História Ruggelaria até o fim ou Ruggarol desde o início? - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Luna Valente, Matteo, Personagens Originais
Tags Ruggarol Aguslina
Exibições 202
Palavras 683
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente como prometido aqui está mais um capítulo.
Espero que gostem. E desculpem se estiver um lixo. Beijos
LEIAM AS NOTAS FINAIS PLEASE.

Capítulo 11 - Maldito seja o sonífero.


Pov. XXX
Ainda vem que o lerdo do Gabriel deixou a chave no local combinado, se não o plano iria por água abaixo. Tirei a chave do vaso de plantas ao lado da porta e abri a porta. Bingo! O garotão já está na cama, nem vou precisar me esforçar pra colocar ele na cama ou tirar sua camisa já que ele está dormindo feito pedra e está sem a camisa. Ele e bem mais bonito pessoalmente. Essa barriga e a perdição de qualquer uma que olhá-la, essa pele, esses olhos, esse cabelo, esse corpo inteiro e um pecado. Eu acho que o Gabriel não vai se importar se eu me divertir um pouquinho, afinal ele está em seu décimo sono e eu nem vou fazer nada fora da minha realidade. Vou só dar uma "espiadinha" nesse pecado em forma de homem. 
Narradora 
A mulher contratada por Gabriel começou a passar a mão por seu rosto e lhe deu vários selinhos, depois começou a, literalmente enfiar a língua na boca dele. Desceu sua boca até seu pescoço e deu vários chupões, o que provavelmente deixaria marcas mais tarde. Enquanto a suas mãos, elas estavam passeando pela barriga de Agustin, parou sua mão quando sentiu os botões de sua calça, para seguir o plano teve que pegar uma camisinha em sua bolsa, a usou em Agustin ( entenderam né?! ) e a colocou do lado da cama, o deixou so de cueca e tirou suas próprias roupas, ficando apenas com as íntimas. Como se não bastasse, ela ainda "brincou" um pouco mais com o corpo de Agustin, só parou quando ouviu destrancarem a porta, se cobriu e deixou um cartão de sua agência de prostituição ao lado da cama e fingiu estar dormindo. Carolina abriu a porta, estava com Ruggero, Karol e Gabriel. Todos ficaram surpresos menos Gabriel que por dentro estava gargalhando. Carolina ainda estava em choque, só o que lhe acontecia era lágrimas escorrerem pelo seu rosto. Karol a puxou pra fora do quarto enquanto Ruggero foi acordar os "pombinhos"    
-POSSO SABER QUE POUCA VERGONHA É ESSA?_ Ruggero gritou e só a prostituta contratada por Gabriel. Ela "acordou" em um pulo e ficou encantada com a beleza de Ruggero. "Meu Deus, esses pais capricharam viu?! Agora sim eu tenho motivos pra usar meu remedinhos" pensou ela. Mas logo fez uma cara de assustada e disse:
-M-m-me des-d-descul-pa_ disse ela fingindo arrependimento e comoção. 
-FODA-SE VOCÊ. AGUSTIN. ACORDA AGORA._ disse Ruggero gritando mais uma vez, porém nada aconteceu, Ruggero achando que era palhaçada do amigo foi ao banheiro e pegou água e o jogou água gelada da torneira, o que fez com que o pouco que restava do sonífero acabasse e ele despertasse. 
-An? Que? Aonde eu to? Não era pra eu estar na piscina... Pera, quem tirou minha roupa?_perguntou Agustin com uma cara confusa 
-AGORA E ASSIM NÉ?! VOCÊ FICA AÍ TREPANDO COM UMA PROSTITUTA E DEPOIS VEM PERGUNTAR QUEM TIROU SUA ROUPA?_ Ruggero perguntou sentindo a raiva tomar conta de si, poderia conhecer Caro a pouco tempo, porém já a considerava uma irmã. Ele não iria aceitar que a maltratassem. 
- Como assim Ruggero? Do que você está falando?_ Perguntou Agustin realmente confuso. Aquela altura a prostituta havia ido embora deixando apenas um bilhete para Agus e deixou um para Gabriel em sua cama. 
-DO QUE EU ESTOU FALANDO? VOCE FICA AÍ FODENDO COM ALGUÉM ENQUANTO.... AH QUER SABER DEIXA! SE VOCÊ NÃO QUISER ADMITIR NÃO ADMITE, MAS JÁ VOU AVISANDO QUE TUDO O QUE VAI VOLTA._ disse Ruggero se segurando para não dar uma voadora na cara de Ruggero. 
*Do lado de fora do quarto*
Caro ainda estava chorando, não sabia bem o porquê, quando estava quase parando de chorar apareceu a tal mulher e passou suspirando, fingindo uma cara de apaixonada e também fingiu estar gravando um áudio no Whatsapp. 
-Aí amiga, hoje eu dormi com Agustin Bernasconi, ele é tão gostoso, ele tem uma pegada tão boa. Foi uma delicia_ disse a prostituta tentando fazer Caro se intimidar. 
Enquanto isso foram chegando o resto do elenco no quarto...


Notas Finais


Eu sei que está um lixo, me desculpem
Leiam minhas fics e da minha amiga ~Bia_For_Now
Coração Gelado (Gastina)
O amor bateu em nossa porta
Talvez você seja minha outra metade...
As aparências enganam (Jico)
Eternamente Gastina
Beijos e mais uma vez desculpem, vou tentar me esforçar mais 😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...