História Roslyn: Dramione - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Argo Filch, Blásio Zabini, Cho Chang, Córmaco Mclaggen, Daphne Greengrass, Ernesto Macmillan, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Lilá Brown, Minerva Mcgonagall, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Pansy Parkinson, Ronald Weasley, Rúbeo Hagrid, Theodore Nott
Tags Amor, Draco Malfoy, Dramione, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hogwarts, Romance, Rony Weasley, Theodore Nott
Exibições 486
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 11 - Cinza e Castanho


A casa dos leões venceu o jogo. Gina e eu vamos organizar uma festa para comemorarmos amanhã com o pessoal. Depois de sairmos do campo de quadribol, fomos para o salão dos monitores, apenas Malfoy estava lá, subimos para o quarto da ruiva, e começamos a organizar os preparativos, seria uma grande festa. Gina quer fazer o evento aqui no salão dos monitores, pois ela quer que tenha bebida alcoólica, e Minerva nunca permitiria isso no salão principal, teríamos que falar com Malfoy e Nott, pra ver se eles não se importavam. Descemos pra conversar com os garotos, e Nott, ainda não tinha voltado, contei pra ela, que eu e ele demos um tempo.

- Eu e Nott não estamos mais ficando– falei.

- O que aconteceu? Conte-me tudo! – ela disse.

Não queria falar sobre isso, mas Gina sempre foi minha confidente, e eu não poderia guardar isso só pra mim, teria que desabafar. Sentamos-nos no sofá próximo a janela. Malfoy estava em uma escrivaninha estudando e parecia indiferente a nossa conversa. Ele não tinha ido ao jogo, mas aposto que já sabia que a Grifinória havia ganhado, porque as noticias correm rápido pelo castelo como ele mesmo diz.

- Gina, eu estava me sentindo muito confusa ao lado de Nott, ele fazia muitos planos, eu só queria estar ao lado dele, sem compromissos, os ciúmes dele estavam me matando, você acredita que ele quase bateu em Ernesto Macmillan, só porque o garoto estava conversando comigo. Ele me pediu em namoro, e eu não aceitei – disse desabafando.

Senti-me mais leve depois de contar tudo a Gina. Pela primeira vez Gina escutou-me sem interrupções, vi um sorriso malicioso se formar em seu rosto.

- Bem vinda ao clube das solteiras novamente!– ela disse.

- Ai Gina só você. – falei.

- Mione amanhã a festa promete, temos de arrasar. – a ruiva falou.

Concordei com Gina e pedi a ela que fosse falar com Nott sobre a festa, não queria falar com ele sem antes organizar meus pensamentos, e eu falaria com Malfoy.

Aproximei-me de onde Malfoy estava ele parecia tão concentrado, que nem notou minha aproximação.

- Malfoy, eu posso falar com você? – perguntei.

- Já está falando. – ele disse.

- É sério. Eu queria saber se você se importa de fazermos uma festa da Grifinória amanhã aqui no nosso salão? – perguntei.

- Se eu estiver convidado, não me importarei – ele disse no meu ouvido.

-É claro, você pode participar sim – eu disse corada.

-Fiquei sabendo que você e Nott não estão mais juntos – continuou.

- C-como soube? – perguntei gaguejando.

- Nott estuporou Ernesto Mcmillan no corredor, ele teria feito coisa pior, se Blás não impedisse, o seu ex-namoradinho gritou pra escola inteira ouvir, que a culpa do término de vocês era do lufano. O garoto está desacordado na enfermaria. – ele respondeu.

- Merlin. – disse chocada

Nott passou dos limites, eu tinha que ir ver Mcmillan na enfermaria, estava me sentindo culpada.

-Mcmillan não parece fazer seu tipo Granger. – ele falou.

- E quem faz meu tipo? Você? – perguntei rindo.

- Sim. – ele disse me beijando.

Levantou- me fazendo eu me sentar na escrivaninha, derrubando tudo que estava em cima dela, suas mãos acariciavam minha cintura, eu desmanchava seu cabelo. Eu sorria durante, o beijo ele mordia meu lábio inferior. Depois de algum tempo, nos separamos ofegantes, ele me encarava, cinza no castanho, castanho no cinza.

- Porque me beijou Malfoy? – perguntei quebrando o silêncio.

- Porque eu estava com vontade. – ele respondeu sorrindo cafajeste.

- Eu tenho vontade de te matar, e nem por isso te matei. Se controle Malfoy. – disse irritada.

- Granger, não reclame, sabemos que também queria isso tanto quanto eu, se não você não tinha correspondido meu beijo. – ele disse rindo.

Fiquei quieta, não iria admitir pro fuinha que eu o queria, o beijo dele é tão bom. Nott perdeu o posto de garoto mais lindo que eu beijei.

- Hermione – ele me chamou.

- Desde quando me chama pelo primeiro nome? - perguntei

- Desde que eu te beijei e você correspondeu. – ele respondeu sorrindo.

Seu sorriso me encantava. Ele voltou a me beijar.

- Draco, eu tenho que ir. – disse me afastando dele.

Despedi-me dele com um selinho, e saí apressadamente pelo corredor. Merlin, eu beijei o Malfoy, a doninha, aquele loiro aguado e gostoso – sorri com o pensamento. Estava indo para o salão da Grifinória chamar Harry, Ron e os outros para ajudar com os preparativos da festa.

Cheguei ao meu destino, falei a senha para o quadro da Mulher Gorda que liberou minha passagem, eu me sentia bem nesse lugar, que me abrigou por tantos anos, era tão familiar, lembro-me de passar as noites aqui em frente à lareira conversando com Harry e Ron.

Entrei todos estavam ali. Gina já devia ter avisado que eu viria para organizarmos a festa.

Cumprimentei todos e comecei a falar.

- Gente, eu consegui o salão dos monitores para a festa, então a bebida vai ser liberada – falei.

- Mas vai caber todo mundo lá? – Ron perguntou.

- Eu vou usar Feitiço indetectável de extensão Ron. – respondi.

-Dino e eu podemos cuidar do som. – disse Simas.

- Ron você e Lilá ficam responsáveis por ir até a cozinha e pedir aos elfos a comida. – Gina disse entrando no salão.

- Neville e Parvati vocês cuidam dos convites. – falei.

Fui conversar com Harry, que estava isolado no grupo.

 - Harry que vá com a capa da invisibilidade até a Dedos de Mel, pela passagem da bruxa de um olho só para pegar os doces.– disse ao moreno.

-Como sabe da passagem Hermione? – ele perguntou-me.

- Nott me apresentou – respondi calmamente.

- Eu soube que vocês não estão mais juntos. – ele disse.

- Você e toda escola, já que ele fez questão de estuporar o Macmillan.

- Você está bem? – ele perguntou preocupado.

- Estou sim – respondi saindo, pois Gina estava me chamando.

- Hermione, vamos indo, temos de arrumar nosso salão para festa.

- Vamos – falei.

Despedimos-nos de todos, e encontremos Luna no caminho, já a convidemos e ela disse que iria.

Chegamos ao salão comunal dos monitores e não tinha ninguém na sala, subi para meu quarto pegar minha varinha para arrumarmos o salão. Estava saindo do quarto e encontrei Draco.

­- Vocês já conseguiram a bebida? – ele perguntou-me.

- Ainda não, nem sei se vamos conseguir sem Minerva ficar sabendo. – respondi.

- Se vocês falarem com a pessoa certa – ele disse

- Quem? – perguntei.

- Blás. Ele tem uma pequena adega no quarto. Eu posso conseguir as bebidas pra você. – ele disse rindo.

- Seria ótimo. – falei.

Encontrei Gina na sala arrumando todos os móveis. Malfoy foi conseguir as bebidas com Blás.

- Wingardium Leviosa – murmurei levitando os móveis.

Transfigurei alguns objetos em pufs, o salão estava todo pronto, Gina tinha arrumado a pista de dança no meio do salão. O Feitiço indetectável de extensão permitiria que aumentássemos mais o espaço para receber todos. Estávamos arrumando os banheiros da sala, quando Nott passou por nós e seguiu para o quarto.

- Gina, você falou com ele? – perguntei.

- Sim, ele disse que não se importava. – a ruiva respondeu.

- Você o convidou? – questionei.

- Sim – ela respondeu.

Estava tudo pronto, fomos para nossos quartos e Draco ainda não tinha voltado. Tomei um banho quente e deitei em minha cama, adormeci pensando no loiro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...