História Roses - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Shawn Mendes
Tags Amizade, Amor, Carreira, Celebridades, Fama, Família, Musica, Reflexões, Shawn Mendes
Visualizações 21
Palavras 1.227
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lírica, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Tomara que você goste :) Ainda tem muita coisa pra acontecer..

Capítulo 5 - Que droga.


Fanfic / Fanfiction Roses - Capítulo 5 - Que droga.

O dia continua normal, eu ainda estou no meu quarto de hotel e nem vejo a hora de ir pra praia, caminhar na areia, sentir a brisa, ver pessoas, mas ainda está muito sol pra isso. Enquanto isso eu leio um pouco, vejo como estão as coisas no Brasil, e cochilo também já que vou ter que esperar mesmo.

Eu acordo com um barulho no quarto ao lado, era o mesmo quarto que tinham violões e mochilas no corredor em frente à porta pela manhã. Não parece nada mas mesmo assim eu acordo e lavo o rosto e vou em direção a janela/porta que dá pra sacada, quando de repente...

----------------------------------------------------------

SHAWN MENDES´ VIEWPOINT

Eu acabei de voltar do almoço, com o Charlie, e o pessoal. O Charlie foi pro quarto de hotel dele pegar uma toalha e o pessoal da banda está no saguão nos esperando pra ir pra praia; eu subi pra trocar de roupa e aproveitar um dia na praia.

Tiro a calça e a camisa e quando vou colocar um short escuto um barulho na porta, parece que alguém entrou no quarto, eu estou perto da janela e consigo olhar quem é discretamente esperando pra que se fosse um dos meninos eu pudesse dar um susto; mas pra minha surpresa, não é, é uma menina de uns quinze anos vestida de camareira, o que é muito estranho porque pra começar elas teria batido, e além disso ela não teria essa idade.

-Shaawn, cadê você? –Ela diz com uma voz de quem fala com um bebê, então eu percebo que é uma fã doida.

Coloco o short rápido, mas não dá tempo de colocar a camisa pensando em um jeito de fugir da mocinha, eu olho pra janela e vejo que tem um espaço pequeno entre uma sacada e outra, então eu não acho outra opção se não pular por quarto do lado, torcendo pra não ter ninguém, eu só vou pular e ir pro saguão correndo.

Eu passo as pernas por cima da corrimão de vidro e me preparo pra pular antes que a garota me veja, eu finalmente pulo, MAS...

---------------------------------------------------------

Eu vou pra sacada e QUANDO EU ME VIRO, UMA PESSOA CAI EM CIMA DE MIM PULANDO DA SACADA DO OUTRO QUARTO! Ela está só de short, sem camisa, sem calçados...

-Mas o que que é iss... –Percebo que é o Shawn e ele olha pra mim com uma cara de desesperado.

Ele tampa a minha boca com a mão e faz shiu com um dedo na frente da boca.

-Huuuhuum! –Ele tira a mão da minha boca.

–Você ainda tá em cima de mim! –Ele levanta depressa e me ajuda a levantar também me puxando pela mão rapidamente pro quarto.

-O que foi que aconteceu? – Eu pergunto e ele faz shiu pra mim.

-Shiu você! Mas que [email protected] é ess...

-Shiu, tem uma garota que pulou no meu quarto. –Ele fala super agitado. –Quer dizer, eu pulei no seu quarto porque uma garota apareceu no meu quarto! –Ele explica olhando pra sacada do quarto dele como se fosse do FBI.

-E por que você tá sem roupa? –Pergunto curiosa.

-Porque eu estava me trocando quando ela entrou no quarto! –Ele responde como se fosse óbvio, dando a entender que eu estava atrapalhando a investigação criminal dele, ainda sem olhar pra mim e sem ter prestado atenção em quem eu era (não que eu esperava que ele se lembrasse de quem eu era, mas você entendeu...)

-Você não quer que eu ligue pra recepção? Ela pode roubar alguma coisa. –Falo indo pra sacada, quando ele me pega e me puxa pra bem perto dele, com um espaço de uns 5 centímetros entre os nossos rostos. Eu olho nos olhos dele espantada.

Ele percebe quem eu sou. E continua me olhando nos olhos.

-Ei, você é a Angel, certo? –Tenho que admitir, ele tem uma boa memória. –A brasileira! –Ele continua. Eu faço que sim com a cabeça deixando a minha expressão mais leve.

-AHH, ELE NÃO TÁ AQUI! –Ouvimos a voz da garota vindo do quarto dele, e logo em seguida a porta do mesmo batendo.

Eu me afasto sem falar nada mas ele continuar a olhar pra mim.

-Você é a namorada do Noah não? –Ele fala quebrando o silêncio. Eu arqueio as sobrancelhas e faço que não com a cabeça como se aquilo fosse o maior absurdo.

-Ah, não? Não é mais? –Ele pergunta achando estranho.

-Não, nós nunca fomos namorados, por quê?

-Eu achei que fossem, me enganei pelo visto...

-Vocês tem uma ótima memória hein. –Falo me referindo à ele e ao Geoff. Ele responde me impressionando, dizendo:

-É fácil se lembrar de alguém como você. –Eu arqueio a sobrancelha de novo.

-Quer dizer, você... você bebeu na minha garrafinha, lembra? –Nem lembrava.

-Ah, é, verdade, escuta só, você vai gostar dessa: Depois de eu ter bebido na sua garrafinha descobri que você é um cantor famoso.

-E eu descobri que você é uma modelo. –Ele responde.

-Eu te contei isso.

-Viu, você também tem uma ótima memória. –Ele disse.

-Touché. –Eu entro na brincadeira. –E eu descobri que você namora. –JOGUEI NO ÁR.

-Touch... QUE? Quem é que eu não sei? –Ele pergunta com uma cara de confuso. Eu penso em mudar de assunto, mas quero tirar a minha dúvida logo de uma vez.

-Ué, você e o Geoff... – Ele começa a rir desesperadamente  e pergunta:

-Não, hahaha, nem pra me arrumarem um namorado mais bonito. –BINGO, ele é gay.

-E também, eu gosto de mulheres, não ficou claro? No avião eu até falei pro Geoff que você seria uma óti... –Eu dou um sorriso de lado e franzo a testa.

-O quê?- Pergunto.

-O que o que? –Ele responde.

-O que que você disse? –Eu respondo e ele ri ainda mais, e rio junto, a essa hora já perdi há muito tempo.

-haha, você não quer que eu ligue pra recepção, ela pode ter pego alguma coisa- Falo sobre a fã que invadiou o quarto dele.

-Ela quem? – Ele pergunta.

-A garota...

-Ah, sim, sim, a garota, sim...

-A que invadiu seu quarto. –Respondo.

-AH, a garota que invadiu, posso usar o seu telefone?

-Claro haha- Respondo rindo.

-------------------------------------------------------

Os seguranças do hotel pegaram a menina e o grupo do Shawn subiu. Quando o Shawn ia sair do quarto, colocando uma camisa que um dos garotos deram pra ele e eu estava fechando a porta ele perguntou:

-É, obrigada por tudo. – Ele fala e eu sorrio.

–Disponha. –Volto a fechar a porta. Ele interrompe.

-Eu estava pensando, você não quer ir na praia? Hoje, na praia? –Ele pergunta atrapalhado.

-Ah, eu não sei... –Respondo tentando fugir.

-Antes que eu vá embora da cidade?

-Você é um péssimo mentiroso, eu sei que você tem um show aqui amanhã! Haha

-Ah não, fui pego. –Ele responde colocando a mão no coração.

-Eu te pago um sorvete, pra ´´dispor`` a sua ajuda hoje. E ai? –Ele insiste.

-Ou melhor, eu te pago um sorvete pra ´´dispor`` a garrafinha de água daquele dia.

-Topo. Mas eu prefiro um muffin... –Eu sorrio.

-Fechado. –Fecho a porta.

Ele ganhou, conseguiu, agora não tem mais jeito, fala sério, como ele me ganhou com um muffin?! Meu Deus, eu não posso me apaixonar por Shawn Mendes, ele é o Shawn Mendes.

QUE DROGA.


Notas Finais


MANAS, VOCÊS VIRAM A FESTINEA DO SHAWN? Caracoles!!!!! E o apartamento dele todo arrumadinho, assistindo Grey´s Anatomy :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...