História RoomMates - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Roommates, Sasuke
Visualizações 28
Palavras 1.292
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, meus amores!
Estamos a pouco capítulos do final da história de Naruto e Sasuke. Estão prontos para o que vem ai?
Espero que sim!
Obrigada pelos comentários, Dani flor! E bem-vindo a mais membro da nossa família!

Boa Leitura!

Capítulo 12 - Something called... Feelings!


O caminho do aeroporto até a casa foi recheado das gargalhadas de Inoji, dos comentários mais inoportunos de Ino e da expressão de indiferença de Sasuke. Estava acostumado com aquele tipo de confusão e algazarra vindas daqueles dois, não podiam negar que eram mãe e filho. Ambos espalhafatosos, doidos, mas excelentes companhias. Confessava que já tinha saudades de momentos assim com eles.

À medida que caminhava em direcção à sua casa e de Naruto, sentia um pouco de receio por ter se esquecido de avisar o companheiro de casa em relação à vinda da sua melhor amiga e do seu sobrinho e também por esta vir a conhecer o outro. À partida, sabia que os dois, provavelmente, iriam dar-se muito bem, talvez até ficassem amigos, e que o seu sobrinho iria gostar do sentido de humor que o outro tinha. Mesmo assim não podia deixar de sentir aquele nervosismo todo.

Enfim, tinha de pensar positivo e deixar as coisas fluírem normalmente, pois já não havia nada que pudesse fazer. Estavam em frente à porta do apartamento dos dois “amigos”. Sasuke colocou a chave na porta, rodou-a e a mesma se abriu, revelando um ser loiro, todo esticado no sofá, a comer doritos e beber uma daquelas doses industriais de Coca-Cola, a ver uma série qualquer. Aquilo era Naruto em dia de folga! Um completo relaxado.

Estava tão focado no que passava na televisão que não se apercebeu da chegada de Sasuke e dos seus acompanhantes. Já que o outro não deu pela sua ilustre presença, Sasuke fechou a porta do apartamento de uma forma tão meiga que o outro deu um pulo do sofá com o susto que teve. Naruto olhou para o seu aspecto, que parecia um condenado que tinha saído há pouco tempo da prisão, e olhou para os convidados de Sasuke, ficando um pouco envergonhado.

— Naruto. — Chamou-o vendo que este tentava ajeitar-se, mas sem sucesso. — Estes são a Ino, a minha melhor amiga e o filho dela e meu sobrinho, Inoji. — Apresentou-os os dois convidados.

— Olá, sou o Naruto. Desculpem esta confusão. Não sabia que vinham. — Apresentou-se meio desajeitado com a situação.

— Desculpa, esqueci-me de te avisar que eles vinham. — Pediu Sasuke também um pouco envergonhado.

— Não faz mal, Naruto. Eu estava ansiosa para ver este tontinho que nem me lembrei que ele dividia casa com outra pessoa. — Disse Ino tentando salvar a pele do seu melhor amigo.

— Sintam-se como se estivessem na vossa própria casa. Eu vou só arrumar esta confusão toda. — Disse Naruto começando a arrumar toda aquela desorganização.

Sasuke indicou-lhes o outro sofá que tinham para os dois se sentarem, enquanto ele ajudava o “amigo” a limpar tudo. Ino observava-os atentamente e sorria ao ver o quão feliz o amigo era quando estava ao lado do loiro. Naruto tinha conquistado o coração de Sasuke, mas nem um nem sabiam, ou pelo menos, não admitiam.

— Arrombado, ainda bem que estás de folga. Esta tarde foi um espectáculo! — Disse Gaara saindo do corredor que dava para os quartos.

— Chamaste-o? — Perguntou a Naruto e este acenou. — Para estar esta porcaria toda, só podias ser tu! — Repreendeu Sasuke olhando para o meio-irmão.

— Desculpe lá, donzela. Para a próxima, faço ainda pior. — Ironizou Gaara vendo o outro a assoprar de raiva. — Trouxeste visitas, maninho?! Que querido! — Brincou apertando as bochechas do meio-irmão.

— Larga-me! Sim, é a Ino e o Inoji. Não te lembras da Ino, cabeça de fósforo? — Perguntou Sasuke.

— Meu Deus! Ino, desculpa! Estás tão diferente, diria que até estás mais sensual agora. — Galanteou Gaara pegando na mão da mulher e beijando-a.

— Obrigada, Gaara! Vejo que os ares daqui surtiram efeito... — Respondeu Ino analisando o homem à sua frente. — Estás mais apetecível.

Os outros dois estavam embasbacados com as provocações deles, Sasuke sabia que Ino não iria acabar por ali, aliás, ela fazia sempre questão de dizer que gostava de saber se Gaara teria os mesmos atributos que os Uchihas tinham. Por outro lado, Naruto tinha a certeza absoluta que o amigo não ficaria por meras palavras, tentaria a sua sorte.

Antes que aquilo fosse longe de mais, Sasuke tossiu interrompendo o engate de ambos, os dois olharam para ele e aperceberam-se que havia uma criança ali e tinham que se controlar.

— É o teu filho, Ino? — Perguntou Gaara olhando para o menino sentado ao lado de Ino.

— Sim, é. É meu Inoji. — Respondeu Ino sorrindo enquanto olhava para o filho.

— Prazer em conhecer-te Inoji. — Disse Gaara tentando captar a atenção do menino.

— Eu sei quem tu és. O tio Sasuke fala de ti, às vezes. — Respondeu Inoji pegando na sua mala. — Queres ver os meus carros dos bombeiros? Trouxe muitos! — Perguntou-lhe.

— Claro, adoraria vê-los. — Respondeu Gaara sentando-se ao lado do menino.

Naruto e Sasuke fizeram-lhes companhia, sentando-se no outro sofá. A tarde foi passada assim, com Gaara, Sasuke e Inoji brincando com os brinquedos do menino, Ino e Naruto foram se conhecendo melhor. Com o passar do tempo, os dois começavam ali uma nova e bonita amizade, pois tinham muita coisa em comum. Sasuke ficou muito feliz ao vê-los assim e toda a sua preocupação e a sua ansiedade passaram.

********************************

Após o jantar, decidiram levá-los a explorar a cidade, Inoji estava deslumbrado com toda aquela correria, com os carros que passavam e as luzes que brilhavam como as estrelas no céu. Gaara e Sasuke explicavam-lhe tudo por onde passavam e brincavam com ele. Já Naruto e Ino conversavam descontraidamente um com o outro sobre de tudo um pouco.

Iriam aproveitar aquela noite para uma partida de bowling, conheciam um sítio que deixava as crianças entrarem e até tinham um mini pista para eles. Inoji, ao saber, ficou radiante e quis ir logo.

Entraram nesse mesmo lugar, foram buscar os sapatos apropriados para jogarem, caminharam até à mini pista e começaram a jogar com o mais pequeno. Enquanto Gaara e Naruto se divertiam com Inoji, Sasuke e Ino assistiam ao espectáculo rindo-se de cada coisa que acontecia.

— Ino, o que achaste dele? — Perguntou Sasuke chamando a atenção a sua amiga.

— Vale a pena, Sasuke. Vai em frente! Tens todo o meu apoio. Ele é aquilo que tu precisavas para sorrires mais vezes e aproveitares a vida. — Disse Ino sorrindo.

— Obrigado, Ino. Mesmo sendo uma barraqueira e uma pervertida assumida, és uma boa amiga. — Afirmou Sasuke sorrindo.

— Obrigada, meu tonto. Agora, se me deres licença, vou “falar melhor” com o Gaara. Tomas conta do Inoji? — Disse Ino levantando-se.

— Vai lá, que eu fico com ele. Juízo, que ele não precisa já de um irmão. — Disse Sasuke.

— Eu sei, Sasuke. — Afirmou Ino indo ter com Gaara.

Viu-a a afastar-se com Gaara, provavelmente, iria levá-lo para algum canto escuro, foi ter com o sobrinho e Naruto que brincavam como duas crianças. Juntou-se a eles e fizeram de uma pequena brincadeira, uma espécie de competição. Seria um momento para mais tarde recordarem com um sorriso no rosto.

***********************

Ino e Gaara não perderam tempo nenhum, encontraram uma cabine vazia na casa de banho e meteram-se lá dentro. Ino tratou de levantar o vestido, tirar as collants e as cuecas, enquanto Gaara desapertava o cinto e o botão das calças e as baixava de seguida, revelando o quão necessitado estava o seu membro.

— Nada de perguntas, arrependimentos e outras coisas à mistura! — Falou Ino antes de beijá-lo.

— Ótimo! Gosto disso! — Concordou Gaara pegando-a ao colo, empurrando-a contra a parede e beijando-a.

Beijavam-se com carência e desejo, Gaara só teve tempo de colocar o preservativo para evitar “situações indesejadas” e entrar dentro dela com toda a força que tinha. Ino, ao senti-lo, encostou a cabeça no seu ombro e deixou-se levar. Iam tirar os anos de atraso que tinham desde do momento em que se conheceram. Mal sabiam que aquilo era só o inicio.

************************


Notas Finais


O que acharam?

Beijinhos, Sashi chan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...