História Roses (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Assassino, Drama, Mistério, Suga, Suspense
Exibições 777
Palavras 1.707
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oi xuxus do meu kokoro, como cês tão?
74 favs desde o último cap, passamos 900, falta muito pouco pra 1k, meu senhor amadinho, muito obrigada <3
vim aproveitar pra divulgar minha nova filha, meu novo imagine jimin (lá nas notas finais)
perdoem a minha demora e bora ler <3

Capítulo 26 - Por você.


Fanfic / Fanfiction Roses (Imagine Min Yoongi) - Capítulo 26 - Por você.

Ok, talvez eu tenha ficado um pouco surpreso com a reação do Jiminie.

Ele não costuma chorar muito menos acompanhado de um pedido de perdão. Sentia o arrependimento em sua voz, pena ter se deixado dominar por uma coisa tão boba quanto essa vingança desnecessária.

Mesmo que tenha chego ao seu extremo, ameaçando o Hoseok com uma arma e atirado em mim, era como se aquele não fosse ele, sabe? Como se alguém controlasse sua mente, conheço ele o suficiente pra ter certeza que não faria isso por pouca coisa.

Mas o amor possessivo acaba mudando as pessoas e elas chegam a fazer coisas que nunca fariam se estivessem em suas condições normais. Sei que no começo era pelo Hoseok, mas depois o ódio pelo hyung virou algo extremamente pessoal.

Queria vê-lo morto de qualquer jeito, ou pelo menos preso, mas acabou fazendo uma justiça com as próprias mãos...que acabaram o culpando, e agora estão algemadas.

Por que você se envolveu com isso? A gente podia estar tão bem, longe daqui.

-Claro que eu perdoo –sorri agora deixando algumas lágrimas escaparem também -Que tipo de amigo eu seria se não perdoasse com um pedido tão sincero desses?

-Obrigado Kook, você deve ser algum tipo de anjo perdido na Terra, só pode –falou e eu sorri envergonhado.

-Eu cometi vários erros durante a minha vida, talvez não tão grandes assim, mas mesmo assim foram erros que me deixam provar que não chego nem perto de ser um anjo.

-Mas não é o que parece, você sempre tenta manter tudo em paz, e mesmo que esteja machucado prefere cuidar para que ninguém mais se machuque. Olha pra você, tá com a coluna machucada e pode ferrar com ela a qualquer momento e invés de estar em repouso veio me ver.

-Eu não conseguiria ficar deitado na minha cama sendo que meu pensamento era focado em você, precisava te ver pra saber como estava.

-Não posso dizer que estou bem, mas saber que você está vivo já melhorou muito o meu dia –sorriu.

-Você ficou bravo com a ____ por ela ter te entregado pra polícia?

-Não estou bravo, inclusive ela agiu certo, eu fiz muita coisa errada e se estou aqui é porque mereço. Ninguém fica na cadeia se não merece afinal.

-Eu posso te tirar daqui se quiser, tenho umas economias, consigo pagar a fiança e te liberar –ele abaixou a cabeça e eu o encarei confuso.

-Me deixa aqui, Kook.

-Mas Jiminie...

-Ei, eu sei o que tô falando, não me tira daqui por enquanto.

-Tem certeza disso?

-Absoluta, preciso disso para deixar a ficha cair do tamanho da merda que eu cometi, mereço isso e vou cumprir com o tempo que for necessário.

-Sabe quanto tempo você pode ficar preso aqui?

-Sei exatamente –sorriu fraco segurando as lágrimas -Já me disseram qual é a pena, 5 anos por tentativa de homicídio e 1 por porte ilegal de arma.

-Você não vai ficar 6 anos preso aqui, não posso deixar.

-Se eu tivesse te matado nunca me perdoaria, 6 anos comparado à dor de te perder é pouco ainda.

-Acabou o tempo –o guarda disse puxando Jimin pelo braço.

-Eu vou voltar sempre pra te ver, tá bom? -falei assim que ele virou as costas.

-Eu sei que vai.

Yoongi P.O.V

Depois de um tempo deitados, ______ e eu fomos tomar um banho rápido, depois trocamos de roupa e voltamos pra cama.

Ouvimos a porta sendo fechada com calma e logo ouvimos os latidos afobados do Paçoca, o que deixou bem claro que era o Jungkook que tinha chego.

-Oi amorzinho do pai, quem é o cachorrinho mais lindo do mundo? -ri ao ouvir a voz infantil que Jungkook fazia pra falar com o cachorro –O pai sentiu sua falta.

-Kook –______ chamou ele e o mesmo abriu a porta com o pequeno cachorrinho em seu colo.

-Oi casal –disse sorridente e sentou na cama.

-Onde você tinha ido? -perguntei curioso.

-Fui visitar o Jiminie –disse fazendo carinho na pequena bola de pelos que agora estava sentadinho ao seu lado.

-Você tá bem? -perguntei percebendo uma certa fraqueza em sua voz.

-Tô -disse com a cabeça baixa, ____ então se levantou e foi até ele, levantou seu rosto e foi possível ver as lágrimas escorrendo por suas bochechas.

O abraçamos ao mesmo tempo e sentia ele se confortar em nossos braços. Jungkookie era como uma pequena criança mesmo, sofria e sorria com sinceridade, se sentia abandonado por um grande amigo que era como seu irmão e imagino o quanto doía vê-lo em uma situação como essas. Seu coração era tão puro e inocente que mesmo quando foi magoado, não deixou de se preocupar com o amigo, não deixou a raiva o consumir, apenas seguiu sua vida, torcendo que no final tudo desse certo.

Ele amava como uma criança, inocentemente, da forma mais pura e sem esperar nada em troca.

Mas tinha a mente de um adulto quando queria, era o único que pensava bem no que iria falar para não magoar ninguém, pensava antes de agir por simples impulso, além de que seus conselhos eram os melhores.

Todos deveriam ser mais como ele, o mundo seria bem melhor.

Ele me ensinou tantas coisas nesse curto tempo que temos juntos.

Me ensinou a acreditar em amizade, que devemos amar de coração aberto sem exigir que nos amem na mesma intensidade, que um sorriso pode mudar o dia de uma pessoa e que um amigo sincero pode fazer até o mais insensível assassino se arrepender.

Ensinou o verdadeiro valor de uma pessoa.

Me fez lembrar como é ter uma família.

Olhei pra _____, pra ele e pro Paçoca.

E finalmente conclui que estava bem longe de ficar sozinho de novo, pois agora eu tinha uma família.

Eles são a minha família.

3 meses depois...

Podemos dizer que poucas coisas mudaram nesse tempo.

Hoseok e eu viramos bem amigos, além de que ele e a ______ continuaram melhores amigos como devia ser.

Namjoon e Jin foram viajar, Nam foi tentar vender suas composições para uma produtora famosa e Jinnie foi fazer um curso de gastronomia na França, chique não?

Jungkookie arranjou uma namorada, a Luna, é uma garota tão fofa quanto ele. O Paçoca inclusive namora a cadelinha dela, a Lulu, uma poodle micro toy preta.

_______ e eu estamos cada vez mais próximos. Cada dia que passa eu a amo mais, essa garota é a minha vida.

Jungkook foi visitar o Jimin esse tempo todo, não ficava mais de uma semana sem ir vê-lo. Sempre que podia estava lá, conversavam, Kook contava as novidades e o mais velho sempre ficava feliz em saber que estavam todos bem.

O maknae até me contou que quando falou sobre a minha amizade com o Hoseok, ele ficou feliz, achou uma notícia boa e disse que finalmente Hobi teria um amigo bom.

Parece ter se arrependido, porque sempre que o Kook fala sobre ele, o mesmo sempre demonstra uma intensa alegria pela felicidade de todos, sendo que ele mal vê a luz do dia e deveria estar extremamente estressado e odiando todo mundo ao seu redor. Mas ele reagiu bem ao contrário, está aceitando sua condição atual e comemorando a vitória alheia, parece ter evoluído dentro daquele lugar horroroso.

O que me deixou mais chocado foi saber que ele pediu que não pagassem a fiança pra ele e que deveria ficar os 6 anos da pena lá, a consciência dele pesou demais quando se ligou que podia ter deixado o melhor amigo sem movimentos ou até mesmo tê-lo matado.

Eu queria tanto seguir minha vida em paz, mas a minha consciência também me incomodava algumas vezes, por mais que sei que não tem como voltar atrás dos erros que cometi, não dá pra ressuscitar todas aquelas pessoas.

Mas sei o que devia fazer pra diminuir esse peso.

Jimin P.O.V

Estava deitado no colchão gelado enquanto encarava a parede encardida colorida de um verde desbotado.

Mexia nos cabelos e viajava em meus pensamentos, faltam exatamente 2157 dias pra poder sair daqui.

Quem eu tô querendo enganar, é tempo pra caralho, vou apodrecer aqui.

-Park Jimin –o guarda disse enquanto destrancava o portão.

Já juntei as mãos e fui em sua direção, esperando que ele me algemasse como de costume. Achei que deveria ser o Kook já que essa semana ele ainda não tinha vindo me visitar.

-Você foi liberado –ele disse e então abaixei as mãos, o encarando confuso.

-Que tipo de brincadeira é essa? -perguntei estranhando.

-É sério, trouxe suas roupas –jogou uma sacola em minha direção- Se troque e pode sair.

Saí da cela e fui até o banheiro, retirando o uniforme e colocando a calça jeans e a camiseta que tanto sentia falta de usar. Coloquei o boné virado pra trás e fui até a entrada do local.

-Você poderia me informar como eu fui liberado? -perguntei pro guarda que ficava perto da moça que controlava a entrada.

-Além do bom comportamento ter diminuído significativamente sua pena, alguém decidiu pagar a fiança -respondeu rapidamente.

-Quem?

-Eu –virei pra trás e vi Yoongi sorrindo encostado na porta da antiga sala de visitas.

-Por que? Você não tinha motivo nenhum pra fazer isso, Yoongi –falei confuso.

-Vamos embora daqui primeiro –fomos até o carro que reconhecia de longe que era da _____, entramos e então ele me encarou.

-Sério, por que me tirou daqui? Achei que queria me ver apodrecendo na cadeia.

-No começo eu queria sim –sinceridade sempre foi seu forte- Mas acabei pensando melhor.

-Por que?

-Ver o Jungkook triste por causa do amigo não me deixava tão bem.

-Foi por causa do Kook então?

-Também. Vi que fiz coisas muito piores do que você e nem ao menos fui punido por isso, acho que o que fez não chega nem perto, acho que seria até injusto te deixar aqui por todos esses anos. Se eu tive uma segunda chance, por que te impediria de ter também?

Abaixei a cabeça.

-Mas você continua não gostando de mim, né?

-Não tem como gostar de alguém que me odiava, mas podemos tentar por ele –Yoongi abriu o porta luvas e encarou a pequena foto de Jungkook que estava ali dentro.

Por você, Jungkook.


Notas Finais


fic do jiminie: https://spiritfanfics.com/historia/we-dont-talk-anymore-imagine-park-jimin-7090344
como eu amo as amizades dessa fic <3
sobre o Yoongi e o Jimin fazendo as pazes pelo Jungkook, tô mortinha com tanto amor
espero que tenham gostado :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...