História Ruggarol:O que realmente sinto por você - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Tags Ruggarol, Sou Luna
Exibições 122
Palavras 1.026
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, ocorreram alguns imprevistos e falta de cratividade.

Bom fiz o meu melhor , espero que gostem :)

Gente agora eu não vou colocar muito a Karol narrando, só o Ruggero! Porque a como vcs sabem a Karol já sabe que gosta do Rugge então so vão saber dela nos ultimos capitulos quando ele se declarar para ela :) bjs

Capítulo 18 - Você merece alguém que te ame de verdade!


POV: Ruggero

Acordei um pouco tarde, pois ontem depois de jantar fiquei vendo filmes com os meus pais e acabei perdendo o sono.Hoje não vou gravar.

Estou triste e feliz.

Feliz- porque hoje vou falar com a Cande e me acertar com ela.

Triste-porque como não vou gravar não vou ver a Karol.

****

Levantei , fiz minhas higienes matinais e desci para a cozinha, onde encontrei uma baixinha na cozinha.

-Buenos dias!-disse entrando na cozinha.

-Bom dia meu filho.-ela responde animada.

-Nossa quanta animação.-eu digo rindo.

-Só estou feliz de estar aqui com você!

-Também estou feliz que vocês estejam aqui comigo .-digo com um sorriso enorme.

-Bom , a comida já está na mesa, hoje você vai gravar?

-Não, vou aproveitar para ir falar com a Candelária.

Ela abriu um sorriso.

-Porque você está sorrindo?-perguntei

-Porque finalmente você se deu conta de que a Cande não é a pessoa certa para você.

-Eu nem disse o que vou falar com ela! E se for para ficar com ela?

-Não é.Dá para ver pelo que você disse ontem que você já não ama ela.

-Tá bom eu vou para terminar com ela.

-E quando vai se declarar para a Karol?

-Mãe, uma coisa de cada vez ok?

-Tá tudo bem, vou arrumar a cozinha qualquer coisa me chama.-ela disse se levantando e me dando um beijo  na testa.

-Ok.

****

Acabei de comer, fui me arrumar e fui para a casa onde eu morava com a Cande.

Chegando no apartamento , abri a porta e nem precisei chamar ela já que ela estava sentado no sofá vendo TV.

-Oi.-digo me sentando no sofá.

-Oi amor!E aí como foi lá com seus pais.-ela disse tentando me beijar mas eu desviei.

-É Cande precisamos conversar sério.

-Isso eu sei, ainda não esqueci o que aconteceu na noite de antes de ontem,quando você sonhou com a Karol.

-É então...

-Fala logo Ruggero!

-Olha Cande , você sabe que eu te adoro e te admiro muito, e se não sabe eu vou falar: Cande eu te adoro muito e te admiro como atriz, amiga, cantora, tudo , só que...

-Só que o que Pasquarelli?

-Eu não te amo mais!-joguei a bomba.

-O que??- ela perguntou incrédula.

-Olha Cande eu não quero te machucar, eu não que você sofra, mas eu não posso continuar com você sendo que já não gosto de você da mesma maneira que gostava quando a gente se conheceu.

-meu deus- ela sussurou mas eu ouvi.- Como assim não me ama mais?

-Olha Cande me desculpa é sério mas... olha bem, do que adianta a gente ficar juntos sem se amar? Eu amei você?! AMEI e muito só que não consigo mais, não consigo olhar para você e pensar que ainda vamos ser felizes namorando, não consigo te beijar e sentir amor, não consigo dormir com você sabendo que já não posso te amar! Eu não quero que você sofra, não quero que você se sinta magoada por isso eu quero terminar. Você merece alguém que te ame de verdade! Que te proteja, que possa te proporcionar toda a felicidade do mundo, coisa que eu já não sou capaz de fazer. Me perdoa!

Ela já chorava baixinho. E isso custava por mais que eu não a ame mais ainda sinto um carinho muito grande por ela.

-É por causa da Karol?- ela perguntou baixinho.

Baixei a cabeça não quero que ela sofra mais.

-Ai Rugge. Fala verdade joga as cartas na mesa! Eu acho que tenho direito de saber.- ela disse calma.

-Tá bom é por causa da Karol.

Ela ia falar mas eu fui mais rápido e a interrompi.

-Mas por favor não culpa ela, ela não tem culpa de eu.. eu..

-De você se ter apaixonado por ela.-ela disse me interompendo.- Olha Ruggero eu só quero que você seja feliz e se você acha que já não vai ser comigo, não posso fazer nada.- ela disse triste.

-Não olha você me fez muito feliz, muito mesmo me proporcionou muitos momentos maravilhosos.Me desculpa?

-Você não tem que pedir desculpas, ninguém escolhe por quem se apaixona!Também como não se apaixonar por Karol Sevilla kkk, ela é linda, não só por fora mas também por dentro, tem uma voz que encanta todo mundo.Fico feliz que pelo menos tenha se apaixonado por alguém que te merece, que te adora!

-É sério, você não está brava comigo?

-Claro que não, estou triste , estou ainda te amo mas eu quero que você seja feliz, muito feliz.

-Então amigos? - falei abrindo os braços.

-Amigos!- disse me abraçando.

Depois de uns segundos abraçados ela me surprende.

-E aí o que ainda está fazendo aqui?- ela disse fingindo de brava.

-Hã.

-Porque ainda não foi falar com a Karol , ô idiota.

-Ei-fingi ficar maoado pelo idiota.

-É sério porque ainda não foi falar com ela.

-Falar o que criatura?

-Se declarar para ela.

-O que? Não não nem sei se ela me corresponde.

-Mas é burro mesmo.

-Ei para de me ofender srsr.

-Quando dizem que o amor é cego , não brincam kkk.

-Do que você está falando.-perguntei ainda não entendendo.

-Meu deus, Rugge é sério que você ainda tem dúvidas que a Karol te ama?

-O que, me amar.

-Sim, os olhares, os sorrisos, os abraços...

-Você acha que ela gosta de mim.

-Tenho certeza, agr sai da minha casa, vai embora haha vai resolver sua vida amorosa

-kkk tá bom ,to indo senhorita mandona.

A abracei ela e falei:

-Obrigada, você é incrível, mesmo me amando me obriga a me declarar para a Karol.

-Como eu disse só quero ver você feliz.Boa sorte

-Obrigada, não se esquece que te adoro muito, tá?

-Eu não esqueço bjs.- me empurrou para a porta.

Sai rindo e sorrindo.

Às vezes é impressionante como as pessoas nos surpreendem por amor, quando cheguei na porta do meu antigo apartamento pensava que quando eu lhe dissesse que queria terminar ela ia me xingar, bater, gritar comigo, mas foi totalmente o contrário, ela me apoio, me fez ver que não posso perder a Karol . Até a manhã vou me declarar para a Karol!

 

 

 


Notas Finais


Desculpem de novo a demora, amo vocês e espero que gostem , se conseguir no próximo já termino a fic. :(


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...