História Roxane - O ser sobrenatural desconhecido - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Kitsune, Lobisomem, Matilha, Shoujo, Yaoi
Exibições 20
Palavras 931
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Esse capítulo tá grande.... Eu queria pedir desculpa falei que ia postar no final de semana, mas ontem eu fui num festival e cheguei muito cansada em casa, então só deu pra postar hoje, mas ainda conta como final de semana kkk....
Espero que gostem:

Capítulo 7 - Conhecendo o resto da matilha


Fanfic / Fanfiction Roxane - O ser sobrenatural desconhecido - Capítulo 7 - Conhecendo o resto da matilha

~Roxane 

Ouvi batidas fortes na porta, lá em baixo, olhei para o relógio 5:30 da manhã, quem poderia ser? Saí da cama enrolada na coberta, descendo as escadas e abrindo a porta.  

- O sono devia tá bom. - disse Petter. Ele estava parado do lado de fora com seus três betas e um ômega bem educado.  

- Se vocês não viram as placas, tá escrito propriedade privada. - eu disse ajeitando o computador, esta frio . - O que vocês querem? Como sabem onde eu moro? - apenas agora tinha percebido que não havia dado o meu endereço.  

- Nós seguimos o seu cheiro. - disse o ômega meio envergonhado. Ele apresentava cabelos brancos e olhos castanho, estava com uma calça jeans preta um tênis Nike branco e uma camiseta preta com um moletom aberto azul e a jaqueta de couro preta por cima. Tenho que admitir o ômega tem estilo.  

- Como se chama? - perguntei olhando para o ômega. Todos os outros rapazes principalmente Petter ficaram bravos de eu estar prestando atenção no ômega.  

- Simon. - disse o garoto ficando vermelho por eu o estar encarando.  

- Muito prazer Simon. - eu disse, sorrindo para Simon. - Podem entrar. - eu disse, caminhando até o sofá e me sentando. Todos tentaram entrar mas não conseguiram.  

- Por que não podemos entrar? - ouvi Simon perguntando. Eu tinha esquecido da proteção da casa, e acabei por caminhar até a porta novamente.  

- Simon qual o seu sobrenome? - perguntei chamando a atenção dos lobisomens que discutiam em rodinha.  

- Feertonyn. - me respondeu Simon.  

- Simon Feertonyn pode entrar, sempre será bem vindo. - eu disse, os garotos não entenderam nada e estavam rindo da minha cara menos Simon. - Pode entrar agora Simon. - eu disse e Simon entrou passando ao meu lado, então todos os outros lobisomens pararam de rir e me encararam incrédulos. - Os três vão continuar em voto de silêncio, ou vão falar seus nomes e entrar? - eu perguntei olhando os três betas.  

- Richard Brynes. - disse o beta. Ele apresentava cabelos loiros, olhos verdes, tinha uma tatuagem de dragão no pescoço, vestia uma calça jeans azul escuro uma bota amarela e um moletom marrom.  

- Richard Brynes pode entrar, sempre será bem vindo. - logo após eu falar, Richard entrou. 

 - Jayson Lee. - disse o outro beta, com uma aparência chinesa, cabelos negros e olhos castanhos, usando uma calça verde jeans, uma blusa de lã branca, um tênis preto, e uma jaqueta preta com um cachecol preto por cima.  

- Jayson Lee pode entrar, sempre será bem vindo. - eu estava ficando cansada de falar o nome de um por um para que eles pudessem entrar, mas era melhor isso do que ficar desprotegida. Estava pensando quando Jayson passou por mim.  

- Gustavo Moreira. - disse o último beta.  

-  Gustavo Moreira pode entrar, sempre será bem vindo. - eu disse e logo o garoto de cabelos rosados, olhos azuis, vestindo uma calça jeans preta, um tênis branco e azul e um moletom azul. Antes que Petter pudesse abrir a boca, eu apenas o permitir entrar.  

- Petter Stone pode entrar, sempre será bem vindo. - disse voltando e me deitando no sofá. - Feche a porta depois de entrar. - eu disse para que Petter o fizesse.  

- Indo logo ao assunto. - Richard disse, se acomodando no sofá com os outros rapazes.  

- Bom você é minha serva , então você terá que passar todo dia de manhã antes do colégio lá na nossa casa para que possamos ir juntos para aula. - Petter disse olhando para o meu estado no sofá. 

- Tudo bem . Só vou me trocar primeiro. - eu disse me levantando com a maior preguiça do sofá.  

- Você pode ir assim, a casa é grande, tem um quarto só para você, você terá seu próprio banheiro. - Petter disse. Ele devia saber que eu gosto da minha privacidade e não estou afim de morar com um matilha por mais tempo.  

- Eu não vou demorar. - eu disse, enrolando o cobertor e subindo as escadas. 

____________________*Quebra de tempo*_____________ 

Eu estava pronta, já saindo do quarto olhei o relógio é 6:10 da manhã, como eu queria bater nesses pias por me fazer acordar cedo. Não é por que eu sou um ser sobrenatural que não tenho direito a dormir. Muita raiva. Desci as escadas, estavam todos lá fora.  

- Vocês vieram de carro? - eu perguntei fechando a porta atrás de mim e trancando.  

- Sim, mas está fora da sua propriedade, já que não conseguimos abrir o portão principal. - Disse Petter começando a andar em direção ao portão principal.  

Estamos todos parados na frente do portão principal, o qual apresentava em seu centro as inicias RW, era o meu nome, o meu primeiro nome o meu verdadeiro nome. Roxane Wetgar.  

- Wetgar memory. - foi o que eu disse e o portão se abriu . - É assim que vocês fazem para abrir o portão, não contem a ninguém. - não tinha como confiar totalmente neles ainda. 

Pude ver um malibu e um apolo estacionados na frente do portão. Os três betas se dirigirem ao apolo preto e Petter, Simon e eu fomos no malibu. Petter parou na frente de uma mansão branca com detalhes em vermelho. Simon percebeu que eu estava focada na casa.  

- Por acaso o nome do seu avô é Robert – perguntei me virando para Simon.  

- Sim, você o conhece? - Simon me perguntou surpreso.


Notas Finais


Daqui no máximo 2 horas eu vou estar postando mais um capítulo, mas ele vai ser mais curto do que esse.
Bjs <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...