após jantarem Rony e Hermione foram dormir, pois no dia seguinte Hermione voltaria a hogwarts, voltaria bem diferente, mais segura, agora noiva oficialmente e muito, mais muito feliz.  E  sabendo exatamente o que fazer com relação ao ministro.


Notas Finais


Bem gente é isso, mais uma vez me desculpem pela demora e espero que se divirtam com mas um capítulo da minha Fanfic. Um beijo a todos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...