História Roommate - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Fem!bts, Fem!j-hope, Fem!rapmonster, Fem!suga, Gender Changes, Genderswap, Jin, Kim Seokjin, Min Yoongi, Moreloveforjin, Suga, Yoonjin
Visualizações 53
Palavras 1.511
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Este capítulo, que é o penultimo da fic, cheio de coisa melosa é dedicado a @OppaOK7 vulgo ~Ayaka-Tsukiakar que agora pode ser presa pq está fazendo 18 anos. Bjs da Lulu.

Capítulo 24 - Capítulo 24


Fanfic / Fanfiction Roommate - Capítulo 24 - Capítulo 24

Tanto eu quanto Jin estávamos fora de casa a cerca de um mês.

 

E eu estava morrendo de saudades.

 

SeokJin mal havia voltado da Indonésia, onde havia ido gravar um programa em que mandavam celebridades para a selva, e já havia ido viajar para a China promover um drama.

 

Eu estava nos Estados Unidos, mais precisamente em Los Angeles, com NamJoon para conhecer um estúdio de um produtor importante que aparentemente queria que eu e Joonie assinássemos com a gravadora dele para futuros projetos nos EUA. Talvez eu até fosse conhece o Lil Wayne no futuro.

 

- Nada de notícias dele? - Joonie perguntou quando se sentou à mesa comigo no Starbucks que estávamos.

 

- Ele me respondeu de madrugada, mas eu estava dormindo. - Resmunguei. - Pelo menos vamos voltar para Seul amanhã.

 

Já havíamos resolvido tudo que tínhamos para resolver envolvendo trabalho então havíamos tirado o dia para turistar e fazer compras.

 

Voltamos para a casa em que eu e Joonie estávamos ficando e fomos nos arrumar para um jantar que teríamos com alguns produtores.

 

 

Ir para a América só me fazia lembrar em como eu precisava melhorar o meu inglês. Era um porre ter que depender de NamJoon para a maioria das coisas e eu podia ver que ela estava cansada por ter que ficar bancando a intérprete.

- Eu só quero me jogar na cama. - Murmurei quando entramos no táxi que nos levaria para a casa e tirando meus saltos para massagear meus pés doloridos. - Não deveríamos ter bebido tanto vinho. Odeio pegar voo de ressaca.

 

Joonie deu risada.

 

- A Unnie vai dormir o voo inteiro como sempre dorme. Estando de ressaca ou não. - Falou e lhe bati com o ombro fazendo ela rir ainda mais.

 

Logo estávamos na casa que era grande mais para nós duas e não me importei em colocar um pijama para dormir ou tirar minha maquiagem. Apenas tirei meu vestido e me joguei na cama.

 

Estava quase caindo no sono quando meu celular começou a tocar.

 

- Aló?

 

- Ei, como foi o jantar? - Escutei a voz de Seokjin do outro lado da linha e sorri.

 

- Matei meu tédio me afogando no vinho. Acabamos de chegar. - Respondi e ele deu risada. - Vou voltar amanhã pra casa.

 

Ele deu um longo suspiro e escutei o que pareceu ser ele se ajeitando na cama.

 

- Acho que eu sou vou daqui dois dias.

 

Ficamos em silêncio por alguns minutos. Apenas ouvindo a respiração um do outro.

 

- Estou com saudades, Oppa. - Murmurei.

 

- Também estou com saudades, Yoonie. - Respondeu. - Mas você vai poder me ver sendo um grande aventureiro na selva pela TV enquanto eu ainda não tiver voltado para casa.

 

Dei risada. O programa que Jinnie havia gravado na selva iria sair bem quando eu chegasse na Coreia do Sul.

 

- Eu vou ver já que você não me contou nada sobre como foi. - Resmunguei e ele dei risada.

 

- Eu só quero que seja uma surpresa. - Falou e eu podia visualizar SeokJin perfeitamente em minha mente. Deitado na cama do hotel com seu pijama azul de velho, sem maquiagem e com o cabelo todo bagunçado com a coberta toda embolada aos seus pés conversando comigo usando o fone do telefone, pois estava jogando no celular. - Vou deixar você dormir agora. Sei que bebeu e que odeia pegar voos de ressaca. Te amo.

 

- Te amo. Boa noite, Oppa.

 

- Boa noite, Yoonie. - Escutei o som dele mandando vários beijos e dei risada.

 

Ainda ficamos enrolando algum tempo para desligar a chamada, mas logo eu estava dormindo abraçada a um travesseiro por não ter SeokJin para abraçar.

 

...

 

Havia chegado em casa, depois de passar na casa de Hoseok para buscar Holly e Jjangu, e depois te tomar um longo banho quente e de lavar meu cabelo e comer fui assistir ao programa de Jin na selva enquanto aplicava uma máscara hidratante no meu rosto.

 

Liguei a TV me sentindo quase a pessoa mais feliz do mundo com minha máscara geladinha e meu pijama mais confortável e meus cachorros comigo no sofá, afinal faltava meu namorado comigo usando seu pijama de velho e uma máscara também.

 

- Não me olhem com essa cara só porque essa máscara é prateada. - Resmunguei para Holly e Jjangu que me olhavam estranho. Procurei pelo canal onde o programa iria passar e me ajeitei no sofá com meus filhos que ainda me olhavam estranho.

 

Já haviam sido transmitidos outros dois episódios. Esse seria o último em que Jin iria aparecer.

 

- Merda. Eu não posso rir com essa máscara na cara. - Resmunguei quando Jin fazia suas piadas de tio horríveis para os outros participantes e mandava seus beijos voadores. Queria ser tão boa em programas de variedade quanto ele.

 

Assisti Jin no programa tentando não sorrir por conta da máscara. Ele e Sleepy eram dois idiotas juntos e Jin sempre ficava falando sobre o trazer a nossa casa junto com os outros que haviam participado do programa com ele.

 

- O pai de vocês é um bobão. - Falei para Holly e Jjangu que nem ligaram pra mim por estarem dormindo.

 

Na selva estava ficando de noite e Jin ainda tentava caçar sozinho. Abracei uma almofada mesmo sabendo que Jin estava bem afinal isso havia acontecido há quase um mês.

 

Já estava abraçando Holly quando tiveram que socorrer Jin por ele estar fraco depois de ficar muito tempo no mar tentando pegar comida para ele e seu grupo sendo que não havia comido o dia todo.

 

- Você precisa ficar acordado, SeokJin. - A enfermeira falou enquanto o examinava. - Converse comigo e com o Sleepy.

 

- Me fale sobre o que estava falando mais cedo. Sobre a Yoongi. - Sleepy falou e Jin deu um sorriso fraco. Ele lutava para manter os olhos abertos.

 

- Ela é a mulher da minha vida, Hyung. - Falou ainda sorrindo. - E além disso é uma pessoa incrível e muito talentosa. Eu tenho muita sorte em ela me amar. Eu quero pedir ela em casamento, mas eu tenho medo de ela chutar a minha bunda se eu pedir. Yoonie é muito decidida sobre o que quer fazer da vida e não sei se casar comigo está nos seus planos. Ela está sempre trabalhando tanto e eu me preocupo muito com ela por conta disso.

 

SeokJin continuou falando sobre mim e nosso namoro e quando vi estava chorando abraçada a Holly e Jjangu.

 

Estava pegando meu celular para ligar para Jin e brigar com ele por não ter me contado que havia passado mal ao gravar na selva quando escutei o barulho da porta se abrindo.

 

Pulei em cima de SeokJin lhe dando um abraço de coala antes mesmo que ele pudesse terminar de tirar os sapatos.

 

- Ei. Por que está chorando? E usando essa máscara estranha? - Me perguntou ao me abraçar bem forte de volta.

 

- Eu não acredito que não me contou o que aconteceu com você na selva!

 

- Eu só fiquei um pouco desidratado. - Falou rindo. - Está tudo bem agora. Estou bem aqui na sua frente e saudável, certo?

 

- Odeio você por me fazer sentir todas essas coisas. - Resmunguei e ele deu risada me colocando no chão. - E não é você que tem sorte por eu te amar. Eu tenho que sorte por você me amar. E é claro que eu quero casar com você, idiota. Não é porque eu surto com certas coisas que eu não quero casar com você. NÓS MORAMOS JUNTOS, PORRA. CLARO QUE CASAMENTO ESTÁ NOS MEUS PLANOS.

 

Ele franziu a testa e me segurou pelos ombros.

 

- Não está falando isso só para me iludir né?

 

- Claro que não, idiota. - Falei e ele saiu correndo para o quarto quase escorregando na escada por conta das meias.

 

Voltou tão rápido quanto foi e colocou algo na minha mão.

 

- Vou deixar isso com você, então. Quando estiver realmente pronta nós marcamos a data. - Falou antes de me deixar abrir a mão. - Eu comprei isso logo quando vir ver está casa. Eu ia te pedir em casamento quando fosse te mostrar a casa, mas você surtou só com o fato de comprarmos a casa que eu fiquei com medo de te pedir pra casar comigo.

 

Olhei para o anel na palma da minha mão. Era de ouro branco com um diamante o enfeitando no centro, simples (apesar do diamante) e bonito.

 

- Podemos ficar noivos por um tempo. Não precisamos casar o mais rápido possível. - Falei colocando o anel em meu dedo. - E você ainda precisa pedir a minha mão oficialmente para o meu pai.

 

Jin estremeceu com a menção ao meu pai e dei risada o puxando para um beijo.

 

- Você sabe que ainda está com essa máscara prateada no rosto ainda, certo? - Ele murmurou quando nos separamos e revirei os olhos. - Mas você ainda continua linda, meu amor.

 


Notas Finais


Me sigam no Twitter: @Moon_Delite
PS: O QUE FOI ESSA IMAGEM DO KOOKIE QUE SAIU, MINHA GENTE????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...