História Rumours - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Monsta X
Personagens Hyung Won, I'M, Joo Heon, Ki Hyun, Min Hyuk, Show Nu, Won Ho
Tags 2won, Hyunghyuk, Jookyun, Showhyuk
Visualizações 170
Palavras 1.734
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


E AI GALAERA.
Eu sei desculpa, pela demora, podem me xingar, mas como falei no capítulo anterior, estou passando por umas barras e estou tentando ao máximo atualizar tudo aqui! Obrigada a quem se preocupou comigo nos comentários, falando que ia ficar tudo bem, vocês são demais!

Espero que gostem.
Boa leitura!

Capítulo 7 - Awkward


Ao acordar de manhã, estava com uma disposição que há muito tempo não sentia assim que acordava. Geralmente, ao despertar, ia se arrastando até o banheiro para se arrumar para mais um dia maravilhoso na escola – tão maravilhoso que não via a hora de acabar.

Olhou pela janela, observando que fazia um belo dia lá fora. Céu azul, tão limpo que só se via bem distante.

Quando saiu de casa, sua mãe ainda estava dormindo, o que não o impediu de deixar um beijo em sua testa antes de ir para a escola. Caminhou tranquilamente. Porém, sua tranquilidade teve fim quando avistou Hyungwon e Hoseok mais a frente, faltando pouco para chegar a escola, tão pouco.

Passou bem próximo a eles, já que estes andavam demasiadamente devagar por estarem praticamente se fundindo um ao outro, e assim que notaram a presença de Minhyuk, Hyungwon se afastou do menor, fazendo-o ficar levemente confuso. O Lee não se deu o trabalho de esboçar qualquer reação que fosse, afinal, devia mesmo cagar e andar para aqueles dois. Pôde ouvir algum deles cochichando, mas continuou com a postura de i don’t give a fuck até chegar na escola. Ao chegar na sala, Hyunwoo já estava lá como de costume. Largou suas coisas em cima da mesa e tornou a reclamar de Hyungwon e de Hoseok sem parar, até que Hyunwoo lhe interrompeu.

- Ow, ow. Calma, loirinho. – Falou com sua calma característica, fazendo sinal de stop com as mãos. Minhyuk estava tão afoito que nem notara o apelido que o maior lhe chamara. – Do que está falando? Quem disse que você comeu o quê? – Minhyuk parou de galar, recuperando seu folego. – Agora fale calmamente o que você estava tagarelando aí.

- Ah... – Minhyuk pensou melhor. Talvez não seria tão recomendado falar sobre isso logo com Hyunwoo. - Era o Changkyun que não me dá mais atenção. – Pensou rápido e inventou uma desculpa qualquer sobre a sua reclamação. – Só quer saber do namorado. – Fez um bico em seus lábios, o que fez Hyunwoo rir.

- Não se preocupa com isso, Min. – O moreno não pareceu notar a mentira de Minhyuk, começando a falar normalmente. – Sempre é assim, logo eles voltam ao convívio em sociedade, faz pouco tempo que eles namoram, certo? – Apesar do motivo da alteração de humor de Minhyuk não tenha sido esta, não deixava de ser verdade a história sobre Changkyun, desde que começou a namorar com Jooheon, estava menos disponível para os seus amigos. Nunca colocava a culpa em Jooheon, ele fazia bem ao seu melhor amigo. E mesmo isto sendo verdade, se sentia errado por estar mentindo para Hyunwoo. Mas era inofensivo, certo?

Ao fim da fala do mais velho, Minhyuk suspirou. Quando havia ganhado tantos problemas para resolver? Pelo menos tinha algo que lhe animava consigo, havia ganhado a companhia de Hyunwoo e isso melhorava muito as coisas para o seu lado. As intrigas lhe desgastavam demais, por isso tentava ao máximo evita-las. Notou que o moreno sorria reconfortador para si, uma cena totalmente adorável, então permitiu-se relaxar mais e retribuir aquele sorriso caloroso que o seu mais novo amigo lhe lançava.

O professor adentrando na sala interrompeu a troca de olhares de ambos ali, fazendo Minhyuk cair em si, notando a situação ali, corando levemente por ter ficado uns longos segundos fitando o rosto de Hyunwoo. Virou-se para voltar para a sua cadeira, ainda envergonhado.

- Espera. – Um pouco antes de chegar na sua mesa, virou-se novamente para Hyunwoo que ainda lhe sorria. – Você me chamou do quê? – Finalmente havia notado, fazendo o mais velho cair na gargalhada. “Vá se sentar, loirinho. ”, O moreno gesticulou para o mais novo, fazendo Minhyuk virar um pimentão.

 

 

Na hora do intervalo, Minhyuk intimou Hyunwoo a se sentar com ele e seus amigos, e recusar não era de longe uma das opções disponíveis. Ele podia: Aceitar e aceitar. Não podendo fazer nada sobre isso, o moreno aceitou. Este não era muito de socializar, era notável que ele não provia de muitas amizades, não pelo menos no ambiente escolar.

Arrastando o maior pela mão, os dois chegaram ao refeitório onde o famigerado grupinho de Minhyuk já estava sentado na mesa habitual – e Hyungwon claramente não fazia mais parte -, recebendo alguns olhares dos demais alunos, fazendo o platinado soltar rapidamente a mão do rapaz. Foram até o balcão pegar sua refeição e voltaram à mesa. Minhyuk sentou-se ao lado de Kihyun, e Hyunwoo à frente do loiro, e todos pareceram sentir um clima estranho repentinamente ao que se olharam.

- Então... – O Lee pigarreou. – Vocês já devem conhece-lo, porém não tão bem. Son Hyunwoo o filho do professor de literatura. – Minhyuk apontava para o moreno como se este fosse um coelho que aparecia na cartola em um show de mágica.

- Ah, sabemos sobre você! – Changkyun começou com o seu jeito mundiça. – Min já fofocou bastante sobre você. Sou o Changkyun. – Na maior cara lisa, o Im ergueu sua mão para cumprimentar o maior, com um sorriso de gente safada no rosto. Ainda um pouco assustado, Hyunwoo apertou sua mão, dizendo que era um prazer conhece-lo. Após a cena, ouviu-se apenas um barulho de algo duro batendo contra a mesa, todos olharam na direção de onde o som vinha, descobrindo que o objeto duro fora a testa de Minhyuk contra o tampo da mesa, fazendo Jooheon cair na gargalhada.

Enquanto Minhyuk tentava assassinar Changkyun com o olhar enquanto este comia tranquilamente, Jooheon se apresentava como o amor da vida do Im ali do lado. Quando chegou a vez de Kihyun, apenas apertaram ambas as mãos e deram um aceno com a cabeça, logo voltando a comer. Apesar da incrível lerdeza que o loiro possuía como uma de suas virtudes, tal ato não passou despercebido diante de seus olhos. Porém, também possuindo o dom do bom-senso – ao contrário de Changkyun -, resolveu comentar sobre aquilo em outra hora.

Ao final do intervalo (lê-se humilhação de Lee Minhyuk na frente do boy), todos voltaram para a sala. Contudo, a situação que ocorrera anteriormente lhe tomou os pensamentos mais uma vez. Sua intenção era conversar com seu falecido melhor amigo Changkyun, mas este havia se metido em sei-lá-qual-buraco. Sendo assim, foi conversar com Kihyun, que não deixava de ser um amigo muito bom para si.

- Então estão falando de você? – O moreno baixinho concluiu após Minhyuk terminar de despejar todos os seus problemas e chateações em cima de si. – E você ainda está incomodado com o novo casal 20? – Largou as perguntas, vendo o loiro concordar. – Ah... Eu já sabia.

- Qual é a tua, Kik? – Minhyuk bufou, extremamente inconformado com o fato de Yoo Kihyun sempre saber de tudo sobre tudo. – Você é o Yoda, por acaso?

- Inteligente apenas sou. – Juntou ambas as mãos e falou com calma, imitando o inenarrável personagem do grande sucesso dos cinemas, recebendo apenas um olhar de tédio de Minhyuk em resposta. – Eu hein, é você que deixa tudo obvio demais nessa sua cara de filhotinho perdido. E Hyunwoo parece que está hibernando sempre, por isso não se liga nas coisas.

- Tá, tá. – Minhyuk mexeu rapidamente as mãos, querendo adiantar aquele mini sermão. – Mas o que você acha que eu devo fazer?

- Primeiramente: Por que você está perguntando para mim, você devia era conversar com o Hyunwoo sobre isso. – Kihyun passava sua destra pela testa, demonstrando o seu cansaço. – Mas já que quer minha opinião de sábio... Se você está gostando do moço, não vejo nenhum problema em continuar saindo com ele. Deve ser um bom rapaz. E sobre o embuste, sabe, não há muito o que se fazer, apenas vai continuar sentindo isso até que finalmente passe. – Yoo falou como se já tivesse passado por aquilo, como se soubesse de cor e salteado o que fazer nessas situações. De certo modo, falar com Kihyun ao invés de Chang, veio a calhar e muito, o Im provavelmente aconselharia o Lee a sair xingando todo mundo e descer o cacete no Chae.

No fim da conversa, Minhyuk agradeceu de coração a Kihyun por ouvir os seus problemas, dos quais ele não tinha nada a ver e sequer a obrigação. Ele era um amigo muito bom.

 

 

Assim que terminou a aula, recolheu suas coisas, colocando tudo dentro da mochila enquanto aguardava Hyunwoo do lado de fora da sala. Haviam combinado mais uma vez que iriam juntos para casa.

Já perto da casa de Minhyuk, este parou de andar, logo sendo notado pelo moreno que o acompanhava.

- O que houve? – Hyunwoo perguntou, voltando a se aproximar do menor.

- Tem algumas coisas me incomodando. – O loiro respondeu cabisbaixo, suspirando baixinho e encostando no poste que havia logo ali do seu lado.

- Pode me contar? – Abaixou a cabeça para poder olhar para o rosto do mais novo, aproximando-se mais deste. – Sabe que sou todo ouvidos.

Então Minhyuk lhe contou todos os problemas que andava tendo. Tanto em relação aos boatos que nunca paravam de lhe rondar e rodar a escola todinha sobre eles dois, como a Hyungwon.

- Se você quiser para de falar comigo, eu vou entender. Nunca quis ser um problema para você. Longe disso. – Sorriu um tanto fraco. Certamente ele não queria perder a aproximação e tampouco a amizade que havia construído com o Lee, mesmo que suas intenções fossem além disso, não tinha a menor pressa ou concupiscência de levar aquilo ao seu finalmente. – Quanto ao Hyungwon... Infelizmente homicídio é crime, então o que podemos fazer é ignora-lo.

- Eu não quero que se afaste de mim, Hyunwoo. Você tem me feito bem e estou gostando de você... – Mal ouviu o que disse e instantaneamente corou, tratando de se corrigir. -  D-digo... da sua companhia, hyung. – Sorriu amarelo, era a quinquagésima vez que passava vergonha naquele dia, e também não deixou de notar que o sorriso de Hyunwoo aumentara, assim como sua aproximação, tendo seu braço apoiado bem acima de si no poste, deixando os dois extremamente próximos. – Posso fazer uma pergunta? – Minhyuk engoliu em seco, vendo o maior assentir. – Você já conhecia o Kihyun?

O sorriso que havia no rosto do moreno fora destroçado, fazendo-o também recuar um passo. – Ah... Ele estuda lá faz um tempo, hm? – Fora breve em sua resposta. Pegou o celular em seu bolso e olhou as horas. – Vamos indo? – Apenas esperou a confirmação de Minhyuk para voltar a caminhar rumo sua casa. 


Notas Finais


Não esqueçam do feedback delicious

Minhas outras fics:
https://spiritfanfics.com/historia/tumblrs-little-boy-9805931 - Oneshot Kihyun x Minhyuk para o projeto do @monwriters! Deem uma olhada nas outras também, todas estão sensacionais.
https://spiritfanfics.com/historia/bedtime-9729717 - dd/lb 2won
https://spiritfanfics.com/historia/closer-9667216 - putaria showhyuk
https://spiritfanfics.com/historia/daddy-issues-9544300 - daddy kink, professor x aluno showhyuk

toiter: hyunwonzzz // mxnbabe


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...