História RoomMates - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Roommates, Sasuke
Visualizações 45
Palavras 1.139
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, meus amores!
Trago-vos o penúltimo e o último capítulo de RoomMates! Espero que tenham gostado de ler tanto como eu gostei de a escrever!

Boa Leitura!

Capítulo 14 - Dammit! I'm falling in Love with You


No outro lado do globo, a vida seguia tranquilamente o seu curso, o frio tinha ido embora dando lugar à brisa quente do verão. As lojas e os cafés estavam abertos até mais tarde, a praia estava completamente cheia. Cheirava mesmo a verão!

O verão era a estação preferida de Ino, não só por não gostar do frio como também por poder usar os seus vestidos frescos e curtos e os seus biquínis. Estava ansiosa para aproveitar as maravilhas que Chicago lhe reservava. A sua vida tinha mudado para melhor desde que tinha posto os pés na casa do seu melhor amigo. Conheceu a pessoa que tinha feito o milagre de devolver a vida a Sasuke, Naruto. Reencontrou-se com um tão velho amigo, Gaara, que, por sinal, ainda a conseguia tirar o resto da sua sanidade. Aquele reencontro fê-la relembrar da época em que estudavam todos na mesma escola, ela, Sasuke e Gaara eram quase unha com carne, faziam tudo juntos. Conheciam-se desde de pequenos, a amizade era muito grande entre eles até se tornarem adolescentes. Gaara juntou-se ao grupo dos populares no seu último ano de escola, começou a atrair a atenção das raparigas mais giras e fazer exercício físico. Sasuke também começou a mudar fisicamente e a ganhar alguma atenção feminina, mas continuava muito próximo de Ino, ao contrário de Gaara, que a tinha afastado.

Ela nunca tinha percebido aquela atitude fria dele, isto é, percebeu um pouco melhor no último verão que passaram os três juntos na casa de praia do pai dos dois rapazes. Nessa altura, Gaara confessou-lhe que sentia uma atracção por ela e que desejava concretizar o seu desejo de a ter por uma noite antes de partir com Sasuke para o estrangeiro. Ino ficara embasbacada com a sua revelação que deu meia-volta e foi-se embora. Nunca mais se viram.

Uns anos depois, ali estavam eles, cara a cara, na casa do seu amigo. Gaara tinha mudado um pouco fisicamente, tornando-o ainda mais irresistível, a forma como falara para ela era totalmente diferente. Ele não tinha medo de provocá-la e de destabiliza-la, dava-lhe um certo prazer. Ela também estava diferente, mais bonita, mais madura e com um filho a seu cargo. Apercebeu-se de que ele tinha ficado surpreendido com o filho, mas não deixou de se aproximar.

Para sua infelicidade, ou não, Inoji tinha-o adorado e já faziam grandes planos. Estava tramada! Gaara também tinha conquistado o seu filho. Ao vê-lo a brincar e a jogar bowling com o mais novo, ela não conseguiu resistir e caiu nas suas garras. Não se arrependeu nem por um segundo do que tinha feito, aliás, pensava como é que o tinha deixado escapar há uns anos atrás.

A partir daí, os encontros começaram a ser frequentes, a vontade de voltar para o seu país diminuiu e tudo ficou intenso demais. Ela arranjou trabalho como organizadora de eventos, Inoji começou a frequentar uma creche e a aprender o idioma e Gaara tornou-se uma parte importante nas suas vidas. A sua vida tinha-se tornado numa confusão chamada Gaara.

********************************

Ele sentiu que as coisas estavam a tomar um rumo diferente do que o esperado. Desde que ela tinha entrado novamente na sua vida, como um furacão que era, tudo estava uma confusão. Aproximara-se dela com a intenção de concretizar o desejo que sentia há anos, mas não esperava afeiçoar-se ao pequeno Inoji. Inoji tinha conquistado o seu coração de uma forma surpreendente, tal como Ino o tinha feito há uns anos atrás. Não podiam negar que eram sangue do mesmo sangue até nesse detalhe eram implacáveis. Tornaram-se uma parte significativa na sua vida também, pois já considerava o pequeno quase como filho. Ino sempre foi o grande amor da sua vida, apesar desta nunca o ter sabido, porque ele próprio não o sabia até sair do seu país. As suas relações nunca deram certo porque elas não eram a Ino. Não conseguia tirá-la da cabeça e agora que ela tinha se mudado para Chicago também, seria ainda mais difícil. Por isso, decidiu abrir o jogo convidando-a para um jantar.

Falou com a Maci e a Lucy se podiam ficar com Inoji e as duas aceitaram logo. O passo seguinte era falar com a sua confusão para ver se concordava em sair com ele. Foi ter com ela ao seu local de trabalho para a convidar.

— Ino, aceitas jantar comigo, hoje à noite? Quero falar contigo sobre algo que me atormenta há muito.

— Claro que sim. Tenho que ver com quem vou deixar o meu filho.

— Não te preocupes que eu tratei de tudo.

*********************************************

Sentira uma felicidade enorme dentro do seu peito quando ela aceitou. Agora, estava ali sentado num local em que tinham combinado, à espera que ela chegasse. Admitia que estava um pouco nervoso, não sabia se ela iria entender tudo o que ele tinha guardado dentro de si durante todo aquele tempo. Não demorou muito tempo, a vê-la entrar pela porta do restaurante procurando-o.

Assim que o viu, dirigiu-se à mesa em que este se encontrava com um sorriso lindo nos lábios. Sentou-se, tirou o casaco revelando um belo vestido vermelho curto e de alças finas com seus famosos saltos altos. Estava linda!

Pediram o que queriam, falaram de coisas banais enquanto Gaara tentava arranjar mais alguma coragem para lhe dizer o que precisava. Ele respirou fundo e resolveu acabar com aquele sofrimento todo.

— Ino, estás linda como sempre. — Elogiou-a pela terceira vez naquela noite.

— Obrigada, Gaara. Já é a terceira vez que mo dizes. — Agradeceu com um sorriso. — Então o que é que tinhas para me dizer? — Encorajou-o.

— Bem, o que eu tenho para dizer é que fomos longe demais com estes encontros. Não é que não tenham sido bons, mas foderam-me todo literalmente. — Confessou vendo-a rir-se. — Tu lixaste-me Ino! Entraste na minha vida novamente como um furacão e agora estou apaixonado por ti. Fodeste a minha cabeça, a minha vida e o meu coração. Inoji é quase que um filho para mim, logo aí marcaste um grande ponto. Fodeste-me, Ino! Estou de quatro por ti! O que é que vais fazer com isto? — Perguntou desesperado.

— Vou foder-te ainda mais para sentires na pele o que eu sinto cada vez que estás comigo. Eu também estou apaixonada por ti, Gaara. Conquistas-te o meu filho e roubaste o meu coração. Por isso, proponho que saíamos deste restaurante e que nos fodemos novamente, mas desta vez como algo sério. Que me dizes? — Perguntou Ino.

— Digo que sim. Fodasse, o jantar! Hoje, vais saber o que é fazer amor com a pessoa que mais amas. — Respondeu Gaara pegando nas coisas e na mão da Ino.

Saíram dali como dois fugitivos em direcção a casa para se amarem como dois amantes carentes e apaixonados que eram. Ino encontrara a pessoa que procurava e Gaara simplesmente a resgatou.

**************************************


Notas Finais


O que acharam?
O próximo é o último :(

Beijinhos, Sashi chan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...