História Rosas Para Uma Rosa - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O
Tags Admirador Secreto, Chanbaek
Exibições 109
Palavras 1.434
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha só quem voltou!

Gente, desculpa mesmo a demora. Eu tive uns problemas e não consegui postar.

Esse é último capítulo da fanfic, então eu espero que vocês gostem!

[CAPÍTULO NÃO REVISADO]

Capítulo 3 - Bom dia, amor!


[Um ano depois] 

 

POV's Chanyeol

 

Sinto alguém em cima de mim e vários selinhos serem depositados em meu rosto, abro os olhos e vejo Baekhyun. Sorrio e selo nossas bocas em um beijo calmo, que é aprofundado por Baek. Levo minhas mãos até sua cintura e levanto meu corpo, ficando sentado na cama.

 

Suas pequeninas mãos vão até meu pescoço e arranham de leve a pele ali, enquanto rebola em meu colo. Adentro sua blusa com minhas mãos e arranho de leve sua pele clarinha, ouvindo-o suspirar por entre o beijo. Desço minhas mãos ainda mais, parando na sua bunda e apertando com vontade.

 

- Isso é tudo vontade de mim? - pergunto sem parar o beijo.

 

- Uhum - ele sussurra - Eu tenho uma surpresa para você.

 

- O que? - passo a distribuir beijos em seu pescoço.

 

Ele não responde e se afasta de mim, se levantando. Encaro ele confuso e o vejo sorrir malicioso antes de engatinhas até o criado mudo, pegando o celular. Franzo a testa com o ato, mas ele sorri e mexe na tela. Instantaneamente, uma batida lenta e sensual se faz presente no ambiente. Vejo ele voltar a colocar o celular no criado e descer da cama, se afastando um pouco.

 

Estou prestes a questionar o que ele está fazendo quando o mesmo começa a rebolar no ritmo da música, olhando intensamente para mim. Seu corpo se mexe com graça e leveza, sem dificuldades. Ele aponta para mim e depois para a beira da cama, mandando eu me sentar ali. 

 

Faço o que é mandado e ele sorri safado antes de vir até mim rebolando. Abro minhas pernas e ele fica entre elas, abaixando a cabeça para puxar meu lábio inferior com os dentes. Ofego com o ato e tento beija-lo, mas ele se afasta: Ainda não. Seu aviso era claro. Ele se virou de costas e rebolou até o meio do quarto. 

 

Suas mãos foram até a barra de seu shorts de dormir e a abaixaram, revelando sua boxer. Salivei com a visão de sua bunda durinha, mesmo que coberta. 

 

Baekhyun olha para mim por cima dos ombros e sorri sensualmente, ainda rebolando. Anda de costas até mim e se enfia entre minhas pernas abertas, se sentando em meu colo. Me apresso para agarrar sua cintura, mas ele segura minhas mãos, impedindo-me de fazer aquilo.

 

- Fique calmo, Channie - ele fala - Eu ainda não terminei.

 

Respiro fundo e deixo minhas mãos atrás de meu corpo. Ele se apoia em meu peito e começa a rebolar sobre meu membro, gemendo manhoso. Mordo meu lábio para sufocar um gemido e olho para o espelho que está estrategicamente posicionado à nossa frente. Ele tinha pensado em tudo.

 

- A vontade de dar para mim era tão grande assim? - falo com a voz em seu ouvido, ouvindo seu gemido manhoso como resposta - Ah... Baekie, eu vou te foder tanto. Você não vai conseguir sentar direito durante uma semana.

 

Ele não responde, deixando claro que está enlouquecendo. Sorrio ladino e passo a deixar selares em sua nuca e seus ombros, me deliciando com seus suspiros.

 

- Channye - ele me chama manhoso depois de um tempo.

 

- Sim? 

 

- Me fode logo, amor - ele implora.

 

Rapidamente, minhas mãos vão até sua cintura e a apertam. Baekhyun geme alto e se joga inda mais contra mim, colando nossos corpos.

 

- Calma, baby - falo, levando uma de suas mãos até seu membro e o massageando lentamente.

 

- Hm... - ele pressiona seus lábios para não gemer muito alto.

 

Retiro ele de meu colo e levanto da cadeira antes de puxa-lo contra mim e colar nossos lábios de forma intensa. Baekhyun geme baixinho com minhas mãos passeando por seu corpo e maltratando suas nádegas com fortes apertões e tapas. Suas mãos ficam espalmadas em meu peito durante todo esse tempo, apertando o tecido de minha camisa de vez em quando para liberar todo o prazer.

 

Separo nossas bocas e o encaro. Sua boca está vermelha e inchada pelos beijos e mordidas; suas bochechas, coradas e seus olhos, brilhando. Ele tem que ser só meu. Volto a beija-lo, mas de forma lenta e amorosa.

 

Caminhamos aos tropeços até a cama e caímos nela, dando risadas baixas - que se silenciam depois de alguns segundos. Volto a colar nossos lábios uma última vez antes de descer para seu pescoço e passar a marca-lo com chupões e mordidas, beijando todas as marcas assim que as faço, como pedido de desculpas. 

 

Levo minhas mãos até a barra de sua camisa e a levanto, deixando a pele leitosa de seu tronco à mostra para mim. Lambo meus lábios com a cena e abocanho um dos seus mamilos rosados, ouvindo seu gemido manhoso. Maltrato aquela área deliciosa com minha boca, fazendo meu pequeno arquear as costas. 

 

Seus dedos adentram meu cabelo e deixam carícias repletas de sensualidade. Parto para o outro botão rosado, fazendo o mesmo que fiz no outro. 

 

Meus lábios descem por sua barriga, indo até a barra da cueca que ele está usando. Olho para seu rosto e vejo ele sorrir de lado antes de se levantar e me jogar de costas na cama. 

 

Nossos lábios são selados mais uma vez, mas de forma rápida. Logo seus beijos descem pelo meu pescoço. Enquanto ele maltrata minha pele, minhas mãos apertam suas coxas e ajudam-no a rebolar sobre meu membro coberto pela calça moletom.

 

Quando cansa, Baekhyun puxa minha camiseta, fazendo-me sentar com ele em meu colo. Voltamos a nos beijar de forma sedenta. Suas pequenas mãos rasgam a minha blusa e retiram a sua em menos de um segundo, deixando-nos apenas de boxer. 

 

Sua boca volta a brincar com a minha pele, descendo até minha cueca. Ele me encara safado e lambe meu membro por cima do tecido, me fazendo gemer alto demais. Baekhyun sorri com o resultado e continua com as carícias mais um pouco, antes de descer a barra de minha boxer com os dentes.

 

Meu membro salta quando liberto e os olhos de Baekhyun o encaram de forma desejosa. Logo suas mãos o agarram e masturbam-no lentamente, me fazendo suspirar. Ele sorri e abaixa um pouco seu rosto, lambendo minha glande.

 

- Baek... Hyun... - gemo.

 

Seu sorriso se torna sádico e ele lambe toda a minha extensão novamente antes de abocanhar o máximo que consegue, me fazendo sufocar um grito de prazer. 

 

Sua boca sobe e desce alterando a velocidade, me levando ao delírio. Sinto meu corpo dar alguns espasmos e percebo que logo vou chegar ao meu ápice. 

 

- Para - mando e vejo ele obedecer.

 

- O que foi? - ele me encara temeroso - Não gostou?

 

Rio safado e o puxo para mais um beijo, apertando sua bunda por dentro da cueca.

 

- Eu amei, mas quero gozar em outro lugar.

 

Não dou tempo para ele responder. Jogo-o na cama e subo em cima de seu corpo, atacando seus lábios de forma intensa. Baekhyun solta alguns gemidinhos entre o beijo, talvez por eu maltratar a pele de sua cintura e suas pernas com as minhas mãos. 

 

Arranco o último pedaço de roupa de seu corpo e vou até o criado-mudo, pegando o frasquinho de lubrificante. Volto para perto do outro e fico entre suas pernas. Lambuzo dois dedos com o lubrificante e começo a beijar o Baek enquanto o preparo. Não é preciso muito tempo para eu adicionar mais alguns e ele ficar impaciente.

 

- Vai logo, Chanyeol - ele resmunga.

 

Retiro meus dedos de seu interior e pego mais um pouco de lubrificante, passando o mesmo em meu membro. 

 

Roço minha glande em sua entrada e vejo ela piscar ansiosa. Vou penetrando-o aos poucos, deixando ele se acostumar. Nossos lábios e línguas se acariciam enquanto não me movo.

 

- Pode ir - ele sorri, me fazendo imita-lo inconscientemente.

 

Começo a me mover lentamente, mas logo acelero meus movimentos. Nossos gemidos de prazer ecoam pelo quarto, assim como o som de nossos corpos se chocando. 

 

Minhas mãos agarram sua cintura enquanto eu me apoio em meus pés, estocando-o com mais velocidade. Num determinado momento, ele geme mais alto que o normal, anunciando que eu achei sua próstata. Continuo acertando ali até Baekhyun gozar, sufocando meu membro com suas paredes internas e me fazendo acompanha-lo. 

 

Retiro-me de seu interior e me jogo na cama, puxando-o para um beijo apaixonado.

 

- Bom.... - ele começa quando nos afastamos - Bom dia, amor.

 

Caímos na gargalhada com a sua fala e voltamos a nos beijar, antes de ir para o banheiro.

 

É... um ótimo dia.

 

FIM


Notas Finais


Desculpem-me pelo lemon horrível, mas eu tive que escrever ele rápido porque tô correndo contra o tempo.[

Obrigada a todos que acompanharam a fic desde o início e a quem chegou depois também!

Obrigada a todos que comentaram e me fizeram feliz.

Todos os comentários desse capítulo serão destacados, como nas outras fanfics, pois é o último!

Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...