História Royals ➳ Ruggarol - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alex Mapeli, Karol Sevilla, Ruggero Pasquarelli, Sou Luna
Personagens Alex Mapeli, Karol Sevilla, Personagens Originais, Ruggero Pasquarelli
Tags Karol Sevilla, Pasquarelli's, Reinos, Ruggarol, Ruggero Pasquarell, Sevilla's, Sou Luna
Visualizações 56
Palavras 753
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Como vocês estão? 💓

Capítulo 4 - 0.4


— não é nada —Fernando disse convicto. Mas Karol sabia que algo de errado estava acontecendo

— então por estava gritando? Eu sei muito bem que o senhor não surtaria assim do nada —Karol disse preocupada 

Seu pai suspirou passando a mão nos cabelos grisalhos. 

— amanhã você viajará para oa estados unidos —Karol olhou para o mais velho confusa 

— mas pai, a viagem só seria daqui a três dias 

— apenas, faça o que digo Karol —Fernando disse agora de forma mais firme 

Karol olhou por alguns segundos o pai e em seguida olhou para Louis que apenas abaixou a cabeça. Suspirando frustrada, Karol subiu as escadas novamente indo para seu quarto. 

O que será que havia deixado seu pai daquele jeito? Seria tão grave ao ponto de ele adiantar a tal viagem? Naquele momento Karol não sabia de nada. Ela precisaria avisar a seus amigos que eles viajariam mais cedo amanhã. 

No outro dia... Algumas horas depois

— vamos logo! —Alina dizia enquanto entrava no quarto da amiga que terminava de arruma a sua última mala— aconteceu alguma coisa? 

— por incrível que pareça eu não sei, meu pai anda estranho eu simplesmente não sei o que é —Karol respondeu suspirando em seguida 

— talvez não seja nada ou uma coisa sem muita importância —Alina tentou animar a amiga— não se preocupe. Pensa pelo lado bom, iremos para Las Vegas! 

Karol sorriu assentindo e pegando a sua última mala em seguida. 

— iremos para Las Vegas! 

Las Vegas, Estados Unidos

Aeroporto Internacional 

O clima totalmente diferente. Já era possível sentir. O tempo frio que estava na França foi substituído por um calor sem igual. Las Vegas por muitas das vezes era o local ideal para quem quer "se perder" se é que me entende. A cidade fazia jus a sua típica frase onde "o que acontece em Las Vegas fica em Las Vegas" e era exatamente isso que atraía jovens do mundo inteiro. 

Festas badaladas, cassinos e muita, muita diversão. Talvez aquilo seja só um pretexto para se livrar de seus pais pelo menos por um tempo. Mas nem todo mundo sabia usar isso com moderação.

O trio de amigos: Christopher, Karol e Alina haviam acabado de desembarcar na cidade. Uns dias longe de tudo não faria mal certo? Afinal eles já haviam feito viagens para fora do país antes, mas o que eles ou melhor Karol não sabia é que dessa vez seria diferente. 

— uhul, estamos em Las Vegas meu irmão —Chris praticamente gritou em meio ao aeroporto e alguns passageiros o olharam 

— seja mais discreto por favor —Alina disse revirando os olhos— quanta falta de educação 

— larga de ser chata Alina —Chris apoiou seus braços no pescoço da amiga que o olhou— aqui ninguém nos conhece ou pelo menos eu acho isso 

— isso não significa que podemos sair por aí fazendo tudo que queremos —Alina disse fazendo Christopher bufar e voltar para seu lugar inicial que ficava ao lado de Karol. 

— vamos logo para o apartamento, eu estou cansada —Karol resmungou

— não me diga que precisa do seu soninho de beleza? —Chris disse de um jeito sarcástico e Karol deu um tapa em seu ombro— desde quando você ficou tão forte? 

— Christopher, em vez de ficar fazendo piadinhas sem graça por aí —Alina disse com sua sobrancelha levemente arqueada— por que não pega as malas enquanto eu e a Karol vemos se conseguimos um táxi hum? 

— eu irei pegar tudo sozinho? —Chris disse indignado

— claro, você é o homem por aqui fofinho —Karol lhe mandou um beijo vendo a cara de incredulidade do mais velho 

— eu não mereço isso —Chris murmurou pra si mesmo vendo as suas amigas se afastarem 

Enquanto isso Karol e Alina estavam do lado de fora daquele aeroporto. Estava bastante movimentado o que deixava o clima ainda mais caloroso. 

As duas estavam a procura de um táxi vazio, mas aquilo era mais difícil do que pensavam. Foi quando por impulso Karol virou o rosto se deparando com um táxi que aparentemente estava vazio, Sevilla não pensou duas vezes antes de correr em direção aquele táxi e pelo menos o pega-lo. Mas parecia que o destino estava conspirando contra ao seu favor já que no momento em que ela estava quase chegando, consequentemente esbarrou em alguém sentindo um forte impacto cair no chão. 

E a única coisa que ela conseguiu ver foi o Iphone na cor cinza com a tela trincada no chão. 

— olha só o que você fez garota! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...