História Royals - The prince and the commoner - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Jackson, J-hope, Jimin, Jungkook, Mark, Rap Monster, Romance, Taehyung, Yoongi
Exibições 60
Palavras 3.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, desculpe a demora essa semana foi bem cheia pra mim e eu só consegui fazer o capitulo agora. Muitas coisas esperam por vocês e agora a fanfic vai andar muito mais do que antes e as coisas serão explicadas pouco a pouco.

Boa leitura, nos vemos nas notas finais!

Capítulo 4 - Rainy nights


" Todas as pessoas grandes, um dia já foram pequenas " 

Jimin 

Então a última coisa que ouviu foi uma voz grossa seguido de um pano pressionado em seu nariz. Havia perdido a consciência, era a última coisa que lembrava e agora estava num lugar diferente. Uma claridade fraca no fim da sala era a única luz que vinha de uma das janelas pequenas do lugar.

Passou os olhos ao redor do local, observando e captando tudo que conseguia. A sala era escura, um pouco pequena com armários na parede, uma mesa de metal, duas cadeiras firmes e algumas câmeras instaladas no teto. A cadeira a qual Jimin estava sentado era desgastada como se não tivesse sido usada há muito tempo e então nisso percebeu que seus braços, pulsos e tornozelos estavam amarrados de modo que ele não conseguisse se soltar. 

Em algum momento quando tinha parado de observar cada detalhe presente ali, tentou se soltar das cordas que o prendiam e foi completamente em vão. Na verdade quando pensou que estava conseguindo, a porta de metal foi aberta e então revelou um homem não muito velho trajado com o uniforme do FBI. 

- Olá, fico feliz que esteja acordado.. - Disse o homem se sentando na mesa, em frente ao príncipe. 

- Porque eu estou aqui? - Jimin perguntou o mais direto possível, não entendia nada daquilo e também estava falando baixo como se sua garganta doesse com cada palavra pronunciada mas a verdade era que sua mente não conseguia raciocinar muito bem pois ele ainda estava sobre o efeito de alguma substância presente naquele pano.

Embora tivesse feito uma pergunta válida, o que ele queria de verdade era perguntar porque diabos um agente do FBI lhe sequestraria? E o drogaria junto? Então como se lesse seus pensamentos, o agente sorriu e se justificou. 

- Só queremos conversar okay? Pra isso precisei faze-lo dormir um pouco, já que seus seguranças e sua família não lhe deixam por um minuto, eles também não podem saber.. quanto menas intervenções, melhor. - Disse assumindo uma postura séria. Aquele agente não estava ali para brincadeira e seria breve no que queria com Jimin. 

'' Conversar? O que é tão importante que ele precisou me amarrar aqui? '' - Pensou o príncipe, claramente irritado e desconfiado do que o homem falava, e assim como resultado por seus pensamentos estarem rápidos demais, sua cabeça latejou um pouco. 

- Sobre o que? - Perguntou com um misto de dúvida e confusão no olhar. Não demorou muito e logo foi compreendido pelo homem em sua frente. 

- Meu nome é John, e eu sou um agente contratado para ajudar no seu caso. Seu pai era um grande amigo da nossa equipe e meu também, uma pessoa bastante importante, nós lhe devemos um favor então ajudaremos você. Querendo ou não essa ajuda, ainda vamos investigar esse caso, até porque é o rei da Inglaterra que morreu. A primeira coisa que precisa fazer é ficar de boca fechada sobre o que conversamos aqui, não pode ser reproduzido lá fora. Simplesmente  porque você pode estar correndo perigo e a única coisa que descobrimos até agora é que o inimigo venho de dentro. Temos algumas provas que justificam isso mas ainda precisamos de você para descobrir quem assassinou seus familiares. Então.. o que me diz? 

Era muita coisa para Jimin processar, ele mais que tudo queria aquela ajuda pois desconfiava que sozinho não dava conta. Levantou um pouco a cabeça e tentou falar algo que fizesse sentido, ou pelo menos uma pergunta que tirasse suas dúvidas. 

- Eu.. estou dentro.. mas como vou fazer isso? - Perguntou incrédulo enquanto balançava a cabeça, ainda não acreditando no fato que alguém do FBI estivesse do seu lado. Nem sabia que seu pai tinha feito amizade com essas pessoas.. era uma novidade grande e agora ele estava avaliando se podia confiar no que John dizia. 

- Vamos lhe instruir, ensinar como você pode se defender sozinho, como pode trabalhar para nós sem que ninguém descubra e você ainda precisa de muita coisa para ser um rei. - Sorriu com paciência e antes que deixasse a sala ouviu mais uma pergunta. 

- Como posso saber que você é confiável? - Perguntou o mais novo se debatendo na cadeira numa tentativa desesperada de se soltar. - Não dá pra me soltar não? 

O agente apenas sorriu e saiu da sala, não se dando ao trabalho de responder as perguntas do mais novo e chamando alguém para ficar ali com o menino. Um pouco mais frustado do que já estava Jimin bufou e esperou ali por mais algum tempo. Ele não sabia mas não iria esperar muito e alguém já iria entrar naquela sala, alguém conhecido. 

-- 

Taehyung

Tae estava um pouco preocupado com Jimin. Sabia que o enterro já havia acabado pois passava notícias sobre isso em tempo real na televisão e também era um dos assuntos mais comentados na internet. Haviam muitas fotos de Jimin rodando junto pela web, deixando seu rosto cada vez mais conhecido. Ninguém sabia onde ele estava. Na verdade a única coisa que sabiam era que ele estava com Yoongi. O menino mais velho ligou avisando sobre, a notícia caiu nos ouvidos de Hoseok que passou para Taehyung e Jungkook. Depois disso Tae ficou mais relaxado e pode voltar  a sessão de filmes que estava fazendo com os garotos. 

Na realidade, Kook se encontrava dormindo como um anjo entre os dois mais velhos e Hope tinha colocado um filme entendiante e assistia aquilo como se estivesse muito interessante. E de fato, não estava, bom.. pelo menos para Taehyung aquilo era muito chato. E enquanto seu namorado assistia aquilo, Tae acabou se perdendo em seus pensamentos. 

Os últimos dias tinham sido um pouco tensos, primeiro a mini discussão com Jimin na sexta feira, a descoberta sobre o verdadeiro Park Jimin tinha pegado Taehyung e também Hoseok de surpresa. No início Tae demorou para aceitar os fatos e então se resolveu com Jimin como bons melhores amigos. Em seguida tinha o fato de que Jimin ficaria mundialmente conhecido como o futuro rei, algo que ele não estava preparado para assumir e o incomodava muito. E também toda a confusão das duas mortas e não saberem quem assassinou os dois, isso fez com que o Park passasse um bom tempo ocupado ou sozinho. 

'' Espero que ele supere logo. '' - Pensou o mais velho se revirando na cama e olhando Jungkook dormir. Parecia um anjo e aquele menino pensava a mesma coisa que Taehyung, embora não deixasse isso muito claro. A única coisa que queria ali naquele castelo era garantir que seu amigo ficaria bem, que ele sempre tivesse um ombro para quem chorar ou um confidente para contar seus segredos. Não havia nenhum interesse presente em hoseok e taehyung  no que Jimin tinha, porque afinal.. os dois sempre foram bem afortunados e só estavam ali por causa do amigo. 

Afastou esses pensamentos quando sentiu alguém o afagar na cabeça, especificando melhor no cabelo. 

- O que tanto pensa? - Sorriu Hoseok. 

- Jimin e essa confusão toda.. Fico preocupado.. - Sorriu de lado agora com os olhos pregados em seu namorado. 

- Ah sim.. eu também estou mas você sabe, uma hora ele vai superar.. - Tirou a mão do cabelo do menor e sentou na cama. 

Taehyung se sentou também, com muito cuidado para não acordar Jungkook. 

- Hope.. algo mais está te incomodando? - Tae conhecia bem o namorado para saber quando algo o deixava inquieto ou o incomodava. 

- Ah TaeTae.. eu só queria saber porque ele foi embora daqui a uns 2 anos atrás e porque se sente tão desconfortável nesse lugar enorme, e também tem o fato de que ele está estranho com Jungkook, já viu o jeito que ele trata o menino? Como se estivesse receoso ou com medo.. - Disse Hope desabafando e falando baixo a última parte. Não queria que o garoto ao seu lado acordasse naquele momento. 

Taehyung pareceu confuso, claro que ele questionava o porque Jimin havia ido embora e como ele tinha chego a Coreia. Tantas perguntas rodavam em sua cabeça desde que chegou em território inglês, haviam poucas respostas e uma hora ou outra ele tomaria coragem e perguntaria. 

- Sim, eu também queria saber, quando nós resolvemos naquele primeiro dia ele disse que era um assunto pesado e que não gostava de falar sobre isso. Também acho estranho o receio dele.. devemos uma hora ou outra perguntar mas não agora, ele ainda está se recuperando e daqui a alguns dias começa ás aulas, vai ficar mais fácil. - Disse Taehyung e então sorriu se inclinando um pouco e dando um pequeno selinho nos lábios de Hoseok, que logo retribuiu e os dois começaram um beijo carinhoso misturado com um pouco de luxuria. Não aprofundaram por muito tempo já que sabiam onde isso terminaria e não era o momento pra aquilo. 

Então voltaram a se deitar e cobriram o menino mais novo deitado no meio e se aconchegaram para dormir. 

--- 

Yoongi 

Depois de terem saído daquele local Yoongi deixou jimin em frente a entrada do castelo. 

- Okay, okay.. eu fui um pouco desesperado e te amarrei na cadeira.. desculpe por isso ok? - Riu como se tivesse feito uma piada e deu um soquinho no ombro do primo. 

- Você vai ter troco Suga, só espere.. - Sorriu o príncipe e revirou os olhos. Ele estava se sentindo mais leve e um pouco mais feliz que antes, Yoongi tinha conversado um pouco com Jimin no meio do caminho de volta e agora o príncipe estava aceitando mais as coisas como elas eram. 

- Então vou estar esperando. Bom, preciso sair agora e volto mais tarde, você pode ir entrando então.. - Desconversou Yoongi e deu um beijo na bochecha de Jimin, seguido de um pequeno aceno enquanto se afastava para longe onde estava seu carro. 

Jimin assentiu sorrindo de lado enquanto via o mais velho partir, e então seguiu seu caminho novamente até aquele lugar. Já estava mais acostumado com o castelo, tinha deixado que as pessoas lhe chamassem de príncipe e ás vezes também dava algumas ordens por ali. Se ele ficava irritado por ser chamado de alteza ou majestade, ficava mais irritado se não o tratassem com respeito. Tudo caindo normal até então, esperava que nesse tempo por ali junto com seus amigos fizesse bastante lembranças boas e felizes para substituir as ruins. 

Com esses pensamentos quando entrou no local, começou a caminhar até o quarto de seus amigos, claro que ainda algumas pessoas o paravam nos corredores, na maioria familiares atrasados o abraçavam dizendo que sentiam muito pelo que estava acontecendo e que sabia o que ele estava passando, mas Jimin não estava ligando pelas palavras delas, só ele podia saber quando isso iria passar e estava decidido que iria seguir em frente. 

Tudo indo normal até que alguém o surpreendeu.. o melhor amigo de seu pai apareceu e Jimin não teve palavras para se expressar por alguns instantes. O homem mais velho lhe deu um abraço forte e disse que tudo ficaria bem. Ele sempre foi um amor de pessoa mas tinha uma pequena rixa no castelo, pois culpava os guardas  pelo desaparecimento de seu filho. O garoto desapareceu quando era bebe e a única informação que tinham era que nos dias atuais ele estaria com 15 anos pronto para fazer 16. Claro, ele também tinha outro filho, alguém condenado que não gostava de lembrar e por isso tentava a todo custo achar o menino mais novo. 

Depois das palavras de apoio do homem, o garoto seguiu seu caminho bem mais leve que antes, sabendo que também teria o apoio de uma das pessoas mais amigas de seu pai e quando chegou em seu destino encontrou uma cena fofa. Digamos que muito fofa na opinião de Jimin. 

Seus três amigos dormiam juntos no quarto de Kook enquanto este era abraçado pelos mais velhos. O Park sorriu e ficou a observar os três por um certo tempo, até ter a ideia de os acordar acabar tropeçando em seu próprio pé e caindo no chão. Realmente o príncipe não tinha noção de espaço. 

- Meu deus.. - Ouviu um sussurro baixo seguido de um riso alto. Taehyung. 

- Não ria.. - Olhou pra cima ainda caído no chão e se permitiu rir um pouco. Ele havia caído feito bosta. Nesse momento os outros dois já tinham acordado com o barulho repentino e fitavam Jimin um pouco confusos. 

- Foi engraçado... Jimin.. caindo.. igual uma.. bosta.. - Riu alto falando com um pouco de dificuldade e tentando recuperar o fôlego. Quando terminou seus acesso de risos estendeu a mão para o Park segurar e o levantou do chão, o puxando para perto da cama onde agora estava sentado. 

Jimin sorriu e se sentou no espaço que tinha na cama. Jungkook em certo momento coçou os olhos e começou a observar o  príncipe com o rosto um pouco corado. Hoseok ainda estava deitado e o olhava com um sorrisinho de canto até se pronunciar. 

- Você demorou um pouco.. Ficamos preocupados.. - Se levantou da cama e deu a volta até chegar na frente de Jimin, se abaixou um pouco ficando na altura do garoto e lhe deu um abraço apertado. O príncipe sorriu retribuindo o abraço, fechando os olhos levemente e ficando assim com Hoseok por um tempo. Aproveitando do abraço dele. 

- Já da pra soltar né? - Depois de algum tempo, um Tae fingindo ciúmes se manisfestou enquanto cutucava de leve as costas de Jimin e o tentava fazer cocegas. 

Os dois garotos riram e se soltaram, se afastando levemente. Jungkook sorriu enquanto via os dois mais velhos começarem a fazer cocegas no príncipe e em seguida um no outro, e então um pouco inesperado Taehyung o puxou para a brincadeira e assim os quatro ficaram rindo e conversando, conhecendo melhor o mais novo deles enquanto a noite passava. 

---

Jungkook 

Depois dos garotos terem ido dormir para seus respectivos quartos, Jungkook dormia tranquilamente enquanto uma chuva forte começava no lado de fora. Era madrugada e aquela chuva começou a se intensificar cada vez mais, os trovões e os raios agora faziam estrondosos barulhos e clareavam a janela de Jeon enquanto este havia acordado assustado. 

Se revirou  na cama tentando ignorar a tempestade e voltar a dormir mas era meio complicado e ficou ainda mais impossível quando lembranças involuntárias voltaram para sua cabeça. 

O dia que o revelaram que ele tinha sido abandonado quando era bebe era o mais inquietante, não se lembrava de nada.. afinal.. era impossível um bebe quase recém nascido lembrar de coisas assim.. só o que sabia é que foi abandonado. Então quando criança não entendia porque os adultos o deixavam na chuva, morrendo de frio ou simplesmente iam embora. Não sabia onde estava seus pais, sempre via crianças brincando e rindo sendo abraçadas pelo pai e pela mãe mas Jeon nunca teve isso. E até os dias atuais tentava entender porque sua família não o queria. Com esses pensamentos e com medo da chuva, e mais um milhão de coisas que retornaram junto da tempestade Jungkook começou a chorar baixinho, as lágrimas involuntárias atingiam seus olhos e seu rosto já estava ficando vermelho. 

Um pouco relutante em sair do cobertor quentinho e do quarto escuro o mesmo se levantou e saiu do quarto para respirar um pouco de ar puro. Era o que ele precisava naquele momento. Porém acabou se sentando em um canto do castelo enquanto andava pelo mesmo, encostou a cabeça na parede respirando fundo e tentando esquecer o que lhe atormentava, tentando parar de chorar e não querendo de verdade entender o motivo por trás de seu abandono. 

- Jungkook?! - Uma voz se fez presente  no grande silêncio daquele lugar e o mais novo se encolheu ainda mais no chão. A pessoa se aproximou e levantou a cabeça do mais novo para que ele pudesse olhar em seus olhos. 

- Eu.. - Jeon tentou dizer alguma coisa mas nada saiu. Jimin apenas o observou e em seguida de um modo inesperado segurou sua mão enquanto o levantava entrelaçando seus dedos e começando a caminhar pelos corredores do castelo até chegar em seu aposento. - Pode dormir comigo hoje.. 

Isso fez com que Jungkook corasse muito mais do que já estava. Ficou parado por alguns instantes enquanto o príncipe voltava a se deitar e então com muita paciência Jimin o chamou para dormir. Os dois deitaram na cama, de frente um pro outro enquanto se olhavam. Jimin estava inexpressivo e mantinha um pouco de distância de Jungkook, fazendo com que este ficasse um pouco confuso. Claro que ele percebia o jeito arredio que Jimin agia com ele em certos momentos mas com o passar dos dias aquilo estava se tornando frequente e fazia com que o menor se perguntasse se tinha feito algo errado ou estivesse fazendo algo com que Jimin não gostasse. Em momento algum o príncipe perguntou alguma coisa ao Jeon sobre o  que tinha acontecido, qualquer pessoa normal perguntaria mas ele não tocou no assunto. 

- Desculpe por isso.. eu tive.. lembranças ruins.. - Desabafou enquanto escondia o rosto no cobertor. 

- Também tenho lembranças ruins quando vem essas tempestades mas farei de tudo para substitui-las por coisas boas.. - Sorriu de lado ainda afastado. 

- Porque.. porque está agindo assim comigo? Eu fiz alguma coisa meu príncipe? - Jeon tomou coragem e perguntou baixinho enquanto seus olhos expressavam curiosidade e confusão. 

- Não... desculpa, é que você me lembra muito uma pessoa que me machucou no passado.. - Admitiu o mais velho dando um sorrisinho sem graça. Ele ainda tinha receio de Jungkook e não sabia quando isso iria parar. 

Jungkook apenas assentiu enquanto se cobria e fechava os olhos. Ele não perguntaria quem era e o que ela tinha feito para Jimin, mas sabia que pro garoto ficar daquele jeito com ele era algo importante, algo que o mesmo ainda não tinha esquecido.

-- 

Jimin 

Ver Jungkook ali tão indefeso e fofo se cobrindo até o pescoço com a coberta grossa, fez algo dentro de Jimin despertar. E então sentiu a necessidade de o abraçar e o manter seguro em seus braços, assim como ficaria seguro com o mais novo perto de si. Esses pensamentos foram tão involuntários quanto sua atitude. Tomou coragem, se aproximou do garoto e o abraçou, colando seus corpos e passando as mãos pelos fios de cabelo de Jungkook tornando o momento mais agradável. O príncipe ainda tinha receio mas alguma coisa dentro de si ou em Jungkook fez com que ele se aproximasse. Sabia que era o certo a se fazer e agora sabia ainda mais que Jungkook não era como Chin-Hwa. 

 

 

 

 


Notas Finais


Eu planejava soltar isso as 4 horas da tarde mas.. eu acabei indo ver meus youtubers, decorando músicas também e vendo algumas passagens para intercambio no Canada. Então né..

Hhasuahsu O capitulo ficou meio chato na minha opinião, acho que é porque eu escrevi isso 3 vezes ou slá.. ahusahus os próximos cap vão ser na escola, tenho coisas preparadas pro Yoongi, Jin, Namjoon e Jungkook também, pra eles aparecerem mais.. ( E sim, trollei o sequestro, achei pesado e caguei ainda mais akkaka ) ^^ Até o próximo, obrigado por lerem. E se tiver algum erro, não sou mt boa em português ;~;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...