História Ruínas da Magia - Lágrimas dos Condenados - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Criaturas, Luta, Magia, Mentiras, Romance, Romance Gay, Sobrevivencia, Suspense, Traição, Yaoi
Visualizações 16
Palavras 506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Steampunk, Survival, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é Edward e sendo sincero
E dando um pequeno spoiler ele vai ter uma grande importância

Capítulo 4 - Futuro negro


Fanfic / Fanfiction Ruínas da Magia - Lágrimas dos Condenados - Capítulo 4 - Futuro negro

Jesse, Amanda estavam com as espadas, Edward com o arco e Cindy com uma espécie de chicote. E uma adaga.

E eu ... bem... Com nada. Além da minha inteligência é bom humor como armas.

Após muito tempo caminhando floresta a dentro encontramos um prédio...bem eles encontraram por que como Edward fez questão de lembrar” mundanos são cegos e não podem ver ...”

Acabou que Edward ficou comigo...me protegendo...eu mereço né.

E como ele é cara muito sociável. Vai ser super divertido.

Ele iria me proteger e daria suporte para os outros. E eu estava sentado encostado em uma árvore. Aproveitando meu tempo com meu novo amigo.

Fico olhando para estrelas torcendo para que alguma coisa de boa aconteça hoje.

Suspiro

Começo a caminhar me afastando.

E olho entediado para Edward. Que estava tão distraído olhando as redondezas que nem me notou me afastar um pouco.

Que grande protetor...

Bem... deve ser por que sou ”mundano”.

Olho em volta e finalmente acho uma constelação

. E sorrio.

Tão lindo.

Um barulho me faz olhar para trás.

E quando me viro vejo um lobo negro de olhos vermelhos. Me encarando.

Théo: Calma garoto...malminha..

Eu só me todo...

O lobo se aproxima de vagar. Eu recuo. Mas tropeço e Caio de bunda no chão. E me arrasto. Mas o lobo pula no meu peito e como esse buguento é pesado.

Fico sem ar e abro a boca. Vejo seus dentes afiados e brancos.

As folhas caem a nossa volta

E por um momento o tempo parece Parar. E seus olhos vermelhos parecem me devorar. Ele abre a boca rosnando e finalmente abre a boca e dá o bote.

Abro os olhos sem conseguir respirar. Estava suando frio e encharcado e começo a tossir era como se tivessem me quebrado e me reconstruído e tivessem perdido pedaços no processo ou a falta pedaços.

Meus ossos pareciam quebrados. Tento respira mas não consigo e acabo sufocando. Até que a luz some e não consigo enxergar nada.

Me desespero e tendo gritar mas não sai som. Sinto minha carne sangrar mas de alguma forma eu sei que não estou ferido. E depois foi o sangue que parecia ácido em minha veias. Destruindo todos os órgãos e me corroendo por dentro. E no final senti tudo ao mesmo tempo.

Me assusto com um toque bruto e me encolho.

Edward: Qual o problema mundano? O que aconteceu... está pálido

Théo: Eu não sei...

Começo a tremer de frio. Ele me coloca sentado de forma correta no tronco. E joga sua jaqueta em cima de.mim.

Ele diz algo mas usa voz está longe

Edward: ....Algo te atacou..?

Diz tocando meu corpo procurando algum ferimento.

Théo: não...

Digo mas nem sei se ele ouviu. Estava tudo escurecendo se novo.

O rosto de Amanda vem na minha mente é um desespero me atingi. Uma força estranha ...e ....medo...

Abro os olhos e agarro o braço de Edward.

Que me olha com dúvida no olhar.

Théo: Precisa ajuda-los.

Não lembro de mais nada é perco os sentidos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...