História RTTE - 6 temporada - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Como Treinar o seu Dragão
Personagens Astrid, Bafo e Arroto, Banguela, Batatão, Bocão, Cabeçadura Thorston, Cabeçaquente Thorston, Dente-de-Anzol, Fúria da Noite, Melequento, Perna-de-Peixe, Personagens Originais, Soluço, Stoico
Tags Como Treinar O Seu Dragão, Corrida Até O Limite, Hiccstrid
Visualizações 85
Palavras 1.851
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu acho que me empolguei demais nesse capítulo!
Desculpem se errei alguma coisa, espero que gostem da minha história!
💜💚❤💙💛

Capítulo 1 - Ilha dos Espectros Parte 1


- Ahhhh!!!!   

Uma figura encapuzada corria em uma densa floresta. Algo obscuro o observava de longe e de perto ao mesmo tempo. 

A figura viu um lugar onde poderia se esconder, uma pequena caverna em um rochedo.  

 - SOCORRO!!!! - Uma voz estridente saiu do local. 

A figura tirou o capuz e se mostrou um homem simples e amedrontado, ele hesitou, mas entrou na caverna.  

 A caverna era escura, então o homem acendeu uma vela que guardava em sua bolsa, a luz opaca da vela foi iluminando as paredes, nisso ele se surpreendeu... As paredes eram cobertas de ouro e diamantes. Ele tentou tirar um pouco da parede, mas a única coisa que pode fazer é cortar a mão.   

- Droga! - O homem exclamou em sua voz rouca.  

 - SOCORRO!!! - A mesma voz gritou novamente.  

 O homem correu para onde veio o grito e viu uma pequena menina ajoelhada no chão, seu velho e sujo vestido branco, estava manchado de sangue, seu cabelo loiro estava bagunçado e suas peguenas mãos estavam cobrindo o rosto.  

 - Você está bem? - O homem correu até a menina e se ajoelhou ao seu lado.  A menina parou de chorar e sorriu tirando a mão do rosto. 

No lugar dos olhos tinham apenas buracos negros e manchas roxas ao redor dos olhos, sua boca com um sorriso ameaçador, estava cheia de dentes pontiagundos, pingando sangue. 

O homem recuou, caindo no chão e encostando na parede horrorizado.  A menina deu um estalo com a boca, franzio o cenho e respondeu a pergunta feita pelo homem:  

 - Estou!  

 - ALGUÉM ME AJUDA!!! - O homem gritou enquanto era arrastado para o fundo da caverna...   

###   

- Ah, por que temos que levantar tão cedo? - Perguntou Melequento dando um grande bocejo.  

 - Por que... - Astrid iria responder, mas foi interrompida por um bocejo, que ela tapou com a mão - O Soluço quer mostrar algo pra gente!  

 - E ele não podia, mostrar outra hora? - Perna-de-Peixe perguntou se recompondo de um cochilo, ali em pé.  

 - É... TIPO 5 HORAS DEPOIS!!! - Melequento gritou.  

 - Olha ele ali. - Perna-de-Peixe avisou.  Soluço vinha andando com o Olho de Dragão que ele havia criado e sorriu ao ver os outros.  

 - Alguém pode por favor acordar os gêmeos? - Soluço perguntou suspirando.  

 - Com o maior prazer, isso vai me tirar um pouco o sono! - Melequento andou até os gêmeos, que estavam encostados um no outro dormindo praticamente em pé, ele se abaixou e deu uma rasteira nas pernas já bambas dos gêmeos.  

 - Ahh! - Eles gritaram juntos sacando uma clava cada um.  

 - Hã? Cadê o ataque? - Cabeça Dura perguntou olhando loucamente para os lados.  

 - Não tem ataque! - Soluço respondeu paciente.  

 - Como assim não? - Cabeça Quente perguntou confusa. - Porque acordamos tão cedo então?  

 - Porque eu quero mostrar algo há vocês! - Soluço respondeu pegando algo do bolso.  

- O que é isso? - Perna-de-Peixe perguntou curioso perdendo o sono repentinamente.  

 - É uma lente! - Soluço respondeu mostrando uma das lentes do Olho de Dragão. 

- Mas eu pensei que elas estavam todas com... - Astrid foi interrompida por Soluço.  

 - Eu também pensei, mas eu achei isso nos destroços que estavam debaixo do piso da minha cabana!  

 - Devia estar na antiga cabana, quando os Cauda-de-Fogo destruíram ela! - Perna-de-Peixe sorriu pegando a lente e examinando-a.  

 - Bem... - Soluço roçou a mão na nuca, dando um sorriso nervoso.  

 - O que foi? - Melequento perguntou.   

- Eu conheço essa expressão... - Cabeça Dura falou pensativo - Só não seu onde...  

 - Mano, não se ligou? Essa expressão é quando o Soluço aprontou alguma coisa! - Cabeça Quente apareceu atrás de Soluço quase o matando de susto.  

 - Ahhh!!! - Ele exclamou se recompondo - De onde você surgiu!?  

 - Você nunca saberá... - Cabeça Quente deu um olhar misterioso e foi ao lado de seu irmão que fez o mesmo.  

 - Gêmeos...! - Melequento suspirou.  

 - É que... Não foi os dragões que destruiram a cabana! - Soluço falou olhando nervoso para os outros. 

- Fui eu e o Banguela!  

 - É mas pensa pelo lado bom! - Astrid colocou a mão no ombro de Soluço e sorriu - Se não tivesse destruído a cabana, não encontrariamos a lente!  

 - Você destriu a cabana pra proteger as peças do Olho de Dragão! Mas a sorte foi você encontrar a lente! - Perna-de-Peixe Peixe achou graça da situação.  

 - E funciona no seu Olho de Dragão? - Melequento perguntou.  

 - Isso soou bem estranho! - Cabeça Quente falou fezendo uma cara confusa.  

 - É, pode crer! - Cabeça Dura concordou fazendo a mesma cara, olhando para Melequento.  

 - Bom, gente vamos mudar de assunto? - Soluço exclamou - Eu quero que peguem seus dragões!  

 - Porque? - Melequento cruzou os braços irritado.  

 - Pra testar a lente, Melequento! - Soluço respondeu. - Levem seus dragões até a cede!  

 - Ok! - Todos responderam, até os gêmeos (por mais incrível que pareça!) resolveram obedecer.   

Meia hora depois, todos estavam com seus dragões ao seu lado, na cede do domínio.  

 - Prontos? - Soluço perguntou e todos os cavaleiros acentiram - Astrid, você é a primeira!  

 - Tá bom... - Astrid sorriu e andou até onde Soluço e o Olho de Dragão estavam - Tempestade, faça uma chama baixa, garota!  

 Tempestade fez o que lhe pediram, mas não aconteceu absolutamente nada.  

 - Estranho... - Soluço falou pernsativo - Perna-de-Peixe e Batatão é a vez de vocês!  

 - Ok, Batatão. Faça lava! - Perna-de-Peixe sorriu dando algumas rochas para Batatão comer. O dragão soltou lava no chão e não ouve nada.  

 - Hã? - Melequento exclamou confuso. - O que houve?  

 - Não deu certo. - Astrid falou.  

 - Agora, calem a boca! - Melequento falou convensido - Agora Dente-de-Anzol e eu, vamos mostrar o que é fogo de verdade!  

 - Humph! - Exclamou Astrid de braços cruzados.  

 - Vamos lá! - Soluço arrumou o Olho de Dragão - Dente-de-Anzol, uma chama baixa!  

 - Ei! Quem da ordens no meu dragão sou eu! - Melequento gritou, mas Dente-de-Anzol grunhiu e deu uma rasteira com a cauda em Melequento. - Ok, você pode dar as ordens, mas só dessa vez!  

 - Obrigado, Melequento! - Falou Soluço com os dentes cerrados, ele já estava de cabeça quente. Dente-de-Anzol fez a chama, mas não ouve nada.   

Astrid zombou:  

 - O que você disse mesmo Melequento?  

 - Eu... - Ele ia responder mas desistiu - Ah, cala a boca Astrid!  

- Gêmeos? - Perna-de-Peixe chamou pelos gêmeos que andaram até Soluço e falaram em uníssono.  

 - Chamaram?   

- Sim, cadê o dragão de vocês dois? - Soluço perguntou olhando ao redor.  

 - Que dragão? - Cabeça Quente perguntou lentamente.  

 - Era para trazer o Vômito e o Arroto aqui? - Cabeça Dura indagou.  

 - Não, imagina... - Soluço respondeu sarcástico.  

 - Sério? - Cabeça Quente perguntou esperançosa.  

 - É CLARO QUE NÃO! - Soluço gritou, ele respirou fundo e continuou - Por que acham que todos estão com os dragões aqui?   

- Hmmm... - Cabeça Dura pensou um pouco - Para fazer uma festa de dragões?  

 - É óbvio que não. - Cabeça Quente respondeu dando um soco no capacete de seu irmão - É claro, que é para fazer um ensaio adiantado do casamento da Astrid e do Soluço! 

Soluço e Astrid coraram. Soluço engoliu em seco e mudou de assunto vendo que Vômito e Arroto estavam voando exatamente até a cede.  

 - Eles estão vindo! - Soluço sorriu.  

- Ah, que bom! - Cabeça Dura falou - Se não a gente ia levar outra bronca do Soluço! - Ele cochichou para Cabeça Quente que assentiu.  

 - Trouxas! - Melequento falou virando de costas.  

 O ZipperArrepiante desceu e sem ninguém pedir se posicionou em frente ao Olho de Dragão.  

 - Como...? - Perna-de-Peixe foi interrompido por Cabeça Dura.  -A gente treinou ele!  

 - Isso foi muito bom! - Soluço falou - Vômito, Arroto? Façam uma explosão pequena, por favor!  

 - Isso! - Cabeça Quente fala - Espera, como assim pequena?  

 O dragão fez uma pequena explosão, mas também nada aconteceu.  

 - Bem, agora só falta o Banguela. - Astrid fala.  

 - Amigão, faça uma chama baixa! - Soluço fala a Banguela que assenti, mas para ao ver um Terror-Terrível aparece voando depressa até eles.  

 - O que é isso? - Perna-de-Peixe pergunta segurando o pequeno dragão em sua mão. Ele tirou a carta presa em sua garra e deu a Soluço.  

 Soluço leu a carta e disse montando em Banguela:  

 - Vamos!  

 - O que aconteceu? - Astrid perguntou segurando Soluço pelo braço.  

 - No caminho eu explico. - Soluço respondeu - Agora monta na Tempestade e vamos para Berk!  

 - Ok! 

Eles montaram em seus dragões e voaram em direção a Berk. 

  ###   

Chegando em Berk, os cavaleiros de dragões avistaram Stoico, Bocão e Johan parados no porto e ao lado deles, havia um barco queimado e furado, estava afundando pouco a pouco.  

 - O que houve? - Soluço perguntou descendo de Banguela.  

 - Saudações, mestre Soluço! - Johan curvou-se diante de Soluço, escondendo sua raiva do mesmo.  

 - Os comerciantes que vinham pra cá, não chegam a semanas! - Bocão fala.  

 - Encomendamos ração de crescimento para os animais, e o prazo era pra semana passada! - Stoico falou.  

 - E esse navio? - Melequento perguntou - Com certeza não faz parte da coleção de Berk!  

 - Esse é o meu navio, mestre Melequento! - Johan falou já preparando seu drama - Depois de levar minha mercadoria para trocar nas ilhas do leste, eu senti que havia algo me perseguindo do ar, e depois de um tempo, algo debaixo da água furou meu barco e tive que parar em uma ilha, para conserta-lo com uma madeira exelente, que comprei nas...  

 - Johan, resume por favor! - Soluço falou impaciente.  

 - Ok, ok! - Johan falou fazendo um "calma" com as mãos. - Fantasmas, eu vi vários fantasmas em meio a floresta daquela ilha. Fugi o mais rápido possível e mas meu barco foi perseguido por varios dragões negros mais ou menos do tamanho do seu Fúria-da-Noite, mestre Soluço... E por sorte cheguei até a minha amada e querida ilha de Berk!  

 - Dragões negros? Fantasmas? - Cabeça Dura indagou - Tem certeza de que não tá delirando, Johan?  

 - Não estou delirando! - Johan falou calmamente.  

 - Tá, onde fica essa ilha? - Astrid perguntou.   

- A leste daqui, quando chegarem perto da ilha vocês poderam ser atraídos por vozes. Cuidado! - Johan respondeu.  

 - Soluço? - Perna-de-Peixe chamou preocupado - Essas queimaduras e mordidas, não são conhecidas, não estão em nenhum livro, nem mesmo no Livro dos Dragões!   

- Eu sei! - Soluço falou preocupado.  

 - Ah, ótimo! Mais um dragão que a gente vai ter que descobrir... Como vamos saber se é perigoso? - Melequento perguntou.  

 - Não sei... Mas nós vamos descobrir! - Soluço respondeu, dando animação aos gêmeos que batem os capacetes animados.

Continua...


Notas Finais


Comentem!
😜😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...