História Rules of life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema, Sugskarin
Exibições 35
Palavras 1.639
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


bem, mais um capitulo pra vocês, espero que gostem, tirei algumas duvidas nesse capitulo ^^

Capítulo 2 - Traição fatal!


Fanfic / Fanfiction Rules of life - Capítulo 2 - Traição fatal!

              Segunda feira, 7:57 mim colégio Mahatma

                                 Hyuuga Hinata

Ter que voltar para esse colégio é um martírio, tenho plena consciência de que sou culpada pelas as coisas que ocorreram ano passado, mas por que só eu fui motivo de chacota e perdi tudo que me era importante? Injusto, por mim eu teria trocado de colégio ou até mesmo ido morar em Londres com minha mãe e a Hanabi, mas meu pai insiste que eu tenho que estudar aqui no Japão e tem que ser nesse maldito colégio, onde eu sei que não sou bem vinda por ninguém, pois Sakura e Karin colocaram todos contra mim e fizeram minha vida um verdadeiro inferno depois do ocorrido, eu estava bêbada, e sei que isso não justifica meus atos

  Quando desço do meu carro os olhares maldosos se dirigem a mim, posso ouvir murmúrios se formarem por toda parte, logo avisto Sakura e seu grupinho de mal amadas, provavelmente esse ano vai ser pior que o anterior, bem terei que aguentar, sei que a mesma vai proibir todos de conversar comigo, não que isso me afete.

 

                       Sala de aula 2C, 9:34 mim — Colégio Mahatma

                                               Yamanaka Ino

Quase na hora do intervalo, vou aproveitar e ir na biblioteca, o professor Asuma de filosofia não parou de falar desde que entrou na sala, ele é bem risonho e simpático, já gostei dele, mesmo com a quantidade de conteúdo que explicou de uma vez só, não que eu não tenha gostado, mas no primeiro dia ele podia pegar leve, e agora que a aula já está no fim ele lembrou de anotar no quadro os horários das aulas, depois do intervalo teríamos duas aulas de matemática.

Com toda a minha concentração na aula, não percebi a cabeleira rosa da Haruno seguida da Uzumaki, fiquei na mesma classe que elas, não pareceria estranho se eu também estivesse na mesma turma que a proibida, então me proponho a procura-la e logo a acho sentada na última mesa da janela olhando o jardim, Matsuri me contou por que a chamam de proibida, sinto pena dela, o que a bebida não faz com as pessoas? As deixam loucas.

 Hyuuga Hinata, esse é o nome da moça “proibida”, parece que ela fez sexo com dois caras do colégio ao mesmo tempo, ela tem fogo mesmo, pior que minha amiga Tenten, sinto por ela não ter conseguido bolsa para estudar junto comigo, mas eu ainda posso vê-la todos os dias de noite quando eu for trabalhar, parece que a tal Hinata ganha de Tenten no nível de safadeza, esses caras ao qual ela praticou coito eram nada mais nada menos que Sabaku No Gaara e Uchiha Sasuke, namorados de suas duas melhores amigas na época, e também eram melhores amigos de seu namorado, um cara chamado Uzumaki Naruto, pelo que entendi ele ficou furioso, brigou com Sasuke e Gaara e terminou com Hinata, depois foi embora deixando Hinata a mercê de Karin e Sakura, devo concordar que ela era um fruto proibido de todas as formas possíveis, porém o que acho estranho nessa história é que todos descobriram o que aconteceu, por que alguém anonimamente mandou um vídeo dos três na hora H para todo o colégio, quem será que gravou esse vídeo e como conseguiu ? isso é muito suspeito.

— Ei vai ficar ai o dia todo loira? — o sinal do intervalo já havia sito tocado quando sou bruscamente interrompida de meus pensamentos por um certo ruivo delicia, com certeza ele deve ser para mim, mais proibido do que a própria proibida era para ele, apenas balanço a cabeça em negativo, pego minha bolça e saio em direção a porta, sem falar absolutamente nada.

 

                       Refeitório, 10:11 mim — colégio Mahatma

                                          Haruno Sakura

Karin esta bocejando de preguiça, parece que ser monitora é complicado e cansativo, Temari já estava no quarto sanduíche natural, pra onde será que vai tudo isso?

 

 — Sakura, você vai aprontar com a Hyuuga esse ano? a ruiva balbucia de sono entre as palavras, realmente gostaria de fazer algo doloroso com Hinata, o golpe que ela me deu junto de Sasuke ainda dói, mas não tenho ideia do que fazer, onde atacar, então por hora vou deixa-la em paz, talvez eu a pegue de surpresa.

— Não estou com cabeço pra isso, quero apenas ficar na minha — as duas me lançam olhares incrédulos, estava cansada dessa guerrinha que já durou mais tempo do que deveria, queria paz no momento, depois decidia o que aprontaria com Hinata.

— Vamos deixar ela em paz por hora, assim podemos pegar ela de surpresa — Karin arruma seus óculos e fita uma loira do outro lado do refeitório.

— Você quem decide, mas podemos achar diversão em outro lugar não? — pior que a minha mente diabólica era a da Karin, ela adorava humilhar os outros, não que eu não goste, eu adoro, mas Karin consegue destruir qualquer psicológico em segundos.

— Eu não vou participar das suas loucuras, se meu pai o prefeito for exposto novamente em um escândalo por seus filhos, isso inclui eu e não só Gaara, eu vou parar em um convento — Temari parece aflita e desesperada com o que pode acontecer, ter um pai político deve ser ruim.

— Você em um convento? É capaz de as freiras desistirem do oficio sendo corrompidas pela sua índole — Karin ri debochada coçando a barriga, Temari fita-a embravecida.

— Fica na sua pica pau velho, eu não falei com você — eu ri com o novo apelido depositado em Karin, a mesma bufa de raiva e continua encarando sua próxima vítima.

— Vamos dar uma prensa nela depois da aula? Vai ser divertido não acham?

— Hoje não posso, vai ter reunião dos monitores com a diretora.

— Que estraga prazer você karin — dou um sorriso de canto a mesma me responde com um largo sorriso de orelha.

— Vocês duas não tem jeito, deviam parar com essas coisas de crianças.

— Não enche Temari, bem que você gostava e ria sempre da desgraça dos outros— Karin fala com cara de poucos amigos.

— Verdade, porém esse ano devo me comportar, ou terei que ser uma freira e ficar sem sexo, céus o que eu não faço por um bom sexo.

Nos três trocamos olhares e soltamos algumas risadas. Desde a sétima serie éramos um quarteto, eu, Karin, Temari e Hinata, eu estava sempre com planos para humilhar alguém, nervosa e estressada o tempo todo, as vezes sou pior que o coice de uma mula, Karin sempre escandalosa, mas inteligente de certa forma, ela é muito carinhosa com Gaara mas só com ele, com os demais ela é rude, Temari era calma e atenta a tudo, e ultimamente é louca por sexo, isso começou ano passado quando ela dormiu com um universitário que deu algumas aulas de física como estagiário na nossa turma, acho que ele se chamava Shikamaru, o cara deve ser bom no que faz. Por fim Hinata, ela era tímida, paciente e muito inteligente, nunca esperaria ser traída pela doce Hinata, ela mudou e se tornou um doce amargo em minha vida.

 

                        Sala de aula 2C, 10: 15 mim — colégio Mahatma

                                            Sabaku no Gaara.

Esse intervalo foi curto, nem deu para conversar direito com sasuke e neji, sobre as novatas gostosas que tem esse ano, aquela loira tá me deixando com água na boca, no final falamos apenas de Hinata e que tínhamos que pedir desculpas a ela, só não sei se devo pedir desculpas por ela me proporcionar a melhor noite de sexo que já tive, eu realmente não presto, perdi a amizade de Naruto, e ainda assim não consigo esquecer aquela noite, talvez eu a convença a repetir a dose ao invés de pedir desculpas.

 

— Soube que a loira é bolsistas — Neji olha de canto a loira de olhos azuis sentada na primeira carteira da porta.

— Mas até que ela é jeitosinha— Sasuke cochicha para que só eu e neji possamos ouvir.

— Mas é pobre e sem classe— Neji argumenta com cara de nojo.

— E o que tem? Nada que um banho não resolva— sasuke solta um risinho debochado para Neji.

— Vocês não viram o fora que ela deu em Gaara mais cedo — Sai da um tapinha em minhas costas e sorri zombeteiro, eu o fito-o raivoso.

— Não levei fora nenhum, tá pra nascer o rabo de saia que vai me dar um fora — Neji e sasuke apenas riem debochados.

— Não foi o que eu vi, você falou algo pra loira e ela se levantou e saiu te ignorando.

— Isso por que ela não tem educação — encaro sasuke que engasga com o próprio ar.

— Vocês dois deviam sossegar o faixo, se karin e sakura souberem vocês estão mortos, deixem a loira para mim.

— E por que deixaríamos? — Neji se pronuncia com as sobrancelhas arqueadas.

— Oras, não é você que tem nojo de pobre neji?

— Tenho nojo, mas como Sasuke disse, um bom banho resolve.

Somos interrompidos pelo professor de matemática que solta um longo suspiro em meus ombros.

— Chega de fofoquinhas por hoje não? — todos olham para nosso grupinho e soltam risinhos abafados, mas aquela conversa estava longe de acabar, provavelmente continuaria na hora do almoço.

       

                              12:03 mim — Corredor colégio Mahatma.

                                            Hyuuga Hinata

Aposto que aqueles idiotas estavam falando de mim, por que não me esquecem? Até meu primo neji me trata como uma sem vergonha e me humilha sempre que pode, só queria morrer de uma vez, só assim vou parar de ser chicoteada por todos, estou odiando cada momento aqui nesse colégio, os murmurinhos, os olhares atravessados, e olha que sakura está na dela, porém sei que é temporário, acho que vou pra casa e dormirei o resto do dia para esquecer da minha infeliz existência, perdida em meus pensamentos sou surpreendida quando bruscamente me choco com alguém e vou de encontro ao chão, sentindo uma leve dor que logo se apaga quando um liquido gelado cai sobre mim.

 

 

 

 

 

 

             

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


desculpem qualquer erro de gramatica, eu revisei algumas vezes, mas sempre passa algo ^^
enfim, esse capitulo foi necessário para por os pingos nos "I" e para mim dar um up na historia no próximo capitulo, é isso espero que gostem e agradeço desde já quem ler :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...