História Rules of life - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Ino Yamanaka, Inochi Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Minato "Yondaime" Namikaze, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Suigetsu Hozuki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema, Sugskarin
Exibições 28
Palavras 2.463
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Mais um capitulo fresquinho, espero que gostem ^^
Esse capitulou ficou longo, mas acho que vale a pena ler :3
boa leitura.

Capítulo 3 - Ultimato e Planos maldosos!


                             12:04 mim — corredor colégio Mahatma

                                          Yamanaka Ino

Assim que o sino tocou anunciando o termino das aulas saio em busca do bebedouro mais próximo, precisava de um grande copo de água. Quando eu estava terminando de beber minha água, lembrei que esqueci meu livro favorito na sala de aula, enchi meu copo novamente e fui em busca de meu precioso, com a pressa nem percebo as pessoas ao meu redor, muito menos a minha frente, só pensava em meu precioso, e como infelizmente sou uma pessoa desastrada acabo batendo em alguém, derramando toda a água do copo na pessoa, tamanho era meu espanto ao perceber que era a proibida, digo Hinata, ela está de bunda no chão com os cabelos e roupas parcialmente molhados.

— er.. er... Me desculpa, não foi minha intenção. — estendo minha mão direita para ajudar ela a se levantar.

— Tudo bem, já estou acostumada com esse tipo de coisa acontecendo comigo — Hinata segura o rosto com as duas mãos parecendo que iria chorar e quando ela ameaça a seguir seu caminho eu a seguro.

— Olha foi um acidente, eu realmente não quis te molhar, sei que outros fazem essas coisas com você, eu não sou esse tipo de pessoa, deixe-me ajuda-la — dou um sorriso envergonhado, ela me fita curiosa e desconfiada, mas logo abre um sorriso animador.

— Obrigada?

— Bem, sou Yamanaka Ino, prazer.

— Sou Hyuuga Hinata.

Fui com ela até o banheiro, tentamos secar suas roupas, mas foi uma tentativa falha, então ela me ofereceu carona para voltar pra casa, e eu aceitei, eu nem imaginava que esse começo de uma pequena amizade iria me causar tantos problemas, e acho que estou esquecendo algo importante.

Horas depois na humilde casa Yamanaka ........

— Droga, esqueci meu precioso

                 Sexta Feira, 10:06 mim — EUA.

                              Naruto Uzumaki

Acho que estou tendo um orgasmo, esse café que meu padrinho faz me dá mais prazer do que mil putas bem pagas, com esse café nem sinto mas tristeza por saber que vou voltar para o Japão, para aquele minha antiga vida, eu só queria recomeçar novamente, o pervertido de meu padrinho decidiu se casar com uma pessoa que conheceu na internet, nesses sites de relacionamento, o que é bem bizarro, fazer o que, acho que vou arrumar as malas, e tentarei não pensar naqueles olhos de perolas aos quais antigamente foram meu refúgio.

 

         

            Quarta Feira, 11:32 mim — Colégio Mahatma.

                               Karin Uzumaki

Essa aula de educação física é um saco, odeio fazer exercícios físicos, Temari está anunciando que vai ter testes semana que vem para o time de futebol feminino, semana que vem ia ser a semana de testes para tudo, desde os times de futebol masculino e feminino, basquete, corrida, natação, líderes de torcidas e outros, esse ano a diretora Tsunade decidiu a pedido dos pais participar de um campeonato entre colégios, que acontecia todo ano, porém Mahatma não participava a alguns anos e ela obrigou todos os alunos a escolher dois grupos de esportes, eu como sou monitora poderia escolher apenas um, depois de Sakura  me ameaçar de todas as formas possíveis decidi escolher as líderes de torcida, Temari fora o time de futebol ao qual ela era capita escolheu as líderes de torcida também, e Sakura em troca escolheu o time de futebol.

— Acorde pimenta. — Sakura dá um grito em meu ouvido.

— Droga não me assuste feiosa. — Ela dá uma gargalhada.

— Olha quem está do outro lado da arquibancada, a loira pobre e a pistoleira, que combinação perfeita não acha? — viro meu rosto em direção as pessoas mencionadas, Hinata ria de algo que a tal Ino comentava, as duas se tornaram amigas tão rápido.

— Vamos dar um ultimato na novata, só pra ela saber como as coisas funcionam? — aquilo estava me deixando animada, Gaara estava olhando demais para a loira oxigenada, ia ser bom por ela no seu lugar.

— Assim que terminar a aula, ela vai estar sozinha. — Sakura sorri sarcástica.

Restava uns vinte minutos de aula, e iriamos embora e só de saber que não veria aquele professor estranho por dois dias, já ficava feliz, Gai era muito energético, eu não tinha o fogo da juventude que ele tanto falava, era sedentária assumida e comia feito uma louca.

 

                        12:11 mim — Portão principal colégio Mahatma.

                                                    Sakura Haruno

Temari não concordou com o que eu e karin iriamos fazer com a Ino, o que não me fez mudar de ideia, ela foi pra casa e pediu para ligarmos depois pra ela, acenou com a mão e foi em direção ao seu carro onde Gaara a esperava para eles irem embora, Karin jogou um beijo pra Gaara e deu tchau com a mão esquerda, ela mandou mensagem pra ele na aula de educação física falando que iria sair comigo.

— Então, olha a nossa vitima ali chiclete mal comido — odiava os apelidos que Karin me dava, Ino estava encostada no muro esperando Hinata, o que era estranho elas sempre saiam juntas.

— Não sei se vai dar certo, a Hinata pode chegar logo e atrapalhar tudo.

Karin faz uma cara com uma mistura de sarcasmo com deboche ou talvez satisfação.

— Não se preocupe, já cuidei de Hinata.

Fico parada na frente dela e com um ar curioso.

— O que você fez? —. E eu achando que Karin ia deixar Hinata em paz.

— Você não querer fazer nada com ela não quer dizer que eu não vou fazer —. Ela sorri zombeteira.

Fiquei surpresa com o que ela me contou que fez com Hinata, aquilo foi muito diabólico, tadinha da pistoleira ia passar a melhor tarde de sua vida, ou pior?  Dou de ombros para Karin e vou em direção a Barbie falsificada

— Então bolsista, gostou do colégio? Ino se assusta e retrai o corpo na mesma hora, me olha por uns instantes e desvia o olhar em seguida.

— Viemos lhe dar uma aviso querida — Karin se encosta do muro bem perto da Barbie cruza os braços e fita a rua.

— Olha, pare de andar com a pistoleira da Hinata, ou as coisas vão complicar para o seu lado —. Eu passo meu braço esquerdo no pescoço da loira e a puxo bruscamente contra mim quase a enforcando, ela fica estática e perplexa.

— Posso fazer da sua vida um inferno, você entende como é a Hierarquia nesse colégio? — Karin dá um sorriso de canto arruma seus óculos.

— Nós mandamos aqui, somos a lei, se eu decidir que você vai comer coco de cachorro, você simplesmente come entendeu?

Ino me empurra e se livra de meus braços bruscamente ficando frente a frente comigo e Karin, eu solto uma gargalhada, quem ela acha que é?

Ela com um olhar de meias palavras e extremamente seria.

— Eu sou bem grandinha para escolher minhas amizades, mas obrigada pelo concelho, quando ela ameaça a ir embora sinto-me com raiva e em uma súbita reação já estou segurando seu cabelo em um rabo de cavalo, falo baixinho no seu ouvido.

— Quem avisa amigo é, não me provoque por que eu posso acabar com você fácil assim — estalo meus dedos soltando-a, a mesma segue o caminho dela, nem sequer lembra de estar esperando Hinata.

— Não sei quem é pior eu ou você —. A ruiva com olhar um tanto satisfeito e sarcástico observava atenta a loira se distanciar.

— Sem dúvidas é você! — Sorrimos juntas e fomos embora ligar para Temari.

 

                                          19:43 mim — Mansão Uchiha

                                                       Uchiha Sasuke

 

Esse teto é tão branco, odeio essa cor é tão vazia, Sakura já me ligou umas dez vezes, eu não vou atender, na certa já sabe que eu e os meninos vamos em uma boate hoje e quer ir atrás “cuidar de mim”, não aguento mais esse namoro, quero simplesmente terminar com ela, mas nunca consigo, mesmo depois de ter dormido com a Hyuuga ela continua comigo, eu quero novos horizontes, não que eu já não os tenha, Sakura tem que seguir a vida dela e me esquecer, e por isso iria colocar meus planos em ação, hoje contaria para Gaara, Sai e neji a ideia que tive, para nós livrar de nossas insuportáveis namoradas, Gaara já não suportava Karin faz um tempo, só continuava por medo dela armar um barraco e manchar a preciosa reputação de seu pai e ir parar em um colégio militar, e eu estava com Sakura por comodismo, mas decidi dar um basta nisso.

              

                           22:59 mim — boate Beer’s House

                                                Sai

Sasuke chamou todos para essa boate nova, aposto que não queria Sakura no seu pé, por isso achou um lugar novo para ir, mas aqui é agradável, estamos sentados em uma mesa perto da janela, Neji já estava bebendo, Sasuke ia começar a falar.

— O que acham de uma aposta, ou melhor, um desafio? Nós três olhamos desconfiados pra ele, tudo que vinha do Uchiha era ruim.

— Fala logo desgraça — Gaara impaciente como sempre.

— O que você quer aprontar Sasuke? — Neji fala autoritário, o Uchiha olha direto para Gaara.

— Gaara eu achei uma maneira de nós livrarmos de nossas adoráveis namoradas — o ruivo arregala os olhos obsoleto com aquelas palavras, eu e Neji apenas trocamos olhares.

— Como vai fazer isso sem barracos? — não era novidade alguma que aquelas dois não suportavam as duas, mas se eles terminassem com elas, ia haver barracos e mancharia a nome da família deles, Gaara ia parar em um colégio militar, já tinha sido ameaçado pelo seu pai, e Sasuke, bem com ele nada acontecia, mesmo assim não conseguiu até hoje terminar com sua estupida namorada.

— La vem merda, apenas terminem com elas — Neji fala balançado a cabeça em negativo, Sasuke nem liga para neji, bebe um gole de sua bebida e continua.

— Quero o sabor do desafio, que tal eu e Sai apostarmos quem leva primeiro a Karin para cama e Gaara e Neji apostam quem leva a Sakura pra cama, o que acham? — todos olhamos divertidos pra ele, aquilo de fato seria divertido.

— Se resolver meu problema eu concordo com isso. — Gaara coça a cabeça e sorri malicioso.

— Eu não sei, isso pode ser perigoso. — Neji o correto de todos, mas sei que ele adora uma aposta.

— Quem perder, vai dançar Macarena na frente da escola toda vestidos de mulher. — Sasuke ri zombeteiro.

— Vamos Neji, eu quer que eu revele seu segredo para. — antes que ele termine a frase Neji dá um soco na mesa e esbraveja.

— Cale a boca imbecil, eu participo dessa aposta. — o que será que Gaara iria falar pra deixar o Rapunzel furioso.

—Já chega disso vadias, vamos fazer a aposta ou não?

Todos concordam com aquilo, Gaara por que quer terminar com Karin sem barracos, e se eu ou Uchiha conseguir isso, ele vai ter motivos para terminar e a cabelo de fogo não vai ter motivos para barracos já que será culpada, Neji por ser ameaçado por Gaara e por que ama apostas, eu, bem não tenho motivos fortes, apenas por que quero ver eles dançando Macarena vestidos de mulher, façam suas próprias apostas, quem dorme com quem primeiro? Gaara chama alguém para servir alguma bebida para nós quatro.

— Vão querer mais alguma coisa? — ouço uma voz feminina e extremamente doce atrás de mim, ela deposita as bebidas da bandeja na mesa, pelo que havia perguntado devia trabalhar naquela boate, me viro e dou de cara com uma loira de olhos azuis.

— Você trabalha aqui? — foi só o que consegui pronunciar, estava em euforia com aquele monumento uniformizado na minha frente.

— Sim trabalho, algum problema com isso? — Ela segura a bandeja contra o peito e morde os lábios.

— Não, para gente como você trabalhar em uma boate deve ser normal senhorita Yamanaka — Neji tinha que abrir a boca para insultar Ino, Gaara deu uma piscadela para a loira na nossa frente e Sasuke olhava uma morena do outro lado da boate.

— Verdade, para gente como eu “trabalhar” deve ser normal, agora para gente como você deve ser o fim do mundo, um bicho de sete cabeças não? — imaginei ela fazendo aspas com as mãos quando            pronunciou a palavra trabalhar pela primeira vez, ela dá de ombros deixando o Hyuuga bufando na mesa, essa noite estava mesmo ruim para o moreno.

 

                                       23:14 mim — colégio Mahatma.

                                                Hyuuga Hinata

      Eu não aguento mais, essa tortura não acaba, eu não acredito que elas fizeram isso comigo, me trancar no banheiro da escola com três tarântulas foi pesado, elas sabem de todos os meus medos, sabem que o pior deles e de ser enterrada viva, e estar aqui presa nesse banheiro e quase o mesmo, estou ficando louca, essas aranhas enormes andam por todo o banheiro, isso está me aterrorizando, passei a tarde revezando entre bater na porta pedindo ajuda e sentar no chão para chorar de ódio, raiva e principalmente de medo, terei mesmo que passar a noite aqui? No escuro com três tarântulas enormes?

— SOCORRO, SOCORRO, SOCORRO, alguém me ajude por favor, ajuda. — as lagrimas não paravam de sair, eu estou com muito medo, assustada, sento novamente no chão encostando a cabeça na porta, aqui só está sendo iluminado pela luz da lua que vem de fora, agradeço a quem decidiu colocar essas janelas enormes no banheiro, essa fraca luz ainda me permite vigiar onde estão essas três e repugnantes aranhas as quais estão me deixando louca, não acredito que passarei a noite em claro, trancafiada com três tarântulas, tarântulas, meu deus me ajude. Hinata, calma, calma, pense em algo.

— Ai, como não pensei nisso, passei a pior tarde da minha vida por ser idiota, meu celular, tenho que achar meu celular — Procuro na minha bolsa e por sorte acho, não posso ligar para o papai e lhe causar problemas de novo, mas ninguém vai me ajudar nem mesmo Neji, ele me odeia, pensa, pensa, acho que com todo o medo que passei hoje fiquei retardada, mas qualquer um no meu lugar ficaria assim, ainda mais com os medos que tenho, já sei, vou ligar pra Ino, sei que ela está trabalhando na boate da amiga dela, digo do pai da amiga dela, mas tenho certeza que ela não vai me negar ajuda, acho o contado dela e ligo, está chamando, chamando, chamando, chamando, chamando, droga atente Ino, só você pode me ajudar, a ligação cai na caixa postal, e minha bateria está no mico, continuo tentando até que na decima tentativa ela atende.

— Ino, SOCORRO! — Só ouviu um suspiro de preocupação do outro lado da linha 

— Que foi Hinata? Aconteceu algo? acabei de sair do trabalho, não podia atender antes, por que não respondeu os SMS que te mandei de tarde?

— Não importa, vem para o colégio, estou presa no banheiro. — Só consegui falar isso, acabou a bateria e meu celular desligou, espero que ela consiga vir me ajudar, estou começando a tremer de frio e principalmente de medo, as lagrimas novamente invadem meus olhos assim que percebo que perdi de vista as tarântulas.

 


Notas Finais


como foi a leitura? espero que boa ^^
desculpe qualquer erro de gramatica, e se quiserem dar opiniões e criticar sintam-se a vontade ^^
agradeço quem leu ^^
beijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...