História Royals - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Realeza, Romance
Exibições 213
Palavras 1.662
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fantasia, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Chapter 5


Jungkook

Meu celular vibrou na escrivaninha ao lado e eu resmunguei. Estava tão confortável dormir com ele, mas a vida continua. O celular vibrou novamente e eu desliguei para não acordar os dois, pois nenhum deles precisavam acordar tão cedo hoje, apenas eu.

Cocei os olhos e me levantei com o máximo de cuidado para não acordar Taehyung, parecia um anjinho dormindo, sorri e me retirei indo em direção ao meu quarto. Chegando lá, vi uma roupa elegante e bem especial na cama, gelei. Certamente uma das costureiras entraram e estranharam por eu não estar lá, mas eu estava dormindo com Jennie, então tudo bem.

Tomei banho, passei um perfume amadeirado e passei minha maquiagem casual, nada extravagante, afinal era apenas um banquete com as candidatas.

As candidatas, havia me esquecido que chegariam hoje antes do almoço para todos se conhecerem melhor. Colocaria o que aprendi em prática, os beijos. Desejava muito que sentisse o que senti com Taehyung enquanto o beijava nas outras candidatas, era uma sensação maravilhosa.

Sorri para mim mesmo de frente ao espelho e saí do quarto quando já estava pronto. O escritório do meu pai ficava um pouco longe do meu quarto, mas consegui chegar depois de uns 10 minutos cumprimentando alguns faxineiros e costureiras no caminho. Bati três vezes e escutei um entre.

— Com licença oppa, bom dia! — Sorri para ele, estava com olheiras e parecia cansado.

— Bom dia, meu filho! está muito bem arrumado, a beleza puxou ao pai — Riu e afagou meus cabelos — Só te chamei aqui para te passar algumas regras antes de começar a seleção, okay? — Concordei.

— Não deixe com que elas forcem algo com você, nem você faça isso com elas.

— Pode deixar oppa, acho isso horrível — Ele sorriu.

— Você poderá ter encontros com elas aqui no palácio ou até mesmo fora — Arregalei os olhos, nunca tinha saído do palácio, meu pai nunca deixou — Certo, vejo que gostou dessa parte, mas sair do palácio acompanhado de guardas e você terá que me pedir permissão — Assenti e fiz um joinha.

— Sobre a questão de eliminar candidatas... Sua mãe me disse que queria eliminar três hoje — Abaixei a cabeça — Não faça isso querido, elas se sentem magoadas, elas se sentem feias e rejeitadas. Sua mãe me disse que viu muitas de suas amigas sofrendo quando via que não estavam sendo convidadas para um encontro comigo.

— Tudo bem, irei tomar cuidado quanto à isso.

— Sei que você também nunca beijou querido — Riu, gelei pensando em Taehyung — Não se preocupe, pode ser ruim na primeira vez, mas logo melhora — Piscou pra mim e se despediu dizendo que precisava resolver algumas coisas e que logo estaria presente para almoçar todos juntos, me retirei um pouco pasmo. Meu primeiro beijo definitivamente não foi ruim.

Fui até a sala de estar ver como estava indo as preparações, minha mãe apenas ordenava onde tudo ficaria e qual prato ela queria pronto, entrei e ela sorriu me observando.

— Você tá lindo querido! — Certo, todo mundo está me elogiando hoje, os organizadores do local me olharam surpresos.

— O que acharam? — Rodei um pouco e mordi o lábio sorrindo pra fazer charme, sorri. Todos do local riram e resmungaram um perfeito.

— Vai demorar um pouco pra preparar tudo Jungkook, você pode ir acordar Jennie para se arrumar. Mande Taehyung lhe colocar uma roupa mais formal — Assenti e saí do local, mas antes jogando um beijinho no ar para os ajudantes e minha mãe.

Claro que eu estava nervoso, seria a primeira vez que iria ver o rosto de Taehyung desde o que aconteceu ontem...

Entrei no quarto sorrateiramente e agachei no chão para olhar Taehyung de perto, não estava resistindo, eu tinha que fazer isso.

Encostei nossos lábios num selar rápido, ele não acordou. Talvez outro não faça mal, selei de novo demorando um pouco mais. Taehyung sorriu de olhos fechados.

— Bom dia — Susurrei 

— Bom dia — Abriu os olhos e me olhou, corei e abaixei a cabeça.

— Minha mãe pediu que você arrumasse Jennie hoje com uma roupa mais elegante — Taehyung sentou na cama e coçou os olhos, franziu o cenho.

— Por que? O que tem hoje? E por que você está tão bem vestido? — Corei novamente e sorri. Por que só ele me causava isso? Todos do palácio me elogiaram e eu não me senti assim, pelo contrário, até brinquei.

— Você não sabe? — Ele negou ainda com o cenho franzido — As candidatas da seleção irão chegar hoje antes do almoço para darmos boas-vindas — Ri, ele permaneceu sério — Ideia da minha mãe — Sorri, Taehyung continua sério.

— Okay, saia do quarto, não será necessário sua presença — Foi até Jennie e a pegou no colo ainda dormindo, sussurrando palavras carinhosas em seu ouvido para que acordasse, ela apenas resmungava. 

Por que eles está sendo rude? O que eu fiz? Sou muito sensível, me magoo com qualquer coisa, ainda mais vindo de Taehyung que sempre me tratou de forma carinhosa.

— Eu queria muito dar banho nela também! — Falei dando um sorriso forçado.

— Você vai se sujar, apenas vá embora — E entrou no banheiro com Jennie no colo, escutei a água caindo.

Fiz um bico nos lábios e me sentei na cama, iria esperar terminar, afinal, isso não iria ficar assim. Taehyung me beijou ontem e hoje me trata como se tivesse esquecido de tudo o que aconteceu. Depois de muito tempo Taehyung saiu do banheiro com os cabelos molhados e uma Jennie sorridente no colo enquanto brincava com a toalha.

— O que está fazendo aqui? — Pôs Jennie na cama e foi escolher algo no guarda-roupa.

— Quero conversar com você...

— Não temos nada para conversar — E de repente, meus olhos arderam, senti minha garganta seca, Jennie me olhou triste.

— O que houve Jungkook? Não chora — Taehyung que estava de costas olhou na mesma hora preocupado. Jennie passou as mãos nos meus cabelos e minha maquiagem já estava por água a baixo, ótimo, estava chorando na frente dele.

— Tudo bem, converso com você quando terminar de arrumar Jennie — Limpei uma lágrima com as costas da mão e me retirei do quarto, soluçando que nem um bebê chorão.

Taehyung

Quando Jungkook saiu do quarto um peso enorme ficou sobre minhas costas. Fiz o maior erro da minha vida em tê-lo beijado ontem, talvez eu esteja criando sentimentos por ele, achei que as candidatas iriam chegar daqui a uma semana, achei que poderíamos sair às escondidas nesse meio tempo e trocar mais beijos. Como pude pensar que isso seria possível? Jeon Jungkook é um príncipe e irá se casar com uma garota e nunca com um garoto.

— Vocês brigaram? — Jennie me tirou dos pensamentos enquanto eu colocava seu vestido lindo e arrumado, sorri triste.

— Acho que sim.

— Então façam as pazes, irei esperar na sala de estar com a omma — Sorriu — Você vai ir para o banquete, não é? — Aquela pergunta me pegou de surpresa, se eu fosse não seria confortável, mas Yoongi me disse que quando os banqueites eram especiais, a família real fazia questão de convidar os empregados mais qualificados para comer junto. Suga já foi uma vez e disse que não era pra desperdiçar essa chance quando fosse convidado, pois era a melhor comida de todas.

— Não sei, se sua mãe me chamar eu vou — Sorri.

— Claro que ela vai! Você é um ótimo babá, vou contar pra ela e ela vai deixar na hora! — E saiu do quarto saltitando para ir até a sala de estar que não era tão longe e ela sabia o caminho de cor, Taehyung riu.

E agora seria a hora de falar com Jungkook...

Foi até seu quarto e bateu três vezes 

— Quem é? — Gritou do outro lado

— É o Taehyung — Um minuto de silêncio.

— Pode entrar — Abriu a porta nervoso e decidiu que não ia pegar pesado, estava apenas com raiva.

Jungkook estava assistindo TV com corbetores até o pescoço com os olhos inchados e o nariz vermelho, sentiu pena.

— Me desculpe se fui arrogante com você — Fiz uma reverência, Jungkook me olhou estranho.

— Não faça isso Taehyung, é apenas para pessoas que não me conhecem. Não haja como se não tivesse ocorrido nada ontem! Como joga as coisas tão fácil assim? — O olhei surpreso. Por que ele estava tão sentimental? Será que estava criando sentimentos por mim?

— Você foi bem claro no quesito praticar, não é como se fosse necessário lembrar disso — E depois me arrependi pelas palavras, Jungkook desligou a TV e cobriu sua cabeça no cobertor, estava chorando de novo.

— Jungkook... — Me aproximei da cama e tirei o cobertor que foi segurado com força — Você não pode ficar se lembrando do que aconteceu ontem, o que passou já era. Sua vida começa hoje e as suas futuras noivas estão para chegar, então por favor, não lembre mais do que houve ontem — Jungkook tirou o cobertor e me olhou, seus olhos estavam marejados — Quero que comece a agir como antes, como quando nos conhecemos, assim será melhor.

— Mas Taehyung...

— Você se apaixonará por várias garotas daqui, vai se esquecer desse beijo quando for beijar uma delas — Sorri fraco.

— Eu não quero, gostei do seu... — Jungkook se sentou na tentativa de me beijar de novo.

— Não Jungkook, já disse que não vai rolar mais — Virei o rosto, ele me olhou surpreso.

— Tudo bem — Brincou com o cobertor e eu me retirei do quarto decidido.

O que me preocupava era saber como eu ia lidar com essas garotas aqui, não queria nem imaginar aqueles lábios tocando outros que não fossem os meus.

Sabia da história do Suga com o Jimin, sabia que eles se deram mal no final das contas. Um empregado nunca ficaria com uma realeza, um garoto nunca ficaria com outro garoto e nenhuma garota ficaria com outra garota. Era regra de sua sociedade.

Esqueceria Jungkook de uma vez por todas.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...