História Roslyn: Dramione - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Blásio Zabini, Cho Chang, Córmaco Mclaggen, Daphne Greengrass, Ernesto Macmillan, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Lilá Brown, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Theodore Nott
Tags Amor, Draco Malfoy, Dramione, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hogwarts, Romance, Rony Weasley, Theodore Nott
Exibições 485
Palavras 1.918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 10 - O jogo de quadribol


POV Hermione Granger.

Depois que Theo saiu do jardim, Luna e Gina chegaram, passamos a tarde inteira conversando, pois fomos dispensadas do último período. Conversávamos sobre tudo, estávamos ansiosas para o jogo de quadribol contra a Corvinal. Gina jogaria como artilheira e exigiu a nossa presença. Eu iria acompanhada de Theo, convidei Luna pra ir conosco, pois ela iria sozinha. Gostava muito de Luna, ela era calma, uma excelente ouvinte e sempre tinha um ótimo conselho pra dar, diferentemente de Gina que apesar de ser minha melhor amiga, era muito estressada e sempre estava nos metendo em confusões. Um dia Gina colou um chiclete no cabelo de Pansy Parkinson e falou que fui eu, a buldogue ficou uma fera comigo, acabei azarando a sonserina, e a mandando pra enfermaria, o que resultou em três dias de detenção pra mim.

A tarde passou rapidamente, fomos para o jantar no salão principal. Luna foi pra mesa da Corvinal, e eu e Gina para a mesa da Grifinória. Sentei-me entre Harry e Neville. Olhei de relance para a mesa da Sonserina, Theo estava lá me olhando. Combinei com Gina de nos encontrarmos no meu quarto para conversarmos, a ruiva disse que iria primeiro passar no salão comunal da Grifinória e depois iria para o salão dos monitores. Terminei o jantar com calma e fui para a biblioteca, precisava pegar um livro sobre Animagos.

Cheguei à biblioteca e Madame Pince estava conversando com duas alunas da Corvinal, nos cumprimentamos, e eu fui em direção a uma mesa deixei minha mochila em uma das cadeiras e fui procurar o livro que eu preciso.

Demorei a encontrar o livro, perdi muito tempo entre as estantes, quando o encontrei, fui para minha mesa e comecei á folha-lo, não terminei de ler nem o primeiro capítulo, e já estava dando a hora da biblioteca fechar, emprestei o livro e o guardei em minha mochila, me despedi da bibliotecária e saí.

Fui em direção ao salão dos monitores, a noite estava bonita, caminhava pelo quarto andar, o salão dos monitores era no sexto, passei por uma janela e constatei que era lua-cheia, a noite estava linda. Senti que alguém estava vindo atrás de mim, caminhei mais rápido, a pessoa também acelerou o passo, movida por coragem olhei pra trás, meu coração parou. Era Nott. Deixei de caminhar e o esperei chegar até mim.

- Theodore, quer me matar do coração?  - perguntei.

- Claro que não Mione. – ele respondeu sorrindo largamente.

Seus dentes eram brancos e retos, o que o deixava o sorriso dele ainda mais bonito.

Sentia-me aliviada por ser Theo, ele passou o braço por meus ombros e fomos conversando enquanto caminhávamos. O corredor estava vazio e pouco iluminado. Theo parou de caminhar, ele veio se aproximando, bati minhas costas na parede, dei um pequeno grunhido de dor. Ele me beijou, suas mãos agora passeavam livremente por minha cintura, eu acariciava seus cabelos, sua boca agora brincava com o lóbulo de minha orelha.  Ele abriu três botões da minha camisa, suas mãos apertavam os meus seios por cima do sutiã. Ele parou quando fomos interrompidos por uma voz.

- Vão pra um quarto! – Gina disse

Separamos-nos rapidamente, e nos recompomos. Gina estava com um sorrisinho malicioso. Com certeza já estávamos mais vermelhos que os cabelos dela. Ainda bem que era ela, imagina se fosse o Filch ou pior se fosse a diretora.

Theo juntou minha mochila que estava no chão e a carregou pra mim, no caminho todo Gina foi falando em como nós estávamos nos amassando em um corredor escuro, o que me deixou ainda mais envergonhada.

- A cara de vocês foi hilária. – a ruiva falou rindo.

- Ginevra Weasley, você pode fazer o favor de parar de falar sobre isso. – disse irritada.

- Ta bom, já não está mais aqui quem falou. – ela disse.

Chegamos ao salão comunal. Gina foi para o quarto nos deixando a sós. Sentei-me no sofá e Theo sentou-se do meu lado, nos beijamos novamente, eu já estava deitada no sofá, ele estava por cima de mim, ele já tinha tirado minha camisa, foi quando recuperei a sanidade e o afastei. Despedi-me dele e subi correndo as escadas. Entrei no meu quarto e tranquei a porta, fui para o banheiro e tomei um banho frio.

Enrolei-me em uma toalha branca, e saí do banheiro, me vesti e fui deitar.

Apenas revirei a cama, não estava conseguindo dormir, o que eu tinha feito hoje? Estava me sentindo uma vadia, eu nunca havia me agarrado com alguém em um corredor escuro. De tanto pensar, acabei pegando no sono e adormeci.

Acordei exausta. Hoje seria o dia do jogo da Grifinória. Levantei-me e fui para o banheiro, me olhei no espelho e estava com olheiras, resultado de uma noite mal dormida, tomei um banho demorado, me enxuguei e deitei novamente em minha cama, não estava nem um pouco animada pra ir nesse jogo, mas havia prometido a Gina que iria e também havia Harry e Ron, eles ficariam magoados comigo, se eu não fosse assisti-los jogar. Nossa casa com certeza ganharia, não entendo muito de quadribol, mas pelo que escuto Gina e os garotos falando, o time da Corvinal é bem fraco.

Ouvi uma batida na porta. Levantei ver quem era.

Gina quase caiu com tudo no chão, pois ela estava escorada na porta, a cara dela de assustada estava impagável. A ruiva vestia o uniforme vermelho e dourado da Grifinória, seu cabelo estava preso em um rabo de cavalo, a caçula dos Weasley jogava na posição de artilheira, mas também era apanhadora reserva. Ela entrou em meu quarto e eu fechei a porta, a garota tinha se sentado em uma das poltronas e agora me encarava.

- Hermione, eu não acredito que você ainda está de pijama – ela disse.

- Gina, eu me arrumo em dois minutos. – falei.

- Nada disso. Você não vai ao jogo de sua casa, vestida como uma mendiga. – a ruiva disse

- Ok – concordei com Gina.

Abri meu guarda roupa, e peguei minha saia preta plissada, uma meia calça grossa, pois estava um dia gelado, uma blusa de manga longa cinza, e um casaco preto longo, coloquei o cachecol da Grifinória, calcei minhas botas de cano longo e fiz uma maquiagem leve, com aceno de varinha alisei todo o meu cabelo.

Olhei-me no espelho, pra mim eu estava ótima, olhei na direção de Gina, pedindo sua opinião.

- Então o que acha? – perguntei.

- É você até que está arrumadinha – ela falou.

- Você vai sozinha ao jogo? – perguntou-me.

- Não, Theo vai comigo. – respondi.

- Vai ser engraçado, ver um sonserino na arquibancada da Grifinória. – ela falou.

Gina despediu-se de mim, ela teria que chegar antes ao campo de quadribol, para repassar a tática do jogo com o time.

Arrumei todo o meu quarto de modo trouxa e desci as escadas. Theo já estava lá em baixo me esperando. Ele vestia uma calça jeans, um blusa verde-musgo, uma jaqueta de couro e coturnos pretos. Cumprimentou-me com um selinho.

Fomos para o campo de quadribol, subimos para a arquibancada da Grifinória, sentei-me e Theo foi comprar alguns chocolates e duas cervejas amanteigadas. Vi Luna e a chamei pra sentar comigo.

- Olá Hermione! – disse a loira sorrindo.

- Oi, Luna! Está animada para o jogo? – perguntei.

- Estou sim e você? Espero que a Corvinal ganhe. – ela respondeu.

Luna pertencia á Corvinal, porém tinha muitos amigos na Grifinória.

- E eu espero que a Grifinória ganhe. – disse rindo.

Fomos interrompidas por Ernesto Macmillan, que se sentou ao meu lado.

- Olá Hermione, Luna. – ele nos cumprimentou sorridente.

- Olá. –respondemos em uníossso.

- Hermione, eu queria saber se você gostaria de sair comigo qualquer dia desses? – ele perguntou.

Ernesto Macmillan é lufano, alto, loiro, até que era bonitinho. – pensei. Estava prestes a responder quando vi Theo chegando, isso não iria prestar.

- Hermione, o que o Macmillan está fazendo aqui? – Nott perguntou irritado

- Nada Theo, ele já está de saída – respondi.

- Macmillan, eu espero não ver você perto da minha garota novamente – disse Nott.

- Theodore Nott, pare com isso agora, está todo mundo nos olhando. – disse envergonhada.

Levei Theo para longe, ele estava bufando de raiva, me despedi de Luna que entendeu a situação e sorriu compreensiva.

Sentamos-nos bem longe de onde estávamos. Ele entregou- me uma barrinha de chocolate e uma cerveja amanteigada. O jogo já iria começar. Dino Thomas iria narrar à partida de hoje.

- Bom dia alunos de Hogwarts, estão prontos para esse grande jogo? - Dino perguntou no microfone.

- Sim – a torcida respondeu animadamente.

Com vocês o time da Corvinal. – Dino chamou os corvinos

Os jogadores da Corvinal vestiam uniformes azuis com detalhes em bronze, entre eles reconheci apenas Cho Chang, que era a apanhadora do time.

Logo Dino chamou o time da Grifinória. Vi Harry, Ron e Gina, voando em direção ao centro do campo. Angelina, Simas, Cátia e Alicia, vinham logo atrás carregando uma grande bandeira com o brasão de nossa casa.

- Espero que as duas casas honrem sua história e joguem limpo. Que se inicie o jogo. –  disse Madame Hooch – jogando no ar a Goles, dois balaços e o pomo de ouro.

- A goles está com Angelina, ela passa pra Gina que faz um gol.

Que bela jogada Gina – disse Dino narrando o jogo

-Um balaço atinge Simas Finnigan, o grifinório está caindo!  Finnigan consegue se recuperar e retoma o controle de sua vassoura – Continua Dino.

A Grifinória estava ganhando. Gina e Alicia fizeram vários gols. Nott estava com a cara amarrada, eu sabia que ele só tinha vindo, porque eu insisti muito. Eu estava tomando minha cerveja amanteigada, quando Theo me cutucou.

- Hermione vamos lá fora, eu quero conversar com você. – ele disse se levantando.

Concordei com ele e o segui para fora do campo de quadribol. As arquibancadas estavam lotadas, estava difícil se locomover ali.

Sentamos-nos no gramado, em frente ao lago negro, um silêncio absoluto reinava.

Nott fazia muitos planos para o futuro, e eu só queria aproveitar o presente. Eu estava me sentindo sufocada pelos ciúmes dele.

-Hermione eu quero saber se você quer namorar comigo?  - ele disse

- Eu não sei. Acho que é muito cedo – falei. Fiquei surpresa pelo pedido, pois estávamos ficando á apenas uma semana.

- Você não gosta de mim? – ele perguntou nervoso.

- Não quis dizer isso Theo, só estou confusa, eu não sei o que sinto por você. Acho melhor darmos um tempo. – respondi.

- Hermione, nós podemos dar certo, eu só estou pedindo uma chance de lhe provar isso. –ele insistiu.

-Theo, eu já disse que não sei. Outra hora nós nos falamos. – falei e saí o deixando sozinho.

Voltei para o campo de quadribol á tempo de ver o final do jogo, sentei-me ao lado de Neville. O placar estava 70 para Grifinória e 40 para Corvinal

- Parece que Harry Potter, avistou o pomo de ouro – Dino narrava.

- Potter pegou o pomo de ouro! 150 pontos para a Grifinória que vence a Corvinal, placar final: 220 para Grifinória contra 40 da Corvinal – Dino comemorava.

Neville e eu fomos para o centro do campo comemorar com os alunos de nossa casa, abracei Harry, Ron e Gina.

- Hermione, você está convocada a me ajudar a organizar uma festa de comemoração – disse Gina enquanto me abraçava.

- Pode contar comigo! – disse animadamente.

- Vamos organizar a maior festa que Hogwarts já teve. – a ruiva disse rindo.

 

 

 

 

 

                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                      



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...